Sopa de Livros

Categoria: Distopia


08:36 · 05.01.2016 / atualizado às 08:57 · 05.01.2016 por

Escolher as melhores leituras do ano não é fácil. Foram 59 livros lidos (quaaase 60 porque não cheguei a terminar a leitura da edição especial de 150 anos de “Alice”), muito mais do que em 2014, quando eu li apenas 27.

O engraçado é que metas de leitura não funcionam muito comigo, então entrou nessa lista de 2015 muitas obras que eu realmente não planejava ler. Acontece. Isso me proporcionou muitas surpresas boas – e algumas poucas não muito agradáveis.

Confira minha lista de melhores leituras de 2015. E feliz 2016!

Orgulho e preconceito, de Jane Austen

orgulho-e-preconceito-livro-capa-edit-martin-claret

Editora Martin Claret

R$ 20

Finalmente, tive a oportunidade de ler Jane Austen. Orgulho e Preconceito é um dos poucos livros da autora que eu tenho, e por acaso eu comprei na bienal do livro de 2014 em Fortaleza. Por ser o único da autora que eu li não tenho como comparar com outras obras. No entanto, o clássico romance não deixa a desejar. Austen apenas confirmou minhas suspeitas: ela é uma escritora à frente do seu tempo, que sabe capturar, com ironia e sarcasmo bastante sutis, a essência da sociedade inglesa do final do século XVIII – já que a obra foi finalizada em 1797 por uma Austen com menos de 21 anos. A publicação aconteceu apenas em 1813.

 

Outlander, de Diana Gabaldon

capa_Outlander_lombada41mm.indd

Editora Saída de Emergência

R$ 28

Comecei a ler Outlander (A Viajante do Tempo, em português), primeiro volume de uma série de romance histórico que até o momento possui oito obras, por causa da série televisiva do canal Starz baseada nos romances de Diana Gabaldon. Não imaginava que me depararia com 800 páginas de pura aventura, romance e uma história de tirar o fôlego.

Série de livros Outlander (edições originais)
Série de livros Outlander (edições originais)

> Confira nossa resenha de Outlander

Quatro escritoras contemporâneas de romance de época para conhecer

“A Viajante do Tempo” narra a história de Claire Beauchamp Randall, uma jovem enfermeira inglesa que é transportada duzentos anos no tempo, saindo da Escócia pouco tempo após o fim da Segunda Guerra Mundial para a Escócia do século XVIII. Dividida entre esses dois mundos, ela luta pela sobrevivência ao lado do jovem guerreiro escocês Jaime.

 

A casa das sete mulheres, de Letícia Wierzchowski

acasadassetemulheres

Editora Record

R$ 24

Sem dúvida, essa foi uma das leituras mais demoradas e marcantes de 2015 – e, quem sabe, da minha vida. Não tenho o costume de ler muitos romances nacionais, principalmente se eles foram históricos como esse, que narra o cotidiano de sete mulheres durante a Guerra dos Farrapos. Mas não ler literatura nacional é um pecado grande, confesso. Há muita gente talentosa no meio literário brasileiro. Basta apenas ser seletivo. E a gaúcha Letícia Wierzchowski é uma dessas riquezas nacionais. A sutileza de detalhes, o cuidado com o texto e a originalidade de suas histórias fazem de Letícia, além de romancista, uma poetisa.

> Confira nossa entrevista com Letícia Wierzchowski

 

Auri, a anfitriã, de Aline Moura e Bárbara Almeida

CADERNO 3

É a própria Auri, personagem-lugar que representa o Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa, que narra as muitas histórias de mulheres que cumprem pena na instituição. Nascidas de um TCC escrito pelas alunas de jornalismo da UFC Aline Moura e Bárbara Almeida, essas histórias foram publicadas em um livro-reportagem através de financiamento no Catarse. A obra, em suas 156 páginas, traz de maneira sutil relatos de internas, fotografias e reflexões sobre o sistema penal brasileiro, a desigualdade de classes e a violência. É um projeto ousado e com uma narrativa cheia de reviravoltas.

 

Objetos cortantes, de Gillian Flynn

Objetos Cortantes

Editora Intrínseca

R$ 28

Sou fã assumida de Gillian Flynn. A escritora americana consegue desconstruir todo o ideal de protagonistas femininas indefesas e ingênuas, bastante difundido na literatura mundial. Em todas as suas obras, ela nos surpreende com mulheres que falham, matam, mentem e enganam. E em “Objetos Cortantes” não poderia ser diferente. Somos apresentados a Camille Preaker, uma jornalista que trabalha em um jornal de segunda em Chicago, que tem como hobby se automutilar e há poucos meses foi liberada de um hospital psiquiátrico. Ela recebe a missão de viajar para Wind Gap, sua cidade natal, para fazer uma matéria sobre dois casos policiais envolvendo crianças. No entanto, Camille teme voltar para Wind Gap, onde a família que sempre a desprezou a aguarda, ressuscitando traumas de infância que poderão levá-la a um colapso.

> Confira nossa resenha de Objetos Cortantes

 

Mayara & Annabelle vol.1 e vol.2, de Talles Rodrigues e Pablo Casado

mayara

mayara & annabelle 2

Editora Fictícia

R$ 25

E pela primeira vez eu li quadrinhos cearenses. Tá, talvez eu tenha lido aqui e ali algo do Capitão Rapadura no passado, mas nada muito significativo. Em 2015, eu tive a oportunidade de ler essas preciosidades escritas pelo jornalista cearense Talles Rodrigues e pelo roteirista alagoano Pablo Casado. As histórias giram em torno de Mayara e Annabelle, duas funcionárias públicas da Secretaria de Controle de Atividades Fora do Comum do Ceará (SECAFC-CE) que lutam contra demônios e outras criaturas sobrenaturais na terrinha alencarina. O legal é que a obra é rica em regionalismo, contendo nomes de cidades do interior, presença do cearês nos diálogos, além de referências ao cenário político local. Muito bom!

> Uma arretada produção de quadrinhos

> Enquadrando elas

 

Mensão honrosa: O Vilarejo, de Raphael Montes

o vilarejo

Editora Suma de Letras

R$ 25

Raphael Montes é uma das grandes promessas nacionais do gênero policial. Desde o início do ano passado que eu vinha cobiçando ler algo dele. A oportunidade veio – antes tarde do que nunca – na véspera de natal, quando eu devorei em uma tarde “O Vilarejo”, obra de Raphael lançada em 2015 e que curiosamente não é romance policial. Trata-se de uma coleção de histórias de terror sobre os habitantes de um vilarejo isolado, arruinado pela neve e pela fome. O autor se inspirou no padre e demonologista Peter Binsfeld, que em 1589 fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, o que teoricamente seria responsável por invocar o mal nas pessoas.

OVilarejo-2_768x768

vilarejo-3

O projeto gráfico do livro é bastante agradável aos olhos. Mesmo na versão em pdf, que foi a que eu li. As ilustrações de Marcelo Damm dão um toque gótico e macabro à obra, que é uma leitura rápida e claramente aterrorizante.

*Por Rosiane Melo

09:09 · 04.01.2016 / atualizado às 09:09 · 04.01.2016 por

Como já noticiamos aqui no Sopa, o autor de Maze Runner, James Dashner, finalizou “The Fever Code”, mais recente obra da saga. Agora foi divulgada a capa internacional da obra. Confira:

22

“The Fever Code” é um prequel (termo que, em literatura, refere-se a uma história anterior a outra já lançada) que se passará após os acontecimentos de “A Ordem do Extermínio” e início de “Correr ou Morrer”. A previsão de lançamento é em setembro de 2016.

Livros da saga publicados no Brasil
Livros da saga publicados no Brasil

A Vergara & Riba, editora que publica os livros da saga no Brasil, já confirmou a publicação nacional.

 

*Por Rosiane Melo

10:16 · 07.12.2015 / atualizado às 10:22 · 07.12.2015 por

Em seu site, a autora da saga best-seller Divergente, Veronica Roth, falou sobre seu mais novo projeto, uma duologia que será lançada pela HarperCollins.

Até então, as únicas informações sobre a narrativa era de que ela seguiria a linha de Star Wars e seria protagonizada por um menino que forma uma estranha aliança com o inimigo para escapar de uma vida de opressão. Enquanto um deles luta por redenção, o outro procura vingança.

Pois bem, finalmente Roth deu mais detalhes sobre a história. Leia o trecho traduzido do post escrito pela autora em seu tumblr:

“Meu novo livro será uma fantasia sci-fi ambientada em um momento de instabilidade politica extrema (por isso comparações com “Star Wars”). Nele, um garoto chamado Akos, junto com seu irmão, é sequestrado e levado para uma nação inimiga. Quando o ditador dessa nação ameaça a vida de seu irmão, Akos não tem escolha a não ser trabalhar com uma garota chama Cyra (a irmã do ditador) para salvá-lo. Mas a confiança de Cyra — e sua bondade! — são difíceis de ganhar… para dizer o mínimo. E a intensa amizade entre Akos e Cyra coloca ambos em um perigo jamais imaginado”.

