Categoria: Teatro


09:00 · 08.07.2018 / atualizado às 09:05 · 08.07.2018 por

Ninguém sabe ao certo quando a expressão “lindo de morrer” surgiu, mas se associa a algo muito bonito.

Um pequeno paraíso diante da dimensão do Sertão, é como muitos moradores da vila de Dom Maurício, a pouco mais de 20 quilômetros do Centro de Quixadá, definem esse recanto serrano, conhecido e insistido pela maioria dos seus habitantes como Serra do Estevão. Além do clima agradável, principalmente à noite, em razão da sua altitude em relação ao nível do mar, acima dos 700 metros, a sua flora, o Mosteiro de Santa Cruz e as suas manifestações culturais, o tornam um desses lugares especiais.

Esta cidadela erguida a partir da edificação dos monges beneditinos, foi redescoberta como um desses lugares, lindos de se morrer, ou quase isso. Essa historia surgiu na própria comunidade, a partir da  busca das suas raízes, e se transformou em mais um das suas atrações culturais. Os alunos da Escola de Ensino Integral Fundamental Antônio Martins de Almeida, encenam as lendas resgatadas por eles. Agora, está aparecendo fantasma para todo lado, com as lendas da Serra.

> Comunidade do Estevão busca origens das lendas da Serra

De corpo e alma

Em matéria de assombração e também de talento artístico a estudante Yasmin Silva, 14 anos, é um dos destaques desse novo cenário do Estevão. Ela se transforma na mulher que chora, um vulto que costuma sair do cemitério e passa a perambular pelos caminhos da serra. Com a sua performance, além de atriz é cantora e dançarina. Recebe elogios dos amigos, dos professores, da diretora escolar, Davilene Patrício e da pesquisadora Veneranda Lemos.

A jovem atriz e um grupo de 40 colegas se apresentaram recentemente na XII Caravana da Cultura da Escola. Em seguida, até a noite deste sábado (7), toda a comunidade participou da XXXII Semana Cultural de Dom Maurício. Danças folclóricas, quadrilha junina improvisada, forró pé-de-serra, sala de reboco, show de talentos, dança babatuques, ainda a apresentação artística “O vaqueiro” estavam na programação, incluindo homenagem especial aos fundadores da Semana Cultural.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

13:00 · 31.03.2018 / atualizado às 14:20 · 01.04.2018 por

A encenação da Paixão de Cristo se repetiu pelo 20º ano consecutivo no bairro São João, em Quixadá.

Emocionante e memorável, foi como os moradores do bairro São João, um dos mais antigos de Quixadá relembraram o sacrifício de Jesus Cristo pela humanidade. Encenadas pela própria comunidade, com mais de 100 atores e figurantes, as 15 estações da Via Sacra atraíram a atenção de aproximadamente mil espectadores por exatas 3 horas. A encenação da Paixão de Cristo realizada pela Pastoral da Juventude, da paróquia de São João e um coletivo de amigos se repetia pelo 20º ano consecutivo.

Como tem ocorrido ao longo dos anos, mais uma vez a apresentação não contou com nenhum recurso público, nem mesmo de algum Edital da Secretaria de Cultura do Estado (Secult). Para arrecadarem recursos financeiros com o objetivo de custear as despesas com alguns itens necessários para quem não tinha condição de confeccionar o próprio vestuário. Perfumes e um capacete foram rifados.

Mesmo assim, com a ajuda de todos o figurino não deixou nada a desejar. As falhas nem foram notadas com as atuações dos protagonistas, consideradas impecáveis. Alguns foram às lágrimas. Uma parte do público só não gostou mesmo foi da surra que o Filho e Deus levou a caminho da sua crucificação, a 1Km da Igreja Católica do bairro, no Sítio do Jairo. Quando Cristo ressuscitou todos aplaudiram.

O coordenador do espetáculo, João Paulo Uchôa, ressaltou que todos os anos os moradores do bairro, incluindo ele, dedicam em torno de três meses nos preparativos para o ápice da Semana Santa. Quem participa da encenação ensaia por dois meses. A atuação de todos é voluntaria. No final compensa a homenagem a Jesus de Nazaré, sempre agradecendo o auxílio de muitos amigos.

Da Santa Ceia à ressurreição, o público ficou atento a todas as cenas e no final aplaudiu.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

11:00 · 30.03.2018 / atualizado às 11:00 · 30.03.2018 por

A encenação da Paixão de Cristo é realizada há 16 anos no Santuário de Quixadá.

A Paixão de Cristo, uma das passagens bíblicas mais importantes para os católicos será encenada nesta sexta-feira (30) em Quixadá e Senador Pompeu. Nesta primeira cidade o público terá como opção a apresentação no bairro São João, a partir das 18 horas, e também na Praça da Cultura, no Centro da cidade, com início programado para as 19 horas.

O espetáculo religioso no bairro São João é um dos mais antigos de Quixadá. A Via Crucis é representada nas ruas daquela área residencial, saindo da igreja de São João Batista, acompanhada de uma procissão, até o Sítio do Jairo, onde ocorre o momento da crucificação e da ressurreição, concentrando o público de toda a vizinhança.

Pela manhã uma multidão acompanhou a 16ª apresentação do  grupo Juventude Arte Superação e Talento (JAST) e das comunidades Rainha da Paz, Novos Horizontes e Mariana Oásis da Paz, no caminho do Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, com encenações das estações da Via Dolorosa pelo percurso até o templo religioso católico erguido sobre a esplanada da Serra do Uucum.

Senador Pompeu

Considerado o maior espetáculo do Centro do Estado, a “Inigualável Paixão de Jesus Cristo“, ganhará as ruas de Senador Pompeu a partir das 16h30, com sua 11ª edição. O espetáculo, com a a participação de mais de 200 atores, entre protagonistas e figurantes, narra em 19 cenas e 13 cenários espalhados pela cidade, o calvário de Cristo, desde sua chegada a Jerusalém até a ressurreição. A expectativa dos organizadores é de um público de mais de três mil espectadores.

A Inigualável Paixão de Jesus Cristo, projeto contemplado pelo XIV Edital Ceará da Paixão, da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) é realizado pela Fundação Santa Terezinha, com o apoio da iniciativa privada e dos poderes públicos estadual e municipal. A produção é do Ponto de Cultura Estação das Artes e apoio institucional da Associação Comunitária do Bairro Caracará (ACBC) e da Paróquia Nossa Senhora das Dores de Senador Pompeu.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

06:30 · 05.02.2018 / atualizado às 06:30 · 05.02.2018 por

Nesta terça e quarta-feira a Casa de Saberes Cego Aderaldo, em Quixadá, recebe a Oficina Teatro de Artesania da Francisca Companhia de Teatro. Segundo a administração do espaço cultural serão oferecidas 20 vagas. A oficina, gratuita, será realizada das 9 às 12h e das 14 às 17h. Os ministrantes da oficina serão Thiago Clara França e Francisca Cia. Após o encerramento do curso, na quarta-feira, a partir das 18h será apresentado o espetáculo teatral “O mais pequeno cântico sob o silêncio dos pássaros”.

A Oficina Teatro de Artesania tem por objetivo desenvolver um processo coletivo de composição poético-cenográfica que levará à construção do cenário do espetáculo “O Mais Pequeno Cântico Sob o Silêncio dos Pássaros” e de um compêndio artesanal individual de cada oficineiro a ser compartilhado no último dia de encontro. O público alvo da Oficina são as pessoas interessadas na pesquisa do Teatro de Artesania, a partir de 14 anos de idade. Os participantes deverão estar com roupas confortáveis que possam ter contato com diferentes materiais.

“O Mais Pequeno Cântico Sob o Silêncio dos Pássaros” é um espetáculo teatral de estética artesanal a partir da vida de Francisco de Assis e seu poemaCântico das Criaturas” ou “Cântico do Irmão Sol”. A poesia que nasce de elementos primários – tal como o barro, a água, a madeira e o fogo – ressignificados na relação entre ator e público é a matéria primordial da dramaturgia que evocará diversos poetas de diferentes tempos e espaços, explicam os organizadores.

Quanto ao termoartesania”, conforme dicionários da língua portuguesa, é uma palavra de uso recorrente no Brasil, embora ainda considerada, em termos linguísticos, um “estrangeirismo”. Aqui, é tomada do espanhol e pensada como sendo os processos que implicam na experimentação, investigação, espaços produtivos e produto final, pelos quais o artesão transita para ter um resultado adequado, o que inclui, ainda, a inventividades. Deste modo, sugere, o ato de fazer o artesanato e não meramente o produto final.

A oficina teatro será realizada na Casa de Saberes Cego Aderaldo, em Quixadá.

Oficina Teatro de Artesania
Dias 6 e 7 de fevereiro
Das 9 às 17 horas
Casa de Saberes Cego Aderaldo
Rua Pascoal Crispino, 167 – Centro
Praça José de Barros – Quixadá

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

11:30 · 11.11.2017 / atualizado às 11:30 · 11.11.2017 por

Desde 1982 milhares de fiéis participam da Caminhada da Seca em Senador Pompeu.

Neste domingo (12), quando estiver amanhecendo, será realizada em Senador Pompeu, no Centro do Estado, a 35ª Caminhada da Seca, uma marcha religiosa em sufrágio dos milhares de flagelados mortos na barragem do Açude Patu na seca de 1932. A procissão, com a participação de milhares de fiéis, é promovida pela paróquia de Nossa Senhora das Dores com o apoio do Centro de Defesa dos Direitos Humanos Antônio Conselheiro (CDDH-AC).

O tema da Caminhada da Seca este ano é “Por uma terra sem males e pelo direito à água”.

O ato religioso relembra o martírio dos flagelados da seca mantidos na barragem do açude, transformada em um campo de concentração. Esse martírio histórico será encenado na noite deste sábado (11) diante a igreja Matriz de Senador Pompeu. A Companhia de Teatro Arautos da Quadra apresentará o experimento cênico “Campo de Concentração de 1932“, com texto do advogado e dramaturgo Valdecy Alves e direção do produtor cultural Fram Paulo de Sousa.

Este ano, integrantes das pastorais sociais da Diocese de Iguatu, partiram em peregrinação daquela cidade a Senador Pompeu. Chegaram nesta manhã, percorrendo quase 120Km com destino à terra das Almas da Barragem, onde a multidão de devotos se concentra no fim da procissão para reverenciar o santo coletivo e assistir a tradicional missa campal diante do cemiterio. No caminho, os romeiros passaram por Acopiara e Piquet Carneiro, informou o CDDH-AC.

Apresentação teatral – Campo de Concentração de 1932
Neste sábado (11)  – 19 horas
 Salão paroquial de Nossa Senhora das Dores
Senador Pompeu – Centro

35ª Caminhada da Seca – Procissão
Neste domingo (12) – 4h30
Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores
Senador Pompeu – Centro

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

00:00 · 06.10.2017 / atualizado às 23:30 · 05.10.2017 por

Vocalista do Detonautas, Tico Santa Cruz, fará show e participará de debate em Quixadá. Foto > Diário do Nordeste

O músico, compositor, escritor brasileiro Luis Guilherme Brunetta Fontenelle de Araújo, mais conhecido pelo seu nome artístico Tico Santa Cruz, por ser vocalista da banda Detonautas Roque Clube, participará do I Festival de Formação e Cultura, de 12 a 15 deste mês em Quixadá. Após um show especial o convidado participará de um debate com o público.

A iniciativa, do Levante Popular da Juventude (LPJ), pretende reunir em Quixadá jovens do campo, das escolas, universidades e bairros, oriundos de todo o Estado, para debaterem política e manifestarem o respeito pela diversidade através da cultura e da arte. Música, arte, teatro, poesia e dança integram a programação, acrescentam os organizadores.

Os debates ocorrerão durante o dia na Escola de Ensino Médio Estadual Coronel Virgílio Távora, o Estadual, no Centro de Quixadá. Os momentos culturais com shows inclusive de Tico Santa Cruz, serão na Praça da Cultura, a qual recebe também o nome do professor Gladson Martins, também no Centro da cidade .

Ainda de acordo com os organizadores o Levante da Juventude conta com o apoio da prefeitura de Quixadá.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

19:30 · 01.10.2017 / atualizado às 19:25 · 01.10.2017 por

Currais retrata o sofrimento dos flagelados na seca de 1932 no Ceará. Fotos > Cleyton de Paula

O espetáculo cênico “Currais”, que retrata a saga dos retirantes da seca de 1932 em um dos maiores campos de concentração do Brasil, o da barragem do Açude Patu, em Senador Pompeu, onde milhares de flagelados morreram, teve sua avant-première neste fim de semana em Quixadá. Produzida pelo Instituto Assum Preto, foi apresentada noite da última sexta-feira pela Companhia de Dança Rastro no do campus do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) em Quixadá.

Conforma a fundadora e diretora da Cia. Rastro, a coreografa e bailarina Gerlídia Tavares, a encenação musical tem 25 minutos de duração com a participação seis bailarinos, quatro homens e duas mulheres, e duas crianças, ainda um ator. A coreografia retratando o sofrimento dos flagelados da pior seca enfrentada no Ceará é encenada em um cenário virtual. Após a sua estréia “Currais” será apresentado nas cidades cearenses onde foram criados campos de concentração para evitarem o êxodo dos sertanejos famintos à capital, Fortaleza.

No roteiro da turnê, além de Senador Pompeu estão Quixeramobim, Ipu, Crato, Jucás, antigamente conhecida como São Mateus e, Fortaleza.

Gerlídia Tavares e sua equipe recebeu elogios pela apresentação do espetáculo “Currais”. 

Veja também a reportagem especial no Diário do Nordeste

Campos de concentração no Ceará

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

08:00 · 14.04.2017 / atualizado às 08:30 · 14.04.2017 por

Grupos do Sertão Central que produzem espetáculos relacionados às tradições da Semana Santa e foram contemplados com o Edital Ceará da Paixão 2017, da Secretaria de Cultural do Estado (Secult), fazem apresentações nesta sexta-feira (14) em Canindé, Quixadá e Senador Pompeu, todos abertos ao público. As encenações serão realizadas á tarde e também á noite.

As primeiras apresentações ocorrem em Senador Pompeu e Quixadá. A partir das 16 horas tem a “Inigualável Paixão de Jesus Cristo”, em Senador Pompeu, com início da encenação na Estação Ferroviária, tendo como continuidade do cenário vários pontos do Centro da cidade.

Quase no mesmo horário tem a encenação da “Via Dolorosa” na igreja do Alto São Francisco, em Quixadá.

À noite, tem a “VII Paixão do Sertão – O caminho do calvário na Fé do sertanejo”, a partir das 19 horas, no bairro Santa Luzia, em Canindé.

Na quinta-feira (13) o espetáculo cênico “Amarga Ceia, Por que mataram Jesus?” foi apresentado à tarde na Vila das Artes, em Canindé.

No dia anterior, à noite, foi a vez do público de Redenção, no Maciço de Baturité assistir a “Paixão de Cristo: Do caminho do calvário a ressurreição”, na  Praça da Liberdade, no Centro da cidade.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

08:00 · 12.04.2017 / atualizado às 08:15 · 12.04.2017 por

O grupo de teatro Quinta Arte fará no início da noite desta quarta-feira (12) uma encenação especial da Paixão de Cristo. Segundo o diretor do espetáculo, João Alan Severo, a apresentação ocorrerá na praça da Igreja Matriz de Santo Antônio, no Centro de Quixeramobim, logo após a celebração eucarística das 18 horas. Os atores e atrizes são membros da paróquia de Santo Antônio.

Além de Quixeramobim, grupos teatrais de Quixadá e de Senador Pompeu apresentarão a passagem bíblica neste fim de semana. O espetáculo do sofrimento de Cristo é tradição nestas cidades. Os destaques são a apresentação do Grupo JAST, no Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, em Quixadá e na ruas de Senador Pompeu, com a “Inigualável Paixão de Jesus Cristo“, a partir das 16h30 da próxima sexta-feira (14).

Este ano, no sábado (15) a comunidade de Boa Água, no distrito de Cipó dos Anjos, na zona rural de Quixadá, será contemplada com o Sertão das Tradições, onde haverá leitura do testamento e a queima do Judas. O projeto cultural contempla também a realização de palestras, apresentações de grupos de reisados e um jantar coletivo.

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

11:33 · 18.11.2016 / atualizado às 11:33 · 18.11.2016 por

Memor IN AllQuixeramobim. Segue até sábado (19) a programação cultural do “Memor In All”, evento organizado por estudantes militantes independentes no Memorial Antônio Conselheiro, neste Município do Sertão Central. A programação do vento é formada por exposições, apresentações de dança e de teatro, música ao vivo, instrumentos do folclores e DJs. O evento começou na última quinta-feira (17). A entrada é gratuita.

O “Memor In All” é uma forma de protesto de estudantes que ocupam o local de modo pacífico, e oferecendo apresentações artísticas e culturais, numa forma de chamar atenção para o uso do espaço. As atrações começam sempre a partir das 19h. Um dos destaques é a exposição “De olho no tempo atrás”, montada a partir do acervo do fotógrafo da cidade, Luiz Costa Filho. As imagens mostram Quixeramobim nos anos 50 a 70.

Para o escritor quixeramobiense Bruno Paulino, defensor e militante da cultura no Município, o “movimento prova que o memorial tem como ser ativo, um lugar de memória viva que atua no presente”. Bruno enfatizou que ficou feliz com a iniciativa. “Fiquei super feliz de ver esse movimento organizado por uma turma jovem que pensa e ocupa um espaço da cultura na cidade”, concluiu.

Nomes famosos no meio cultural do Sertão Central como Mestre Piauí, Instituto Sol, Fabrac, Projeto Quixadá Cultura de Rua, Tribo de Cultura, integram a programação do evento.

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Sertão Central

Blog da editoria Regional, do Diário do Nordeste, sobre os municípios da região Sertão Central, do Ceará.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags