Busca

HOMOFOBIA UNIVERSITÁRIA > Estudante e convidada são vítimas de discriminação em Fórum

09:00 · 23.04.2013 / atualizado às 20:16 · 23.04.2013 por

Quixadá > A estudante de Letras e diretora do DCE da Universidade Federal do Ceará (UFC) Sílvia Cavalleire, e a representante de um coletivo de artistas que mobilizam, através da sua arte, a sociedade em torno do debate de gênero, sexualidade e religiosidade, Alicia Pietá, foram vítimas de preconceito homofóbico no Fórum Virtual promovido por estudantes da UFC neste fim de semana no Facebook. O incidente ocorreu quando a líder estudantil debatia o tema. Alguns alunos ofenderam a estudante, causando indignação à maioria do público.

O fortuito preconceituoso se espalhou pelas redes sociais, causando indignação. A União da Juventude Socialista no Ceará (UJS Ce) divulgou nota de repúdio às manifestações homofóbicas acontecidas durante o Fórum Virtual. A Comissão Organizadora (CO) do VIII Congresso dos Estudantes da UFC também repudiou as manifestações transfóbicas que ocorreram no Fórum do campus de Quixadá. O ato foi classificado como exemplo de mau tom.

Coincidentemente, no fim de semana a Secretaria de Esporte Juventude e Participação Popular de Quixadá, através da Coordenação de Políticas Públicas para a Juventude, promoveu em Quixadá a Semana LGBT. No sábado pela manhã houve “Dia de Beleza” e no domingo, à noite, a escolha da Miss Gay. O evento ganhou destaque no Diário do Nordeste. Na reportagem, a coordenadora de Políticas Públicas para a Juventude, Camila França, havia destacado alguns atos homofóbicos. Veja a reportagem > Quixadá debate a diversidade sexual. 

Miss Gay Quixadá 2013

Wellysneto Rodrigues foi escolhida Miss Gay Quixadá 2013 no concurso realizado no domingo no Le Gourmet Buffet. Nenhum incidente foi registrado na festa. O publico gostou. O prefeito João Hudson Bezerra e o secretário de Esportes de Quixadá, João Luiz, compareceram à festa de encerramento da Semana LGBT.

Participe do Diário Sertão Central informando e sugerindo reportagens através dos fones (88) 9970.5161 ou (88) 8865.6118 e pelo email: diariosertaocentral@gmail.com 

Comentários 38

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ANGELO

29/10/2013 as 10:0419

AGORA SOMOS OBRIGADOS A ACEITAR ESSA FALSA IDEIA INVADIR A SOCIEDADE COMO O BEM DA NAÇÃO? SER GAY É SER MELHOR? SÓ QRERO TER MEU DIREITO DE HETERO RESPEITADO, SOU CRISTÃO, TENHO FAMILIA E SOU PAI E FICARIA DECEPCIONADO SE MINHA FILHA SEGUISSE PARA ESSE MEIO NÃO CRISTÃO….

ANGELO

29/10/2013 as 10:0419

ha uma hipocrisia, ninguem tem nada conta, porém não se quer ter um na familia… falta Deus pra nossas sociedade que agora inventaram essa que ser gay vai nos salvar. Parabéns Globo pelo seu satanismo nacional, mercuri, jam e outros seus pais devem ter orgulho pq tem dinheiro caso não…. um dia vai ser crime dizer a pessoa dizer que é heterosexual

fred

26/04/2013 as 16:0419

viva a homofobia e preconceito, morte a peste do homossexualismo, q pra me é uma terrível maldição q levará a humanidade a triste fim.

fred

26/04/2013 as 16:0419

viva a homofobia e preconceito, contra esses immundos e nojentos q é essa terríval maldição do homossexualismo.

fred

26/04/2013 as 16:0419

parabens minha querida mitra, temos mesmo q lutarmos contra o diabo e seus seguidores, e em responda esse imundo ai tal de Rodrigues, acredito q ele seja um desses imundos homossexual, quero dizer pra ele q a coisa mais bela e sagrada Deus fez pra mim é a mulher, q Deus mim livre duma coisa tão triste e horrivél dessas, se ele gosta dessa coisa nogenta e repugnante de gostar de macho eu não, q ele mi respite, eu muito é dessas maravilhas q são as mulheres, não de praga de macho, o sangue de jesus tem poder Satanás.

Airton

26/12/2013 as 00:0419

“Nossa resistência”?? fala isso em nome de quem?

Mitra

24/12/2013 as 12:0419

Muito engraçado esses pró-gays. Falam “amiga militante”, como se ser militante vermelho fosse uma coisa boa. Falam como se hetero-normatividade fosse algo ruim, falam que precisamos saber respeitar outras opiniões na universidade. Mas me digam: Vocês respeitam a NOSSA opinião? Homofobia: “Perseguição direta ou indireta contra indivíduos homossexuais.” Meus caros, nossa resistência é contra o homossexualismo e não o homossexual. Contra ideiais podres e não contra indivíduos.

Rodrigues

24/11/2013 as 11:0419

Homofobia não é uma opinião.
Existe homofobia verbarl, não necessariamente é só física.
mas realmente a matéria não informou mais sobre o fato ocorrido, poderia ter dado mais detalhes.
creio que o querido fred teve algum relacionamento frustado com algum rapaz e agora tem raiva
beijos

Paulo

24/09/2013 as 09:0419

Ow, anônimo,

já que vc faz questão de dizer que é do Campus do Pici, deveria saber ler.
Viu a discussão? Viu os prints?

Sinceramente, gente. Não precisa ‘virar’ gay para respitar o outro. Opinem sobre o caso depois de conhê-lo. Leiam a discussão. Vejam o quanto ela ofensiva!
É vergonhoso saber que ‘profissionais’ formando-se pela Universidade Federal acham que emitir posicionamentos é denegrir a imagem do outro. A Sílvia estava divulgando a programação do evento. Só isso. Vieram os MUITO incomodados… Não gosta, não participa. Pronto. Mas respeita. Porque respeito não é sinônimo de orgulho ferido.

Arthur

24/08/2013 as 08:0419

Olhem o comentário acima e me digam que não existe homofobia nessa merda de cidade?

E não, meu caro Fred, a história eventualmente determina o que é a verdade. Assim como com as mulheres e os negros no passado, o Brasil daqui há uns anos vai estar bem mais aprazível aos gays, e pessoas como você serão uma piada bem velha e de mal gosto.

fred

24/06/2013 as 06:0419

esses imundos, nogentos q apoia essa terrivel e horrivél maldição de homossexualismo vão todos pro inferno juntos com eles, eu sou machista preconceituoso homofóbico tenho nojo de dessa praga nogenta de homossexual e lésbicas e não tenho medo do diabo não, e lutamos contra essa terrivél maldição, eu quero vão todos se lascar potestade do diabo q o meu Deus é invensivel e vamos vencer essa terrivél praga.

Felipe

24/12/2013 as 00:0419

Repugnante mesmo foi que aconteceu no fórum,… sinceramente, jamais poderíamos pensar que, em pleno século XXI, tais pensamentos estavam saindo da cabeça de universitários, ainda mais da UFC.

Lílian Martins

24/12/2013 as 00:0419

Muito triste, além de vergonhoso ter em um congresso de estudantes da maior universidade pública do Estado, a UFC, representantes ainda arraigados a uma mentalidade hétero-normativa! A universidade como o nome mesmo já elucida é um universo, espaço aberto, para o diálogo e difusão de ideias e conhecimentos. Não podemos nos fechar em nossas próprias ideologias e não permitir o espaço livre e de direito de outras opiniões e práticas! Acredito no bom senso desta instituição e na devida providência para com os agressores da companheira Silvia, militante e amiga, exemplo de dignidade para todos nós que pensamos em uma universidade de excelência acadêmica e ética!

Anonimo

23/11/2013 as 23:0419

Acho ridículo, sou do campus do pici e estou ciente que nesse campus só tem pessoas extremistas, vi a discussão no forum e não teve nada de homofobia. coloco anônimo, pois eles são capazes de me processar por não concordar com eles, como estão fazendo com alguns alunos q divergem de opinião. E nessa matéria só existe inverdades. Pois sou do campus do pici e estou ciente q nenhum dos companheiros do campus de quixadá, chegaram a tal ponto. Me enoja saber q se eu não virar homossexual, ou feminista, ou qualquer coisa do tipo, serei processado, é essa a liberdade q eles pregam. a liberdade DELES e a prisão pelo medo de não concordar com eles. Peço q o jornalista q fez isso(se não foi um q é do campus do pici) reveja os fatos. E outra coisa…”Fecebook” não é lugar nem prova de incriminar ninguém.

Pedro

23/11/2013 as 23:0419

só uma dúvida. Se eu disser q acho q ela é um homem, eu posso ser processado tbm?…é muita hipocrisia.

Eu

23/11/2013 as 23:0419

Acho ridículo, sou do campus do pici e estou ciente que nesse campus só tem pessoas extremistas, vi a discussão no forum e não teve nada de homofobia. coloco anônimo, pois eles são capazes de me processar por não concordar com eles, como estão fazendo com alguns alunos q divergem de opinião. E nessa matéria só existe inverdades. Pois sou do campus do pici e estou ciente q nenhum dos companheiros do campus de quixadá, chegaram a tal ponto. Me enoja saber q se eu não virar homossexual, ou feminista, ou qualquer coisa do tipo, serei processado, é essa a liberdade q eles pregam. a liberdade DELES e a prisão pelo medo de não concordar com eles. Peço q o jornalista q fez isso(se não foi um q é do campus do pici) reveja os fatos. E outra coisa…”Fecebook” não é lugar nem prova de incriminar ninguém.

Dayana

23/10/2013 as 22:0419

“não fomos de nenhuma maneira homofobicos, apenas expressamos nossa opinião” e expressar opinião precisa agredir o outro? vocês deveriam expressar opiniões sobre o congresso que estava em questão, mas resolveram agredir. Nojo de vocês que não sabem o que é respeito.

Mitra

23/10/2013 as 22:0419

Estou aguardando deitado o jubilamento. Abraços

Wilton Cavalcante

23/08/2013 as 20:0419

Vejamos só quem vem chamar a matéria de “tendenciosa e sensacionalista”, um cara que tem o mesmo nome de um dos autores do ato homofóbico. Será ele?

Daniel

23/07/2013 as 19:0419

Participei deste fórum e realmente fiquei pasmo como os comentários homofóbicos, e por favor não venham dizer que não foram homofóbicos a Sílvia Cavalleire tem o print da dos comentários ela deveria ter colocado à disposição do jornal.

Eu

23/07/2013 as 19:0419

Nossa, que erro grotesco! “Fecebook”…

Paulo Ivo

23/07/2013 as 19:0419

Eu tenho certeza como o cara que montou essa notícia nem leu a discussão citada. Sensacionalismo barato!

Anônimo

23/06/2013 as 18:0419

Me desculpem, mas “essa” tal de Silvia só quer mesmo é aparecer. Gosta de atacar, mas, quando é atacada, parte para o lado emocional e acha que tem razão pelo fato de ser travesti. Vá estudar e fazer por onde, um dia, ser motivo de fama!

Luciana

23/06/2013 as 18:0419

Interessante ver as pessoas envolvidas no caso xingando a reportagem. Agora não adianta mais xingar nem estrebuchar: a UFC está decidindo o jubilamento compulsório desses indivíduos. Podem reclamar o quanto quiserem. Serão processados e expulsos. Não queremos semelhantes imbecis como colegas!!
Ofender alguém não é “expressar opinião”. Nunca foi e nunca será.

Jorge

23/06/2013 as 18:0419

Acompanhei a discussão no fórum e achei que realmente rolou uma descriminação forte. Os autores dos comentários homofóbicos parecem se negar a entender a diferença entre “liberdade de expressão” e “liberdade de opressão”. Os comentários deles são de uma estupidez tão grande que chega a ser embaraçoso reproduzir aqui o que foi dito.

Vanessa

23/06/2013 as 18:0419

Marcus Albano
O simples fato de chamar Silvia por qualquer nome que não seja o nome social escolhido por ela, ou negar o modo de tratamento adequado te faz, SIM, um homofóbico. Homofobia não é só matar e espancar, que tal você ir estudar mais sobre o tema 😀 e evitar de postar comentários ignorantes

Centro Acadêmico de Geografia UFC!!

23/04/2013 as 16:0419

Falta deixar claro para muitas pessoas que a homofobia não é apenas pela agressão física, agressão moral também é. Falar o nome da companheira Silvia, por seu nome de registro já é um ato transfóbico, por não reconhecer o seu nome no qual se sente agradável (nome social). Se o Jornal quiser todas as provas documentais existentes, há no fórum virtual do campus do pici.

Gustavo Mineiro

23/04/2013 as 16:0419

Eu posso dizer como houve e tenho os print’s pra mostrar. Tanto que fui eu quem escrevi a nota em nome da Comissão Organizadora:

A Estudante Transgênero fez um post no Fórum Virtual do Campus do Quixadá convidando os estudantes a participarem do congresso. Um dia antes eu tinha publicado no blog do VIII Congresso o release sobre a participação da Artista Alícia Pietá. Então um estudantes do fórum de quixadá publicou embaixo da publicação das estudante parte da chamada sobre a Pietá e escreveu: é um “Coletivo” É sério isso? Qual a importância universitária de uma imoralidade dessa?”

A Silvia respondeu dizendo que tinha assumido sua identidade de gênero feminina e que ele podia discordar, mas que devia respeitar e que o procuraria para conversar sobre e que queria vê-lo dizer que ela era uma imoralidade.

Foi quando um segundo estudante disse: Não é porque você enfia um monte de pena na bunda que isso faz de você uma galinha.

Estávamos trabalhando e ela disse a mim e outras pessoas, entramos no site e começou o debate, aí por diante a coisa foi só piorando e as agressões verbais cada vez piores ao ponto de chamarem a estudante de “EUNUCO”. Então, decidimos publicar uma nota em nome da Comissão Organizadora. Depois disso a baixaria comeu solta, então o grupo que estava fazendo tudo isso, assumiu o controle do fórum e expulsou todos os estudantes que se opunham as manifestações.

Um dos rapazes que proliferou as agressões verbais foi até o blog do VIII Congresso e publicou uma mensagem em tom ameaçador aos Congressistas: “Quero que fique claro, que não permito o uso da minha imagem e nenhuma espécie de exposição. Será tudo acompanhado por alguns dos meus e estarei preparado pra fazer valer isso. Querem falar sério? Estou falando sério agora. Lucas Mitra”

A Comissão Organizadora do VIII Congresso quer que a Universidade Federal do Ceará de pronuncie urgentemente sobre o caso.

Diogo Bernardino

23/03/2013 as 15:0419

Pra quem acompanhou a discussão o ataque aconteceu por parte dos que, segundo a matéria, estavam sendo discriminados. Os estudantes de Quixadá foram chamados de ignorantes, acefálos e muitas outras coisas.

Marcilio

23/03/2013 as 15:0419

E essa “noticia” é baseada em quê mesmo? peço aos “jornalistas” do Diário do Nordeste que apurem os fatos antes de sair publicando suas “noticias” sem o menor fundamento.

Mitra

23/03/2013 as 15:0419

Essa matéria sim é repugnante. Completamente tendenciosa e sensacionalista.

Join

23/03/2013 as 15:0419

jornalista deveria ser processado por faltar com a verdade…tendencioso e desinformado…

Arthur

23/02/2013 as 14:0419

Presenciei esse debate e, meu deus, foi absurdamente repugnante a demonstração homofóbica que se seguiu. O lado bom é que as pessoas reagiram, estudantes de diversos e divergentes corrente políticas em prol do combate a essa homofobia. Ainda há esperança.

Marcus Albano

23/02/2013 as 14:0419

Matéria ridícula que assume apenas um lado. Como pessoa participante do Forum em questão afirmo que essas afirmações são inverdades afirmadas somente para auto promover certas pessoas (‘Emilio’).

Antes de postar verifique a veracidade dos fatos, no forum não fomos de nenhuma maneira homofobicos, apenas expressamos nossa opinião, oq, aparentemente tem sido causa suficiente para enquadrar-nos em um grupo de assassinos e espancadores de homossexuais.. Obviamente uma distorção e uma mentira!

Gilmar Junior

23/01/2013 as 13:0419

Mas que absurdo, como que algumas pessoas não conseguem compreender a orientação seuxal dos outros e partem para agressão física e moral, todos vivem sob a égide de legislações comuns a todos, mas, se torna inevitável o convívio em sociedade com condutas assim, simplesmente deploráveis.

Marcelo

23/01/2013 as 13:0419

O congresso não aconteceu no campos de Quixadá, e sim em Fortaleza.

Luis Siqueira

23/01/2013 as 13:0419

Mais informações sobre o caso? Creio que não ficou claro o modo com que a “discriminação” foi feita.

Luis Siqueira

23/01/2013 as 13:0419

Mais informações sobre o caso? Creio que não ficou claro o modo com que a “discriminação” foi feita.