Sopa de Livros

Categoria: Sem categoria


09:00 · 31.07.2015 / atualizado às 19:19 · 30.07.2015 por

Harper Lee, uma das maiores autoras americanas do século XX, mal lançou a continuação do clássico “O sol é para todos” (“To kill a mockingbird”, no título original em inglês), intitulado “Go set a watchman”, nos Estados Unidos, e a editora Record já divulgou nas redes sociais a capa da edição brasileira.

Vá, coloque um vigia” tem previsão de lançamento para outubro.

Confira abaixo a capa (americana e brasileira) e a sinopse do livro:


harper-lee-go-set-a-watchman-cover-lead

 

harpe

 

Sinopse

Segundo romance de Harper Lee, que bateu recorde de número de exemplares vendidos em um só dia, Jean Louise Finch, mais conhecida como Scout, a heroína inesquecível de O sol é para todos, está de volta à sua pequena cidade natal, Maycomb, no Alabama, para visitar o pai, Atticus. Vinte anos se passaram. Estamos em meados dos anos 1950, no começo dos debates sobre segregação, e os Estados Unidos estão divididos em torno de questões raciais. Confrontada com a comunidade que a criou, mas da qual estava afastada desde sua mudança para Nova York, Jean Louise passa a ver sua família e amigos sob nova perspectiva e se espanta com inconsistências referentes à ética e a pensamentos nos âmbitos político, social e familiar.

 

Curiosidades

  1. Embora o segundo romance de Harper Lee tenha sido lançado apenas este ano, ele foi escrito muito antes de “O sol é para todos”, que ganhou o prêmio Pulitzer de 1961.
  2. Desde o lançamento de “Go set a watchman”, o que não faltam são boatos conspiratórios. Um deles afirma que o advogado da autora, que é o responsável por representá-la em negociações editoriais e perante a imprensa, teria se aproveitado da idade avançada de Lee  para agilizar a publicação do livro sem a permissão dela. Vale lembrar que foram 65 anos de hiato entre as duas únicas obras escritas por Lee, e até onde se sabia, ela estava mais do que satisfeita em ser autora de um livro só.

 

*Texto de Rosiane Melo – estagiária do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

 

 

08:24 · 14.07.2015 / atualizado às 08:24 · 14.07.2015 por

A atriz Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes, O Lado Bom da Vida) irá estrelar a adaptação cinematográfica do romance O Projeto Rosie, de Graeme Simsion. As informações são do The Hollywood Reporter.

Jennifer Lawrence
À esquerda, a atriz americana Jennifer Lawrence. À direita, capa nacional de “O Projeto Rosie”

Lançado nacionalmente com o selo da editora Record, “O Projeto Rosie” é narrado por Donald “Don” Tillman,  um professor de genética, que pretende encontrar a mulher ideal para ele através da aplicação de um complexo questionário. A fumante, vegetariana e sempre atrasada Rosie Jarman não se encaixa no que Don procura, mas pode ser de quem ele precisa.

O livro ganhará uma continuação, The Rosie Effect, que deve ser publicado ainda este ano.

 

*Texto de Rosiane Melo – estagiária do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

09:00 · 12.07.2015 / atualizado às 11:15 · 12.07.2015 por

Conhecida dentro e fora do Brasil por “A Casa das Sete Mulheres”, romance histórico sobre a Guerra dos Farrapos, que foi adaptado para a televisão como uma minissérie transmitida em mais de 30 países, a gaúcha Letícia Wierzchowski lançou dois novos livros em maio deste ano. Em entrevista exclusiva ao Sopa de Livros, a autora fala sobre afeto, hábitos de escritora e seu mais recente lançamento pela Intrínseca, “Navegue a Lágrima”.

leticia-Wierzchowski

Confira logo abaixo:

1) Como surgiu o seu gosto pela escrita?

