Presidente da Fifa “bate racha” no primeiro dia de trabalho

29/02/2016 - 10:29 por

Gianni Infantino jogou futebol com ex-jogadores e membros da FIfa em seu primeiro dia de trabalho. (Foto: Reprodução/Twitter)

Gianni Infantino jogou futebol com ex-jogadores e membros da FIfa em seu primeiro dia de trabalho. (Foto: Reprodução/Twitter)

Não deu tempo nem de chegar no escritório. Em seu primeiro dia como novo presidente da Fifa, o advogado suiço-italiano Gianni Infantino, que ocupava o cargo de secretário-geral da UEFA, já entrou em campo com o pé direito.

E não é apenas força de expressão. Para dar as boas-vindas ao novo principal dirigente da entidade máxima do futebol, foi organizado um “rachão”, que além do novo presidente, contou com a presença de jogadores em atividade, como Kelly Smith e Julia Simic, e ex-atletas de renome, como o ucraniano Andriy Shevchenko, que hoje trabalha como assistente técnico. Clarence Seedorf, ex-Botafogo e Milan, também esteve presente no evento.

Em um dos melhores cliques, do jornalista Jamil Chade, que postou a foto na sua conta do Twitter, Infantino aparece marcado de perto já próximo a área adversária.

Lado político

Após o jogo de recepção, Gianni Infantino deu uma breve entrevista coletiva em que garantiu que as sedes das Copas de 2022 e 2018 serão mantidas, no Catar e na Rússia.

Categoria: Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Duelo entre Arsenal e Barcelona rende “meme jurrassic park” de Cech e trio MSN; veja vídeo

23/02/2016 - 16:01 por

(Foto: Divulgação/Arsenal)

(Foto: Divulgação/Arsenal)

O Arsenal pode até estar jogando em casa, mas grande parte dos especialistas de futebol apontaram o Barcelona como grande favorito para avançar depois do duelo pelas oitavas-de-final de  Champions League, nesta terça -feira (23). Um dos motivos para esse tipo de análise é o bom desempenho do ataque do time catalão, com Neymar, Messi e Suárez, que vem “amassando” as defesas adversárias.

Mas o trio MSN terá pela frente o goleiro Petr Cech, que mantém um tabu de nunca ter sido vazado por Lionel Messi. O goleirão do Arsenal não terá vida fácil, o que acabou gerando algumas brincadeiras no internet. Uma delas é um vídeo que brinca o filme “Jurassic World“, onde o personagem principal tenta controlar três dinossauros, mas Cech terá pela frente três “monstros” um pouco mais agressivos. Confere aí:

Categoria: Champions League, Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Jogador é expulso por mostrar cartão vermelho para juiz e torcida vai às ruas protestar

22/02/2016 - 12:21 por

Salih Dursun (direita), do Trabzonspor foi expulso após mostrar cartão vermelho para o juiz, na Turquia (Foto: AFP)

Salih Dursun (direita), do Trabzonspor foi expulso após mostrar cartão vermelho para o juiz, na Turquia (Foto: AFP)

A Turquia sempre é lembrada quando o assunto é o apoio da torcida para os times de futebol, que em determinados momentos pode ser visto até como atos de fanatismo, podendo gerar até alguns fatos bem curiosos, principalmente no períodos dos clássicos. E não foi diferente para o jogo entre Trabzonspor e Galatasaray.

Em uma partida muito disputada, quando o relógio já marcava 86 minutos disputados,  e o árbitro Deniz Bitnel já tendo expulsado dois jogadores do Trabzonspor, Salih Dursun aproveitou a confusão no gramado que terminaria com mais um de seus companheiros – o lateral-direito belga Cavanda não aceitou a marcação de uma falta e reclamou de forma acintosa, trombando em Bitnel –  para roubar o cartão vermelho e levantou o braço, sacando o juiz, sim, o juiz, do jogo. O ato não foi muito bem aceito pelo árbitro que repetiu o gesto de Salih. O Trabzonspor, agora teria de jogar com apenas 7. Uma verdadeira confusão.

Só que mesmo com os “desfalques”, com o placar em 1 a 1, o Galatasaray ainda teve de esforçar para sair de campo com uma vitória suada, dependendo de um pênalti para vencer por 2 a 1.

Quem não ficou nada satisfeito com as expulsões foi a torcida do Trabzonpor, que, em tempo recorde, organizou um protesto nas ruas da Turquia para reclamar das decisões do árbitro. Várias pessoas, na cidade de Trabzon, se reuniram e levantaram cartões vermelhos enquanto cantavam o apoio ao clube turco.

Torcedores em Trabzon, na Turquia, em protesto contra o árbitro da partida contra o Galatasaray.

Torcedores em Trabzon, na Turquia, em protesto contra o árbitro da partida contra o Galatasaray.

Categoria: Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Artilheiro do Inglês, Jamie Vardy teve passado conturbado e já usou até tornozeleira eletrônica

16/02/2016 - 11:47 por

Vardy é artilheiro do campeonato inglês com 19 gols (Reuters)

Vardy é artilheiro do campeonato inglês com 19 gols (Reuters)

Quem vê o eficiente atacante do Leicester, Jamie Vardy, estufar as redes adversárias no Campeonato Inglês, nem imagina que ele passou por sérios apuros e teve uma vida extremamente complicada, fora dos gramados, no início da carreira.

Em 2007, quando o atacante tinha 20 anos, acabou se envolvendo em uma briga de bar, ao sair em defesa de um amigo que era deficiente auditivo. O caso foi parar na delegacia e Vardy precisou usar tornozeleira eletrônica por seis meses, permanecendo em prisão domiciliar das seis horas da noite às seis da manhã.

Vardy passou por uma rotina apertada, tendo que correr bastante para cumprir a imposição, pois tinha que correr do treino para casa, por conta do toque de recolher.O atacante revelou que fez o que ele sempre faria para defender um amigo.

“Não tenho orgulho do que fiz, mas me levantei e o defendi, o que eu sempre faria por um amigo, e isso acabou me encrencando um pouco. Essa é uma das coisas que me fez a pessoa que sou hoje. Foi difícil, isso tem um efeito na sua família, tendo que ficar constantemente em casa porque não era permitido sair. Foi duro não poder fazer o que qualquer rapaz normal de 20 anos estaria fazendo, saindo e tal”, relembrou Vardy em entrevista logo após sua primeira convocação para a seleção inglesa, em junho do ano passado.

Vardy alcançou uma marca incrível nesta temporada ao anotar um tento em cada uma de 11 partidas seguidas, batendo o recorde do holandês Ruud Van Nistelrooy, pelo Manchester United, que havia conseguido fazer gols em 10 rodadas seguidas na Premier League.

Atualmente ele é o artilheiro do Campeonato Inglês, com 19 gols e tem contrato com o Leicester até 2019.

Veja alguns gols do artilheiro da Premier league nesta temporada:

Categoria: Campeonato Inglês

Comentários

Enviar para o Kindle

Descubra a origem do pênalti com dois toques de Messi e Suárez

15/02/2016 - 14:01 por

(Foto: Divulgação/FIFA)

(Foto: Divulgação/FIFA)

Goleada parece uma palavra corriqueira no vocabulário usado pelo Barcelona, e os catalães repetiram o feito mais uma vez neste final de semana, quando o time Luís Henrique atropelou o Celta por 6 a 1, pelo Campeonato Espanhol. Mas o destaque da partida, dessa vez, ficou para uma cobrança de pênalti bastante curiosa.

Depois de um erro de passe dos visitantes, Lionel Messi recebeu a bola, pela direita e deixou o marcador completamente desolado com um drible da vaca desconsertante. O lateral do Celta não teve outra opção, derrubando o argentino já dentro da área. Pênalti. Mas os torcedores que foram ao Camp Nou não esperavam pelo que estavam prestes a presenciar.

Messi correu para bola e, ao invés de chutar, rolou a bola para o lado, esperando que Neymar, que já havia iniciado a corrida, completasse o lance para um gol praticamente vazio. O goleiro, completamente vendido, não poderia fazer nada. Mas Suárez foi mais rápido e marcou um de seus três tentos na partida.

Um pênalti em dois toques. Um imprevisível, ou no mínimo incomum, golaço.

Mas Messi não foi o primeiro. O holandês Johan Cruyff já havia protagonizado um lance semelhante em 1982, quando ainda jogada pelo Ajax. Jogando contra o Helmond, o placar já marcava 1 a 0 para o time de Cruyff quando o juiz marcou uma falta dentro da área.

Cruyff, assim como Messi, correu para fazer a cobrança do pênalti, mas não chutou, apenas rolando a bola para o lado, encontrando o companheiro Jesper Olsen, que ainda devolveu a bola. O “goleirão” do Helmond, Otto Versfeld não soube o que fazer.

“Eu fiquei completamente surpreso, tentano entender o que tinha acontecido naquele lance”, disse Versfeld. Enquando Cruyff completou dizendo que a intenção era simples. “O jogo era perto do Natal, então a gente queria dar um presente para os nossos torcedores.

Origem

Apesar dos grandes nomes do futebol já executaram o lance. A primeira vez que ele foi de fato executado foi em maio de 1957, em jogo entre Portugal e Irlanda do Norte.

Já perdendo por 2 a 0, os lusitanos cometeram um pênalti e ofereceram uma oportunidade para os adversários abrirem ainda mais distância no placar. O capitão irlandês Danny Blanchflower foi em direção à bola e rolou para Jimmy McIlory, que chutou para o fundo da rede, sem chances para o goleiro.

Harry Gregg, goleiro da equipe da Irlanda do Norte, relembra o lance que confundiu todo mundo no estádio, até o árbitro. “Ele [o juiz] não sabia o que fazer e a torcida não sabia o que tinha acontecido, até porque nunca tinha acontecido nada como isso antes.

Categoria: Futebol Espanhol, Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Time de fora?

Blog sobre futebol da editoria Jogada, do Diário do Nordeste.

Autores