Análise da UCL: As possíveis surpresas na fase de grupos

28/08/2015 - 15:01 por

O Time de Fora preparou uma análise sobre o sorteio da Champions League, que aconteceu na última quinta-feira (27), em Mônaco na França. Nossa equipe fugiu um pouco do comum e separou um time de cada grupo que, mesmo na aparente desvantagem, pode acabar surpreendendo no seu grupo. Confira a análise: 

Shakhtar

As saídas de Luiz Adriano e Douglas Costa diminuiu o poderio ofensivo da equipe

Time ucraniano conta com Legião de brasileiros para chegar longe

Que o Shakhtar é uma colônia de jogadores brasileiros na Ucrânia, não é de hoje. Entretanto, para esta temporada da Champions League, a equipe de Bernard, Márcio Azevedo e companhia quer ser lembrada por mais que isso. As saídas de Douglas Costa (Bayern de Munique) e Luiz Adriano (Milan) enfraqueceu o poderio ofensivo do time, mas a bom início de ano dos meias Marlos e Alex Teixeira dá mais esperanças para os torcedores de Donetsk que o clube de sua cidade possa alçar voos mais altos na competição.

O retorno de Doumbia, após passagem na Roma, é a esperança de gols para o CSKA

O retorno de Doumbia, após passagem na Roma, é a esperança de gols para o CSKA

Classificação heróica pode dar um ânimo maior para os russos

O CSKA conseguiu sua classificação para a fase de grupos da Champions League de forma dramática, eliminando o Sporting/POR após vitória em Moscou por 3 a 1 de virada (4 a 3 no agregado). O time de Leonid Slutsky, que conta com o brasileiro Mário Fernandes no elenco, terá pela frente Manchester United, PSV e Wolfsburg no grupo B. Doumbia, de volta para a equipe russa após rápida passagem na Roma, é a grande esperanças de gols. O talentoso Dzagoev e o sempre obediente na parte tática Musa também chamam atenção. O rigoroso frio russo pode ser um aliado na busca de conquistar pontos em casa.

A chegada de Lukas Podolski foi uma das maiores contatações do futebol turco nos últimos anos

A chegada de Lukas Podolski foi uma das maiores contatações do futebol turco nos últimos anos

Galatasaray aposta em Podolski para surpreender

Uma das maiores contratações do futebol turco nos últimos anos, Lukas Podolski animou os fanáticos torcedores do Galatasaray. Em 2013, a equipe foi muito bem e acabou eliminada apenas para o Real Madrid, nas quartas de final da Champions League. Naquele ano, as apostas eram Wesley Sneijder e Didier Drogba. Além da vinda do alemão, a manutenção do meia holandês, além de outro bom nome como o atacante Ylmaz, pode fazer que o clube turco consiga surpreender no grupo C e quem sabe repita a grande campanha de 12/13.

Unai Emery conseguiu manter a base do seu time campeão da UEL na temporada 14/15

Com status de campeão, Sevilla tenta sobreviver ao grupo da morte

Recordista de títulos da Liga Europa, com quatro conquistas, além de atual campeão do torneio, o Sevilla não se deu muito bem no sorteio dos grupos da Champions League. O time espanhol caiu no grupo D, denominado da morte por conta da presença da Juventus, Manchester City e Borussia Monchengladbach. Apesar da saída de Carlos Bacca (Milan), a equipe de Unai Emery se reforçou muito bem para o ataque. O clube contratou os centroavantes Llorente e Immobile, além do ponta ucraniano Konoplyanka. Além dos novos nomes, o time vermelho e branco conseguiu manter boa parte da base do time campeão da temporada passada, diferentemente da Juventus, por exemplo, que perdeu Tevéz, Vidal e Pirlo.

Atacante pode ser a solução para a posição nos Gialorossi

Atacante pode ser a solução para a posição nos Giallorossi

Dzeko pode ser o cara que a Roma precisava

A Roma aparece com a terceira força do grupo E da Champions League. A equipe de Francesco Totti está ao lado de Bayer Leverkusen, BATE Borisov e do atual campeão Barcelona. A principal contratação dos Giallorossi para a temporada foi Edwin Dzeko, que estava no Manchester City. O centroavante bósnio pode ser a solução para a posição que é carente de um grande jogador há um bom tempo. Para melhorar, Dzeko estreou com a camisa romanista marcando duas vezes em apenas 45 minutos. O que encheu a torcida de esperança para o desenrolar de 2015/16