Também segundo a autora, os livros da duologia serão lançados em 2017 e 2018, respectivamente.

 

 

*Por Rosiane Melo – Estagiária do Núcleo de Entretenimento

11:28 · 02.12.2015 / atualizado às 12:31 · 02.12.2015 por

Fim de ano parece ser a época perfeita para dezenas, centenas, milhares… de notícias sobre adaptações serem divulgadas. Nesta semana, o #SopaTwist traz um recorte de novidades sobre as adaptações, correndo o risco de esse post ficar bem extenso…

Mas vamos lá!

 

1 – Os instrumentos teen

140493_0589

Já faz um tempinho que começou a divulgação da série “Shadowhunters”, que adapta a saga “Os Instrumentos Mortais”, de Cassandra Clare. Depois do ~desastre~ que foi o filme, a série parece estar comprometida a contar bem a história da caçadora de sombras Clary Fray.

> Mais sobre Shadowhunters aqui.

Nos últimos dias, foram divulgados promos da nova aposta da ABC Family, além de diversas fotos promocionais. A produção tem previsão de estreia dia 12 de janeiro.

Confira:

YouTube Preview Image YouTube Preview Image YouTube Preview Image YouTube Preview Image

140493_0648

140493_0770r1

140493_1865

140493_2230r1

 

2 – Jacob e as amazonas Part 1

taylor-lautner-13

Você que já foi fã de “Crepúsculo” (mas não confessa para ninguém) pode ficar feliz com essa notícia. O ator Taylor Lautner, que interpretou o menino-lobo na adaptação da saga vampiresca escrita por Stephenie Meyer, vem ao Brasil.

Quem anunciou as boas novas foi a Netflix, que trará o elenco do filme “The Ridiculous 6”, dentre eles o eterno Jacob, para divulgar o longa por aqui durante a Comic Con Experience, um dos maiores eventos de quadrinhos, séries de TV, cinema e games, que acontece entre os dias 3 (amanhã) e 6 de dezembro.

Ainda participam da feira, convidados como Anna Popplewell (“As Crônicas de Nárnia”), Evangeline Lilly (“O Hobbit” e futura Vespa da Marvel), John Rhys-Davies (“O Senhor dos Anéis”), além de Frank Miller, autor dos quadrinhos do Batman na série “O Cavaleiro das Trevas” e também de “Sin City”.

> Confira as principais atrações da Comic Con Experience

 

3 – Era uma vez um mundo colorido de Harry Potter…

8sMbyFY

Há algum tempo, divulgamos que a Scholastic, editora responsável pelas edições americanas da saga Harry Potter, lançaria um livro para colorir do universo do bruxinho. Agora, a Universo dos Livros anunciou que irá lançar a versão brasileira.

“O Livro de Colorir de Harry Potter #1” deve chegar às livrarias em fevereiro. Como se sabe, esse é apenas o primeiro de uma série que pretende adaptar todos os livros da saga para a versão de colorir. O segundo volume está programado para ser publicado em março de 2016 nos EUA.

 

4 – Jennifer Aniston pegou gosto por um drama

O nome de Jennifer Aniston foi confirmado para estrelar adaptação de “As Lembranças de Alice”, obra de Liane Moriarty que foi publicado no Brasil em 2013, pela editora LeYa.

O livro conta a história de Alice, uma mulher de 29 anos que certo dia acorda misteriosamente e descobre que já se passaram 10 anos e sua vida é uma verdadeira desgraça: ela está se divorciando, tem três filhos e, se sentindo miserável, tenta resolver todos esses problemas.

Esse não é o primeiro livro adaptado para os cinemas de Liane Moriarty. Outros romances da autora, “Pequenas Grandes Mentiras” e “O Segredo do Meu Marido”, também irão para as telonas.

 

5 – Agatha Christie não está morta

tumblr_mix45dFxNy1riw23so3_r1_250

Agatha Christie, a Rainha do Crime, estaria dando pulinhos de alegria se ainda estivesse entre nós, pobres mortais. O diretor Kenneth Branagh (Cinderela) revelou que irá filmar e atuar – no papel do protagonista, o detetive belga Hercule Poirot – em uma nova versão para os cinemas de Assassinato no Expresso Oriente”. As notícias são do Hollywood Reporter.

ASSASSINATO_NO_EXPRESSO_DO_ORIENTE_1406301040B

Com roteiro de Michael Green e produção do cineasta Ridley Scott, o novo filme será bancado pela Fox. O personagem Hercule Poirot é presença em 33 livros de Christie, o que pode garantir, caso o novo filme faça sucesso, uma extensa franquia.

 

 

*Por Rosiane Melo – Estagiária do Núcleo de Entretenimento

11:11 · 25.11.2015 / atualizado às 11:32 · 25.11.2015 por

A partir de hoje (25), o Sopa de Livros irá apresentar semanalmente, sempre às quartas, as últimas novidades sobre o mundo de adaptações literárias para TV, cinema e etc. em um único post, o #SopaTwist.

A ideia surgiu diante da enormidade de notícias que são divulgadas diariamente sobre adaptações. Para não dispor essas informações aleatoriamente, decidimos reunir tudo em uma postagem de conteúdo prático e integral.

Vamos começar!

 

1 – Brad Pitt pós-apocalíptico 

original

A notícia mais quente da semana sobre o mundo das adaptações talvez tenha sido a divulgação de que o ator americano Brad Pitt, em parceria com a Warner Bros., foi confirmado para adaptar a série “The Illuminae Files”, um dos grandes lançamentos literários de outubro nos EUA, para os cinemas.

Illuminae

A série é escrita por Amie Kaufman e Jay Kristoff. A história se passa no ano 2575 e gira em torno de dois adolescentes que relatam suas experiências durante uma invasão na Terra. No Brasil, a Novo Conceito adquiriu os direitos autorais para publicação da obra, ainda sem previsão de lançamento por aqui.

 

2 – Pretty Little Movie

Depois da adaptação para a TV, parece que finalmente a extensa – já foram 16 livros publicados apenas no Brasil – saga juvenil escrita por Sara Shepard irá para os cinemas.

fea-hl-pretty-liar-hed-2013_3

Em entrevista ao Good Morning America, a produtora da série de TV da ABC Family, Marlene King, revelou que a possibilidade existe sim. “Nós realmente estamos com grandes ideias para um longa de Pretty, mas isso não acontecerá logo após o final da série”, chegou a declarar.

No entanto, não há nada confirmado. Tudo ainda é um grande secret.

 

3- Ainda há esperança para Fronteiras do Universo

Para quem não sabe, a série de fantasia Fronteiras do Universo, escrita por Philip Pullman, já teve um de seus livros adaptado para os cinemas. “A Bússola de Ouro” ganhou um filme em 2007, estrelado por nada mais nada menos que Daniel Craig e Nicole Kidman.

fronteiras do universo

A novidade é que a BBC anunciou que irá produzir uma nova série para a TV da trilogia que conta a história da orfã Lyra Belacqua, que vive em uma versão alternativa de nosso mundo, governado pelo tirânico governo clérigo Magisterium.

As gravações serão feitas pela produtora Bad Wolf e pela New Line Cinema (“O Senhor dos Anéis”), inicialmente no País de Gales.

O autor comentou a notícia: “Tem sido uma fonte constante de prazer poder ver essa história adaptada para diferentes formas e vê-la apresentada em mídias diferentes. A série já virou radio novela, peça de teatro, filme, audiobook e graphic novel – agora teremos o formato para a TV.”

 

4 – Jennifer Lawrence no karaokê

Jogos Vorazes – A Esperança: O Final mal estreou nos cinemas, dividindo muitas opiniões da crítica, e já foi divulgada uma música exclusiva da atriz Jennifer Lawrence para a trilha sonora do filme.

No áudio, JLaw faz uma versão da canção “Deep in the Meadow”, do Sting.

Ouça:

Compare com a versão original:

YouTube Preview Image

Aliás, o diretor dos últimos três últimos filmes, Francis Lawrence, revelou, em entrevista ao Entertainment Weekly, o desejo de trabalhar em mais uma produção envolvendo a saga distópica.

Para mim uma parte interessante da história seria ver como os jogos começaram. Caso a autora se sinta inspirada e decida escrever outras histórias nesse universo, eu com certeza gostaria de estar envolvido,” disse.

 

5- Caçador sem Kristen Stewart

Também foram divulgados cartazes de “O Caçador e a Rainha de Gelo”, pré-sequência do filme “Branca de Neve e o Caçador”. O novo longa foi mais comentado pela ausência de Kristen Stewart (Crepúsculo) no elenco, mas astros como Chris Hemsworth (Thor) e Charlize Theron (Mad Max: Estrada da Fúria) retornam em seus devidos papéis. A novidade no elenco fica por conta de Jessica Chastain (A Colina Escarlate) como A Caçadora e Emily Blunt (Caminhos da Floresta) como A Rainha de Gelo.

Confira as imagens:

SS-Rainha-má

SS-O-Caçador

SS-Rainha-de-Gelo

SS-A-Caçadora

A estreia está marcada para 28 de abril de 2016.

 

*Por Rosiane Melo – Estagiária do Núcleo de Entretenimento

11:20 · 16.11.2015 / atualizado às 11:20 · 16.11.2015 por

A adaptação da trilogia distópica Divergente, da americana Veronica Roth,  chega ao seu terceiro filme, “A Série Divergente: Convergente”,  que estreia em 17 de março de 2016. Enquanto a data não chega, foi divulgado o primeiro trailer da produção.

Confira:

YouTube Preview Image

 

Os atores Shailene WoodleyTheo James interpretam os protagonistas da trama, que gira em torno do desafio de entender o mundo que há por trás da Muro e como lidar com novos desafios e difíceis escolhas.

a

 

*Por Rosiane Melo – Estagiária do Núcleo de Entretenimento

11:17 · 06.11.2015 / atualizado às 11:17 · 06.11.2015 por

The Crown, quinto e último livro da série A Seleção, de Kiera Cass, ganhou capa internacional.

Confira:

the

A obra será lançada em 3 de maio de 2016 e encerra a série distópica que narra a história de América, uma plebeia que entra em uma competição para ser a próxima rainha de sua nação; a partir do quarto livro, “The Heir”, a narrativa gira em torno de sua filha, Eadlyn, que precisa enfrentar uma nova seleção para manter o reinado vivo.

Além da capa, foi divulgada também a sinopse:

Em “A Herdeira”, o universo de A Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria Seleção. Eadlyn não acreditava que encontraria entre os trinta e cinco pretendentes do concurso um companheiro de verdade, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… E agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil — e importante — do que esperava.

 

POLÊMICA

Após a divulgação da capa oficial, muitos internautas reclamaram nas redes sociais. Segundo alguns, a capa é a menos bonita de toda a série. Na fanpage de um portal de notícias literárias, uma internauta chegou a postar uma capa alternativa feita pelos fãs que, segundo ela, “é muito mais linda”.

imagem
Reprodução/Facebook

 

OUTROS PROJETOS

The Siren, primeiro livro de Kiera Cass, será publicado no Brasil em uma nova versão, já em janeiro.

Kiera também está escrevendo uma duologia, porém não divulgou muitas sobre o novo projeto, apenas que será um romance jovem adulto, envolvendo crianças treinadas em academias para serem amigos perfeitos podem ser compradas, além de um romance proibido.

Já os direitos autorais para a adaptação de A Seleção para os cinemas já foi adquirida pela Warner Bros.

 

*Por Rosiane Melo – Estagiária do Núcleo de Entretenimento

11:44 · 26.10.2015 / atualizado às 11:50 · 26.10.2015 por

Kiera Cass

Com lançamento mundial previsto para maio de 2016, o quinto e último livro da série distópica juvenil “A Seleção”, de Kiera Cass, já ganhou título. Trata-se de “The Crown” (A Coroa, em português) e, assim como “The Heir” (A Herdeira), será narrado pela princesa Eadlyn, filha de Maxon e America.

A Harper Collins, editora americana que publica os livros lá fora, anunciou que a capa será revelada em breve e já disponibilizou uma página de pré-venda para a obra.

Confira abaixo o pôster divulgado nas redes sociais:

IMAGEM-quinto-volume-de-A-Seleção

 

*Por Rosiane Melo – Estagiária do Núcleo de Entretenimento

12:39 · 23.10.2015 / atualizado às 17:11 · 23.10.2015 por

Imagine perder toda a essência de suas memórias a ponto de lembrar-se apenas do próprio nome, ser aprisionado dentro de uma Clareira rodeada por grandes muros e acompanhado de garotos que falam gírias bizarras e se comportam como se a rebeldia fosse um ato de suicídio, além da presença de um labirinto aparentemente sem saída e monstros que são uma mistura de pele e máquina?

Esse é o universo assustador criado pelo escritor americano James Dashner em “Maze Runner – Correr ou Morrer” (2009), primeiro livro da saga que foi adaptado ano passado para os cinemas, com o ator Dylan O’Brien no papel de protagonista.

