Quadrilha vítima de comentários homofóbicos promete levar caso para a Polícia