Busca

Categoria: Microagulhamento capilar


11:52 · 22.02.2016 / atualizado às 11:52 · 22.02.2016 por

Apesar da conhecida frase: “É dos carecas que elas gostam mais” ter influenciado bastante nas decisões dos homens que convivem desde cedo com o problema da calvície. Atualmente, com o avanço das técnicas cirúrgicas, dos procedimentos menos invasivos, com a valorização da imagem, uma exigência no mercado de trabalho e mesmo para elevar a autoestima, o público masculino e feminino vem apostando nas possibilidades recuperar os fios perdidos e experimentar um no visual.

IMG_20160128_160554124Uma sugestão para quem tem uma calvície leve e não quer se submeter a uma cirurgia, é o tratamento com o microagulhamento indicado pela dermatologista especialista em cabelo Dra. Marília Crisóstomo.

A técnica é realizada com vários aparelhos, entre eles o cilindro que contém diversas agulhas que penetram no couro cabeludo para potencializar a ação do ativo aplicado na área a ser trabalhada.

IMG_20160128_160610839_HDRAntes da realização do método é feito uma avaliação cuidadosa para saber se o couro cabeludo do paciente está no ponto para receber o procedimento. Em seguida é feito uma assepsia e, para o paciente ficar confortável é aplicada uma anestesia local. As aplicações do produto são realizadas por meio de agulhas que podem ser com o rolo ou por caneta composta por microagulhas.

Na segunda parte do processo as microcumpturas geram lesões na pele que vão tentar se regenerar e produzir substâncias necessárias para acelerar o crescimento, fortalecer e, dependendo do folículo, ajudar na reprodução dos fios.

O procedimento é simples: são 24 de recuperação, o paciente fica dois dias, sem molhar ou aplicar qualquer produto na região e pode continuar o tratamento recomendado pelo profissional. O mesmo período é recomendado para a exposição solar, banhos de mar e piscina. Tempo que os furinhos levam para cicatrizar e a pessoa pode realizar suas atividades de trabalho naturalmente.

IMG_20160128_163334464Dependendo do grau de alopécia, a especialista recomenda uma média de 5 a 10 sessões, elas podem ser realizadas em intervalos de 10 a 15 dias ou mesmo mensal e depois fazer a manutenção. “O resultado é visível logo nas duas primeiras aplicações”, revela a dermatologista.

A dermatologista atende a todos os público. Porém, revela que a demanda no seu consultório tem um número maior de mulheres preocupadas com a saúde e a beleza do cabelo.

IMG_20160128_163726960“O microagulhamento é contraindicado para gestantes e pessoas com infecções no couro cabeludo”, conclui a Dra. Marília Crisóstomo, do Instituto de Medicina Capilar, Dr. Márcio Crisóstomo. Confira entrevista com a especialista na TV DN. http://tv.diariodonordeste.com.br/video/vida/tecnica-combate-a-calvicie-sem-cirurgia/db588bd19556d81a714900b239e7bec6