Estádios voltam a preocupar para o próximo Estadual; novos clubes têm estádios pequenos

17/10/2011 - 16:30 por

O Campeonato Cearense deve ter em 2012 um problema ainda remanescente deste ano. A existência de falhas ou a falta de estrutura nos estádios a serem usados na competição ameaça a realização dos jogos e, também, pode afastar o público local. Os principais exemplos são os novos clubes do Estadual, Crateús e Trairiense.

Crateús e Trairiense estreiam no Estadual no próximo ano, mas seus estádios continuam com perfil de segunda divisão. Os estádios a serem usados pelos dois clubes devem ter a mesma capacidade e praticamente a mesma estrutura do ano passado. A diferença é que, este ano, a demanda de público tende a ser maior e há ainda as partidas contra times como Ceará e Fortaleza. Ambos têm capacidade pequena.

O Crateús, vice-campeão da segunda divisão, fez reformas modestas na estrutura física do estádio Juvenal Melo. Ampliação nas cabines de rádio e TV, mudanças nos vestiários e pintura na área externa são os melhoramentos do estádio para jogar o Cearense no próximo ano. De acordo com o presidente do clube, Franzé Martins, a falta de tempo é o motivo principal para uma reforma modesta do estádio.

O estádio tem capacidade para cerca de 6 mil torcedores, segundo a Federação Cearense de Futebol (FCF).

” Vamos deixar para 2012 essas mudanças mais estruturais do estádio. No primeiro momento vamos atender as exigências da federação”, pontua Franzé.

Estádio do Trairiense terá capacidade para 2,5 mil torcedores

Trairiense tem estádio mais modesto

Para o outro estreante do Cearense, a Associação Trairiense de Futebol, a realidade do estádio Barrosão é ainda mais complicada. Com um praça esportiva que comporta somente 2,5 mil torcedores o time de Trairi vai jogar dentro do limite.

De acordo com o presidente do clube, Róbson Vicente, o estádio já tem um projeto de ampliação e reforma para o próximo ano – mas somente após o fim do Estadual. “Se formos mexer no estádio agora corremos o risco de concluirmos as obras depois dos prazos exigidos pela federação. Podemos ficar sem jogar em casa”, destaca Róbson.

A diretoria do Trairiense já imagina os confronto com os grandes clubes do estado, Ceará e Fortaleza. “Quando Ceará e Fortaleza vieram jogar aqui vamos colocar apenas o que a nossa capacidade permite e o que a Polícia Militar liberar.

As mudanças no estádio correspondem somente a melhorias nas cabines de rádio e TV e ampliação dos vestiários.

Preparação para o Cearense 2012

As equipes estreantes permaneceram com boa parte dos elencos que diputaram a Segundona este ano e já buscam novas contratações. O time de Trairi marcou apresentação seu elenco para o dia 20 de novembro, prometendo manter a base e contratar apenas seis atletas.

O Crateús aumentou seu orçamento e, além de manter a base vice-campeã, contratou o experiente goleiro Rodrigues, com passagens por clubes como Fortaleza e Ceará, além do médio-volante Júnior Cearense, também rodado pelos principais times locais.

Categoria: Arquivo

Enviar para o Kindle

Posts relacionados

blog comments powered by Disqus

Time de fora?

Blog sobre futebol da editoria Jogada, do Diário do Nordeste.

Autores