angelo

Chileno de 21 anos, Ángelo Henríquez é o principal nome do Dínamo

Os jovens de Zagreb querem mostrar futebol

O Dínamo Zagreb apostou em jovens de toda a Europa para superar os playoffs e tentar sobreviver a fase de grupos da Champions League. O time croata, que possui um grande trabalho na categoria de base, tem um olho clínico para garimpar jogadores no Velho Continente. Nos últimos anos podemos citar Kovacic, hoje no Real Madrid e Haliovic (Barcelona). No atual elenco, um dos principais nomes é Ángelo Henríquez, chileno de 21 anos. O atacante marcou 20 gols no ‘Croatão’ do ano passado e é a principal arma da equipe comandada por Zoran Mamic.

Shevchenko em ação contra o Barça na histórica vitória do Dynamo

Shevchenko em ação contra o Barça na histórica vitória do Dynamo

Rebrov tenta repetir sucesso no Dynamo agora como treinador

A temporada era 97/98, um time ucraniano com os ainda jovens Andrey Shevchenko e Serhiy Rebrov aplicou humilhantes 4 a 0 no Barcelona de Rivaldo, Figo e companhia em pleno Camp Nou. Na oportunidade, Shevchenko anotou três gols e Rebrov fechou a goleada. Naquela temporada, a equipe parou na Juventus, que seria a vice-campeã do torneio.

Em 98/99, um feito maior ainda. Após novamente passar de fase, no grupo que possuía o Arsenal, o Dynamo agora tinha pela frente o Real Madrid, atual campeão na época. Com um 1 a 1 na Espanha e um 2 a 0 na Ucrânia, o time novamente liderado pela dupla derrubou o gigante merengue e surpreendeu a Europa mais uma vez. Em 2015/16, agora como treinador, Rebrov tenta trazer aquele espírito vencedor para o atual Dynamo Kiev, que nunca mais conseguiu emplacar uma boa campanha na Champions League.

Atacante é um dos jogadores mais cobiçados na Europa

Atacante é um dos jogadores mais cobiçados na Europa

Lacazette lidera o Lyon no grupo mais embolado da Champions

Depois do período vencedor do Lyon, quando a equipe ainda tinha no elenco Juninho Pernambucano, o clube francês não conseguiu mais se encontrar no cenário europeu. A entrada dos ‘petrodólares’ no rival Paris Saint Germain também complicou as conquistas a nível nacional. O time não vence um título da Ligue One desde 2007/2008. A atual safra, liderada por Lacazette, um dos atacantes mais cobiçados na Europa atualmente, tenta levar o nome do Lyon mais longe na Champions outra vez. Outros bons nomes são os de Grenier, meia, e do meia-atacante Fekir, que possuem bastante potencial.

A equipe do treinador Hubert Fournier foi ao mercado e contratou o ótimo Valbuena além do lateral-direto Rafael, ex Manchester United. No grupo mais embolado da atual Champions, o Lyon tem todas as chances de mais uma vez chegar às oitavas de final.

 Confira análise da equipe Time de Fora sobre os brasileiros que podem surpreender nesta Champions League

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 vote)

Categoria: Análise, Champions League, Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Direto da China: Paulinho marca golaço de falta pelo Guangzhou; veja vídeo

25/08/2015 - 14:19 por

Jogador ex-Tottenham tenta reabilitar sua carreira na China Foto: Divulgação

Jogador ex-Tottenham tenta reabilitar sua carreira na China
Foto: Divulgação

O volante Paulinho, uma das decepções da Copa do Mundo de 2014, em baixa no futebol inglês decidiu tentar a sorte no mercado asiático. Indicado por Luís Felipe Scolari, seu treinador no desastroso 7-1 e atual comandante do Guangzhou Evergrande, o ex-jogador do Tottenham, apesar da ruim temporada na Terra da Rainha, foi contratado pelo clube chinês por cerca de R$ 48,4 milhões.

Nesta terça-feira (25), em partida válida pela Liga dos Campeões da Ásia, o jogador relembrou sua grande fase no Corinthians, quando marcava muitos gols. Entretanto, desta vez ele foi as redes de uma maneira não muito usual em sua carreira. Poucos metros a frente do círculo central, Paulinho arriscou chute de longa distância em cobrança de falta e foi muito feliz, marcando um golaço.

Com a ajuda do brasileiro, o Guangzhou Evergrande bateu o Kashiway Reysol por 3 a 1, no Japão. A vitória encaminhou bastante a classificação da equipe de Felipão para as semifinais da competição, que agora decide a vaga dentro de casa no próximo dia 15 de setembro.

Veja o gol:

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 vote)

Categoria: Montagem

Comentários

Enviar para o Kindle

Campeonato Italiano: O que fazer para ressurgir ?; Calcio tem início neste sábado

21/08/2015 - 8:00 por

Viver do passado virou rotina para vários clubes de futebol da Itália. A safra de bons jogadores é cada vez menor e o nível de competitividade no Campeonato Italiano, que já foi o melhor e mais valorizado do mundo, diminui a cada ano. As transferências de craques renomados também não fazem mais parte do dia a dia do mercado europeu em termos de Itália, já que apenas jogadores de nível intermediário ou em baixa procuram jogar no “País da Bota”.

Trio holandês rendeu grandes conquistas para a equipe italiana Foto: Divulgação

Trio holandês rendeu grandes conquistas para a equipe rossonera
Foto: Divulgação

O Milan, por exemplo, teve um esquadrão de ouro comandado pelo grande zagueiro Franco Baresi, além dos holandeses Rijkaard, Ruud Gullit e Marco van Basten, nos anos 90. O time mágico foi capaz de conquistar tanto o Campeonato Italiano (91/92) como a Liga dos Campeões (93/94) de forma invicta, além de outros grandes feitos a nível mundial.

Paolo Maldini, Clarence Seedorf, Cafu, Kaká e outros grandes craques de várias partes do mundo se encarregaram de manter a tradição e foram campeões da ULC e do mundo, em 2007. A partir daí foi a vez da Inter de Milão deslanchar em grandes investimentos e alcançar o topo do mundo em 2010, sob o comando do polêmico técnico português, José Mourinho.

E assim também foi a história de clubes como Napoli, da dupla Careca e Maradona, a Roma, liderada por Francesco Totti e Gabriel Batistuta, a Lazio, dos argentinos Juan Sebástian Verón e Cláudio Lopez, além do hoje falido Parma, que já teve estrelas como Liliam Thuram e Hristo Stoichkov .

O que os clubes italianos não contavam é que estes jogadores um dia ficariam velhos e outros centros do futebol europeu, como Espanha, Inglaterra, Alemanha e França vinham trabalhando e se preparando a cada para se aperfeiçoar, com apoio de milionários munidos com ‘petrodólares’.Os dirigentes não foram capazes de repor peças em alto nível ou investir em novos talentos.

Dupla, que deixou a Juve recentemente, ajudou a Veccia Signora na conquista do tetracampeonato italiano Foto: Reuters

Dupla, que deixou a Juve recentemente, ajudou a Vecchia Signora na conquista do tetracampeonato italiano
Foto: Reuters

Eis então que ressurge a Juventus de Turim. O clube que mais vezes conquistou o Calcio – 31 títulos no total – precisou ir ao fundo do poço, quando foi rebaixado para a Série B, devido aos escândalos de manipulações de resultados, para fazer um planejamento sério e obter bons resultados. Hoje, parece ser o único clube capaz de seguir honrando um país que já foi referência do futebol europeu.

É claro e evidente que com uma receita financeira bem abaixo dos últimos tempos, os clubes italianos sigam contratando jogadores de nível intermediário. É preciso mais do que isso para se reerguer. É necessário que o futebol italiano passe por um estudo minucioso e principalmente por uma reciclagem de dirigentes, treinadores e claro, formação de jogadores, a exemplo do que aconteceu com o futebol alemão nos últimos anos.

Equipe Time de Fora analisou o Campeonato Italiano

O Campeonato Italiano da temporada 2015/2016 começa neste fim de semana. Destaque para o confronto Fiorentina x Milan. A Viola de Paulo Sousa surpreendeu na pré-temporada batendo equipes como Barcelona e Chelsea.

Sábado (22/08)

Hellas Verona × Roma
Lazio × Bologna

Domingo (23/08)

Fiorentina × Milan
Frosinone × Torino
Sassuolo × Napoli
Internazionale × Atalanta
Juventus × Udinese
Palermo × Genoa
Empoli × Chievo

Segunda-feira (25/08)

Sampdoria × Carpi FC

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)

Categoria: Análise, Campeonato Italiano, Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Dualidade na La Liga: Exceto Real e Barça, apenas o Atlético de Madrid conseguiu ser campeão nos últimos dez anos

20/08/2015 - 15:26 por

É impossível falar de futebol espanhol e não pensar em Real Madrid e Barcelona, dois dos principais clubes do mundo. A cada jogo um espetáculo, seja pela disputa acirrada ou pelo grande desempenho de uma das equipes deste grande clássico.

Juntas, as equipes somam mais de 50 títulos nacionais. O Real com 32 e o Barça com 23. O mais próximo de rivalizar com os gigantes espanhóis é o Atlético de Madrid, que conquistou dez vezes o campeonato. Mas a dualidade vai além desse número. Na última década, Real Madrid e Barcelona levaram nove títulos espanhóis.

Zagueiro uruguaio marcou e quebrou sequência de títulos de Real Madrid e Barcelona Foto: Reuters

Zagueiro uruguaio marcou e quebrou sequência de títulos de Real Madrid e Barcelona
Foto: Reuters

Desde a conquista do Valencia, em 2003/2004, apenas a equipe ‘colchonera’, comandada por Diego Simeone, conseguiu ficar no topo da tabela. Para valorizar ainda mais a conquista do ‘primo pobre’ de Madrid, o título aconteceu em pleno Camp Nou, após gol do zagueiro Godín. O feito, que aconteceu na temporada 2013/2014, foi mais uma demonstração que a equipe de Madrid vem se reerguendo no futebol europeu. O time, que antes contava com Diego Costa no ataque, chegou a ser vice-campeão da Champions League.  

A dupla Messi/Cristiano Ronaldo apimenta mais ainda a rivalidade entre os dois maiores clubes espanhóis Foto: Reuters

A dupla Messi/Cristiano Ronaldo apimenta mais ainda a rivalidade entre os dois maiores clubes espanhóis
Foto: Reuters

Dualidade personificada

Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, vem conseguindo monopolizar, além do prêmio de melhor jogador da FIFA, a artilharia do Campeonato Espanhol. Há seis anos seguidos que a chuteira de ouro do torneio fica com um dos dois jogadores. Ambos são a personificação do domínio de Real e Barça no torneio nacional.

Detalhe é que ambos estão empatados no número de vezes que ficaram com o título de maior goleador. Entretanto, o argentino leva a melhor com relação ao número de gol marcados em uma única edição. Na temporada 2011/2012, Messi balançou as redes 50 vezes.

Competitivo e não acostumado em terminar em segundo, Cristiano Ronaldo não ficou para trás de Messi e quebrou, na temporada passada, o record de hat-tricks (partidas com 3 gols) marcados no Campeonato Espanhol. O Gajo já realizou o feito em 27  oportunidades.

O blog Time de Fora separou os destaques da rodada do Espanhol para o final de semana, mas lembra que o campeonato tem início nesta sexta-feira (21). Confira:

Athletic Bilbao x Barcelona – 13h30 – sábado, 22 de agosto

O Bilbao conseguiu surpreender o Barcelona ao bater o time catalão na final da Supercopa da Espanha. Com a conquista, o time basco encerrou uma seca de 31 anos. Provavelmente ainda de ‘ressaca’ do título, o time do matador Aduriz terá novamente Messi e companhia pela frente, desta vez na estreia do Campeonato Espanhol.

Sporting Gijón x Real Madrid – 15h30 – sábado, 22 de agosto

O Real Madrid enfrentará um adversário de menor expressão, recém promovido à primeira divisão, em sua estreia na La Liga. A partida marca o retorno de Rafa Benítez ao futebol espanhol. O técnico, campeão da Liga dos Campeões pelo Liverpool em 2005, conseguiu notoriedade no cenário europeu com o Valencia  sendo bicampeão nacional em 2001/2002 e 2003/2004.  

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 vote)

Categoria: Análise, Futebol Espanhol, Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Jogo na Coreia tem todos os gols marcados por ex-jogadores do Fortaleza

19/08/2015 - 10:10 por

O duelo entre Daejeon Citizen e Gwangju FC, pelo Campeonato Coreano, poderia até passar despercebido pelo torcedor cearense, mas um fato curioso marcou o jogo entre as duas equipes. Na vitória por 2 a 1 do Daejeon, os três gols da partida foram marcados por ex-jogadores do Fortaleza, negociados ainda nesta temporada: Wanderson e Cassiano.

Ex-lateral do Leão do Pici, Wanderson ainda foi responsável por marcar os dois gols do Daejeon, da Coreia do Sul, o primeiro deles para abrir o placar, aos 24 minutos do primeiro tempo. O segundo gol foi aos 32 da segunda etapa.

Os 3 gols do jogo entre o Daejeon Citizen e Gwangju FC foram marcados por Wanderson (2) e Cassiano (1). Foto: Divulgação

Os 3 gols do jogo entre o Daejeon Citizen e Gwangju FC foram marcados por Wanderson (2) e Cassiano (1). Foto: Divulgação

O outro jogador a balançar as redes, apesar de não feito tantos gols, deverá ficar marcado na lembrança do torcedor tricolor por muito tempo. Cassiano, que marcou o segundo gol do Fortaleza no último jogo da final do Campeonato Cearense de 2015, dando título ao Fortaleza, foi quem marcou o solitário gol do Gwangju FC.

VN:D [1.9.22_1171]
Rating: +3 (from 3 votes)

Categoria: fortaleza-esporte-clube

Comentários

Enviar para o Kindle

Wolfsburg e Dortmund prometem incomodar Bayern na disputa do título alemão

17/08/2015 - 13:53 por

Por incrível que pareça, o campeonato alemão está, a cada temporada, mais disputado, e a distância entre o soberano Bayern de Munique e os “postulantes a concorrentes”, menor. A temporada 2015/2016 da Bundesliga tem tudo para estreitar ainda mais o que era um abismo há 2 anos.

O crescimento do Wolfsburg em 2014/2015 e o ensaio de ressurreição do Borussia Dortmund no início da nova temporada são as principais ameaças ao tetracampeonato do Bayern – o que ainda é bastante crível, como mostram as casas de apostas.

Quinto colocado em 2013/2014, o Wolfsburg encorpou o bom elenco que já estava sendo montado, encaixou um padrão tático ofensivo, rápido e objetivo, encantou a Europa sob a batuta do jovem meia belga Kevin De Bruyne (ex-Chelsea), terminou a Bundesliga em 2º lugar e faturou a Copa da Alemanha com vitória convincente sobre o Dortmund por 3 a 1.

Campanha e atuações individuais a parte, o Wolfsburg se tornou temido para o Bayern de verdade quando emplacou 4 a 1 sobre os bávaros no campeonato alemão e quando bateu de frente novamente com os adversários de Munique, buscaram o empate no fim e conquistaram a Supercopa nos pênaltis, na abertura da temporada 2015/2016. A Bundesliga para os comandados de Dieter Hecking começou com vitória por 2 a 1 sobre o Eintracht Frankfurt.

Kevin De Bruyne é a referência técnica e o armador da boa equipe do Wolfsburg. (Foto: Divulgação)

Kevin De Bruyne é a referência técnica e o armador da boa equipe do Wolfsburg. (Foto: Divulgação)

Correndo por fora vem um velho conhecido do Bayern, o Borussia Dortmund, com quem travou batalhas históricas nos anos anteriores, inclusive em uma final de Liga dos Campeões na temporada 2012/2013.

Após 7 anos de caso de amor com o técnico Jürgen Klopp e o fracasso na temporada passada (que ficou em 7º e sem título nem vaga para as competições europeias), o Dortmund não se desesperou, manteve o elenco que deu certo antes para 2015/2016 e procurou novos ares com Thomas Tuchel na beira do gramado. Sem o mesmo carisma do antecessor, ele já mostrou trabalho, fez Shinji Kagawa e a Muralha Amarela relembrarem o bom futebol e passeou na estreia diante do Borussia Mönchengladbach com o placar de 4 a 0.

Ídolo do Dortmund, japonês Kagawa saiu e voltou sem o mesmo futebol. Mas o começo da temporada renova as esperanças. (Foto: Divulgação)

Ídolo do Dortmund, japonês Kagawa saiu e voltou sem o mesmo futebol. Mas o começo da temporada renova as esperanças. (Foto: Divulgação)

Se os adversários crescem, o Bayern atrofia seu poderio. Pelo menos é o que os números mostram. Campeão com 25 pontos de vantagem sobre o vice-líder em 2012/2013 e 19 em 2013/2014, os bávaros fizeram “apenas” 10 a mais na temporada passada.