O meu gosto pela escrita surgiu do meu gosto pela leitura, e acho – pessoalmente – impossível de separar estas duas experiências: ler me apresentou outros mundos, outras vidas, me colocou sob outras peles… Escrever é também fazer esta viagem, mas num papel mais ativo: quem cria o mundo é o autor. Escrever me expõe à criatividade sem limites – eu posso criar qualquer mundo, posso reproduzir outros tempos e lugares, eu posso tudo, desde que o meu texto seja crível para o leitor. Existe esse jogo na escrita: o leitor quer acreditar no autor, a “supressão da descrença” é o trato silencioso entre o autor e o seu leitor.

2) E como é o seu processo de escrita?

Eu sou uma autora bem orgânica – geralmente trabalho de 3 a 5 horas por dia, e sempre começo meus livros de uma ideia e/ou um personagem, eu sempre sei onde quero chegar, mas o caminho é aberto, vou montando o enredo, construindo os capítulos enquanto escrevo.  Mas, afora isso, não tenho um processo muito definido – é sentar e trabalhar, dias, meses, às vezes anos…

3) Qual foi a sua grande inspiração para compor “Navegue a Lágrima”? 

Navegue a lágrima é um livro sobre o amor, sobre a felicidade e sobre as mudanças da vida. Tolstoi diz em Anna Karenina que “todas as famílias felizes se parecem, as famílias infelizes são infelizes cada uma ao seu modo”. Acho que a literatura se debruça constantemente sobre essas variações da infelicidade, eu quis olhar a vida de uma família – de um grupo de personagens – enquanto felizes. Outra coisa é que, no romance, existe uma casa de praia que une as duas personagens principais – Heloísa e Laura – ambas vivem nesta casa em tempos diferentes – eu acho que os lugares onde vivemos guardam sempre um pouco de nós. Esta casa, no romance, é o elo de ligação entre duas famílias, duas mulheres, duas histórias de vida.

4) Qual o significado por trás do título, que transborda em lirismo?

Eu prefiro sempre que o leitor tire o seu significado – que vai mudar com a leitura, que é sempre pessoal. Mas todos temos as nossas lágrimas nesta vida… Viver é navegar as tristezas. Disse Camões: navegar é preciso, viver não é preciso…

5) O que você mais gosta nessa obra?

Gosto do jogo de espelhos que está inserido nela: os personagens se observam, imaginam uns aos outros.

6) Suas obras valorizam muito o aspecto “humano” das pessoas, seus sentimentos, devaneios e memórias. O que te fascina na escolha dessa abordagem? 

Escrever ficção é olhar para dentro do ser humano. Todo o enredo serve para iluminar a humanidade dos seus personagens.

7) Muitos autores procuram distanciar-se dos seus personagens, externá-los; já outros são totalmente apegados à história que constroem. No seu caso, como você se relaciona com os seus personagens?

Não  vejo como escrever um romance sem criar uma sintonia muito fina com o personagem, somos o palco das emoções dos nossos personagens. Mas eu só sou apegada às minhas histórias enquanto elas estão sendo escritas, enquanto estão palpitando nas minhas mãos – depois entrego a viagem aos leitores, e vou atrás de outras histórias, outras vidas e palcos e personagens.

8) Quem é a Letícia escritora de “O anjo e o resto de nós”, sua primeira obra lançada em 1998, e a Letícia escritora de “Navegue a Lágrima”, em 2015?

Sabe que ambas são a mesma pessoa – com 18 anos de diferença… Ainda escrevo pelos mesmo motivos, basicamente porque sou mais feliz escrevendo, porque, na escrita, resolvo questões, emoções, mudo a vida, vingo-me da realidade, recrio a realidade de forma mais justa, revejo o passado… Escrever é libertador. Mas, hoje, estranhamente, escrever ficou mais fácil e mais difícil – mais fácil porque conquistei meu espaço (sou uma escritora) e mais difícil do que naquele tempo, quando eu não tinha tantas responsabilidades, nem obrigações, e as horas estendiam-se diante de mim, esperando pela ficção. Agora eu cavo o meu tempo.

9) Quais são os autores que te inspiram?

Eu sou uma leitora voraz, e ler bons livros é o que me inspira. São muitos, mas alguns autores que me acompanham são: Virgínia Woolf, Somerseth Maughan, Nabokov, García Marquez, Erico Verissimo, Phillip Roth e Henry James.

10) Está lendo algum livro atualmente? Se sim, qual?

Sempre estou lendo um livro ou dois – agora, estou lendo O amante, Marguerite Duras, e um livro, um longo ensaio sobre a obra de Pilliph Roth chamado Roth libertado.

11) Sobre o que você ainda não escreveu e gostaria de falar em um livro?

Não escrevi sobre tantas coisas, a vida é tão plural… Mas, um dia, gostaria de terminar a sequência que comecei com A Casa das Sete Mulheres. Depois publiquei Um Farol no Pampa, e queria finalizar a trilogia.

12) Quais as grandes recompensas/desafios de ser uma escritora no Brasil?

A recompensa é muito pessoal – como eu disse em outras linhas, escrever é libertador e é curativo. Assim como ler – ler cura as dores humanas. Eu escrevo porque preciso – ainda que não publicasse nunca mais, seguiria escrevendo para mim mesma. O resto é consequência disso…

 

O livro – Navegue a Lágrima

navegue
R$ 27,90
Sinopse:
Uma casa de praia, num idílico balneário no Uruguai, é o cenário de duas histórias de amor e perdas, separadas no tempo. Consumida pelo luto, a editora Heloísa escolhe se afastar da cidade onde morava e levar uma vida de isolamento na residência de veraneio que pertenceu à Laura Berman, uma escritora consagrada.
Entre muitos drinques, cercada de pertences e memórias dos antigos moradores, Heloísa começa a ser visitada pelas lembranças guardadas entre aquelas quatro paredes: a correria de crianças, dias de sol preguiçosamente passados à beira da piscina, o romance terno de Laura e seu marido Leon. Se é delírio ou magia, a nova moradora não consegue distinguir. Aos poucos, enquanto revira baús, ela mergulha no universo conflituoso da escritora, descobre pequenas traições cotidianas e o inexorável desgaste realizado pela passagem do tempo nas relações mais sólidas. Essa compreensão permite que, lentamente, Heloísa consiga enfrentar seus próprios fantasmas e desvelar a história de uma grande paixão.

 

*Texto de Rosiane Melo – estagiária do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

15:00 · 10.07.2015 / atualizado às 13:13 · 10.07.2015 por

Durante as últimas semanas, teasers e os primeiros pôsteres de “Jogos Vorazes: A Esperança – O Final”, último filme da franquia que adapta a trilogia distópica de Suzanne Collins, foram divulgados.

Confira abaixo:

YouTube Preview Image

 

YouTube Preview Image

11222479_433983803454808_8778941412468046672_n

POSTER-Prim

POSTER-Finnick1

POSTER-Gale2

POSTER-Katniss

POSTER-Peeta

O filme estreia nos cinemas dia 19 de novembro, e mostrará a trajetória final de Katniss Everdeen para destruir a Capital e o seu líder, Presidente Snow.

 

*Texto de Rosiane Melo – estagiária do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

10:40 · 16.06.2015 / atualizado às 10:40 · 16.06.2015 por

Após O Chamado do Cuco e O Bicho-da-Seda, a autora best-seller J. K. Rowling, sob o pseudônimo de Robert Gailbrath, anunciou o lançamento de Career of Evil (Carreira do Mal, em tradução livre), novo livro da série policial que acompanha as investigações do detetive Cormoran Strike.

A autora de Harry Potter divulgou também a capa da obra, que chega às livrarias inglesas em outubro deste ano. Não há previsão para o lançamento no Brasil.

Capa inglesa de Career of Evil
Capa inglesa de Career of Evil

 

*Texto de Rosiane Melo – estagiária do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

18:00 · 04.06.2015 / atualizado às 18:53 · 04.06.2015 por

Auditório da Livraria Leitura do RioMar Fortaleza

Na última sexta-feira (29), a Livraria Leitura do Shopping RioMar Fortaleza recebeu o #MochilãoDaRecord. Em sua primeira edição, o evento literário contou com a apresentação dos principais lançamentos do Grupo Editorial Record, além de sorteios, brindes e um bate-papo com a editora executiva da Galera Record, Ana Lima.

Roleta da sorte
Roleta da sorte
Brindes
Brindes

Fortaleza foi a primeira cidade a receber o evento, que acontece em dez capitais do País (Florianopólis, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Recife e Salvador). Entre os autores convidados: Carina Rissi (Perdida, No Mundo da Luna) em Brasília; Em Porto Alegre e Belo Horizonte, respectivamente, Bianca Briones (Batidas perdidas) e Marina Carvalho (Simplesmente Ana e Elena, a filha da princesa); Brittainy C. Cherry (Sr. Daniels) em São Paulo e Rio de Janeiro e a blogueira Melina Sousa do Serendipity) em Curitiba e Florianopólis.

Nessa semana, o #MochilãoDaRecord desembarca em Porto Alegre (sexta), Florianopólis (sábado) e Curitiba (domingo).

Datas do #MochilãoDaRecord
Datas do #MochilãoDaRecord

Ana Lima foi a convidada especial do evento no Nordeste e concedeu uma entrevista exclusiva ao Sopa de Livros que você confere logo abaixo.

SL – É a primeira vez que vocês promovem o #MochilãoDaRecord para os leitores, certo?

Todo ano, a Galera Record faz algum evento ou em São Paulo ou no Rio. Ano passado, a gente fez um piquenique, ano retrasado a gente fez um passeio de barco… Mas é mais para os blogueiros parceiros, era muito fechado nesse circuito de capital. Há um tempo, as pessoas me pedem para fazer em outros lugares. Acabamos fazendo uma coisa maior, com todas as editoras do grupo. Dando certo, pretendemos fazer [o #MochilãoDaRecord] duas vezes ao ano. É um evento para aproximar o leitor não só do livro, mas do editor, dos autores.

SL – Todos os autores são nacionais?

Não. A Brittainy C. Cherry vai estar no Rio, porque ela estará no Brasil por acaso. Claro que se a gente tiver a oportunidade de trazer um autor estrangeiro aqui, melhor ainda. Mas o foco são os autores nacionais.

SL – Algum motivo para o #MochilãoDaRecord começar no Nordeste?

Fortaleza é a primeira cidade. A gente vai experimentando, mas estamos abertos a sugestões. Talvez na próxima vez a gente comece pelo Norte e não passe por tantas cidades no Nordeste, já que aqui visitamos três capitais. É uma tentativa de abranger uma boa parte do País.

SL – Qual o principal objetivo do #Mochilão?

É bem aquela coisa de a gente se aproximar e ouvir. Tem a mídia social, que a gente lê o tempo todo e as pessoas falam muita coisa. Ainda assim, você estar na cidade, perto do leitor, é outra coisa. É meio como quando vai todo mundo para a Bienal. Quando você está ali, ouvindo o que eles gostam, é algo que não pode ser ignorado. Eu gosto de fazer isso. O contato dos leitores com os editores e com os autores. Sair um pouco daquela zona do autógrafo e poder bater um papo com eles porque nem sempre as livrarias têm espaço ou os autores têm disponibilidade. Proporcionar isso é bem legal.

LANÇAMENTOS

Guilherme Filippone (Gerente de Marketing) e Shirley Higaki (Coordenadora de Merchandising e Treinamento) apresentaram os principais lançamentos do ano do Grupo.

