Busca

DONOS da RUA > Órgãos de trânsito do Sertão Central lutam para “desprivatizar” áreas públicas

10:00 · 17.11.2015 / atualizado às 10:38 · 17.11.2015 por

Quixeramobim
O crescimento da frota veicular nas cidades do Interior do Ceará está se tornando um desafio para os gestores públicos. Quanto maior a cidade maior está se tornando o problema. Duas de las, Quixeramobim e Quixadá enfrentam esse problema. É praticamente o mesmo nos dois maiores centros urbanos do Sertão Central. Para agravar ainda mais a situação, além de muitos estacionamentos proibidos, o número de “donos da rua” está começando a crescer.

Quixeramobim - Estacionamento particular (1) AP

Quixeramobim - Estacionamento particular (2)No Centro de Quixeramobim, um morador da Rua Dr. Monteiro Filho, resolveu privatizar um trecho da via pública. O problema se tornou inusitado quando o morador resolveu fixar cartazes com algumas regras de trânsito particulares. Um deles, “Proibido estacionar em frente Antena FM – Ao CREAS”, foi fixado no tronco de uma árvore. O outro, “Estacionamento restrito- Evite reboque”, tinha até o sinal convencional de trânsito. A Antena FM informou que a iniciativa foi de uma vizinha.

Conforme o representante da Autarquia de Trânsito Municipal de Quixeramobim (ATMQ), Fernando Ivo de Souza, o morador responsável pela privatização da área pública foi advertido e as “placas” retiradas. A ATMQ informou também que a sinalização de áreas adequadas para estacionamento é feita constantemente. À medida que as necessidades vão surgindo, algumas sugeridas pela própria população, as regras vão sendo complementadas.

Em Quixadá, onde está concentrada a maior frota da região, cerca de 25 mil, veículos, com 60% de motocicletas segundo dados do Detran, de acordo com motoristas e motociclistas, a estratégia utilizada pelos “donos da rua” é outra. Ao invés de cartazes ou placas, tambores, baldes e carrocinhas são utilizados para privatizar o estacionamento nas ruas. Na maioria são comerciantes. Eles se defendem alegando que a parada deveria ser rotativa, já que precisam carregar e descarregar mercadorias.

Segundo o superintendente da Autarquia Municipal de Trânsito de Quixadá (DMT), Geibson Lopes, o problema é crônico. Apesar da constante fiscalização a insistência irregular continua. Como solução a Câmara Municipal aprovou um projeto de criação da Zona Azul. Deveria ser implantada dentro de 180 dias, todavia, um dos critérios estabelecidos, a prioridade de estacionamento para os veículos dos comerciantes, o tornou inviável. “Ao invés de Zona Azul será Zona Morta”, ressaltou Lopes.

Mais Informações

Autarquia de Trânsito Municipal de Quixeramobim
Telefone: (88) 3441-1533

Autarquia Municipal de Trânsito de Quixadá
Telefone: (88) 3412-0562

O Diário Sertão Central é o blog oficial do Diário do Nordeste no Sertão Central do Ceará e Maciço do Baturité. Inclua entre os seus links favoritos.

Participe do Diário Sertão Central através do WhatsApp 55 88 9970 5161, dos fones (88) 9970 5161 ou (88) 8865 6118 e pelo email: diariosertaocentral@gmail.com

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *