12ª maior média de público do Inglês, Leicester tem números quase iguais aos do Corinthians

22/04/2016 - 13:07 por

(Foto: AFP)

(Foto: AFP)

É inegável que o Corinthians tem uma das maiores torcidas do Brasil e isso se reflete, óbvio, na média de público, sendo capaz até mesmo de superar o primeiro colocado do Campeonato Inglês. O fato seria impressionante se o líder da Premier League não fosse o Leicester, que fica com o posto de 21º lugar dos maiores clubes da Inglaterra.

O título foi dado, em 2015, pelo jornal Daily Mail, que levou em consideração critérios como a média de público durante a temporada 2014/2015 somada aos recordes de venda de ingressos. Além disso, foi considerado o número potencial de torcedores atuais e do passado.

O Leicester nunca conquistou um título da primeira divisão do futebol inglês.

Em 2016, o Timão mantém uma média de público de 32.616, de acordo com a plataforma “Público nos estádios do Brasil”, do globoesporte.com, enquanto o Leicester mantém um número, considerando a temporada 2015/2016, menor apenas em 600 torcedores. Os Foxes tem uma média de 32.017, de acordo com site Transfermarkt.

Curioso é que em portagem de ocupação, que contabiliza os números de ingressos disponíveis, o Corinthians não chega nem perto, mesmo que mantenha bons números.

Com um estádio com capacidade para 32.312, o Leicester não teria nem como, caso permanecesse jogando no “King Power Stadium”, de ultrapassar o Timão, mas os Foxes estão com uma média de ocupação de 99,08%. O Corinthians acumula 72% para este quesito.

No entanto, para a temporada 2015/2016, o Leicester tem apenas a 12ª maior média da Premier League.

Para se ter uma ideia, a segunda maior média de público do futebol brasileiro fica com o Palmeiras, que leva 23.237 torcedores por jogo.

Confira as médias de público do Campeonato Inglês:

Médias de público (via Transfermarkt)

Médias de público (via Transfermarkt)

Categoria: Campeonato Inglês, Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Sob o comando de Jürgen Klopp, Roberto Firmino tem tudo para voltar à Seleção

26/01/2016 - 10:27 por

Futebol do atacante brasileiro Roberto Firmino evoluiu com a chegada do treinador Jürgen Klopp. (Foto: Divulgação)

Futebol do atacante brasileiro Roberto Firmino evoluiu com a chegada do treinador Jürgen Klopp. (Foto: Divulgação)

Desde que chegou ao Liverpool, o técnico Jürgen Klopp, com todo seu jeitão carismático, contagiou e deu um novo fôlego para todo o elenco dos Reds. Essa animação do time é visível dentro de campo, mesmo com a persistência de alguns problemas técnicos (também muito claros, como a bola aérea) no gramado. E sob o comando do alemão, Roberto Firmino, em especial, cresceu bastante de rendimento.

Klopp já implantou seu jeitão no Liverpool

Ainda com Brendan Rodgers, treinador que contratou o brasileiro por 29 milhões de libras, terceira maior compra da história do clube, o versátil jogador não vinha rendendo como esperado e era alvo de muitas dúvidas por parte da imprensa e da torcida. Em sete jogos sob o comando do norte-irlandês, Firmino não marcou nenhuma vez, além de conseguir apenas nove finalizações. Muito pouco para um atleta que atua tão perto da meta adversária.

Firmino com Klopp x Firmino com Rodgers  

Já com Klopp, o cenário é bem diferente. A disparidade é perceptível no quesito finalização, por exemplo. Ao lado do alemão, foram 50 chutes em 20 jogos, além de cinco gols e mais quatro assistências. Suas melhores atuações foram contra Manchester City, Arsenal e no último sábado (23) ante o Norwich. Em todas essas três partidas, o jogador atuou como ‘falso 9’, comandando o ataque dos Reds. O mau desempenho de Benteke, que teoricamente seria o dono da posição, também ajudou na crescente de Firmino.

Nos últimos três jogos do Liverpool pelo Campeonato Inglês, Roberto Firmino marcou quatro vezes. A grande performance do jogador no ataque pode fazer com que ele retorne à Seleção Brasileira. Ainda mais que, tanto quanto no Brasil como no Liverpool, a ‘camisa 9’ ainda não possui um dono.

Categoria: Campeonato Inglês, Seleção Brasileira

Comentários

Enviar para o Kindle

Resta um: único invicto das quatro divisões inglesas é o Brighton

16/12/2015 - 12:29 por

(Foto: Divulgação/Brighton)

Já são 21 jogos sem saber o que é derrota para o Brighton. (Foto: Divulgação/Brighton)

Apenas um time, nas quatro primeiras divisões inglesas, ainda não perdeu. Esse time é o Brighton & Hove Albion. Atualmente disputando a Championship, que equivale a Série B da Inglaterra, os comandados de Chris Hughton, disputaram 21 jogos, vencendo 11 e empatando dez, estabelecendo o maior início sem derrotas da história do torneio.

Com sua campanha invicta, os Seagulls lideravam a tabela até a última terça-feira (15). Entretanto, a equipe acabou tropeçando contra o QPR, fora de casa, e viu o Middlesbrough assumir a ponta.

No seu elenco, o Brighton possui alguns nomes conhecidos dos fãs de futebol. O mais ‘rodado’ deles é Bobby Zamora, que já passou por clubes como Tottenham, Fulham e West Ham, além da seleção inglesa. James Wilson, jovem atleta do Manchester United, é um dos que chamam atenção no plantel. O atacante já marcou duas vezes em quatro jogos. O zagueiro Lewis Dunk, um dos líderes da equipe, e o meia Kazenga LuaLua, ex- Newcastle, também chamam atenção.

Na próxima rodada da Segundona, líder e vice-líder se enfrentarão. O Brighton receberá o Middlesbrough, no Falmer Stadium. A partida acontece neste sábado (19). Dentro de casa, os Seagulls só sofreram sete gols, vencendo oito das dez partidas que disputaram. Dunk, expulso contra o QPR, é desfalque certo para os mandantes. Sem sombra de dúvidas, o duelo será um dos melhores do próximo final de semana.

Categoria: Campeonato Inglês, Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Chegou a hora de Leicester, Vardy e Mahrez mostrarem a que vieram no Inglês

25/11/2015 - 18:36 por

Jamie Vardy é o artilheiro do campeonato inglês com 13 gols. (Foto: Divulgação)

Jamie Vardy é o artilheiro do campeonato inglês com 13 gols. (Foto: Divulgação)

O líder da Premier League 2015/2016 após um terço da competição (13 rodadas) tem 131 anos, nunca foi campeão da primeira divisão (foi no máximo vice em 1929), passou 10 anos longe da elite nacional, voltando há 2 anos, e lutou contra o rebaixamento na primeira temporada de volta – 2014/2015.

Independente da configuração da classificação na última rodada, o Leicester já surpreendeu e virou assunto em rodas de conversa sobre futebol em todo o mundo. O dono do King Power Stadium faz campanha de dar inveja a qualquer clube grande: 8 vitórias, 4 empates e apenas uma derrota (exatamente para a única equipe do G-4 que enfrentou, o Arsenal, por 5 a 2, em casa).

Leicester lidera campeonato inglês, superando gigantes.

Leicester lidera campeonato inglês, superando gigantes.

Além do mérito evidente do técnico italiano Claudio Ranieri em organizar a equipe, descobrir talentos dentro do elenco e fazer o time como um todo funcionar, os principais destaques individuais dos Foxes na competição são jogadores que atuam do meio-campo para frente e esbanjam habilidade e poder de decisão até agora.

Desde 2012 no Leicester, Jamie Vardy, que já tem 28 anos, nunca foi um atacante de grande destaque até desencantar nesta temporada.O inglês lidera isolado a artilharia do campeonato nacional, com 13 gols (o segundo, Romelu Lukaku, tem 9), média de um por jogo. E ainda alcançou, na última partida (vitória sobre o Newcastle por 3 a 0), o incrível feito de anotar um tento em cada uma de 10 partidas seguidas, o que apenas o holandês Ruud Van Nistelrooy, pelo Manchester United, havia conseguido na Premier League. Observação: jogando pelo Leicester. O forte dele é a puxada rápida seguida de finalização forte.

Riyad Mahrez é mais discreto, mas não menos importante. O argelino, que já tinha mostrado as unhas no futebol francês, estourou no inglês e, assim como Vardy, logo deve pintar em um gigante europeu. Meia versátil, Mahrez já fez 7 gols (estando em 4º na artilharia) e deu 6 assistências (2º melhor) na Premier League.

Ofuscado pelos gols de Vardy, o argelino Mahrez também tem se destacado na Premier League. (Foto: Divulgação)

Ofuscado pelos gols de Vardy, o argelino Mahrez também tem se destacado na Premier League. (Foto: Divulgação)

Leicester, Vardy e Mahrez serão colocados em prova nas próximas rodadas até o fim de 2015, com uma sequência que, teoricamente, tem tudo para tirar a equipe das primeiras posições e devolvê-la ao “mundo real”. Mas o futebol prova, todo fim de semana, que não é teoria e pode ser fantasia. Você acreditaria na manutenção da boa fase do trio?

Confira a sequência de jogos do Leicester:

Leicester x Manchester United (28/11)
Swansea x Leicester (05/12)
Leicester x Chelsea (14/12)
Everton x Leicester (19/12)
Liverpool x Leicester (26/12)
Leicester x Manchester City (29/12)

Categoria: Campeonato Inglês, Futebol Europeu

Comentários

Enviar para o Kindle

Time de fora?

Blog sobre futebol da editoria Jogada, do Diário do Nordeste.

Autores