Confira abaixo a lista de algumas obras inéditas:

Memória da Água, de Emmi Itaranta

Memoria-da-Agua

Num futuro distante, a Europa foi dominada pela China, e a água passou a ser controlada e distribuída em cotas pelos militares. Noria é filha de um mestre do chá. Ela está sendo treinada para substituir o pai, e dentre todos os ensinamentos, ele revela à filha seu maior segredo: uma fonte natural escondida que fornece água para a família. Guardar esse segredo é negar ajuda ao restante de população, e ajudá-los é colocar em risco a própria vida: os militares punem severamente quem for descoberto desfrutando de alguma fonte ilegal de água. Mas Noria aprendeu que a sabedoria representa, acima de tudo, o poder de decidir seu próprio destino, a escolha entre lutar e se entregar.

O Descompasso Infinito do Coração, de Bianca Briones

o-descompasso-infinito-do-coração

Clara acaba de descobrir a traição do marido. Com dois filhos pequenos e a baixa autoestima que a consome, ela vê sua vida mudar drasticamente, apesar do desejo de permanecer na zona de conforto. Bernardo é apaixonado por Clara desde a adolescência. Agora ele tem a chance de conquistá-la e mostrar que os dois devem finalmente ficar juntos. Mas o que parece tão simples, para ele, é complexo demais para ela. Como viver o presente quando o passado não deixa você olhar para frente? Será que um coração despedaçado pode recuperar a capacidade de amar?

Sr. Daniels, de Brittainy C. Cherry

sr-daniels

Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin. Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Mas Ashlyn não consegue acreditar quando descobre que Daniel é o Sr. Daniels, seu professor de inglês.

Beleza Perdida, de Amy Harmon

beleza perdida

Ambrose Young é lindo. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar. Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas – perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido. Uma releitura moderna de A Bela e a Fera.

Red Hill, de Jamie Mcguire

Red Hill capa nacional

Quando a notícia de uma epidemia mortal se espalha, pessoas comuns se deparam com situações extraordinárias e, de repente, seus destinos se misturam. Percebendo que não conseguiriam fugir do perigo, elas procuram desesperadamente por abrigo no mesmo rancho isolado, o Red Hill. Emoções estão a flor da pele quando novos e velhos relacionamentos são testados diante do terrível inimigo – um inimigo que já não se lembra mais o que é ser humano. O que acontece quando aquele por quem você morreria, se transforma naquele que pode lhe destruir? 

Naomi e Ely e a lista do não beijo, de David Levithan e Rachel Cohn

naomi-ely-e-a-lista-do-nc3a3o-beijo-de-rachel-cohn-e-david-levithan-galerarecord

Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Naomi ama Ely e está apaixonada por ele. Já o garoto, ama a amiga, mas prefere estar apaixonado, bem, por garotos. Para preservar a amizade, criam a lista do não beijo — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não beijo protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que… Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.

Em Busca de Cinderela, de Colleen Hoover

Finding-Cinderella
Capa americana

No escuro, um encontro casual aos seus 18 anos, leva Daniel e uma garota com quem se depara confessarem o amor que sentem um pelo outro. Mas este amor tem algumas condições: ele duraria apenas uma hora e seria apenas uma ilusão. Então, após uma hora, a garota foge como Cinderella, enquanto Daniel tenta se convencer de que o que aconteceu entre eles apenas pareceu perfeito, porque eles estavam fingindo que era perfeito. Um ano e um péssimo relacionamento depois, sua descrença no amor a primeira vista é destruída quando ele conhece Six: uma garota com um nome estranho e uma personalidade mais estranha ainda. Daniel não demora a perceber que os sentimentos que ele fingia ter por Cinderella e os que sentia por Six, não eram assim tão diferentes. Especialmente quando os dois amores de sua vida acabam sendo um só.

Entrelinhas, de Tammara Webber

Entrelinhas - Tammara Weber

Reid Alexander, um dos jovens atores mais bem pagos da atualidade, está acostumado a conseguir o que quer – e o que ele quer agora é Emma Pierce, a atriz novata que vai fazer par romântico com ele no próximo filme.  Até que ele se vê diante de dois obstáculos inesperados: uma ex-namorada ressentida e um rival que vai disputar o coração de Emma. 

Em Busca de Abrigo, de Jojo Moyes

Em Busca de Abrigo

Na noite da Coroação da Rainha Elizabeth II, em 1953,  Joy, uma jovem de 21 anos, se apaixona. Menos de vinte e quatro horas depois, ela já está prometida em noivado ao rapaz. Em 1980, um ato de rebeldia faz Kate, aos 18 anos, fugir do Condado de Wexford, na Irlanda, com sua filha ilegítima. Quinze anos mais tarde, Sabine deixa Hackney, o elegante bairro onde mora, em Londres, para visitar os avós que jamais conheceu e descobre que Wexford parece ter parado no tempo. Quando Sabine, sua mãe e sua avó voltam a se encontrar, um segredo de família cuidadosamente guardado é descoberto, bem como algumas verdades importantíssimas: o conflito entre o amor e o dever, as escolhas que as mulheres são obrigadas a fazer e o relacionamento entre mães e filhas.

Brilhantes, de Marcus Sakey

BRILHANTES

A partir de 1980, um por cento das crianças começou a apresentar sinais de inteligência avançada. Essa parcela da população, chamada de “brilhantes”, é vista com desconfiança pelo restante da humanidade. Nick Cooper é um deles, um agente brilhante, treinado para identificar e capturar terroristas superdotados e levá-los para a custódia do governo. Seu último alvo é um líder responsável pelo maior ataque terrorista dos últimos tempos e que pretende começar uma guerra civil. Mas para capturá-lo, Cooper precisa se infiltrar em seu mundo e ir contra a tudo o que acredita. 

Trono de Vidro (Herdeira do Fogo, Volume 3), de Sarah J. Maas

Capa americana
Capa americana

O único pensamento de Celaena Sardothien é vingar a morte selvagem de uma amiga: como “Campeã” do Rei assassino de Adarlan, ela é obrigada a servir a este tirano, mas ele vai pagar pelo que fez. Sacrificando seu futuro, Chaol, o capitão da guarda do Rei, enviou Celaena a Wendlyn para protegê-la, mas seus demônios mais sombrios estavam no mesmo lugar. Se ela puder vencê-los, ela vai ser a maior ameaça de Adarlan – e seu próprio inimigo mais difícil. 

A Garota no Trem, de Paula Hawkins

a garota no trem

Rachel pega o mesmo trem toda manhã. Ela sabe que ele vai esperar no mesmo sinal toda vez, com vista para uma fileira de quintais. Ela até começou a sentir como se conhecesse as pessoas que vivem em uma destas casas. “Jess e Jason”, é como ela os chama. A vida deles como ela vê é perfeita. Se ao menos Rachel pudesse ser tão feliz assim. E então ela vê algo chocante. É apenas um minuto antes do trem se mover, mas é o suficiente. Agora tudo mudou. Agora Rachel tem uma chance de se tornar uma parte da vida que ela só assistiu de longe. Agora eles verão; ela é muito mais do que apenas a menina no trem…

Os Lugares Mágicos dos Filmes de Harry Potter, de Jody Revenson

Os Lugares Mágicos dos Filmes de Harry Potter, de Jody Revenson

A obra leva os leitores a uma jornada visual por trás das cenas de todos os oito filmes da série Harry Potter. A autora proporciona os perfis detalhados de cada locação e as une com artes conceituais jamais vistas, fotos dos bastidores e fotografias dos filmes com informações suplementares que revelam os segredos das filmagens trazidos direto dos arquivos da Warner Bros.

À Procura de Audrey, de Sophie Kinsella

À Procura de Audrey conta a história de Audrey, uma garota de 14 anos que sofre de distúrbios de ansiedade. Quando ela conhece Linus, um colega de seu irmão, faíscas surgem pelo ar. Conforme a amizade se torna mais profunda, uma conexão romântica começa a se desenvolver — acelerando a recuperação de Audrey e, surpreendentemente, ajudando toda a sua família.

Star Wars – Manual do Império

Quer saber tudo sobre o Império Galáctico? Escrito pelos melhores oficiais do Império, desde o Imperador Palpatine até os Stormtroopers, o Manual do Império caiu nas mãos da Aliança Rebelde, e seus membros não demoraram para fazer anotações. 

*Texto de Rosiane Melo – estagiária do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

15:51 · 20.05.2015 / atualizado às 15:51 · 20.05.2015 por

Eternizada na literatura pelo autor  J. M. Barrie, a história do menino que nunca cresce, Peter Pan, ganha nova adaptação para os cinemas em 2015. Intitulado de “Pan”, o filme  tem direção do britânico Jon Wright (Anna Karenina, Orgulho e Preconceito) e já ganhou seu primeiro trailer.

O filme narra o surgimento do clássico personagem e de seus vilões: durante a Segunda Guerra Mundial, Peter Pan é sequestrado por ladrões e levado à Terra do Nunca. Lá, enfrenta a fúria do pirata Barba Negra, além de se envolver em mágicas aventuras.

Destaques do elenco: Levi Miller interpreta Peter Pan, Hugh Jackman como o Barba Negra, Rooney Mara viverá a Princesa Tigrinha e Garrett Hedlund é o temido Capitão Gancho. Produção é de Greg Berlanti (Arrow) e Paul Webster (Orgulho e Preconceito), com roteiro de Jason Fuchs (A Era do Gelo 4).

Confira abaixo o trailer do longa e imagens do elenco, que tem previsão de estreia para 15 de outubro:

YouTube Preview Image

 

Da esquerda para a direita: Capitão Gancho, Peter Pan, Princesa Tigrinha e Barba Negra
Da esquerda para a direita, os personagens Capitão Gancho, Peter Pan, Princesa Tigrinha e Barba Negra

 

*Texto de Rosiane Melo – estagiária do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

12:18 · 12.05.2015 / atualizado às 12:18 · 12.05.2015 por

amazon

O site de e-commerce da Amazon brasileira passou a vender livros importados como se fossem nacionais. Com a mudança, os consumidores agora podem comprar as obras no site americano sem pagar frete internacional ou o IOF (Impostos sobre Operações Financeiras).

A estratégia é uma dor de cabeça para as lojas concorrentes, já que o valor dos livros deve cair muito. “Nosso valor não vai refletir o preço dos Estados Unidos. Temos nossa regra interna e sabemos que preço é fundamental. Por isso, revemos os valores periodicamente para deixá-los competitivos”, disse Daniel Mazini, líder da área de livros impressos, em entrevista ao Blog Babel do Estadão.

A Amazon também ampliou o catálogo de importados que possui de 10 mil para 100 mil obras. Quem também sai ganhando com a novidade, claro, somos nós, leitores!

 

*Texto de Rosiane Melo – estagiária do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

13:42 · 05.05.2015 / atualizado às 13:42 · 05.05.2015 por

Idealizada pelos editores Nathan Matos, Madjer de Souza Pontes e Talles Azigon, a editora cearense Substânsia completa um ano de atividades em maio.

substansia

Em um ano, dez livros de autores de Fortaleza, Pedra Branca, Curitiba, Santa Catarina, Rio de Janeiro já foram publicados pela Substânsia. Para comemorar o aniversário, a editora realiza três encontros literários no bairro do Benfica:

  • Lançamento do livro Partida de Não Dizeres

Hoje (5), acontece o lançamento do livro Partida de Não Dizeres, primeira obra de Vitória Régia. Partida de Não Dizeres fala sobre a insconstância de ser do corpo, que pode ser deserto ou inundação. Com capa assinada por Lily Oliveira, a obra é a décima publicação da editora Substânsia.

Vitória Régia escreve desde os 13 anos e atualmente é professora de Língua Portuguesa em escolas de Fortaleza e para estrangeiros. Assina o blog entreditos.wordpress.com.

O lançamento de Partida de Não Dizeres será realizado no Restaurante Dona Chica, a partir das 19h.

  • Sarau Geral

Na sexta-feira (8), a Substânsia promove o Sarau Geral, reunindo todos os escritores publicados pela editora em sua data exata de aniversário. Convidados: Ayla Andrade, Elvis Freire, Giovani Kurz, Jéssica Gabrielle, Marco Severo, Marelo Ikeda, Madger de Souza Pontes, Nathan Matos, Orlando Araújo, Raisa Christina, Sahmaroni Rodrigues e Talle Azigon.

O encontro se dá na Biblioteca Dolor Barreira, a partir das 18h30.

  • Lançamento da Coleção Mormaço

No dia 14, será lançada a Coleção Mormaço, composta de quatro livros de poesia, poetas, escritores e artistas: Corpo Nulo, de Sara Síntique; Em Carne Viva, de Silvia Moura; Eu Vi o Invisível, de Reginaldo Figueiredo e Se Eu Sonhasse Girassóis e Outros Delírios, de Tatiana Sousa.

O evento literário acontece na Associação dos Docentes da Universidade Federal do Ceará (ADUFC), às 19h.

 

*Texto de Rosiane Melo – estagiário do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

15:52 · 23.04.2015 / atualizado às 15:52 · 23.04.2015 por

Notícia muito boa para os leitores – e fãs – da série distópica de livros A Seleção, da escritora americana Kiera Cass. Segundo o site Deadline, as obras serão adaptadas para os cinemas em breve!

Fãs surtando
Fãs surtando

Para quem ainda não conhece a trilogia best-seller mundial, A Seleção conta a história de America Singer, uma jovem artista que vive em uma sociedade futurística dividida em castas sociais que tem como regime político a monarquia. A Seleção é um “concurso” em que 35 garotas disputam o coração do príncipe Maxon, com quem apenas uma delas irá se casar. America se vê na obrigação de participar da disputa embora não queira. Romance, discussões políticas e grandes amizades são temas que permeiam a trilogia, composta por três obras: A Seleção, A Elite e A Escolhida.

Capa do primeiro livro, A Seleção
Capa do primeiro livro da série, A Seleção

Voltando a falar da adaptação para os cinemas… Ainda de acordo com o Deadline, a Warner Brothers adquiriu os direitos de adaptação dos livros em recente leilão. Denise DiNovi & Alison Greenspan (Se eu ficar, Edward Mãos de Tesoura) e Pouya Shahbazian (Divergente, Insurgente) serão os produtores do longa. A roteirista Katie Lovejoy assina o texto.

Quanto ao elenco e previsão de estreia, nada foi divulgado.

QUARTO LIVRO

Em maio, Kiera Cass lança “The Heir” (A Herdeira, em tradução livre), quarto livro da série A Seleção. O lançamento será simultâneo no Brasil e nos Estados Unidos.

A Editora Seguinte, que publica os livros de Cass por aqui, já disponibilizou o livro para pré-venda em capa normal nas livrarias Cultura, Travessa, Saraiva e no site Submarino. A grande novidade é que A Herdeira também será lançado em capa dura, exclusivamente sob encomenda na Saraiva.

 

*Texto de Rosiane Melo – estagiária do Núcleo de Entretenimento do Diário do Nordeste

Pesquisar

Sopa de Livros

Blog da jornalista Kelly Garcia, da área Entretenimento, do Diário do Nordeste.
Posts Recentes

02h03mPara marcar na agenda

02h03mEm entrevista, Jorgeana Jorge revela seu processo de criação

03h03mAutor cearense Jairo Sarfati fala sobre seu livro e novos projetos

02h03mPara marcar na agenda

11h03mUFC lança livros-reportagem nesta quarta-feira

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs