Busca

Tag: mulheres


13:01 · 21.10.2015 / atualizado às 13:01 · 21.10.2015 por

O Shopping Parangaba recebe amanhã (22) a Blitz “O Rosa é mais forte”, que tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. A ação acontecerá de 12h às 18h, no piso L2 – em frente a loja C&A.

Ação Parangaba

Realizada pelo Instituto do Câncer do Ceará (ICC), a blitz irá distribuir cartilhas informativas sobre as formas de prevenção da doença e explicações de como detectar um possível problema e tratá-lo. Além do material didático, o público irá receber laços na cor rosa em alusão ao apoio a campanha contra o câncer de mama.

Outubro Rosa – O Shopping Parangaba abraçou a causa da prevenção contra o câncer de mama. Algumas ações foram desenvolvidas na estrutura física e nas redes sociais do centro comercial. Na entrada principal, o símbolo do Shopping Parangaba está na cor rosa e, nas entradas e saídas do estacionamento, as cancelas estão com placas em favor da luta contra o câncer de mama.

16:27 · 10.03.2015 / atualizado às 16:27 · 10.03.2015 por

Os homens sempre foram apontados como os principais entusiastas dos esportes, mas o interesse das mulheres já se destaca e, de acordo com o estudo “Mulheres e Esportes”, do Ibope Repucom, realizado em 24 países das Américas, Europa e Ásia, alcança 46% delas, contra 69% de homens.

O levantamento também mostra que mulheres mais jovens costumam gostar mais de esportes: 48% das entrevistadas com menos de 50 anos disseram ter muito interesse ou interesse pelo assunto, enquanto entre aquelas com mais idade este porcentual cai para 36%

mulheres2
“Esta diferença no nível de interesse das mulheres mais novas por esportes pode ser explicada em parte pelo fato de as escolas terem começado a incentivar a prática esportiva feminina apenas na década de 70. Estudos recentes mostram que o papel da escola é fundamental nesta transformação que estamos vendo agora, sendo que mulheres que praticam muitas atividades físicas durante o período escolar têm três vezes mais chances de se tornarem muito interessadas em esportes ao longo da vida”, afirma José Colagrossi, diretor do Ibope Repucom. “A influência de amigos, dos pais, da mídia e da comunidade também é essencial para este novo comportamento”, explica o executivo.

Em termos da participação efetiva das mulheres nos esportes, é possível atestar que elas preferem a corrida e o ciclismo, o que pode ser comprovado pela explosão de eventos dessas modalidades. Assim como os homens, as mulheres são motivadas a praticar esportes pelo desejo de saúde e de relaxamento. Enquanto os homens focam em competições e vitórias, o gênero feminino se concentra nos benefícios físicos e emocionais.

“Tradicionalmente os homens veem a prática esportiva do ponto de vista da competição, da disputa e do desafio de ser melhor do que os outros. Já as mulheres valorizam a saúde, a beleza física e o balanço emocional”, conclui Colagrossi.

Quando questionados sobre os motivos que os impede de praticar atividades físicas, os homens citam questões como nível de condicionamento físico, idade e localização. As mulheres também mencionam estes itens, mas são mais propensas a incluir barreiras emocionais nesta lista, como medo do fracasso e vergonha.

16:11 · 03.03.2015 / atualizado às 16:11 · 03.03.2015 por

Por Stella Kochen Susskind, presidente da Shopper Experience
Na última década, o brasileiro saiu do patamar do consumo imediato – aquele que valoriza os aspectos superficiais da compra – para o consumo crítico. Na prática, a durabilidade e o atendimento são os principais atributos considerados para a efetivação da compra – de acordo com a pesquisa “As Empresas que mais Respeitam o Consumidor no Brasil”, conduzida pela Shopper Experience há 12 anos. E qual o papel da mulher nessa história? Com certeza, o papel de protagonista!

Os meus 20 anos de experiência em analisar hábitos e drivers de consumo me levam a crer que as mulheres – sobretudo as mães –, estão nos levando a um novo patamar de consumo. A minha experiência como mãe confere a certeza de que estamos educando crianças com um outro nível de percepção. É uma revolução silenciosa comandada por mulheres – mães, tias, madrinhas, professoras, filhas… Para citar um exemplo simples e comum ao universo das mulheres, comentei com a minha filha que tínhamos que comprar uma nova mochila; um modelo com rodinhas. Além de ser o modelo mais recomendado pelos ortopedistas, costumo associar esse produto à praticidade. Ledo engano! Minha filha explicou, com riqueza de detalhes, que a mochila seria um transtorno, pois teria que carregar 5,7 quilos escadaria acima. O fato é que como estuda em uma sala instalada no primeiro andar – e a escola proíbe os alunos de arrastá-las na escada – a dita mochila pesada teria que ser carregada.

Aliás, a pequena consumidora informou que compraríamos uma mochila simples: que faria um escalonamento do material escolar para carregar menos peso. Entendi, rapidamente, que nossos filhos estão se tornando consumidores mais reflexivos e práticos, pessoas que pensam na real necessidade de consumir! Pensei no argumento e cheguei à conclusão que as mulheres têm influenciado o consumo no Brasil muito mais do que pensamos.

Na pesquisa O Mundo de Vênus – concluída pela Shopper Experience no ano passado – as entrevistadas declararam que acreditam que as mulheres de hoje são muito mais informadas; esse nível de informação tem um grande impacto na forma de consumir da família brasileira. É fato que as mulheres estão educando novos consumidores. Para elas, a educação dos filhos é pautada pelo ensino de valores morais; respeito ao próximo e a si; e sustentabilidade. É nesse contexto que está o consumo responsável. Na prática, chegamos a um momento interessante de amadurecimento do consumidor brasileiro; estamos, no que costumo chamar, de a primeira etapa rumo à era do consumo consciente. Ou seja, o consumidor está consciente do seu poder de compra, consciente dos seus direitos e consciente da importância, ou falta de importância, do produto/serviço na sua vida.

A pesquisa mostra, ainda, que o nível de exigência dessa nova mulher é bem alto. A insatisfação com produtos e serviços é maior entre as consumidoras do que entre os homens – até por uma questão matemática. São elas que, diariamente, tomam grande parte das decisões de consumo da família. A pesquisa aponta que essa insatisfação alcança patamares elevados pela própria natureza da mulher. Quando compra um produto alimentício para os filhos, por exemplo, se a marca não cumprir o que promete, essa consumidora vai até as últimas instâncias para reclamar e fazer valer os seus direitos. Além disso, o alto poder influenciador entre amigos, familiares e nas redes sociais pode comprometer a imagem das marcas. Estamos diante de um poder feminino que está transformando as relações de consumo no Brasil.

 

13:33 · 13.02.2015 / atualizado às 13:40 · 13.02.2015 por

No Brasil, mulheres superam os homens na internet. De acordo com uma pesquisa do Ibope Inteligência, 53% dos usuários de internet no país são mulheres e 47% são homens. No total, 53% da população acessou a web ao menos uma vez por mês nos últimos três meses.

Por classe, de acordo com a atualização do Critério de Classificação Econômica Brasil, modelo que classifica economicamente a população brasileira, em vigor desde 1º de janeiro deste ano, a classe A, que representa apenas 2% da população, possui 4% dos usuários de internet do país, enquanto a maioria se concentra nas classes B (34%) e C (52%). Por outro lado, as classes D/E representam 21% da população, mas reúnem apenas 10% dos internautas. Ainda assim, significa que uma em cada cinco pessoas das classes D/E acessa a internet.

internet

Segundo a pesquisa, os brasileiros com idade entre 35 e 54 anos são os que mais acessam a internet. Eles representam 34% dos acessos totais no país, seguidos pelos jovens de 25 a 34 anos (32%) e de 16 a 24 anos (28%). Por outro lado, a população acima de 55 anos ainda não caiu na rede, pois representa apenas 7% dos internautas brasileiros.

A região mais conectada do país é o Sudeste, que concentra 49% dos que acessam a internet. O Nordeste possui 22% dos internautas do Brasil, seguido das regiões Sul (14%), Centro-Oeste (8%) e Norte (7%).
A pesquisa revela ainda que metade dos usuários de internet do país completou o ensino médio, índice acima da média da população brasileira, que é de 37%. Os internautas que possuem curso superior também aparecem em proporção maior do que a da população: 29% dos internautas concluíram o ensino superior ao passo que na população total do país esse índice é de 17%. Por outro lado, os usuários de internet que estudaram até o ensino fundamental são minoria na rede (20%), mas maioria no país (45%).

Quando levada em conta a penetração da internet, 90% daqueles que concluíram o curso superior têm acesso à internet, percentual que recua para 71% entre os que têm ensino médio e 24% para aqueles que têm apenas o ensino fundamental.

A pesquisa foi realizada entre julho e dezembro de 2014 com a população acima de 16 anos.

16:28 · 22.07.2014 / atualizado às 16:28 · 22.07.2014 por

Mais de 600 mil posts citam a popularidade das marcas relacionadas a uísque e vodca. Uma pesquisa feita pela Airstrip, levantou que a maioria dos registros gerados no Facebook, Twitter e Instagram foram feitos por mulheres.

Segundo o levantamento, 53% delas comentaram mais sobre o uísque, enquanto 60%, sobre a vodca. Para efeito de comparação, homens ficaram com 47% e 40%, respectivamente.

Entre as marcas mais citados, Johnnie Walker teve 28.892 posts, enquanto a vodca Smirnoff teve 12.713. A participação mais contundente, tanto de homens quanto mulheres é na faixa etária entre 18 e 25 anos.

Cerca de 34% dos perfis femininos tiveram a idade identificada, já o dos masculinos foi de 41%. Entre os menores de idade, 3,4% representam mulheres e 3,8% homens.

 

16:45 · 12.03.2014 / atualizado às 16:45 · 12.03.2014 por

Em homenagem às mulheres, O Boticário montará, amanhã (13), um QG da beleza. O espaço servirá para que o público feminino tirem dúvidas sobre cabelos, pele, maquiagem, perfumaria, unhas, moda, dentre outros assuntos.

A partir das 10 horas da manhã do dia 13 de março até o mesmo horário do dia seguinte, a marca proporcionará o diálogo com suas fãs pelo Facebook e pelo aplicativo WhatsApp, no número (41) 8856-9777. A iniciativa, intitulada 24 horas de beleza, é um presente da marca para as mulheres explorarem ainda mais aquilo que já é inerente à sua existência – a beleza feminina.

A iniciativa ainda se estenderá para além do meio digital em 100 cidades do país. Em algumas lojas da rede, as clientes ganharão maquiagem e consultoria de beleza personalizada.

Em Fortaleza, a unidade localizada no shopping Del Paseo disponibilizará consultoras em maquiagem, cabeleireiros e manicures. A ação “24 Horas de Beleza” também acontecerá nas franquias da marca localizadas nas cidades de Juazeiro do Norte, Morada Nova, Jaguaribe, Limoeiro do Norte, Russas e Beberibe.

16:50 · 25.02.2014 / atualizado às 16:50 · 25.02.2014 por

As colaboradoras do Grupo BSPAR terão um Dia Internacional da Mulher especial. As empresas do grupo preparam uma programação para comemorar a data que é celebrada no dia 8 de março no mundo todo. No dia 7, sexta-feira, serviços como drenagem facial, SPA dos pés e limpeza de pele serão oferecidos para todas as funcionárias durante o dia inteiro para homenageá-las.

15:52 · 17.10.2013 / atualizado às 15:52 · 17.10.2013 por

seiosmanequi=m

As lojas do North Shopping Fortaleza amanhecerão o sábado (19) com manequins femininos com seios à mostra, quando abrir suas portas às 10 horas. O objetivo é contribuir para alertar o público feminino sobre a importância do autoexame periódico, no dia em que se comemora o Dia Internacional Contra o Câncer de Mama.

Um adesivo na vitrine complementará a mensagem e convidará os clientes a saberem mais sobre a importância do autoexame, através de um hotsite criado pelo núcleo Binder/ Staf,  responsável pela ideia da ação. A iniciativa é da administradora de shoppings Ancar Ivanhoe e envolverá 17 shoppings do grupo.

“Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia, o câncer de mama diagnosticado enquanto é um tumor pequeno, tem 95% de chance de cura. Ou seja, a doença pode ser curada, se houver a conscientização da população.  Resolvemos aderir a causa por entender que o shopping é um eficiente canal de comunicação com a população”, atesta Roberta Barros, gerente de Marketing do North Shopping Fortaleza, que em um sábado comum costuma receber 50 mil pessoas.

17:17 · 27.08.2013 / atualizado às 17:17 · 27.08.2013 por

As mulheres que têm pele sensível acabam de ganhar uma novidade em maquiagem. A linha Make B. Mineral de O Boticário conta, agora, com produtos 100% hipoalergênicos. Os 20 itens que compõem o portfólio já estão disponíveis nas 3.550 lojas da marca em todo o Brasil.

makebi

Cosméticos hipoalergênicos são aqueles que possuem menor risco de causar uma reação. Além disso, os produtos de Make B. Mineral não contém conservantes. Patrícia Scholz, gerente de categoria Maquiagem de O Boticário, explica os diferenciais da nova linha.

“Conseguimos manter a mesma textura dos produtos de Make B. Mineral, que já são um sucesso entre nossas consumidoras, em uma formulação com princípios ativos neutros e de origem mineral. Outro cuidado foi desenvolver a maquiagem com riqueza de cores para as mais diversas necessidades de beleza e tipos de mulher”, diz a gerente.

“Todos os produtos Make B. Mineral são hipoalergênicos. Ou seja, ter pele sensível não é mais motivo para ficar fora da moda”, afirma Fernando Torquatto, make up artist de O Boticário para a linha de maquiagem Make B.

17:35 · 22.01.2013 / atualizado às 17:35 · 22.01.2013 por

O Boticário lança o Estojo Intense Carnaval 2012, composto por por batom hidratante rosa, minilápis para contorno dos olhos na cor berinjela e sombra compacta azul.

A novidade estará disponível, em edição limitada, nas mais de 3.260 lojas da marca em todo o país a partir de 28 de janeiro.