Categoria: Voo Livre


12:30 · 23.09.2018 / atualizado às 17:25 · 26.09.2018 por
Os pilotos de Quixadá querem modernizar a rampa da Serra do Urucum e instalar grama sintética.

Cansados de esperar pelas promessas de políticos para a recuperação de uma das melhores rampas de voo livre do mundo, a da Serra do Urucum, ao lado do Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, em Quixadá, um grupo de pilotos de parapente e de asa delta resolveu pedir auxílio aos amigos de outras regiões. O empresário Eurismar Júnior, um dos esportistas apaixonados por essa modalidade está realizando uma vaquinha e com a ajuda de outros pilotos, pretende restaurar o ponto de decolagens da Terra dos Monólitos.

Um exemplo são os pilotos de Canoa Quebrada. Juntamente com as sua associações de voo livre abraçaram a reforma da rampa de Quixadá. As doações deles já passaram dos R$ 1 mil. “A rampa que detém os recordes na modalidade cross country (Distância)  finalmente terá uma estrutura digna de seus resultados. Muita gratidão a todos é muito bom saber que eu e muitos outros de Quixadá não estávamos sonhando sozinhos“, agradeceu.

De acordo com Eurismar Júnior, o objetivo é arrecadar recursos o suficiente para concretar o piso da rampa e instalar grama sintética. Além do visual mais agradável, os equipamentos dos pilotos não sofrerão avarias. Com iniciativas como essa e a realização de competições durante todo o ano, mostrando ventos favoráveis além do período de setembro a novembro, mais procurado pelos pilotos estrangeiros, o movimento é uma opção para o aquecimento da economia local.

Esclarecimento da AVLSC

O atual presidente da Associação de Voo Livre do Sertão Central (AVLSC), o poliatleta Kido Aranha, informou que a iniciativa independente de alguns pilotos deveria ter sido melhor discutida para os melhoramentos nas decolagens dos pilotos na rampa pertencente à Diocese de Quixadá, atualmente locada à Prefeitura. Caberia aprovação da administração municipal para realização dos serviços, o que não foi feito, justificou.

Kido Aranha ressaltou que a AVLSC apresentou dois projetos à gestão municipal. Um deles, orçado em R$ 40 mil, será destinado aos reparos emergenciais. No segundo, no valor de R$ 200 mil, está prevista a implantação da grama artificial em toda a rampa, além da urbanização de todo o espaço do paddock. Todavia, a providencia mais urgente é saldar a dívida do aluguel da rampa. O valor não foi informado. O atraso é de 12 meses.

O representante administrativo da Diocese de Quixadá, Leôncio Jean Gonçaves, confirmou a dívida financeira e ressaltou, apesar da existência do débito, ser de competência da Prefeitura a liberação da realização de obras no espaço de decolagens dos pilotos de voo livre. Como o contrato ainda está em vigor, a Associação de Voo Livre deve procurar o locatário para resolver o impasse.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

12:00 · 05.08.2018 / atualizado às 05:30 · 07.08.2018 por

A rampa de voo livre de Madalena / Boa Viagem recebe elogio dos pilotos pela localização e declividade. Foto > AMEC

A Associação Madalenense de Apoio a Cultura e ao Esporte (AMEC) e a equipe Madalena Adventure vão realizar no próximo fim de semana, nos dias 11 e 12, o 1º Encontro de Voo Livre de Madalena (a 185 km de Fortaleza ). A rampa foi aberta pela Secretaria Municipal de Esportes a cerca de 10Km do Centro da cidade, na localidade de Boqueirão, nos limites com o município vizinho, Boa Viagem. O serrote onde fica localizado o ponto de decolagens divide os dois municípios.

Segundo o presidente da AMEC, Vanderilo Guerra Filho, estão sendo aguardados 50 pilotos de parapente no Norte e Nordeste. Esportistas estrangeiros, da Alemanha e da Suíça também confirmaram presença no Encontro que conta com o apoio da Secretaria de Esportes de Boa Viagem e da Secretaria de Esportes do Ceará. A ação pretende incluir Madalena e Boa Viagem no mapa de esportes radicais.

Ainda de acordo com os organizadores do Encontro, no local de decolagens, situado nos limites de Madalena e Boa Viagem, será montada estrutura de apoio aos pilotos. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e ambulância estarão à disposição dos esportistas. O acesso até a rampa está sendo melhorado. Viabilizará inclusive o deslocamento de veículos sem tração 4X4. Durante o fim de semana os pilotos ficarão hospedados na Escola Municipal de Ensino Fundamental Alfredo Machado.

