Busca

Categoria: Sem categoria


16:10 · 07.04.2016 / atualizado às 16:10 · 07.04.2016 por

Após passar pelas principais capitais da moda mundial, um dos maiores eventos de empreendedorismo voltado a criação de soluções inovadoras no mundo da beleza, tecnologia e moda, chega a Fortaleza. Trata-se do Startup Weekend Fashion Tech. O evento acontece nos dias 8, 9 e 10 de abril no Espaço FB Ideias.

Fortaleza é a primeira capital do Nordeste a receber o evento que, teve sua primeira edição no Brasil em 2015 na cidade de São Paulo. Durante os três dias, os participantes, com o auxilio de mentores, aprendem a tornar viáveis ideias de negócios no mercado de Moda e Beleza. As propostas desenvolvidas dentro do evento são avaliadas por jurados especializados na área.

O evento conta com 11 mentores, todos com experiencia nas áreas de moda, tecnologia e empreendedorismo. Como, Raquel Medeiros graduada em designer de moda pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Têxtil e Moda na Universidade de São Paulo- USP, Leonardo Leitão diretor de negócios e projetos especiais da Leme Digital e Rafael Lobo CEO da Altum Tecnologia, empresa especializada na criação e execução de startups voltadas para Internet. Para mais informações sobre os mentores, acesse http://www.up.co/communities/brazil/fortaleza/startup-weekend/8635

O Startup Weekend Fashion Tech, é uma edição especial do Startup Weekend, evento internacional, em que empreendedores se unem para compartilhar ideias, formar equipes e criar negócios inovadores em um fim de semana de imersão e muita mão na massa. Com mais de 13 mil negócios criados e 1.500 edições realizadas em mais de 800 cidades e 97 países, o Startup Weekend é o maior evento de startups do mundo.

Os interessados devem escolher entre 4 perfis de participantes. As vagas são limitadas a: 20 desenvolvedores, 20 designers, 20 fashionistas (especialistas em Moda) e 20 Empreendedores (Negócios).

O evento conta com o apoio da Faculdade Farias Brito, SindTêxtil, SindConfecções, Viva a Moda Local e Nossa Fruta Brasil.

16:25 · 14.12.2015 / atualizado às 16:25 · 14.12.2015 por

O Natal costuma ser a melhor data para vendas do varejo brasileiro. Porém, depois de um ano com economia em baixa, Operação Lava-Jato, crise política em Brasília e uma Black Friday de sucesso – de acordo com a Clearsale, as vendas na data tiveram um aumento de 76% em relação a 2014 – o varejo se depara com a difícil missão de fazer o consumidor brasileiro voltar a comprar neste final de ano.

“Diante deste cenário, não adianta o lojista esperar só a economia melhorar é preciso tomar uma atitude”, afirma o especialista em varejo Fred Rocha. De acordo com estudo realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Equipamentos e Serviços para o Varejo (Abiesv), 57% das empresas varejistas apostam em publicidade, eventos, promoções e ampliação das condições de pagamento para superar o cenário adverso. Enquanto 43% entende que é fundamental melhorar a gestão, cortar custos desnecessários, otimizar os processos e treinar a equipe.

Rocha aposta que a gestão da equipe pode ser o grande diferencial neste momento. “Eu acho que o comércio tem que ter foco no treinamento dos colaboradores. Se a loja tiver uma equipe organizada, disposta e atenta para receber e tratar um grande fluxo de pessoas pode colher bons resultados a curto prazo”, diz.

Ele ressalta ainda que outros fatores imprescindíveis para se destacar são a variedade de produtos e se diferenciar da concorrência. “É muito comum o consumidor entrar em dez lojas diferentes e perceber que todas elas têm mais ou menos os mesmos produtos. O comerciante deve investir em um mix um pouco mais variado, buscar novidades, não adianta ter apenas o mesmo que seus concorrentes.”, explica o especialista.

Para a Confederação Nacional do Comércio, as festas de fim de ano devem movimentar R$ 31,76 bilhões, uma queda de 4% em relação ao ano anterior – a primeira retração do consumo registrada para o período desde 2004, quando a análise começou a ser feita. “Se o varejista for esperto, ele consegue reverter isso em vendas, desde que faça coisas que ele não fazia antes. Qualquer ação ou trabalho feito efetivamente dentro da loja para melhorar os resultados pode colaborar para aumentar em 10% o faturamento. Se o varejo atuar de uma forma mais ativa que nos anos anteriores, ele tirará de letra esses 4%”, finaliza Fred Rocha.

16:15 · 07.12.2015 / atualizado às 16:15 · 07.12.2015 por

As atrizes Cris Vianna e Sheron Menezzes são as mais recentes vítimas de comentários racistas feitos no Facebook. Elas se juntam à jornalista Maria Julia Coutinho, a Maju, e à atriz Taís Araújo, que também foram ofendidas na rede social esse ano. Mas o que antes era recebido com silêncio, agora pode ser escancarado nas principais ruas e avenidas do Brasil e, mais recentemente, em várias regiões do Mundo, por meio da campanha “Racismo virtual. As consequências são reais”, lançada pela ONG Criola.

imagem_release_553107

A campanha, divulgada por vários meios de comunicação brasileiros, ganhou repercussão internacional. Desde o dia 1º de dezembro, que marcou os 60 anos da recusa de Rosa Parks em ceder seu lugar no ônibus para um branco, tornando-a uma referência na luta antirracismo nos Estados Unidos; os principais veículos de comunicação do mundo destacaram a ação em seus noticiários. BBC, CNBC, CBS, Deutsche Welle, Huffington Post, Metro da Rússia, entre muitos outros da Europa, Oriente Médio, África e América, entraram em contato com a ONG.

Pessoas simpáticas à causa também pediram detalhes da campanha, querendo “exportá-la” para seus países. Jurema Werneck, fundadora da entidade, ressalta: “não é possível ignorar esses ataques e achar que não haverá consequências para os ofensores. Racismo é crime segundo a Constituição brasileira e, no caso dos insultos na internet, independentemente de terem sido direcionados a uma pessoa conhecida ou não, os agressores infringiram a lei e, pior, a honra e dignidade das mulheres negras. A campanha visa expor essas situações e fazer com que a sociedade se posicione contra esse retrocesso. Não queremos ver o racista na cadeia, mas sim, evitar que o racismo aconteça, na internet e na vida real”.

Desenvolvida pela agência W3haus, a ação envolveu um trabalho de mapeamento dos comentários racistas no Facebook, utilizando ferramentas de geolocalização e localizando as cidades dos autores das ofensas. A partir disso, as agressões virtuais puderam ser materializadas na forma de outdoors, chamando atenção da população. As primeiras cidades que tiveram as peças instaladas – e que ficaram sabendo que existem racistas entre seus moradores – foram: Americana (SP), Feira de Santana (BA), Recife (PE), Vila Velha (ES), Rio de Janeiro e Porto Alegre (RS).

Para Moacyr Netto, vice-presidente de criação da W3haus, o melhor amigo do racismo é o silêncio. “Com a polêmica gerada e todas as discussões ao redor do mundo, estamos colocando um grande holofote sobre o racismo e seu impacto na sociedade. Isso conscientiza a população em geral e faz potenciais ofensores pensarem duas vezes antes de postarem novos comentários racistas. Porque o primeiro passo para vencermos a batalha contra o racismo é assumir que ele existe. E pouco importa se é real ou virtual, o impacto pra quem sofre é o mesmo”, diz Netto.

15:47 · 23.11.2015 / atualizado às 15:47 · 23.11.2015 por

A Ford Fortal lançou hoje sua Black Week, prometendo uma semana com ofertas de verdade e preços imbatíveis. De 23 à 27 de novembro, a Ford Fortal anuncia toda a linha Ford com taxa zero e mega descontos nos modelos Ka+, Ranger XLS CD Flex e New Fiesta, todos com IPVA grátis.

O Ford Ka+, versão Sedan da nova linha Ka, terá ajuste no preço, passando de R$ 45.790 para R$ 44.690. O modelo 15/15, com motor 1.0, possui pintura metálica, ar-condicionado, direção e trava elétricos, vidros elétricos nas quatro portas, som com USB e Bluetooth, com controle de som no volante, airbags e freios ABS.

Para os clientes com espírito aventureiro, a Ford Fortal concedeu desconto de mais de 10% na Ford Ranger XLS CD 15/15. O modelo flex, com motor 1.5, na cor prata passa de R$ 101.000,00 para R$ 89.990,00.

Já o New Fiesta 15/16, modelo sport com motor 1.6 e pintura sólida terá considerável desconto, passando de R$ 61.390 para R$ 58.990.

Os diferenciais de preço da Black Week da Ford Fortal incluem ainda mais de 40% de desconto nas Centrais Multimídia, com instalação gratuita, e a troca de óleo e filtro por R$ 99 com direito a ducha grátis para os veículos com motorização Zetec Rocam 2003 a 2012 e fora de garantia.

Todas as ofertas serão válidas até a sexta-feira, dia 27, quando acontece o ponto alto da Black Week. A Ford Fortal anunciará mega descontos para dois modelos que são os queridinhos na preferência dos clientes. Os dois carros serão expostos no salão e o primeiro cliente que entrar em um dos dois veículos, leva pra casa com um preço bem abaixo do praticado no mercado.

16:32 · 23.10.2015 / atualizado às 16:32 · 23.10.2015 por

A Outlet Lingerie lançou a campanha “Outubro Rosa na Outlet Lingerie”, que destinará R$ 1,00 de cada peça vendida até o dia 2 de novembro à Organização Américas Amigas para a compra de mamógrafos. A instituição luta pela diminuição do número de mortes causadas pelo câncer de mama no Brasil, especialmente entre a população de baixa renda.

Outlet Lingerie no Outubro Rosa

“A ideia é conscientizar nossas clientes para que elas se sensibilizem com a Campanha para ajudar a  instituição e, ao mesmo tempo, também possam ser alertadas sobre a prevenção da doença”, explica Gabriela Freitas, franqueada da rede em Fortaleza.

No ato da compra as clientes recebem informativos com o passo a passo do auto-exame, prevenção, estatísticas sobre o câncer de mama e assuntos relacionados ao tema. As lojas contarão também com plaquinhas da campanha para que as consumidoras tirem fotos e postem nas redes sociais.
Em Fortaleza, a Outlet Lingerie conta com duas lojas: uma franquia localizada na Rua Barbosa De Freitas, 1415 – Aldeota e uma recém- inaugurada loja Pop-Up no estacionamento do Shopping Complexo Mansão, no bairro Água Fria.

16:35 · 08.06.2015 / atualizado às 16:35 · 08.06.2015 por

A IDC Brasil divulgou os números de vendas de celulares no primeiro trimestre no país: foram comercializados 14.1 milhões de smartphones, ou seja, 33% a mais na comparação com o mesmo período do ano passado, e 1.2 milhão de feature phones, queda de 54%.

Os números fazem parte do estudo IDC Mobile Phone Tracker Q1 e ficaram acima das expectativas da consultoria, que previa a venda de 13.5 milhões de smartphones entre os meses de janeiro e março. Nos próximos meses, porém, a IDC acredita que deve haver uma desaceleração por conta da baixa atividade econômica e da alta do dólar.

“Tradicionalmente, o primeiro trimestre não é um dos mais fortes para o mercado. Neste ano, mesmo com a atual conjuntura econômica, com taxa de juros e inflação alta e desemprego, o resultado foi positivo”, afirma Leonardo Munin, analista de pesquisas da IDC Brasil, que atribui esse movimento a dois fatores: a alta do dólar obrigou os fabricantes a fazerem um primeiro repasse de preços no começo do ano e outro em março; e o canal de vendas que já sabia desta possibilidade e antecipou as compras.

Outra constatação do estudo da IDC é de que os preços dos aparelhos intermediários ficaram de R$ 30 a R$ 60 mais caros, e os tops de linha tiveram aumento de R$ 100 a R$ 200. “Isso acontece devido à alta do dólar e ao fato e o Brasil não ser um País que tem insumos suficientes para atender a demanda e, por isso, exporta muitas peças”, avalia Munin. Em relação à faixa de preço, os smartphones intermediários – que custam entre R$ 450 e R$ 999 – foram os mais vendidos e o ticket médio ficou em R$ 790.

(mais…)

16:31 · 15.05.2015 / atualizado às 16:31 · 15.05.2015 por
YouTube Preview Image

O Boticário foi buscar no universo alegre e glamouroso do circo inspiração para o lançamento da coleção limitada Intense Circus. Trata-se de 14 novos itens, incluindo maquiagem, esmalte e trio de nécessaires “must have” para potencializar os truques de beleza do dia a dia. Outra novidade são as fragrâncias Intense Desodorante Colônia e Intense Oopss! Desodorante Colônia que passam a integrar o portfólio regular da linha Intense para dar o toque final aos looks cheios de atitude da mulher moderna. Para divulgar os detalhes da nova coleção e apresentar as novas fragrâncias, a NBS criou duas campanhas: Os filmes Truques e Ponto de Vista.

No primeiro filme, uma mulher entra em um bar e, toda vez que é percebida por alguém, ela parece diferente. A ideia é valorizar a pluralidade feminina e mostrar as múltiplas possibilidades que os dois perfumes da linha imprimem. Afinal, cada pessoa pode perceber você de forma única. “Você pode ser várias sendo uma só” é a assinatura da campanha.

O segundo entra no universo lúdico do circo e da mágica fazendo referência aos “truques” que as maquiagens da nova coleção Circus oferecerão para as mulheres, como o Duo Blush Ilusionista vermelho e branco em que, ao misturar as cores, faz surgir um tom pêssego e o Lápis Corretor Incrível para corrigir pequenos erros durante a aplicação da make.  Uma mulher no picadeiro vai trocando de maquiagens em segundos enquanto são apresentados os novos produtos da linha. A locução finaliza: “o show não pode parar”.

Além dos filmes, as campanhas contam ainda com anúncios em jornais e revistas, peças de mídia exterior e vinhetas para TV e web.

 

16:56 · 11.05.2015 / atualizado às 16:56 · 11.05.2015 por

Inspirada em seu novo posicionamento, “Conte com a gente para ser você”, criado pela agência Loducca, a GVT lança em maio uma nova campanha digital: #contacomigo, que tem como carro-chefe um vídeo-documentário abordando knowledge sharing. A campanha, assinada pela agência de estratégia digital Ginga – Digital Marketing Strategists, tem curadoria e produção da Vice, empresa global conhecida pela cobertura jornalística diferenciada veiculada em canais digitais e por sua forte linguagem e influência com o público jovem nas redes sociais.

Os protagonistas da campanha são jovens reais que dedicam seu tempo a dividir o que sabem, aprendem e acreditam pela internet, seguindo a tendência mundial de compartilhar o conhecimento. “Como empresa de banda larga, a GVT tem tudo a ver com este movimento, pois fornece serviços de alta qualidade para que as pessoas se conectem para ensinar, capacitar e multiplicar conhecimento, fortalecendo a corrente pelo bem comum”, explica o vice-presidente de Marketing da GVT, Ricardo Sanfelice.

Participam do vídeo seis jovens atuantes do movimento: Anna Haddad, da plataforma de aprendizagem colaborativa “Cinese”, Daniel Larusso, do projeto de empreendedorismo por auto-conhecimento (lifehacking) “Launch”, Rafael Nepô, gamer que compartilha dicas e tutoriais no YouTube, Marcela Costa, do projeto de receitas culinárias ‘Eu que Fiz”, Estéfi Machado, que compartilha dicas criativas para mães e Luana Gazoni, do blog “Torrada Torrada”.

Além do documentário, a campanha trará na segunda fase um concurso cultural que incentiva a participação dos jovens na tendência de knowledge sharing. O prêmio será um workshop sobre produção de vídeos digitais na Vice em São Paulo, além de equipamentos de produção.

17:17 · 06.05.2015 / atualizado às 17:20 · 06.05.2015 por
17:21 · 22.04.2015 / atualizado às 17:21 · 22.04.2015 por

A cada dez transações efetuadas via internet, sete são concluídas por meio de um cartão de crédito, duas por boleto bancário e uma por alguma forma de pagamento complementar. Os dados são do Moip, empresa brasileira de soluções para pagamentos, em parceria com a Keyscores, e traz a comparação dos meios mais comuns na internet brasileira entre 2013 e 2014. Responsável por 73,44% de todas as compras feitas, o cartão de crédito manteve a predileção isolada do usuário, com crescimento de 3% ante o ano anterior.

Segunda maneira mais usada para compras na internet, o boleto bancário apresentou decréscimo durante o mesmo período, de 23,25% para 20,21%. Apontada como uma das tendências em 2013, as wallets também tiveram baixa em 2014: de 1,16% no share, a carteira virtual baixou para 0,72%. Em contrapartida, tanto o cartão de débito quanto a transferência online conseguiram aumentar na preferência dos consumidores: de 0,05% para 0,1%; e de 4,93% para 5,53%, respectivamente.

De acordo com Igor Senra, CEO do Moip, a dominação do cartão de crédito pelo consumidor brasileiro se explica por um comportamento comum no país: a facilidade do parcelamento. “Mesmo antes do recente aumento do crédito, esta forma de pagamento sempre foi a preferida do consumidor, exatamente pela possibilidade não precisar realizar o pagamento à vista. E da internet se tratar, em grande parte, de compras por impulso, o fato de não precisar arcar com os custos totais no momento torna a experiência mais real”, acredita.