Diário Sertão Central

Busca


SENADOR POMPEU > Bandidos roubam motocicleta e fogem de canoa

Publicado em 31/03/2012 - 9:00 por | 16 Comentários

Categorias: Polícia

  • Enviar para o Kindle

Senador Pompeu > Dois assaltantes, um deles armado com um revólver, utilizaram uma canoa para roubar uma motocicleta, de marca Honda, modelo NXR 150 Bros Mix ES, ano 2010, de cor preta, placa NVF 8145. O assalto aconteceu na manhã desta sexta-feira, dia 30, na estrada do Sítio Patu, na zona rural de Senador Pompeu. Tão logo foram acionadas pela vítima equipes da Polícia Militar seguiram para o local.

Entretanto, os policiais não imaginavam que após roubarem a motocicleta os criminosos empreenderiam fuga atravessando o Açude Patu numa embarcação aquática, uma canoa. Eles utilizaram outra motocicleta, uma Honda Bros vermelha, sem placa, para praticar o roubo. Quando a viatura e o moto-patrulhamento conseguiram chegar do outro lado do açude, pela estrada, os assaltantes já haviam desaparecido. Continuam sendo procurados pelas equipes da PM.

* Comente, curta no Facebook, no Orkut, no Twitter e acesse também as outras postagens do blog Diário Sertão Central > http://blogs.diariodonordeste.com.br/sertaocentral/

Tags: , , , , , , ,

Comentários

maria antonieta lopes

em 31 de março de 2012

é brincadeira!!!!!!!!!!!
pleno século XXI,os malas continuam inovando
e fazendo fuga de canoa e se essa moda pega….

Chico Marinheiro

em 31 de março de 2012

Senador Pompeu vive um caos na segurança pública.

Dr. Mundico

em 31 de março de 2012

Não tem problema. O Cid Gomes vai comprar uma frota de submarinos para a Polícia Militar.

André Albuquerque

em 31 de março de 2012

É LAMENTÁVEL A SITUAÇÃO DE SENADOR POMPEU!!! QUE PENA A TERRA NATAL DE MINHA MÃE TORNARAR-SE UMA CIDADE FANTASMA SE CONTINUAR ASSIM!!!!

Francisco deAssis

em 31 de março de 2012

Acho que a segurança pública precisa inovar também . Que tal uma versão aquática do Ronda do Quarteirão ? Seria composta por barcos modernos , submarinos e orientados por mini-aviões que do alto mandariam informações de GPS em tempo real para orientar a frota aquática que estaria em rios , açudes e no nosso mar territorial . Estes super-policiais fariam um treinamento na Marinha americana logo para botar pra quebrar !!Acho que o Governador já deve ter pensado nisso mas fica aqui a minha humilde sugestão !!!

mandala

em 31 de março de 2012

os soldados do ronda do querteirão são muito delicados,só anda no ar condicionado,cabelos “transados”,eles mal descem das viaturas para não suarem,portanto,como eles iriam entrar no açude heim…tinha que inovar nos pms”com a farda “couro de jumento”esses sim comem toco mas trabalham.kkkkkkkkkkk

Sérgio Ricardo

em 31 de março de 2012

Enquanto as autoridades sentirem medo e continuarem passíveis às ações de criminosos que têm certeza da impunidade, a violência vai ter um gráfico de ascendência em todas as regiões do Brasil. A solução para acabar com este problema é simples: você sabe do que o marginal tem medo? A resposta é mais simples ainda: do trabalho honesto. no lugar de deixar estes malandros ociosos dentro de uma cela, coloquem-nos para trabalhar em uma pedreira, por exemplo, pois eles vão pensar da seguinte maneira: se eu for preso por cometer um crime, vou ter que trabalhar no pesado e ainda ficar privado da liberdade, é melhor virar um cidadão.

Pedro

em 31 de março de 2012

Se ladrões merece vida toda na cadeia, e merece lava pisa da polícia do raio e do gate…

Wilson Brandão

em 31 de março de 2012

Concordo com a sua idéia caro Sergio, essa seria a solução para diminuir quem sabe com essa malandragem desinfreada que existe. O trabalho forçado talvez o tornassem trabalhadores e deixassem de tirar onda com o cidadão trabalhador.

Arajo

em 31 de março de 2012

Aqueles que falam de Segurança Pública, que não viam a realidade das viaturas e que o proprio PM consertava-as, temos viaturas modernas e mais alguns benefícios,nossos salário não é ruim.Temos que trabalhar em pró da sociedade cearense, pois bandido sempre burlan a leis,mas sempre acabam preso ou/e morrem.

MENDES VISQUEIRA

em 31 de março de 2012

É lamentavel o que vêm ocorrendo no estado do Ceará, tive o desprazer no ano de 2009, ter caído numa cilada, tipo “cheiro do queijo”.As pessoas envolvidas tinham proteção de alguns elementos da policia (ronda do quarteirão, policia civil e etc).A quadrilha era formada por uma família, que dissimulava uma jovem para pegar suas presas, o bando é responsavel por assaltos em casas de veraneio em Iguape e Prainha, além de assaltos a bancos e a carros forte, também praticam roubo de cargas e roubam carros e adulteram chassis.O bando tem cerca de 35 pessoas, somente duas estão presas porque eu coloquei no xadrez, as demais continua matando.Esse foi o motivo que deixei Fortaleza e espero nunca mais voltar.Criei tanta raiva do acontecido e do envolvimento de alguns elementos da segurança pública, que com certeza se hoje eu tivesse em mãos o ENOLA GAY não pensaria duas vezes em presentear Fortaleza.

Elisangela

em 31 de março de 2012

Fala sério!!!!Brincadeira!

RAIMUNDO

em 31 de março de 2012

SENADOR POMPEU DEPOIS QUE PASSOU A SER ADMINISTRADO POR ESSES BANDIDOS NÃO PODEMOS ESPERAR OUTRA COISA Ã NÃO SER ROUBO EM TODOS OS SENTIDOS. O POVO MERECE O CAUSO QUE A CIDADE E O MUNICIPIO SE ENCONTRA A MAIS DE 20 ANOS QUE O MUNIPIO E SAQUEADO POR ESSES POLITICOS COM AUSENCIA DA JUSTIÇA E DO MINISTERIO PUBLICO.

RAIMUNDO

GUILHERME

em 31 de março de 2012

KKKKK policia cearese vai pegar bandido conta outra Aqui no Ceará até Banco Central não escapa Salve-se quem puder.

SEAROM

em 31 de março de 2012

Aqui o Luizé, vivi toda minha infância em Sen. Pompeu de 63 a 73, retornei em 2002 a paaseio e fiquei sem entender, depois de 39 anos não vi progresso nenhum, pelo contrário, vi uma cidade parada no tempo, esquecida por todos os que administram. Anos bons que não voltam mais.

sergio

em 9 de julho de 2012

Tenha 514 canais em sua casa http://www.tvdigitalnopc.com.br


Páginas

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999

teste