A equipe de Munique ainda passa por princípio de reformulação, o que pode interferir na regularidade dos resultados. Um dos pilares dos últimos títulos, Bastian Schweinsteiger foi embora. Franck Ribéry, 32, e Arjen Robben, 31, convivem com lesões e vivem fase decadente. Em contrapartida, chegaram Arturo Vidal e Douglas Costa, também grandes nomes, que já começam a dar resultado – principalmente o brasileiro -, mas são incógnitas quanto a adaptação a longo prazo.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 vote)

Categoria: Montagem

Comentários

Enviar para o Kindle

Temporada 15/16 da Bundelisga conta com clube fundado em 2004 e retorno de equipe após 33 anos; Bayern larga com goleada

15/08/2015 - 9:30 por

Brasileiro vem se destacando nos seus primeiros jogos com a camisa do Bayern Foto: Reuters

Brasileiro vem se destacando nos seus primeiros jogos com a camisa do Bayern
Foto: Reuters

A temporada 2015/2016 da Bundesliga teve início na última sexta-feira (14) com um confronto repleto de tradição: Bayern de Munique x Hamburgo. Para os Bávaros o campeonato começou da melhor maneira possível: com uma sonora goleada. A equipe de Pep Guardiola, atuando na Allianz Arena, venceu por 5 a 0. O brasileiro Douglas Costa teve grande atuação marcando um dos gols além de servir Müller no terceiro tento (foto).

Trazendo um toque de novo para o Campeonato AlemãoIngolstad e Darmstadt querem fazer bonito na elite do futebol germânico.

Equipe vem com moral elevada após conquista da Bundesliga 2 Foto: Reuters

Equipe vem com moral elevada após conquista da Bundesliga 2
Foto: Reuters

Tudo tem sua primeira vez

Fundado apenas em 2004, após a junção de dois clubes (MTV Ingolstadt e o ESV Ingolstadt), o FC Ingolstadt chegou com estilo para sua primeira temporada de Bundesliga na história. O time foi o campeão da segunda divisão alemã, com folgas inclusive. Os comandados de Ralph Hasen-Hüttl pretendem aproveitar o bom momento da equipe para desfrutar o ano entre os melhores, porém com consciência de que a temporada não será fácil, com grandes chances de lutar para fugir do rebaixamento. Na estreia, páreo duro para os novatos: Mainz, do bom Maximiliam Beister, fora de casa.

Técnico Dirk Schuster em ação pelo Darmstadt quando o clube ainda jogava a Terceira Divisão alemã Foto: Divulgação

Técnico Dirk Schuster em ação pelo Darmstadt quando o clube ainda jogava a terceira divisão alemã
Foto: Divulgação

Depois de 33 anos, finalmente de volta

O SV Darmstadt, que estava na terceira divisão em 2012/2013, conseguiu o vice-campeonato da Bundesliga 2, logo, a promoção de forma direta para a elite do futebol local. O time de Dirk Schuster vem de dois acessos consecutivos. No último feito, inclusive, possuindo o menor orçamento de sua divisão. O próprio comandante afirmou, em entrevista para o site oficial da Bundesliga, que o pouco dinheiro em caixa não será empecilho suficiente para mudar a postura de sua equipe. Entretanto, obviamente, o técnico assumiu o posto de azarão para o restante da temporada. Na rodada de abertura o time recebe o Hannover, dos brasileiros Marcelo e Felipe.

Fique de olho:

Borussia Dortmund x Borussia Mönchengladbach
‘Clássico dos Borussias’ marca o primeiro jogo do BVB após o fim da era Klopp.

Deu um gostinho
A Bundesliga liberou um vídeo/divulgação em seu canal de Youtube sobre o início do principal campeonato de futebol da Alemanha. Confere aí

 

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 vote)

Categoria: Campeonato Alemão, Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Mesmo com seleção em baixa, brasileiros tem ‘bom desempenho’ na janela europeia; confira os destaques

14/08/2015 - 9:02 por

A safra pode não ser das melhores e os títulos podem não estar vindo para a Seleção da CBF, mas, mesmo que desprestigiados vestindo a “amarelinha”, os jogadores brasileiros continuam sendo destaque no mercado da bola no velho continente.

Muitos dos grandes clubes europeus se reforçaram na janela de transferência da temporada 2015/2016 e investiram pesado para tirar peças importantes dos times ditos menores. Mas será que as negociações envolvendo os brasileiros vão dar o retorno esperado?

Roberto Firmino – € 40,58 milhões

Foto: Agência Reuters

Firmino durante a estreia contra Swindon Town, durante a pré-temporada do Liverpool. Foto: Agência Reuters

O Liverpool, por exemplo, desembolsou 40,58 milhões de euros (cerca de R$ 140 milhões) para poder contar com atacante Roberto Firmino, que estava no Hoffenheim. Apesar de ter sido um dos principais jogadores do time alemão na temporada passada, Firmino não conseguiu demonstrar todas as suas qualidades jogando pela Seleção Brasileira durante a Copa América, chegando a ser bastante criticado após perder uma chance clara de gol na derrota para Colômbia ainda na fase de grupos.

Mas pelo Hoffenheim, Firmino fez sete gols e deu 10 assistências, em 33 partidas na Bundesliga da temporada 2014/2015. Lá, foram, ao todo, 153 jogos e 57 gols. Resta saber se o atual camisa 11 dos Reds vai conseguir dar o retorno esperado depois de se tornar a terceira contratação mais cara da história do Liverpool, ficando a frente até mesmo de Luis Suárez. Pelo uruguaio, os Reds pagaram R$ 124,69 milhões.

Danilo – € 31,5 milhões

Agência Reuters

Danilo (direita) jogando pelo Real Madrid contra o Tottenham durante a Audi Cup. Foto: Agência Reuters

Depois de conquistar dois títulos do Campeonato Português e algumas convocações para a Seleção Brasileira ficou difícil para o Real Madrid não prestar atenção em Danilo. O time merengue pagou ao Porto cerca de R$ 108 milhões e já prepara o ex-lateral dos “Dragões” para assumir um posto no time titular.

No Real Madrid, Danilo vai jogar ao lado de Marcelo e disputará uma vaga na defesa com dois jogadores espanhóis: Carvajal e Arbeloa. Mas, pela qualidade, o jovem brasileiro de 24 não deverá ter muitos problemas dentro de campo. Resta saber se a exigente torcida “blanca” aprovará o jogador.

Douglas Costa – € 30 milhões

Douglas Costa começou bem a temporada pelo Bayern de Munique. Foto: Agência Reuters

Douglas Costa começou bem a temporada pelo Bayern de Munique. Foto: Agência Reuters

Outro brasileiro que não foi tão bem na Copa América e movimentou um quantia considerável na Europa, foi o meia Douglas Costa, que trocou o Shakhtar Donetsk pelo Bayern de Munique. Os bávaros pagaram 30 milhões de euros (R$ 103,5 milhões) para poder contar com Douglas Costa por 5 anos.

Douglas, que estava na Ucrânia desde 2010 e marcou 38 gols em 203 jogos, começou muito bem a temporada no Bayern. O meia foi elogiado pela mídia alemã após em quase todos os jogos que fez durante a pré-temporada e na vitória contra o Nöttingen, na abertura da Copa da Alemanha.

Filipe Luís – € 16 milhões

Filipe Luís ainda disse que pretende se aposentar no Atlético de Madrid. Foto: Site oficial do Atlético de Madrid

Em baixa no Chelsea, perdendo espaço para o espanhol César Azpilicueta (eleito melhor lateral esquerdo do Campeonato Inglês da temporada 2014/2015), Filipe Luís arrumou as malas e voltou para o Atlético de Madrid. Os Blues, que pagaram 22 milhões de euros pelo jogador, liberaram o retorno de Filipe para os “colchoneros” por apenas 16 milhões de euros.

Podendo contar, mais uma vez, com Filipe Luís, o Atlético de Madrid deve acabar “se livrando” de outro brasileiro: o lateral esquerdo Guilherme Siqueira, que havia sido contratado justamente para substituir o ex-jogador do Chelsea. Fato Curioso é que Filipe Luís atuou em apenas 15 ocasiões enquanto estava no clube londrino.

Miranda – € 15 milhões

Miranda foi vendido para a Inter de Milão, mas pode ter a negociação cancelada. Foto: Reprodução/Instagram

Miranda foi vendido para a Inter de Milão, mas pode ter a negociação cancelada. Foto: Reprodução/Instagram

Um dos pilares da defesa do técnico argentino Diego Simeone, Miranda acabou sendo negociado com a Inter de Milão e deverá jogar na primeira divisão do Campeonato Italiano nesta temporada. A negociação foi fechada por 15 milhões de euro, mas os italianos não teriam pago a primeira parcela do valor acordado e estariam pedindo para que o Atlético espere até novembro para receber.

Mas a diretoria “colchonera” não parece muito feliz com essa nova condição e pode cancelar a negociação nos próximos dias. Pelo Atlético, Miranda realizou 177 jogos e conquistou o título espanhol em 2013/2014, além do vice-campeonato na Liga dos Campeões na mesma temporada.

Rodada do fim de semana

Alguns campeonatos europeus já tiveram os primeiros jogos sendo realizados no último final de semana. A equipe do Time de Fora analisou o desempenho dos brasileiros “lá fora”  e destacou alguns dos principais jogadores, que passam a brigar por um vaga na Seleção Brasileira que disputará as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Confira os comentários no vídeo abaixo:

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +2 (from 2 votes)

Goleiro marca de calcanhar no último minuto e empata partida na Holanda; veja vídeo

11/08/2015 - 17:49 por

Goleiro do ADO Den Haag conseguiu empatar contra o PSV no último minuto.

Goleiro do ADO Den Haag conseguiu empatar contra o PSV no último minuto. DIVULGAÇÃO: ADO Den Haag.

Todo mundo na área do adversário para tentar um gol de empate ou até mesmo a virada no último lance da partida. A cena é, fazendo as devidas considerações, comum no futebol mundial. Mais comum ainda é ver esse tipo de lance ser concluído sem o sucesso esperado.

Mas quando o goleiro marca, de calcanhar, no meio da área, contra um dos maiores times do país é para você guardar na memória.

Nesta terça-feira (11), Martin Hansen, arqueiro do ADO Den Haag, da Holanda, conseguiu o feito de preencher os pré-requisitos acima.

Aos 94 minutos jogando em casa contra o PSV, o ADO Den Haag mandou todo mundo para área para a cobrança de uma falta. O resultado você confere no vídeo abaixo. É de arrepiar.

VN:D [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 3 votes)

Categoria: É o quê, mah?!

Comentários

Enviar para o Kindle

Com golaço de Coutinho, Liverpool ‘se vinga’ de Stoke; novos contratados marcam em estreias

10/08/2015 - 19:02 por

Gol do brasileiro, aos 41 minutos da etapa final, deu a vitória para os Reds.  Foto: Reprodução Facebook

Gol do brasileiro, aos 41 minutos da etapa final, deu a vitória para os Reds.
Foto: Reprodução/Facebook

24 de maio de 2015 foi a data que marcou a maior goleada que o Liverpool sofreu em um Campeonato Inglês desde o 7 a 2 para o Tottenham, em 1963. Melancolicamente, a derrota por 6 a 1 para o Stoke City, no Britania Stadium, foi a última partida de Steven Gerrard pelos Reds. O eterno capitão, inclusive, foi o autor do gol de honra da equipe comandada por Brendan Rodgers na partida.

No último domingo (9), os times voltaram para o Britania pela primeira rodada da Premier League na temporada 15/16. A história não se repetiu e o Liverpool saiu vencedor do duelo pelo placar mínimo. Coutinho anotou o único tento do jogo, com um belo chute de fora da área, aos 41 minutos da etapa final. O triunfo marcou as estreias dos defensores Clyne e Gomez, do meia Milner e dos atacantes Roberto Firmino e Benteke pelos Reds, além do reencontro de Glen Johnson, agora lateral-direito do Stoke, com seu ex-clube.

Estreante no Palace, Cabaye marcou o terceiro gol da vitória do clube londrino.  Foto: Reprodução/Facebook

Estreante no Palace, Cabaye marcou o terceiro gol da vitória do clube londrino.
Foto: Reprodução/Facebook

Jogadores que chegaram através dos investimentos feitos por conta do novo contrato com a TV marcaram na primeira rodada

O novo contrato das equipes inglesas com as emissoras de TVs locais deu um boom no mercado de transferências da Inglaterra. Estima-se, por exemplo, que o lanterna da atual temporada receba pelo menos £ 99 milhões, cerca de R$ 542,91 milhões.

Com bastante munição para gastar, diversos times de menor porte ‘roubaram’ jogadores importantes de clubes mais importantes no cenário futebolístico mundial. Atletas como Cabaye (Crystal Palace), Wijnaldum (New Castle), Ayew (Swansea) já marcaram logo na rodada inicial.

Schweinsteiger (Manchester United) e Payet (West Ham) também merecem destaque por suas estreias. O volante por ser o primeiro alemão a atuar na história pelos Red Devils e o meia-atacante francês por seu belo desempenho na vitória por 2 a 0, fora de casa, contra o Arsenal.

Somados, os cinco reforços movimentaram R$ 282.100.000 ou £ 52,000,000. Só para se ter uma noção das cifras gastas, e fazendo uma pequena comparação, por Sterling o Manchester City pagou £ 50,000,000 ou seja quase o valor total das cinco contratações.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +1 (from 1 vote)

Categoria: Campeonato Inglês, Futebol Europeu, Montagem

Comentários

Enviar para o Kindle

Time de fora?

Time de Fora é o espaço online da arquibancada. Democratizando opiniões e sacadas, o blog traz plurais, engraçados e afiados pontos de vista do futebol cearense e do esporte em geral.