Busca

Categoria: Teatro


08:00 · 14.04.2017 / atualizado às 08:30 · 14.04.2017 por

Grupos do Sertão Central que produzem espetáculos relacionados às tradições da Semana Santa e foram contemplados com o Edital Ceará da Paixão 2017, da Secretaria de Cultural do Estado (Secult), fazem apresentações nesta sexta-feira (14) em Canindé, Quixadá e Senador Pompeu, todos abertos ao público. As encenações serão realizadas á tarde e também á noite.

As primeiras apresentações ocorrem em Senador Pompeu e Quixadá. A partir das 16 horas tem a “Inigualável Paixão de Jesus Cristo”, em Senador Pompeu, com início da encenação na Estação Ferroviária, tendo como continuidade do cenário vários pontos do Centro da cidade.

Quase no mesmo horário tem a encenação da “Via Dolorosa” na igreja do Alto São Francisco, em Quixadá.

À noite, tem a “VII Paixão do Sertão – O caminho do calvário na Fé do sertanejo”, a partir das 19 horas, no bairro Santa Luzia, em Canindé.

Na quinta-feira (13) o espetáculo cênico “Amarga Ceia, Por que mataram Jesus?” foi apresentado à tarde na Vila das Artes, em Canindé.

No dia anterior, à noite, foi a vez do público de Redenção, no Maciço de Baturité assistir a “Paixão de Cristo: Do caminho do calvário a ressurreição”, na  Praça da Liberdade, no Centro da cidade.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:00 · 12.04.2017 / atualizado às 08:15 · 12.04.2017 por

O grupo de teatro Quinta Arte fará no início da noite desta quarta-feira (12) uma encenação especial da Paixão de Cristo. Segundo o diretor do espetáculo, João Alan Severo, a apresentação ocorrerá na praça da Igreja Matriz de Santo Antônio, no Centro de Quixeramobim, logo após a celebração eucarística das 18 horas. Os atores e atrizes são membros da paróquia de Santo Antônio.

Além de Quixeramobim, grupos teatrais de Quixadá e de Senador Pompeu apresentarão a passagem bíblica neste fim de semana. O espetáculo do sofrimento de Cristo é tradição nestas cidades. Os destaques são a apresentação do Grupo JAST, no Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, em Quixadá e na ruas de Senador Pompeu, com a “Inigualável Paixão de Jesus Cristo“, a partir das 16h30 da próxima sexta-feira (14).

Este ano, no sábado (15) a comunidade de Boa Água, no distrito de Cipó dos Anjos, na zona rural de Quixadá, será contemplada com o Sertão das Tradições, onde haverá leitura do testamento e a queima do Judas. O projeto cultural contempla também a realização de palestras, apresentações de grupos de reisados e um jantar coletivo.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

11:33 · 18.11.2016 / atualizado às 11:33 · 18.11.2016 por

Memor IN AllQuixeramobim. Segue até sábado (19) a programação cultural do “Memor In All”, evento organizado por estudantes militantes independentes no Memorial Antônio Conselheiro, neste Município do Sertão Central. A programação do vento é formada por exposições, apresentações de dança e de teatro, música ao vivo, instrumentos do folclores e DJs. O evento começou na última quinta-feira (17). A entrada é gratuita.

O “Memor In All” é uma forma de protesto de estudantes que ocupam o local de modo pacífico, e oferecendo apresentações artísticas e culturais, numa forma de chamar atenção para o uso do espaço. As atrações começam sempre a partir das 19h. Um dos destaques é a exposição “De olho no tempo atrás”, montada a partir do acervo do fotógrafo da cidade, Luiz Costa Filho. As imagens mostram Quixeramobim nos anos 50 a 70.

Para o escritor quixeramobiense Bruno Paulino, defensor e militante da cultura no Município, o “movimento prova que o memorial tem como ser ativo, um lugar de memória viva que atua no presente”. Bruno enfatizou que ficou feliz com a iniciativa. “Fiquei super feliz de ver esse movimento organizado por uma turma jovem que pensa e ocupa um espaço da cultura na cidade”, concluiu.

Nomes famosos no meio cultural do Sertão Central como Mestre Piauí, Instituto Sol, Fabrac, Projeto Quixadá Cultura de Rua, Tribo de Cultura, integram a programação do evento.

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

16:04 · 02.11.2016 / atualizado às 18:22 · 02.11.2016 por

Banabuiú. A arte do teatro é a principal atração da programação cultural deste Município neste final de semana. O Coletivo de Teatro Cotinha apresenta o espetáculo infantil “A verdadeira história de Cinderela”. A peça é dirigida por Simão Cavalcante, diretor do coletivo. O espetáculo será exibido na próxima sexta-feira (4), a partir das 19h, no Cras do bairro Dnocs. Devido ao grande sucesso da vendagem de ingressos, a peça será exibida em duas seções, uma logo após a outra.

Em comemoração aos 16 anos, Cotinha reestreia sua primeira peça com promessa de surpresa ao público
Em comemoração aos 16 anos, Cotinha reestreia sua primeira peça com promessa de surpresa ao público

A volta da peça marca os 16 anos de trajetória do grupo. O texto foi o primeiro protagonizado pelo coletivo, que se mantém atualmente com 13 atores, dois deles ainda da primeira formação, as atrizes Ciria Sousa e Geyci Targino. Simão Cavalcante revela que a equipe trabalhou com mais liberdade o texto para protagonizar uma peça diferente. “O espetáculo do passado era totalmente fiel ao texto, este não é mais tanto. É uma liberdade em relação ao texto. Além disso, vai ter três novas caras que as pessoas nunca viram atuando”, disse o diretor.

A peça
A Verdadeira Historia de Cinderela será encenada por Geyci Targino, Alexsandra Silva, Edilva Targino, e os novos atores, Alysson Bruno, Evandro Filho e Érica Moreira, recém chegados ao coletivo e estreantes na peça. Rogivan Brito fica encarregado da sonorização técnica. Natural de Banabuiú, Simão estuda teatro e é aficionado por artes. Ele revela que o texto vem para desconstruir a imagem criada pelas narrativas infantis “fantasiosas”, e diz que o público pode se impressionar com o que vai encontrar. “Optamos por fazer uma cinderela que não é a dos contos de fadas. Quem vai para o espetáculo, sabe que é a cinderela do teatro, que passou pelas mãos de um grupo que tem uma outra consciência”, pontuou Simão.

Coletivo de Teatro Cotinha
Formado por 13 integrantes, Cotinha firmou o teatro em Banabuiú

Protagonistas na cidade
O grupo resiste ao tempo e as dificuldades. Foi o Cotinha quem firmou o teatro em Banabuiú. Impor o respeito por um tipo de manifestação cultural até então nunca vista, foi difícil. Mas hoje, para o teatrólogo, a missão é conduzida com mais leveza. “Já foi muito mais difícil. Hoje a gente tem um respeito danado e não encontramos nenhuma outra plateia como a que a gente encontra aqui”, diz. Num dos espetáculos que apresentaram ao ar livre, na calçada da igreja, logo após iniciarem a peça o silêncio absoluto do público impressionou e marcou Simão. “Tinha um monte de crianças e quando a peça começou as pessoas calaram a boca que a gente teve a sensação que não tinha ninguém. Isso é bom! É o respeito com o nosso trabalho”, conta Simão.

Teatro Cotinha - Diretor Simão Cavalcante
Diretor Simão Cavalcante: persistência com a arte do teatro no Sertão Central

Resistência e superação
O coletivo vem se aperfeiçoado ao longo do tempo. Já realizou treze espetáculos, sendo nove escritos por Simão Cavalcante. O diretor já participou de cursos e oficinas que ajudaram a construir e fortalecer o trabalho da equipe. Para além do amadurecimento que o tempo e as novidades trazem, o grupo está, também, mais bem equipado. Possui um ateliê próprio, com dezenas de figurinos, artigos e peças de cenário. Hoje, eles rodam todo o Estado com as peças que encenam, desbravando o Sertão com a missão e levar a arte. “No início a gente fazia pela questão do que a gente imaginava que era ser teatro. Depois eu senti a necessidade de estudar e aperfeiçoar. Hoje o teatro é a nossa religião, a gente não consegue se ver fora disso”, fala Simão.

 

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

09:00 · 10.09.2016 / atualizado às 22:45 · 09.09.2016 por

Guaramiranga. Termina neste sábado (10) a 23ª edição do Festival Nordestino de Teatro (FNT) deste Município da região do Maciço de Baturité. A programação teve início no último dia 3 deste mês e se encerra nesta noite com a apresentação de três atrações teatrais. O roteiro completo do último dia de festival pode ser acessado aqui.

Festival tem programação gratuita e chega a sua 23ª edição (Foto: arquivo/Alex Pimentel)
Festival tem programação gratuita e chega a sua 23ª edição (Foto: arquivo/Alex Pimentel)

O grupo Ninho de Teatro se apresenta a partir das 19h no teatro da Escola Zélia de Mattos Brito com o espetáculo “Poeira”, produzido com base no material cênico gerado no experimento tributo aos mestres, pesquisa que retratou os mestres da tradição popular do Cariri.

Na escola Júlio Holanda, às 19h30, a Companhia Teatro de Açucar sobe ao palco com o espetáculo “Adaptação”, contando histórias de personagens que precisam se adaptar a novos tempos para poder sobreviver, como uma transexual que adaptou seu corpo para poder seguir vivendo nele. No início da noite também há programação reservada para as crianças.

Com mais de duas décadas de existência o FNT movimenta a região serrana do Maciço com peças de teatro, shows musicais, espetáculos de dança, debates e ações de formação. O evento tem o apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult). A edição deste ano teve a participação de grupos do Ceará, da Bahia, do Maranhão, de Sergipe, do Rio de Janeiro e de São Paulo.

De acordo com os organizadores o festival traça um panorama do que vem sendo produzido e apresentado na região, reafirmando-se como um dos principais eventos artísticos culturais e educativos do Ceará. Toda a programação do festival tem entrada franca, com ingressos distribuídos a partir das 14h, na sede da Associação dos Amigos da Arte de Guaramiranga (AGUA).

_______

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com