A iniciativa recebe elogios de desportistas experientes na modalidade como Paulo Rocha, da Via Sertão. Para ele, além de ser praticamente uma reta em relação à capital cearense em razão da distância e da posição geográfica, os pilotos não enfrentam a turbulência do meio-dia quando estiverem cruzando o céu de Monsenhor Tabosa. Outros pontos positivos da rampa são a declividade suave, a área de escape e a possibilidade de decolagem simultânea de até 20 parapentes.

1º Encontro de Voo Livre de Madalena
Dias 11 e 12 de agosto
Fone (88) 9258 3333

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

08:00 · 30.06.2018 / atualizado às 08:25 · 30.06.2018 por

Aberta a temporada anual de voo livre em Quixadá, com a participação de 60 pilotos de parapente.

Pilotos de voo livre de várias cidades do Ceará e de estados do Norte e Nordeste participam neste fim de semana da primeira competição do ano de cross country, a Quixadá Aventura. De acordo com o organizador do evento, Eurismar Junior, no total 60 competidores se inscreveram na disputa, onde o objetivo do piloto é alcançar a maior distância possível. As decolagens ocorrem neste sábado e domingo durante todo o dia da rampa do Urucum, ao lado do Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, em Quixadá.

Os pilotos menos experientes seguirão com destino ao município de Madalena. São aproximadamente 50 km em linha reta. Antes, na noite desta sexta-feira (29) a Quixadá Aventura, empresa especializa em resgates de voo livre, promoveu palestra, com especialistas da área, para os  pilotos voarem com segurança. O encontro aconteceu no Hotel Vale das Pedras, onde a maioria dos esportistas estão  hospedados com suas equipes.

O cross country Quixadá Aventura está sendo realizado com o apoio da prefeitura de Quixadá. Na manhã deste sábado as secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo e de Esportes ofereceram um café da manhã especial para os pilotos. As decolagens têm início às 8 horas e seguem até as 15 horas nestes dois dias. A partir das 17 horas os competidores começam a se reunirem para avaliarem os seus relutados. A premiação está programada para as 18 horas do domingo no Restaurante Nori, no Centro de Quixadá

Mais Informações

Quixadá Aventura
Dias 30 de junho e 1º de julho
Rampa do Urucum – Quixadá
www.quixadaavetura.com.br/quixadaverde
Whatsapp (88) 9 9911 3182

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

07:30 · 17.06.2018 / atualizado às 07:20 · 17.06.2018 por

Pilotos da terra abrem a temporada verde de voo livre em Quixadá. Fotos > Kido Aranha

Os ventos de junho começaram a soprar com mais força no Sertão Central. A mudança climatológica abriu a temporada verde de voo livre cross country na região. Pilotos de parapente voltaram a decolar com mais frequência das rampas do Santuário de Nossa Senhora Rainha do Sertão, na Serra do Urucum, e do Pedra dos Ventos Resort, no distrito de Juatama, ambas em Quixadá, considerada a capital brasileira do voo livre. Para muitos estrangeiros é o Havaí dessa modalidade.

Esta semana o piloto Kido Aranha, de Quixadá, já conseguiu realizar um voo de 65 quilômetros. Segundo o poliatleta, a decolagem ocorreu na rampa do Santuário e o pouso no município de Madalena. Em quilômetros rodoviários a distância é quase o dobro, 104,6 km. Para ele, presidente interino da Associação de Voo Livre do Sertão Central (AVLSC) é uma demonstração de que há possibilidade de bons voos durante outras épocas do ano, e não apenas em outubro e novembro.

Apesar das muitas nuvens frias ainda neste período os pilotos já podem alcançar outros municípios.

O título “temporada verde” vem da mudança da vegetação logo após a estação das chuvas no sertão.

Quixadá, localizada a 160 km da capital cearense, sedia anualmente dois eventos internacionais para pilotos de parapente e de asa delta. Um deles é o Meeting XC Quixadá, com início em julho, e o XC Ceará, na temporada de outubro e novembro, quando os ventos são considerados ainda mais ideais para os voos de longa distancia, quando pilotos de todo o planeta buscam a quebra de recordes, mundial e pessoais.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

06:30 · 23.12.2017 / atualizado às 06:30 · 23.12.2017 por

A Associação de Voo Livre do Sertão Central (AVLSC) pretende surpreender os moradores de várias localidades da zona rural de Quixadá e até de Quixeramobim com a visita de um ilustre personagem, o Papai Noel. Duas dezenas deles pretendem decolar da rampa do Santuário de Nossa Senhora Rainha do Sertão, na Serra do Urucum e pousarem nas localidades de Juatama, Serra do Padre e Custódio, em Quixadá, e ainda em Algodões, já no município vizinho, Quixeramobim.

Ainda de acordo com o presidente da AVLSC, Artemir Júnior, as decolagens estão programadas para as 13 horas. Os pilotos voarão com seus parapentes trajados de Papai Noel. Eles levarão sacos cheios de presentes para distribuírem com as crianças nas localidades onde pretendem pousar. Será o segundo ano da ação especial promovida com o apoio de vários empresários, completou.

No ano passado cinco papai noéis pousaram nas comunidades rurais distribuindo presentes.

Veja também no Diário do Nordeste

Ações pessoais humanizam período natalino no Interior

 Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Participe do Diário Sertão Central através do telefone e whats app (85) 9 8755 0154

00:00 · 23.10.2017 / atualizado às 22:00 · 22.10.2017 por

Dezenas de pilotos de voo livre estão começando a decolar da rampa da Serra do Urucum, em Quixadá.

Pilotos de voo livre de todos os cantos do planeta começaram a chegar neste domingo (22) em Quixadá para aproveitarem mais uma temporada de bons ventos. Além de  caravanas de europeus, dessa vez os brasileiros também estão chegando em maior número no Havaí do voo livre, como esta cidade ficou conhecida por apresentar correntes de ar muito fortes, e acompanhadas das “termais” como são denominadas as bolhas atmosféricas quentes, são ideais para a prática de cross country, quando os pilotos buscam atingir a maior distância voando com seus parapentes.

Este ano, a rampa da Serra do Urucum, ao lado do Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, está melhor estruturada. O espaço de decolagens conta agora com pátio para chegarem da velas e equipamentos, banheiros e até a rampa teve as pedras removidas. A iniciativa foi da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Município. O próprio secretário, Pedro Baquit participou diretamente da transformação, explicou o presidente da Associação de Voo Livre do Sertão Central (AVLSC), Artemir Júnior.

A intenção da administração municipal era abrir oficialmente a temporada neste domingo, recepcionando os pilotos, as equipes, seus acompanhantes e os turistas com um café da manhã especial. Entretanto, em razão do acidente que vitimou o piloto de Brasília, Ney Albert Murtha, de 46 anos, na última sexta-feira (20), o qual morreu em uma queda com seu parapente logo após decolar da rampa do Urucum, a programação foi cancelada em respeito aos familiares. Mesmo assim, muitos pilotos decolaram, oferecendo seus voos em memória do amigo.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

15:00 · 20.10.2017 / atualizado às 16:00 · 20.10.2017 por

Os socorristas se empenharam para resgatar o piloto o mais rápido possível, mas a queda foi fatal.

O piloto de voo livre Ney Albert Murtha, 46 anos, de Brasília (DF), morreu durante um voo de parapente no início da manhã desta sexta-feira (20) em Quixadá. O acidente ocorreu na Serra do Urucum, no distrito de Juatama, na zona rural deste município do Sertão Central. Ele havia acabado de decolar da rampa oficial, quando a pouco mais de mil metros sua vela fechou diante da enorme formação rochosa caindo de uma altura de aproximadamente 100 metros, comentou o morador João da Silva Neto. Desde o início da manhã ele estava assistido os voos dos pilotos.

Várias equipes de resgate, dos próprios pilotos seguiram para o local. A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros de Quixeramobim foram acionados logo em seguida. Apesar da agilidade no resgate, que só pode ser realizado com o auxílio do helicóptero da Ciopaer, quando chegaram no local, de mata fechada, no sopé do rochedo, o piloto já estava morto. Na queda ele sofreu traumatismo cranioencefálico, explicou um dos socorristas.

O piloto caiu no sopé da Serra do Urucum. O resgate do corpo foi feito pela equipe da Ciopaer.

Outros pilotos, amigos de Ney Murtha, também seguiram para o local do acidente, a direita da rampa de decolagens. Pediram para não terem seus nomes revelados, mas informaram que era o último voo de Murtha nesta temporada. Ele havia chegado à cidade havia duas semanas. Tinha mais de 18 anos de experiência em voos com parapente. “Murtha inclusive estava feliz, apesar dos ventos fracos no seu último dia em Quixadá. Ele resolveu testar uma vela nova. Ainda não entendemos o que provocou o acidente“, comentou um piloto.

O helicóptero pousou com o corpo do piloto em um casulo de resgate pendurado a um cabo de aço.

Apesar da agilidade dos socorristas Ney Murtha teve morte imediata ao cair com o parapente.

O secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Quixadá, Pedro Baquit, que também seguiu para o local do acidente com membros da Associação de Voo Livre do Sertão Central (AVLSC) para darem assistência ao piloto, informou que estava programado para o próximo domingo (22) a abertura oficial da temporada de voo livre com um café da manhã especial para os pilotos na rampa do Urucum, que a praticamente duas décadas, nesta época do ano, viajam de todos os cantos do mundo para Quixadá, conhecida com “Havaí do voo livre”. “Será um momento de homenagem póstuma“, acrescentou Baquit se referindo ao acidente.

Várias equipes de socorro de urgência e emergência seguiram para o local do acidente.

Apesar do esforço não foi possível salvar o piloto de voo livre. A queda foi fatal.

O corpo do piloto foi recolhido pela equipe do Núcleo de Perícia Forense (Pefoce) de Quixeramobim para a realização da necrópsia. Os amigos, incluindo outros dois pilotos de Brasília, auxiliarão no translado para o Distrito Federal, onde residia com esposa e três filhos. Ney Murtha era engenheiro da Agencia Nacional de Águas (ANA).

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

08:00 · 02.09.2017 / atualizado às 08:15 · 02.09.2017 por

Voo livre começa a ganhar mais espaço e valorização do Interior do Ceará.

Um esporte arrojado, para alguns de pura adrenalina e para outros considerado perigoso, o voo livre, está se expandindo no Sertão Central. Neste sábado (2), através de uma parceria formada pelas empresas Quixadá Aventura, Promovento, Associação de Voo Livre do Sertão Central (AVLSC) e a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Quixadá (Sedet) estão promovendo o primeiro curso de resgate de pilotos.

Conforme o empresário e piloto de parapente Eurismar Júnior, idealizador do curso, a proposta tem por objetivo resolver o problema da carência de equipes de resgate e ao mesmo tempo criar uma nova oportunidade de emprego. Em Quixadá, a temporada oficial de voo livre está começando e deve se estender até meados de dezembro. Apesar da sazonalidade a renda extra pode chegar a R$ 350,00 por dia se o motorista tiver carro próprio.

Eurismar Junior acrescentou que não é preciso ser motorista profissional para participar do curso. Basta apenas ter experiência na direção, saber acompanhar o GPS, apreender as coordenadas de latitude e longitude, se for necessário e saber se comunicar pelo rádio. Todavia, com a atual tecnologia, o mapa virtual leva o motorista exatamente ao ponto onde o piloto pousar. Quando o voo superar as fronteiras do Ceará pode haver acerto especial para o serviço.

Campeonato brasileiro

Outra novidade positiva para essa modalidade no Ceará é a possibilidade de Quixadá sediar uma das etapas do Campeonato Brasileiro de Voo Livre. A iniciativa partiu da AVLSC. O presidente da Associação, Dileone Freitas credenciou o Município junto à Confederação Brasileira de Voo Livre. O evento, que pela primeira vez deverá ser realizado no Estado, contará com o apoio da prefeitura, através da Sedet.

Considerada o Havaí do Voo Livre Quixadá possui duas rampas de voo livre, a da Serra do Urucum, ao lado do Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão e a outra do distrito de Juatama, a do Pedra dos Ventos Resort, onde a maioria dos pilotos estrangeiros costuma se hospedar para participarem do X Ceará, uma competição de cross country realizada há mais de 20 anos no mês de outubro.

Rampa em Madalena

Recentemente a Secretaria de Esportes de Madalena (a 185Km de Fortaleza) abriu uma rampa para decolagens de parapentes e asas delta. O ponto fica a cerca de 10Km do Centro da cidade. A iniciativa recebeu elogios de desportistas experientes na modalidade como Paulo Rocha, da Via Sertão. Para ele, além de ser praticamente uma reta em relação à capital cearense em razão da distância e da posição geográfica os pilotos não enfrentam a turbulência do meio-dia nos céus de Monsenhor Tabosa.

Paulo Rocha, que promove há uma década o Meeting de Voo Livre, em Quixadá, destacou outros pontos positivos da rampa de Madalena, dentre eles a declividade suave, não causando riscos para os pilotos, a área de escape e a possibilidade de decolagem simultânea de até 20 parapentes. Quando a estrutura estiver totalmente pronta se tornará mais um point do voo livre no Ceará, acrescentou.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do telefone (88) 9 9970 5161

12:00 · 06.08.2017 / atualizado às 10:10 · 06.08.2017 por

 

Curso de resgate de pilotos de voo livre será realizado no próximo fim de semana em Quixadá.

Uma boa oportunidade para quem tem medo de voar, mas quer participar dos bastidores de um dos esportes radicais mais praticados em todo o planeta, o voo livre. A Quixadá Aventura, uma empresa especializada no resgate de pilotos de voo livre abiu inscrições para motoristas interessados em se especializar nessa área. Os interessados poderão se inscrever pelo Whats App (88) 9 9911 3182 ou por mensagem pelo Facebook da Quixadá Aventura.

Segundo o empresário Erismar Júnior, organizador do curso, os motoristas, de ambos os sexos, precisam apenas ter experiência na direção e se preferirem podem inscrever também o seu co-piloto, como ocorre nos ralis. A inscrição será confirmada após o depósito de R$ 100,00 na conta corrente 17843-8, do Banco do Brasil, agência 0241-0. As aulas serão ministradas nos dias 12 e 13 deste mês no Centro Cultural Rachel de Queiroz, no Centro de Quixadá.

Além de aulas teóricas, ministradas na noite da sexta-feira (12), os participantes terão a oportunidade de aprender na prática como os resgates dos pilotos de parapente e de asa delta são realizados. Pilotos de parapente decoarão das rampas de Quixadá e através de rádios e orientação por GPS e mapas os alunos localizarão os pouso e efetuarão os resgates.

A iniciativa recebe o apoio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Quixadá. Recentemente, o secretário municipal de Turismo, Pedro Baquit, conheceu a estrutura do voo livre da sua terra natal. Ele inclusive participou de um voo duplo de parapente, vendo no esporte mais um atrativo para o turismo e a economia local.

Logo após o curso mais uma janela de bons ventos para pratica do voo livre estará aberta em Quixadá. De setembro a novembro pilotos experientes de vários países chegam para decolarem nos ventos considerados os mais radicais do planeta para a prática desse esporte, comparado as super ondas do surfe. Por esse motivo a cidade recebe o título de “Havaí do Voo Livre”.

Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos. Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9 9970 5161

09:58 · 19.10.2016 / atualizado às 09:58 · 19.10.2016 por
Temporada aproveita fortes ventos desta época do ano (Fotos: Quixadá Aventura)
Temporada aproveita fortes ventos desta época do ano (Fotos: Quixadá Aventura)

Quixadá. Começou a nona edição da temporada internacional de voo livre de Quixadá. Quem olhar para os céus deste Município da região central cearense, certamente verá ainda mais praticantes de voo livre colorindo e cortando o céu. A temporada se estende até dezembro, prometendo reunir praticantes de esportes radicais de vários países.

A temporada é marcada no calendário por dois eventos que já ocorrem tradicionalmente nesta época, o Encontro Internacional de Voo Livre e a X-Ceará, que conta com o apoio da Confederação Brasileira de Voo Livre. O primeiro se inicia na segunda quinzena deste mês e segue até o dia 26 de novembro. No dia seguinte, tem início a X-Ceará, que encerra a temporada em e de dezembro.

Maioria do público é formado por turistas
Maioria do público é formado por turistas

De acordo com os organizadores do evento, cerca de 150 pilotos de outros países devem chegar a Quixadá. Na edição do ano passado, 118 gringos e 32 brasileiros de outros estados participaram. Com o sucesso do evento, os organizadores aguardam um público ainda maior este ano.

Além da aventura e da adrenalina, uma das principais propostas é a quebra de recordes. Em edições anteriores pilotos saíram de Quixadá e só tocaram o chão quando estavam perto do Maranhão. Empresas do ramo que atuam pelas cidades da região se envolvem para organizar a temporada.

No início de outubro deste ano o Diário do Nordeste trouxe no caderno Regional do final de semana uma grande reportagem com detalhes sobre a temporada internacional. Leia a matéria completa aqui >> Voo livre colore o céu de Quixadá

_________

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité.

Participe enviando a sua sugestão de notícia, vídeo ou foto através do WhatsApp 55 85 99931 3798, ou através do email: jornalismosertaocentral@gmail.com

 

 

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Sertão Central

Blog da editoria Regional, do Diário do Nordeste, sobre os municípios da região Sertão Central, do Ceará.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags