Categoria: Tráfico


11:30 · 06.02.2019 / atualizado às 12:15 · 06.02.2019 por
Na vistoria os policiais encontraram celulares, e drogas escondidas em buracos nas paredes das celas da cadeia de Quixeramobim.

Cerca de 60 dias após o secretário da Administração Penitenciária do Ceará (SAP), Luís Mauro Albuquerque, assumir o cargo, presidiários continuam desafiando o Estado, inclusive nas unidades penitenciárias do Interior. Quixeramobim, no Sertão Central, é um exemplo. As ordens para execução de assassinatos na cidade estão partindo de dentro das celas. O delegado da Polícia Civil no Município, Huggo Leonardo está investigando os crimes.

As investigações levaram a Polícia Civil a solicitar à Justiça a realização de uma vistoria surpresa na cadeia pública da cidade. Contando com o apoio de equipes do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) e do Comando Tático Rural (Cotar) a inspeção foi realizada e encontrados 10 telefones celulares. Os aparelhos serão submetidos a perícia técnica, para identificação de chamadas e de conversas em redes sociais.

As suspeitas são de que utilizando celulares os mandantes, detentos, orientam quem são os alvos e fornecem detalhes para facilitação do “trabalho”. Na noite de 31 de janeiro passado um homem e uma mulher foram assassinados. O modus operandi foi praticamente o mesmo. As vítimas, uma mulher e um homem, chegavam às suas casas quando foram alvejadas. Uma das vítimas foi a dona de casa Yanca Viera Nunes; a outra, o mototaxista Marcelo Ribeiro da Silva.

Os trabalhos sobre os homicídios correm sob segredo, mas o delegado fez questão de ressaltar que na inspeção na cadeia, além dos aparelhos telefônicos portáteis foram encontradas maconha, cocaína e substância utilizada para mistura com a coca. O material entorpecente estava distribuído em cinco celas. Os presos dessas celas, no total de 53, assumiram que as drogas ilícitas pertenciam a eles. Todos foram autuados em flagrante por tráfico e associação ao tráfico, completou o delegado.

Além de celulares os policiais encontraram carregadores, drogas e dinheiro dentro das celas da cadeia pública de Quixeramobim.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

06:40 · 11.01.2019 / atualizado às 06:50 · 11.01.2019 por

Equipes da Polícia Militar capturam cinco suspeitos em Banabuiú, dentre eles dois adolescentes, de tentarem incendiar a subestação da unidade da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) nesta cidade. O grupo foi flagrado consumindo drogas ilícitas dentro de um bueiro sob a Rodovia Padre Cícero, próximo ao campo de futebol do bairro Brasília.

Ainda de acordo com informações da Polícia, no local o grupo suspeito estava fracionando drogas para venda quando foram surpreendidos. Um sexto integrante conseguiu fugir. Ele continua sendo procurado. Todos são moradores do bairro Brasília.

No local os policiais encontraram uma balança de precisão, uma faca, porções de maconha e de cocaína, vários sacos para a embalagem da droga e um celular. No aparelho havia mensagens para atear fogo nas dependências da Chesf ainda na noite anterior. No local foi encontrado um coquetel molotov, mas nenhum dano foi provocado.

A Polícia não revelou mais detalhes, nem os nomes dos adultos presos, para não prejudicar as investigações. O objetivo é identificar o mandante dos ataques e desmembrar o restante do grupo criminoso.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

09:00 · 30.12.2018 / atualizado às 08:15 · 30.12.2018 por
Traficantes haviam montado um “laboratório” de drogas em uma área residencial de Pedra Branca.

Uma investigação realizada pela equipe da Polícia Civil em Pedra Branca, no Centro do Estado, levou a apreensão de meio quilo de cocaína, estimada em R$ 15 mil, e ainda a prisão de dois suspeitos de tráfico. Eles foram identificados como Alef Alencar da Silva, 25 anos, e José Alexandre da Silva Souza, vulgo “Pom“, 29. Ainda foi apreendido um adolescente de 15 anos, acrescentou o delegado Thiago Salgado, à frente da operação.

A dupla foi autuada em flagrante, por tráfico e aliciamento de menor.

O delegado informou que a cocaína ainda ia ser embalada para venda neste período antecedente ao réveillon. Uma balança de precisão, sacos plásticos, tesoura, estilete e outros apetrechos utilizados para embalagem da droga foram encontrados no “laboratório” utilizado pelos traficantes. No local ainda foram encontradas duas motocicletas, supostamente adquiridas com o dinheiro do tráfico e ainda R$ 385,00.

Ainda de acordo com Thiago Salgado, denúncias anônimas auxiliaram na localização do imóvel onde os suspeitos armazenava, embalavam e comercializavam a droga, em uma residência de fachada, localizada no Residencial Chico Leandro. Os traficantes estavam sendo investigados havia dois meses. A dupla foi autuada em flagrante por tráfico de droga ilícita, associação ao tráfico e corrupção de menor. O Adolescente foi apreendido.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

08:30 · 30.11.2018 / atualizado às 09:35 · 30.11.2018 por
A Polícia Civil de Pedra Branca prendeu Marcos Aleijado novamente, por tráfico de drogas.

Acima de qualquer suspeita, até a equipe da Polícia Civil em Pedra Branca, no Centro do Estado, descobrir o esquema de tráfico de drogas de Marcos Alberto Leonel Sales, 54 anos, conhecido como “Marcos Aleijado“. Ele foi preso na tarde desta quinta-feira (29) em um bar de fachada, utilizado para venda de cocaína, explicou o delegado Thiago Salgado.

Com o suspeito foram apreendidos 16 invólucros, já prontos, para a venda cocaína. Estavam escondidos no fundo de uma garrafa térmica, utilizada para despistar o tráfico. Também foram apreendidos diversos apetrechos como sacos plásticos, tesoura, dinheiro e um telefone  celular. O aparelho será periciado para identificar a “clientela” do “narcobar” localizado no bairro Riso do Prado.

O “narcobar” instalado em uma área residencial de Pedra Branca foi fechado pela Polícia Civil.

Ainda conforme o delegado, a ação de combate ao tráfico ocorreu em razão do apoio da população, através de denúncias anônimas à delegacia municipal. Foi a segunda prisão de traficantes de drogas somente nesta semana, realizada pela Polícia Civil neste Município.

Quanto a Marcos Aleijado, já possui antecedentes criminais. Responde por um homicídio e também por tráfico de drogas, pelo qual foi preso novamente, em flagrante delito, ressaltou o delegado acrescentando que o objetivo da sua equipe é erradicar o tráfico na cidade.

Outro bar

Dois dias antes a equipe da Polícia Civil fechou outro bar. A proprietária, Maria Jaine Nascimento da Silva, 32 anos, é suspeita de utilizar o estabelecimento comercial para traficar drogas. Ela foi presa em flagrante. O marido dela, identificado pelo nome de Jussiê, está preso, também por tráfico. O “Bar da VP”, referência ao bairro onde funcionava, Vila do Padre, pertencia ao casal.

Conforme a Polícia Civil, Jaine também estava utilizando um bar de fachada para traficar drogas em Pedra Branca.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 22.11.2018 / atualizado às 07:30 · 22.11.2018 por
Raio de Boa Viagem fez a maior apreensão de maconha nesta cidade do Sertão Central. Foto > VCrepórter

Pouco mais de um mês após a sua instalação na cidade de Boa Viagem, no Sertão Central, a equipe do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) fez a sua primeira grande apreensão de drogas. De acordo com a Polícia Militar, o grupamento especializado localizou um endereço suspeito no Bairro de Fátima. Ao realizarem vistoria no local os policiais encontraram 24 quilos de maconha prensada.

Policiais que participaram das buscas informaram que a droga estava guardada dentro de uma mala, escondida em um cômodo do imóvel situado próximo à Escola de Ensino Fundamental Benjamim Alves da Silva.

Na porta da suposta “boca de fumo” os policiais do Raio encontraram duas mulheres. Elas foram conduzidas juntamente com a droga para a Delegacia Regional da Polícia Civil em Canindé. A condução até a cidade vizinha ocorreu porque a ação policial se efetivou no fim da tarde desta quarta-feira (21), por volta das 17h. A delegacia de Boa Viagem funciona no expediente. A Regional é plantonista.

Ainda de acordo com informações de uma fonte da Polícia, uma das mulheres detidas estava à procura da sua filha e do seu genro. O casal também já foi identificado. Estava sendo procurado.

Copiar conteúdo autoral sem prévia autorização é crime previsto no Artigo 184 do Código Penal. A pena é de detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

21:00 · 16.11.2018 / atualizado às 21:00 · 16.11.2018 por
Equipe da Polícia Militar em Morada Nova prendeu mulher e dois adolescentes suspeitos de tráfico de drogas. Com eles foram aprendidas inclusive duas mudas de maconha. Fotos > VCrepórter

Uma denúncia anônima levou a equipe de Policiamento Ostensivo Geral (POG) da Polícia Militar em Morada Nova a fechar uma boca de fumo na localidade de Pedra e Cal de Cima, na zona rural deste Município.

No local, os policiais encontraram uma mulher, identificada como Aline Vieira da Silva, 27 anos, e ainda dois adolescentes. Em poder do trio foram apreendidos um revólver calibre 38, crack. cocaína, dinheiro, celulares. Entretanto, o que chamou mais atenção foram duas mudas de maconha.

Ainda de acordo com informações da Polícia Militar o trio foi conduzido para a Delegacia Regional da Polícia Civil em Russas. Aline foi autuada em flagrante delito por tráfico de drogas e aliciamento de menores. Foram lavrados atos infracionais em desfavor dos adolescentes, análogos a crime de tráfico.

Copiar conteúdo autoral sem prévia autorização é crime previsto no Artigo 184 do Código Penal. A pena é de detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 14.11.2018 / atualizado às 21:50 · 14.11.2018 por
Equipes da Polícia Civil e do Raio apreenderam mais de um quilo de drogas e R$ 20 mil com traficantes em Quixeramobim. Fotos > VCrepórter

A equipe da Polícia Civil em Quixeramobim, e do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) prenderam uma quadrilha suspeita de tráfico em uma área residencial do programa Minha Casa Minha Vida nesta cidade do Sertão Central, o Jardim Norte I. Localizado na periferia desta cidade, o residencial popular foi ocupado pelos moradores há menos de um ano.

De acordo com o delegado Huggo Leonardo de Lima Anastácio, ele e sua equipe realizaram o levantamento da ação dos traficantes. Os criminosos pretendiam dominar o conjunto habitacional onde residem mais de 500 famílias. Eles estavam distribuindo drogas para os jovens da área residencial. Em pouco tempo o narcotráfico estava se expandindo.

Após localizarem a “boca de fumo” a equipe da Polícia Civil solicitou apoio dos policiais do Raio e cercaram o imóvel. Na ação, além de R$ 20 mil em drogas, incluindo cocaína, crack e maconha,  apreenderam um revólver calibre 38, explicou o delegado.

Os traficantes foram identificados como Paulo Sérgio Ferreira da Silva, conhecido por “Paulinho“, Gustavo Pedro Alves Pereira, vulgo “Pelado“, Alberto Victor da Silva Solidade e ainda um adolescente de 16 anos. Todos foram autuados em flagrante delito por tráfico de drogas, associação para o tráfico, organização criminosa, e “Paulinho” ainda por posse ilegal de arma de fogo.

Paulino era quem distribuía drogas no Jardim Norte I. Ele confessou ser membro do PCC.
Victor foi preso na companhia de Paulinho.

Nas investigações o delegado constatou que ‘Paulinho” era quem estava distribuindo as drogas no bairro. Ele foi preso na porta da casa dele. Estava acompanhado de ‘Victor”. A droga, mais de um quilo, estava escondida no forro do imóvel, onde também foi encontrada a arma de fogo, com numeração raspada. O traficante confessou ser membro do PCC.

O outro traficante daquela área, “Pelado”, foi localizado em outra casa. Ele recebia drogas de “Paulinho”. No momento da prisão estava acompanhado do adolescente que “trabalhava” para ele como olheiro, monitorando o movimento da Polícia para não correrem risco de serem presos.

Pelado utilizava um adolescente como olheiro. Revendia drogas de Paulinho.

Copiar conteúdo autoral sem prévia autorização é crime previsto no Artigo 184 do Código Penal. A pena é de detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

08:00 · 22.10.2018 / atualizado às 08:00 · 22.10.2018 por
Além das drogas e do dinheiro a Polícia apreendeu as câmeras de videomonitoramento. Fotos > VCrepórter

A equipe da Policia Civil de Pedra Branca, com o apoio da Guarda Municipal, prendeu uma mulher suspeita de tráfico de drogas no bairro Nossa Senhora de Lourdes, próximo ao Centro desta cidade. Segundo a Polícia, no imóvel, onde estava funcionando uma “boca de fumo“, foram encontrados 12 invólucros de cocaína, já prontos para a venda, bem como uma porção maior da mesma substância, ainda para ser embalada, e, diversos produtos utilizados para mistura com a droga, como creatina, e fermento.

A surpresa ficou por conta dos equipamentos utilizados pela suspeita para monitorar a movimentação dos “clientes” e da Polícia na rua. Ela instalou câmeras em pontos estratégicos da casa. Também estava contando com o auxílio de um sobrinho, de 17 anos. Ele cuidava da embalagem das drogas para comercialização. Foi apreendido e no local ainda foi encontrado R$ 150,00. O dinheiro, em cédulas trocadas, é oriundo do tráfico das drogas, acrescentou a Polícia.

A traficante foi identificada como Gabriela Moreira da Silva, 36 anos. Ela tem antecedentes criminais, já responde por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Agora, foi autuada novamente pelo crime de tráfico de drogas ilícitas e por corrupção de menores.

Copiar conteúdo autoral sem prévia autorização é crime previsto no Artigo 184 do Código Penal. A pena é de detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

07:00 · 22.10.2018 / atualizado às 07:10 · 22.10.2018 por
Trio tentou fugir da equipe do Raio em Baturité, mas foi preso co drogas. Fotos VCrepórter

Três homens foram presos por uma equipe do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) quando vendiam drogas ilícitas nas proximidades da estação de tratamento de água da Cagece. No local, conhecido pelos usuários como “shopping da nóia“, os policiais prenderam Pedro Henrique Gadelha de Castro, 34 anos, Francisco de Assis dos Reis Ferreira, 22 e Ramon Souza de Aquino, 18. Em poder deles foram encontradas 13 pedras de crack, sete trouxinhas de cocaína e 38 de maconha, ainda R$ 10,00 e um aparelho celular.

Segundo informações da Polícia, no momento da prisão a equipe do Raio realizava ronda pelo local, no bairro Vila Nova, quando percebeu uma aglomeração de jovens. Quando os policiais se aproximaram todos correram, mas na fuga o trio caiu em um barranco e foi capturado. Eles foram conduzidos à Delegacia Regional da Polícia Civil em Baturité e autuados em flagrante, por tráfico de drogas e associação criminosa. Não tinham antecedentes criminais.

Em poder dos suspeitos os policiais do Raio aprenderam drogas e utensílios para o tráfico.

Copiar conteúdo autoral sem prévia autorização é crime previsto no Artigo 184 do Código Penal. A pena é de detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

09:00 · 12.10.2018 / atualizado às 12:30 · 12.10.2018 por

O garçom Paulo da Silva, 28 anos, casado, pai de duas crianças, foi assassinado na noite desta quinta-feira (11) no distrito de Juatama, a 17Km do Centro de Quixadá. De acordo com os levantamentos preliminares da Polícia Civil, foi o primeiro homicídio praticado supostamente por uma facção criminosa na zona rural deste Município. A vítima estava dormindo numa rede, na cozinha da sua residência, quando foi alvejada por quatro disparos de arma de fogo.

Os investigadores da Polícia Civil que foram ao local do crime informaram que momentos antes da execução um automóvel escuro parou a cerca de 100 metros da casa de Paulo da Silva. Três homens encapuzados desceram do veículo. Todos trajavam roupas escuras. Quando chegaram na calçada, onde amigos da vítima conversavam, os obrigaram a se deitarem, em seguida arrombaram a porta, invadiram o imóvel e executaram o trabalhador.

Pelas características e os trabalhos iniciais da investigação, apontam para uma retaliação, praticada por membros da facção criminosa. Dias antes Paulo da Silva havia se desentendido com um traficante e reclamado que se não fechasse a “boca de fumo” naquela localidade denunciaria à Polícia. Os familiares, amigos e vizinhos, mantém silêncio sobre o caso. Temem serem as próximas vítimas. Para eles, a execução foi um claro recado. Quem tentar impedir o tráfico morre.

Copiar conteúdo autoral sem prévia autorização é crime previsto no Artigo 184 do Código Penal. A pena é de detenção, de três meses a um ano, ou multa.

Diário Sertão Central. Participe pelo fone e whats app (85) 9 8755 0154

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Sertão Central

Fatos diários do Sertão Central e do Maciço de Baturité em infraestrutura, polícia, economia, política, esporte e cultura. Por Alex Pimentel.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags