Busca

Tag: Facebook


15:27 · 31.03.2016 / atualizado às 15:27 · 31.03.2016 por

A MRV Engenharia atingiu novo recorde de seguidores do segmento imobiliário no facebook e alcançou o número de três milhões de fãs na rede social. A construtora tem apostado constantemente em ações voltadas para a rede e concentrou grande parte de seus investimentos nas mídias, que, de forma pioneira no mercado, sempre foram tratadas estrategicamente pela companhia. “Conquistar esse número tão relevante de seguidores é mais uma comprovação de que o trabalho de relacionamento entre empresa, clientes e público em geral tem se desenvolvido positivamente ao longo dos anos e estamos muito felizes com mais essa conquista”, comentou o diretor de marketing e vendas da marca, Rodrigo Resende.

Entre as ações que contribuíram para o crescimento no número de fãs da construtora estão o conteúdo com dicas de decoração, ofertas exclusivas, chamadas para feirões, promoções e descontos exclusivos, além do atendimento via Facebook Messenger, canal onde a companhia tem realizado diversas vendas. “Nossos usuários são os primeiros a ficar por dentro das novidades da companhia, que incluem lançamentos, ofertas, vídeo folders, tours virtuais em 360º, vídeos de entregas de condomínios e depoimentos de clientes. Desenvolvemos conteúdos específicos para esse público diariamente”, completou Resende.

No ranking de construtoras residenciais com fanpages no facebook, a MRV Engenharia está à frente da segunda colocada com mais de 2 milhões de fãs. A construtora também está na liderança do setor no Twitter, Google Plus, YouTube, e Instagram, e ainda está presente no Linkedin, Flickr, Slideshare, Pinterest , com forte atuação e investimentos.

13:02 · 29.03.2016 / atualizado às 13:02 · 29.03.2016 por
YouTube Preview Image

O Itaú Unibanco estreia sua mais nova iniciativa na área de Educação Financeira. Trata-se da websérie “Vida Real”, que será veiculada em seus canais no You Tube, Facebook e Medium. Os episódios mostrarão como pessoas de diferentes perfis lidam com seu dinheiro, seus dilemas do dia a dia e como a orientação financeira pode ajudá-las a conquistar seus objetivos.

Criada pela DPZ&T e apresentada pela repórter Rafa Brites, a série tem quatro episódios de aproximadamente cinco minutos cada. Neles, os protagonistas da vez contam a sua história e como é sua relação com o dinheiro e o sonho que querem realizar. Para isso se concretizar, entram em cena os especialistas do Itaú, Denise Hills e Martin Iglesias, dando dicas sobre educação financeira e orientando os personagens a organizarem suas finanças para fazerem melhores escolhas sobre economizar, consumir ou investir.

“Falar sobre dinheiro é falar, de alguma forma, sobre o dia a dia e sobre a vida das pessoas. Mas esse assunto nem sempre é fácil. É preciso ser relevante e encontrar um jeito empático de construir essa conversa”, esclarece Eduardo Tracanella, Superintendente de Marketing Institucional do Itaú. “Ao contarmos histórias verdadeiras, de gente como a gente, nos aproximamos e transformamos o que poderia ser um conteúdo autocentrado em algo inspirador que dialoga com as pessoas”, pontua.

A série traz protagonistas em diferentes momentos de vida: há a jovem estudante que acabou de sair da casa da mãe, mora com as amigas e quer visitar um amigo na Angola; os namorados que moram juntos há pouco tempo e buscam pelo equilíbrio entre as contas do dia-a-dia, as demandas da nova casa e o sonho do tão esperado casamento; o casal que após a chegada do filho sentiu a necessidade de reavaliar seu orçamento e repensar suas decisões financeiras; e ainda o viúvo pai de filhas adolescentes, responsável pela rotina doméstica e organização financeira de sua família.

Com o objetivo de fazer com que o público se identifique e reflita sobre sua vida financeira, a série abordará as histórias dessas pessoas, sempre mostrando como é possível organizar suas finanças pessoais e assim realizar seus planos.

“As histórias mostram que educação financeira é uma questão de organização e não de privação. E que começar a investir, usar bem o dinheiro, é uma possibilidade para todos, ao contrário do que se pensa. Essas são impressões que o brasileiro tem a respeito do dinheiro e que identificamos com nossa pesquisa ‘Escolhas e Dinheiro’, lançada em novembro do ano passado. Com a série, queremos desmitificar essas ideias”, afirma Denise Hills, Superintendente de Sustentabilidade e Negócios Inclusivos do Itaú.

Segundo Rafael Urenha, Diretor de Criação da DPZ&T, “O grande desafio desse projeto era encontrar um formato novo para falar sobre educação financeira. Com a websérie, encontramos um jeito de passar informações úteis para as pessoas e, ao mesmo tempo, contar histórias interessantes e emocionantes”.

Vida Real será lançada com um trailer teaser de 60” nas salas de cinema e nos canais digitais do Itaú e logo na sequência os quatro episódios vão ao ar juntos e contarão com ativações no digital.

16:47 · 12.02.2016 / atualizado às 16:47 · 12.02.2016 por

O mundo dos negócios vende mais do que um produto ou uma marca, mas também a visibilidade do cliente. Para isso, é necessário que ele esteja diretamente ligado à tecnologia e formas de expandir seus serviços. Diversas plataformas estão disponíveis no mercado para auxiliar o empreendedor em seu trabalho como o Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram, Snapchat, por exemplo.

Dentre os privilégios de se criar uma conta em redes sociais é que elas andam de mãos dadas com a evolução da tecnologia e permitem a divulgação de um serviço e até mesmo a contratação ou contato com um futuro empregado. Além disso, impulsionam as vendas através de fotos e vídeos, apresentando o trabalho aos curtidores da página. Apesar de fazer um trabalho completo, a internet diminui os custos de se conseguir clientes e quando gerenciadas da maneira correta trazem grandes retornos.

Entretanto, tudo tem prós e contras. Pensando nisso, separamos seis dicas de acordo com a Coach Madalena Feliciano para ajudar aqueles que desejam abrir uma conta em alguma e não fazer feio nas redes sociais:

1. Usar o perfil para relações estritamente profissionais com os clientes, de modo que ele sirva apenas para trabalho. O indicado é que o assessorado tenha um perfil pessoal para não confundir o trabalho;

2. Postar com frequência para não deixar de ser percebido pelos curtidores da página;

3. Usar linguagem clara, objetiva e explicar os termos técnicos, se for necessário utilizar;

4. Prestar muita atenção antes de postar, é preciso corrigir e analisar. Um erro pode ser uma curtida a menos. Lembre-se que a página é aberta, pode ser curtida por qualquer pessoa. Sendo assim, quanto mais curtidas melhor, sua página precisa ter credibilidade e cuidado com as postagens é um dos caminhos para chegar ao sucesso;

5. O Facebook permite que o dono da página patrocine um post para receber mais “likes” e visibilidade, aumentando o alcance da postagem;

6. Na fanpage do Facebook a empresa ou o profissional recebe nota e comentários, positivos e negativos. Dessa maneira, quem procura os serviços e consulta a página terá acesso à opinião daqueles que já conhecem o trabalho prestado.

Para desempenhar um bom trabalho, é importante que se tenha em mente que o público consumidor quer resultado e procura nas redes sociais a forma mais rápida de estar em contato com aquilo que deseja, por isso é tão importante estar em sintonia com a demanda dos clientes. “Agarrar-se à sua vocação profissional é muito importante, pois, por meio dela, as pessoas podem se realizar, e, com isso, executar um trabalho muito melhor, já que, quando gostamos de algo, nos empenhamos muito mais”, lembra a coach.

16:15 · 07.12.2015 / atualizado às 16:15 · 07.12.2015 por

As atrizes Cris Vianna e Sheron Menezzes são as mais recentes vítimas de comentários racistas feitos no Facebook. Elas se juntam à jornalista Maria Julia Coutinho, a Maju, e à atriz Taís Araújo, que também foram ofendidas na rede social esse ano. Mas o que antes era recebido com silêncio, agora pode ser escancarado nas principais ruas e avenidas do Brasil e, mais recentemente, em várias regiões do Mundo, por meio da campanha “Racismo virtual. As consequências são reais”, lançada pela ONG Criola.

imagem_release_553107

A campanha, divulgada por vários meios de comunicação brasileiros, ganhou repercussão internacional. Desde o dia 1º de dezembro, que marcou os 60 anos da recusa de Rosa Parks em ceder seu lugar no ônibus para um branco, tornando-a uma referência na luta antirracismo nos Estados Unidos; os principais veículos de comunicação do mundo destacaram a ação em seus noticiários. BBC, CNBC, CBS, Deutsche Welle, Huffington Post, Metro da Rússia, entre muitos outros da Europa, Oriente Médio, África e América, entraram em contato com a ONG.

Pessoas simpáticas à causa também pediram detalhes da campanha, querendo “exportá-la” para seus países. Jurema Werneck, fundadora da entidade, ressalta: “não é possível ignorar esses ataques e achar que não haverá consequências para os ofensores. Racismo é crime segundo a Constituição brasileira e, no caso dos insultos na internet, independentemente de terem sido direcionados a uma pessoa conhecida ou não, os agressores infringiram a lei e, pior, a honra e dignidade das mulheres negras. A campanha visa expor essas situações e fazer com que a sociedade se posicione contra esse retrocesso. Não queremos ver o racista na cadeia, mas sim, evitar que o racismo aconteça, na internet e na vida real”.

Desenvolvida pela agência W3haus, a ação envolveu um trabalho de mapeamento dos comentários racistas no Facebook, utilizando ferramentas de geolocalização e localizando as cidades dos autores das ofensas. A partir disso, as agressões virtuais puderam ser materializadas na forma de outdoors, chamando atenção da população. As primeiras cidades que tiveram as peças instaladas – e que ficaram sabendo que existem racistas entre seus moradores – foram: Americana (SP), Feira de Santana (BA), Recife (PE), Vila Velha (ES), Rio de Janeiro e Porto Alegre (RS).

Para Moacyr Netto, vice-presidente de criação da W3haus, o melhor amigo do racismo é o silêncio. “Com a polêmica gerada e todas as discussões ao redor do mundo, estamos colocando um grande holofote sobre o racismo e seu impacto na sociedade. Isso conscientiza a população em geral e faz potenciais ofensores pensarem duas vezes antes de postarem novos comentários racistas. Porque o primeiro passo para vencermos a batalha contra o racismo é assumir que ele existe. E pouco importa se é real ou virtual, o impacto pra quem sofre é o mesmo”, diz Netto.

14:58 · 18.09.2015 / atualizado às 14:58 · 18.09.2015 por

Como forma de apoio ao Instituto Chefs Especiais, projeto que promove a inclusão social de jovens com Síndrome de Down por meio da gastronomia, a Friboi lança em sua página no Facebook o aplicativo #VocêÉaDiferença. Com o conceito de que a diferença existe até mesmo na simetria de uma face, os lados direito e esquerdo do rosto têm pequenas diferenças entre si, a ID, agência de digital da Friboi, desenvolveu um app em que os usuários podem demonstrar o seu apoio à causa criando um novo avatar formado por metade do seu rosto e metade da face de um chef especial.

carne1

A proposta, além de gerar oportunidade para inúmeras pessoas expressarem o seu apoio ao projeto, cria um fluxo de incentivo para que a rede de amigos do usuário que alterou a foto de perfil faça o mesmo. Uma iniciativa digital que integra conteúdo, mídia e relacionamento.

Domênico Massareto, sócio-fundador e CCO da ID, destaca: “a ideia partiu do fato de que somos todos diferentes e ao abraçarmos essa diferença faz as relações interpessoais mais interessantes. Ser diferente só é um problema quando exercemos o nosso preconceito. Afinal, nem os dois lados do nosso rosto são iguais. Somos a diferença em pessoa”.

A gerente de Marketing executiva da JBS, Maria Eugênia Rocha, completa: “o projeto Chefs Especiais tem um significativo valor para nós. A Friboi sempre acreditou no Instituto e na forma pela qual ele é conduzido, criando uma relação de confiança para inclusão social por meio da gastronomia”.

15:09 · 21.08.2015 / atualizado às 15:09 · 21.08.2015 por

Por Celso Bazzola, consultor em recursos humanos e diretor executivo da BAZZ Estratégia e Operação de RH

Muitas pessoas pensam nas redes sociais apenas como uma ferramenta para descontração, o que não está errado, desde que tomados os devidos cuidados, contudo, uma boa parcela mais antenada já percebeu que o uso adequado dessas ferramentas de comunicação pode potencializar as carreiras, promovendo o crescimento profissional e o network.

Mas, como saber esse limite? Simples, basta levar em conta que nesse novo mundo online que muitos estão descobrindo são necessários muitos cuidados similares aos que tomamos em nosso dia a dia, nos passeios, no trabalho ou em casa. O recomendável para se valorizar é dar foco adequado ao que é positivo e evitar exposições desnecessárias.

Para isso, preparei algumas dicas para quem quer crescer profissionalmente utilizando as redes sociais, seja ela mais profissional, como o LinkedIn, ou mesmo o Facebook:

Amplie seus contatos qualificadamente – é interessante ter um amplo grupo de amigos, assim busque amizade online com pessoas que tenha contato e ache interessante profissionalmente. Contudo, se preocupe mais com a qualidade do que com a quantidade, não precisa ir convidando todo mundo que conhece ou que é ‘amigo do amigo’ para ser seu amigo, isso pode não soar bem!

Valorize suas conquistas profissionais – mostre ações que realizou que tiveram sucesso, resultados de projetos que foram interessantes ou titulações alcançadas, contudo, evite se autopromover demasiadamente, pois isso pode soar arrogante. E busque, com permissão prévia, marcar as pessoas que estavam envolvidas nos trabalhos, de forma elegante, pois isso aumenta sua visibilidade.

Publique com inteligência – cada vez mais se multiplicam publicações vazias, assim busque se diferencias com publicações pertinentes. Evite postes irrelevantes que possam atrapalhar sua imagem. Busque levantar assuntos relacionados ao seu campo de atuação.

Evite debates inúteis – nas redes sociais existem momentos tensos, de debates políticos, religiosos e outros similares, contudo, por mais que possa ‘coçar’, evite entrar nesse tipo de conversa. Repare que geralmente essas não levam a lugar nenhum e não terminam bem. Sem contar que você não sabe qual o posicionamento de seus parceiros de negócios.

Cuidado com as características das redes – Não é por que o Linkedin tem um lado mais profissional e o Facebook é mais aberta que deverá tratar a segunda com maior desleixo, saiba que parceiros e recrutadores também entrarão nessa rede. Assim, é importante que a pessoa tome cuidado em não colocar coisas irrelevantes em cada um deles.

Pense antes de curtir uma publicação ou página – Antes de curtir e compartilhar um texto, leia atentamente para ver se não nada nas entrelinhas. E se for curtir uma página ou participar de uma comunidade, pesquise antes, evite as que que incitem o ódio ou o preconceito.

Antes de escrever algo pense – Analise os pontos positivos e negativos de uma postagem. Sei que parece chato, e tira um pouco a graça dessas redes, mas essa é a única forma de garantir que o postado nas redes sociais não interferirá no lado profissional. As pessoas hoje tem acesso ao que você faz 24 horas. Por isso, preserve sua imagem. Lembrando que ser feliz não o que se está na rede mundial.

Evite situações não profissionais – multiplicam-se as fotos de baladas, roupas de banho e bebedeiras nas redes, será que é interessante. Não cabe a ninguém julgar o estilo de vida das pessoas, mas se expor de forma inadequada trará consequências negativas para imagem de um profissional. Todos estão expostos a avaliações, por isso pode ter certeza que isso contará na hora que olharem, e não adianta bloquear o acesso das pessoas as suas fotos nas redes sociais e achar com isso que está segura, ledo engano, pois outras pessoas poderão compartilhar a mesma foto, e assim de nada adiantou essa preocupação.

11:29 · 22.07.2015 / atualizado às 11:30 · 22.07.2015 por
YouTube Preview Image

A nova campanha da Claro, para promover a Internet Turbinada com acesso ao Facebook, Twitter e WhatsApp, traz de volta do hit “Não se Reprima”, sucesso na década de 1980, da banda porto-riquenha Menudos.

O filme mostra pais postando e compartilhando diversas situações inusitadas e engraçadas nas redes sociais e no WhatsApp. “Com a campanha, queremos reforçar os benefícios da exclusiva promoção e mostrar que, na Claro, além de ofertas diferenciadas, o cliente tem acesso à rede 4GMax, a internet móvel mais rápida do Brasil, segundo o relatório do OpenSignal”, afirma Rodrigo Vidigal, diretor de marketing da Claro.

Desenvolvida pela Ogilvy Brasil, a campanha também inclui materiais off-line, spots para rádio, além de uma versão estendida para a internet.

15:03 · 15.06.2015 / atualizado às 15:03 · 15.06.2015 por

Nova campanha da Claro, criada pela Ogilvy Brasil, apresenta a Promoção Internet Turbinada, que passa a oferecer o serviço de mensagens instantâneas WhatsApp e as duas maiores redes sociais, Facebook e Twitter, grátis em todos os planos: pré, pós e controle.

10b

O filme nacional de 30 segundos intitulado “Agoras”, com estreia hoje, 15, em rede aberta, mostra de que forma os novos serviços oferecidos pela operadora podem facilitar o dia a dia das pessoas em diversas situações como a noiva que está a caminho da igreja e pode avisar que está chegando, bem como o casal que espera um filho e tem a possibilidade de avisar o grupo de amigos, via internet, que será uma menina.

Desse modo, todos podem curtir o agora com um aplicativo de mensagens e as duas maiores redes sociais, grátis, com a tecnologia 4GMax, a mais rápida do Brasil, segundo o Open Signal.

Além dos filmes de 15 e 30 segundos para TV aberta, a campanha ainda conta com materiais de PDV, Out of Home, rádio e digital.

16:37 · 15.05.2015 / atualizado às 16:37 · 15.05.2015 por

Já imaginou entrar em campo no Reino Unido ao lado de algumas das maiores seleções de Rugby do planeta? Esta é a oportunidade que a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) e a DHL Express oferecem com a campanha “Seja a Bola da Vez”, que irá indicar um participante entre 8 e 15 anos.

Para concorrer, o participante deverá gravar um vídeo de até 30 segundos e postar no Facebook ou Instagram, utilizando os hashtags #sejaaboladavez e #brasilrugby, respondendo à seguinte pergunta: “Como você pode transformar o mundo em um lugar melhor através do rugby?”. O autor do vídeo mais criativo e que melhor expressar a resposta irá ter a experiência de, com um acompanhante legal, viajar para o Reino Unido e entregar a bola do jogo minutos antes de uma partida da Copa do Mundo de Rugby, entre setembro e outubro de 2015. Todas as informações sobre como participar e termos e condições estão disponível aqui.

“Esta é uma chance única para os pequenos brasileiros amantes do rugby. A CBRu está muito feliz e satisfeita em poder viabilizar essa ação graças ao apoio da DHL Express. Esperamos que a campanha fortaleça ainda mais a modalidade entre os jovens, afinal ela traz valores importantes na formação das pessoas”, afirma Tiago Grinman, diretor de Marketing e Finanças da CBRu.

Para estar apto a participar da gincana que irá selecionar o melhor vídeo, as crianças devem preencher alguns pré-requisitos: ter entre 8 e 15 anos completos durante o período de vigência da gincana que vai 11 a 24 de Maio de 2015; possuir passaporte válido; e ter um responsável legal com documentação válida descrita no regulamento. O grande vencedor será divulgado no dia 1º de junho.

A campanha “Seja a Bola da Vez” faz parte de uma iniciativa global oferecida pela DHL Express, líder mundial no mercado em logística e transporte expresso, que também é patrocinadora oficial da Copa do Mundo de Rugby 2015. A mesma oportunidade está sendo oferecida a 47 crianças de todo o mundo para viver essa experiência durante a competição, que acontece entre 18 de setembro e 31 de outubro deste ano.

“Ficamos extremamente felizes em ter a chance de proporcionar a uma criança brasileira essa experiência inigualável e inesquecível. E ao mesmo tempo, em parceria com a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), consolidar em terras brasileiras o investimento Global da DHL no desenvolvimento e disseminação do esporte.” afirma Alan Goldsmith, Diretor de Vendas & Marketing da DHL Express.

Além da oportunidade única de entregar a bola de uma partida, o prêmio da campanha inclui dois ingressos para o jogo e um kit com uniforme e bola de rugby, além das passagens aéreas e estadia para a criança e acompanhante.

14:54 · 27.02.2015 / atualizado às 14:54 · 27.02.2015 por

 

Todo mundo tem um amigo ou amiga que o ajudou a se livrar de uma baita dor de cabeça com uma simples atitude positiva, trazendo o sorriso de volta. Para reforçar a campanha que apresenta os ‘Neosos e Neosas’– ou seja, pessoas que assim como Neosaldina resolvem vários tipos de dor de cabeça do dia a dia – a marca lança um aplicativo com interação no Facebook que homenageia aqueles que foram importantes e solucionaram dificuldades em algum momento da vida. O usuário tem a oportunidade de criar caricaturas e ícones, exemplificando o local e o motivo pela pessoa ter sido uma ‘Neosa’ ou um ‘Neoso’ na situação.

“Nós lançamos a campanha com oito filmes na internet, que mostram o poder dos Neosos e Neosas, pessoas que, assim como a Neosa resolvem vários tipos de dor de cabeça, ‘personificando’ o poder da marca Neosaldina e seu ícone, o Smile Agora, os usuários do Facebook já estão familiarizados com o conceito ‘Neosas e Neosos’ e poderão fazer uma homenagem aos seus amigos que foram verdadeiros ´Neosos e Neosas`nas suas vidas”, explica Elio Dilburt, gerente da marca Neosaldina, fabricada pelo laboratório Takeda.

O aplicativo existente dentro do site disponibiliza diferentes cenários e características para que o avatar saia o mais parecido possível com a realidade. O usuário faz uma pequena descrição e pode compartilhar diretamente no Facebook ou enviar ao ‘Neoso’ ou ‘Neosa’ via e-mail. “A marca continua com o mesmo direcionamento, sendo o medicamento mais vendido para os vários tipos de dor de cabeça. O que mudou foi nossa forma de comunicação com o público final ao longo dos anos, até chegarmos à atual abordagem: humorada, inovadora e próxima”, diz o gerente.

Neosa, apelido carinhosamente dado à marca Neosaldina pelos próprios usuários, continuará presente nas redes sociais mostrando as diferente histórias da campanha ‘Neosos e Neosas’ do Brasil, por meio dos diversos vídeos da campanha no Youtube e interagindo com seus fãs no Facebook. Com o aplicativo, o conceito já estabelecido e presença nesses dois fortes canais da web, o objetivo é continuar interagindo com mais de 65 milhões de usuários, acompanhando, assim, os consumidores do medicamento.

“O nosso foco é continuar mostrando que ter uma atitude positiva, por mais simples que seja, pode ajudar a resolver uma situação que geraria uma ‘complicada dor de cabeça’. Nesse sentido, o conceito ‘Neosos’ e ‘Neosas’ não só trouxe inovação na maneira de comunicar, mas também maior identificação e engajamento com o consumidor final. Por isso, além da campanha e do aplicativo, a marca promete mais novidades em breve”, finaliza Elio Dilburt.