James Dashner
James Dashner

Não adianta nem dizer que tudo a respeito desse livro é bastante inovador. Soaria clichê. E um pouco irrealista. Primeiro porque trata-se de uma distopia, e esse gênero não é novidade. Germinou no século passado e desde então sofre altos e baixos em sua popularidade. O pouco – mas talvez muito – que há de inovador é a forma como o autor soube encaixar conceitos  que, separados, não possuem quase nenhuma relação entre si, como elevadores, labirintos, gírias, monstros e atividades do campo.
maze runnerO fato de o personagem principal, Thomas, ser o narrador da história não compromete o entendimento do leitor sobre os acontecimentos. Dashner criou um personagem cativante, curioso e extremamente inteligente e teimoso. Talvez o deslize da narrativa seja exatamente a ênfase demasiada em Thomas. Como se tudo o que acontece precisasse estar relacionado a ele.

Entretanto, os personagens secundários não deixam de ser cativantes e ganham um destaque merecido – o que não se pode dizer da adaptação para os cinemas. O desengonçado mas esperto Chuck, a praticidade de Minho, o espírito de liderança de Newt e não podemos deixar de citar Teresa, a qual, confesso, não consegui decifrar.

Posso apontar que Teresa é a personagem menos desenvolvida em “Correr ou Morrer”. Há, sobre ela, toda uma nuvem de mistério e expectativas. Teresa é decidida e esperta, mas também confusa. Em determinados momentos, ela assume o controle da situação e parece ser um livro aberto. Já em outros, suspeitamos de que ela esconde algo muito importante.

Livros da série já publicados no Brasil
Livros da série já publicados no Brasil

>  “The Fever Code”, novo livro da série Maze Runner já foi finalizado

A relação especial entre ela e Thomas é delicada. Os dois são os únicos que lembram de já se conhecerem e podem se comunicar pela telepatia, o que é um aspecto surpreendente, embora tenha sido descartado nos filmes.

Já as gírias e expressões desconhecidas usadas pelos personagens são elementos a serem somados à história. Podem soar estranhas em um primeiro contato, mas acrescentam originalidade aos diálogos.

The-Maze-Runner
Um dos cartazes de “Maze Runner – Correr ou Morrer”

Lembro-me da primeira vez que fiz uma tentativa de ler a obra, no ano passado, em meio a todo o frenesi ao redor do filme. Toda a complexidade e extensão da história, logo de cara, não me conquistou. Fiquei incomodada pelas expressões estranhas e a pouca e aparente opaca participação das personagens femininas.

Fiz uma nova tentativa este ano, após ter assistido às duas produções já lançadas no cinema. E realmente valeu a pena. Não que o filme convença melhor que o livro, até porque há diferenças significativas entre a obra original e a adaptação. Mas uma complementa a outra em uma trama que merece o enorme sucesso que possui.

 

*Por Rosiane Melo – Estagiária do Núcleo de Entretenimento

12:46 · 20.10.2015 / atualizado às 12:46 · 20.10.2015 por

The-Maze-Runner

James Dashner, autor da saga Maze Runner, divulgou através de sua conta no Twitter, na última sexta-feira (16), que o mais novo livro da série já foi finalizado.

james2-2

 

Nomeado de “The Fever Code”, a obra é um prequel (termo que, em literatura, refere-se a uma história anterior a outra já lançada) que se passará após os acontecimentos de “A Ordem do Extermínio” e início de “Correr ou Morrer”. A previsão de lançamento é em setembro de 2016.

Segundo o autor, o livro irá explorar a criação do Labirinto e a chegada dos Clareanos no local. A editora brasileira Vergara & Riba já adquiriu os direitos para publicar esse novo livro.

Adaptado para os cinemas com Dylan O’Brien (Teen Wolf) no papel principal, o segundo filme da franquia, “Maze Runner – Prova de Fogo”, está em exibição nos cinemas.

 

*Por Rosiane Melo – Estagiária do Núcleo de Entretenimento

Pesquisar

Sopa de Livros

Blog da jornalista Kelly Garcia, da área Entretenimento, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

02h03mPara marcar na agenda

02h03mEm entrevista, Jorgeana Jorge revela seu processo de criação

03h03mAutor cearense Jairo Sarfati fala sobre seu livro e novos projetos

02h03mPara marcar na agenda

11h03mUFC lança livros-reportagem nesta quarta-feira

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs