Caso Guto: lateral é aguardado no Ceará nesta terça-feira

27/03/2012 - 14:40 por

Lateral nega acerto com Alvinegro

O lateral-esquerdo do Fortaleza, Guto, é aguardado em Porangabuçu até o final da tarde desta terça-feira (27). De acordo com Robinson de Castro, vice-presidente do Ceará, o lateral, que recentemente renovou seu vínculo com o Fortaleza por mais um ano, assinou, no final de 2011, um pré-contrato com o Alvinegro de Porangabuçu.

Segundo o dirigente, o documento assinado pelo ala teve firma reconhecida, foi registrado em cartório e agora a diretoria do Vovô aguarda que o jogador cumpra aquilo que foi anteriormente acertado, ou seja, apresente-se como novo jogador alvinegro.

Se porventura Guto não se apresentar em Porangabuçu, deverá, pelo que pretendem os advogados alvinegros, que o mesmo arque com as consequências que resguardam a agremiação, no que diz respeito ao descumprimento do que foi acordado entre as partes. A multa rescisória seria de R$ 2,5 milhões.

Dinheiro adiantado

Robinson de Castro afirmou ainda que Guto recebeu uma quantia em dinheiro do Ceará como forma de adiantamento salarial. “Não vamos mencionar o valor que adiantamos, mas temos o comprovante do depósito que foi feito na conta do Guto. Além disso, o próprio empresário dele (José Antônio) é testemunha do Ceará de que o pré-contrato foi assinado e o depósito foi realizado. Também temos o registro telefônico de todas as ligações feitas pelo Guto. Se ele era jogador do Fortaleza, o que queria, juntamente com seu procurador, ligando pra nós?”, questionou o cartola.

O caso está tramitando na Justiça Trabalhista, mas o Departamento Jurírdico do Ceará deve protocolar o mesmo também na Justiça Desportiva. A intenção fazer com que o atleta fique impossibilitado de atuar, até que toda situação seja resolvida.

Jogador nega acerto

A reportagem do Diário do Nordeste Online conversou com exclusividade com o lateral Guto. Por telefone, o ala do Tricolor de Aço deu sua versão sobre a suposta negociação com o Vovô.

“Não assinei nenhum pré-contrato com o Ceará e também não recebi dinheiro algum. Estou tranquilo e meu advogado está resolvendo isso. Não vou me apresentar no Ceará”, finalizou o ala.

O diretor de futebol do Fortaleza, Jorge Mota, confirmou que será testemunha de Guto no caso e atribuiu as atitudes do Ceará como objetivadas em conturbar o ambiente no Pici.

“Não serei o advogado do Guto, mas como venho acompanhando o processo desde o início, irei ser testemunha a favor dele. Tudo isso será resolvido na Justiça Trabalhista, então não tem como adiantar alguma coisa sobre o caso. Podem falar o que for, eu não me preocupo. Minha única preocupação agora é o Fortaleza. Tudo isso é para conturbar nosso ambiente, que é ótimo. Não vão conseguir nos destabilizar”, argumentou Jorge Mota.

Categoria: Arquivo

Enviar para o Kindle

Posts relacionados

blog comments powered by Disqus

Time de fora?

Blog sobre futebol da editoria Jogada, do Diário do Nordeste.

Autores