Busca

Prefeitura promove campanha “De Bike ao Trabalho” para estimular mobilidade sustentável

16:35 · 07.05.2014 / atualizado às 18:16 · 07.05.2014 por
Objetivo é reduzir o consumo de combustível fóssil e estimular a atividade física FOTO: José Leomar
Objetivo é reduzir o consumo de combustível fóssil e estimular a atividade física FOTO: José Leomar

A Prefeitura de Fortaleza, através da Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos (SCDH), está aderindo a campanha “De Bike ao Trabalho“. A iniciativa tem como objetivo estimular a mobilidade sustentável ao convocar a população a utilizar, na próxima sexta-feira (9), a bike como opção de transporte para realizar suas atividades cotidianas.

A campanha foi inspirada no “Bike to Work Day“, evento que acontece em todo o mundo há 68 anos. No Brasil, o “De Bike Ao Trabalho” é promovido pelo Bike Anjo e na Capital, é coordenado pela Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza (Ciclovida).

De acordo com a Assessoria de Comunicação da SCDH, a campanha tem como principal objetivo reduzir o consumo de combustível fóssil, como prática de cidadania sustentável, além de estimular a atividade física na Capital.

O integrante da Ciclovida e mestrando em Engenharia de Transportes, Felipe Alves, admite a deficiência de grandes ciclovias e ciclofaixas, mas acredita que o problema não impede a população de aderir à campanha. “Não acredito que a falta de uma estrutura melhor seja um fator desestimulante, claro que poderia ser melhor, mas se formos comparar com outras cidades do país, Fortaleza está bem”, explicou. “Para quem tem o costume de andar de bicicleta, sabe que não existem tantas dificuldades assim, a cidade é plana e chove pouco. O que dificulta mesmo é a falta de educação das pessoas”, acrescentou.

A ação terá encerramento com um Happy Hour no Largo Mincharia, na Praia de Iracema, às 17h.

Comentários 33

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

lia

07/05/2014 as 17:0519

A falta de estrutura não dificulta?! Que falácia…
moro a 6km do meu trabalho e se fosse de bicicleta (coisa que tenho vontade de fazer e deixei pela violência)talvez não chegasse viva ou em condições de trabalhar. Com esse sol “ameno” e a falta de arborização dessa cidade, essa manchete parece piada.

james oliveira

07/06/2014 as 18:0519

kkkkkkkkkkkkkk palhaçada! como os ciclistas vao andar se mal ta dando para os veiculos, em uma cidade onde os engenheiros brinca de fazer projetinhos mau feito vai ter muito é acidentes….

PAULO

07/07/2014 as 19:0519

Seria muito bom, saudável e até mesmo, ajudaria a evitar tanta poluição em nossa cidade. Agora, com esse congestionamento que estamos enfrentando nos últimos meses, com obras paradas e sem prazo final e com a segurança pública nas mãos dos ladrões, fica muito difícil. Se andando de carro, com vidros fechados, já somos alvo fáceis, imagina de byke. Sei não, eu não arriscaria.

carlos Otávio

07/07/2014 as 19:0519

Parece brincadeira. Não temos ciclovias suficientes, não temos segurança nenhuma e ainda mais circular em ruas sem arborização torna tudo pior.
Realmente decepcionante.

Eu

07/07/2014 as 19:0519

Brincadeira ne? Ela devia fazer era, de carro sem buraco, voce chega mais rapido ao trabalho ou entao amc trabalhando, nao tem congestionamento.

Carlos

07/07/2014 as 19:0519

James Oliveira, o objetivo das bicicletas é exatamente diminuir o número de carros nas ruas…

Thiago Braga

07/07/2014 as 19:0519

Sinto lhe informar mas eu como ciclista a aprox. 16 anos digo que esta cidade não é plana, pedalar 10km vc sobe e desce o relevo da cidade no mínimo umas 5 vezes.

Marcos

07/07/2014 as 19:0519

Estão malucos mesmo, ou, querem matar agora é em série… Esta gestão perdeu o senso da realidade.Falta o básico na capital e querem transformá-la em cidade europeia. Lamentável ver o desatino das autoridades.

Felipe

07/08/2014 as 20:0519

James, exatamente por não caber mais os veículos, é interessante que mais gente opte pela bicicleta. Ela praticamente não ocupa espaço na via, não causa congestionamentos, dentre diversas outras vantagens, que atingem não somente a quem está pedalando, mas a todos em volta.

Humberto Kubrick

07/08/2014 as 20:0519

Eu faço é rir de uma palhaçada dessas.

José wanderley

07/09/2014 as 21:0519

Não andamos de bicicleta pela falta de ciclovia e principalmente pela completa insegurança em toda cidade!

FWOP

07/10/2014 as 22:0519

A anos muitos trabalhadores usam a bike e saem de casa cedo por não terem um transporte de qualidade tanto em conforto quanto em questão de pontualidade por uma enorme transtorno que a cidade passa, mas bem , o assunto e que quem realmente usa a bike para trabalhar em muitas das vezes são pessoas que precisam economizar valores para gastar com outras necessidades pessoais que foram a feira pechinchar os preços para terem uma ,quantas pessoa saem de seus apartamentos no meireles e vão trabalhar no centro, ou no entorno da aldeota mesmo, isso utilizando a bike? O cara que usa esse transporte para trabalhar mora na periferia ou em um bairro mais no sul da cidade e prefere por ser mais rápido também. Agora por uma birra da galera que encontrou um novo jeito de gastar dinheiro e inventar de andar de bicicleta no fim da tarde ou a noite, DEPOIS do trabalho, para mostrar suas belezinhas de 800,00 pra cima e andar com a turma por aí, vem com esse
IDÉIA NOVA de trabalha usando a bike. Sei!
O trabalhador que mora no siqueira oque encontra na ciclovia da òsorio? Buracos,lama,bicho morto. O que mora na maraponga tem o que na ciclovia? Mais buracos e plantas no meio. O cara que mora na augusto dos Anjos? NAo tem nem calçada para pedestre quanto mais ciclovia.Na bezerra de Menezes? Mais buracos. Na francisco Sá? nada também. Na beira mar para a garela charlar? Nada. Av Dioguinho? nada. Av. Sntos dumont? nada.Lá no inicio Da C E 040? nada, na washigton Soares? nada. Na castelo branco em messejana? nada. Na perimetral? já sei. Onde vai ser essas rotas para o trabalho? , vai ser igual a ciclovia que colocaram na Bejamim Brasil, que liga nada a lugar nenhum!! Se os motoristas não respeitam ao menos seu iguais(carros V carros) quanto mais os andantes de bike.

Paulo

07/10/2014 as 22:0519

Será que tem a ver com o atraso das carteirinhas?

Mario Reginaldo

07/11/2014 as 23:0519

O correto seria dizer que a Prefeitura APOIA a campanha e não que promove existe na minha opinião um grande diferença.

robert

08/12/2014 as 00:0519

Vá ao trabalho de bike e ganhe um cancer de pele ..

Jader Bandeira

08/12/2014 as 00:0519

ótima iniciativa se não estivéssemos passando por um monstruoso problema na “insegurança” pública. O que se deve pensar a curto prazo é nesse grande problema, e a posteriori adentrarmos em projetos de tal natureza.

Rubens Soares

08/01/2014 as 01:0519

Isso só pode ser uma piada!!!!

osvaldo

08/06/2014 as 06:0519

Vamos participar sim, é deixando de lado o carro que a cidade vai pra frente. Quem sabe mostrando que temos muitos interessados em usar esse modal, a prefeitura realmente melhore a estrutura cicloviaria e os motoristas respeitem mais as vidas que fizeram essa escolha.

Marcelo Pedro Vital

08/07/2014 as 07:0519

Boa iniciativa, agora a estrutura não é muito favorável e pode haver um aumento de acidentes.

Abel Dinis

08/08/2014 as 08:0519

“Diabéisso, machos”???!!! Ir de bike para o trabalho? Como assim? Com o calor e a humidade desta cidade? Algum(a) dos(as) meus/minhas colegas iria aguentar o cheiro a suor que eu exalaria depois de andar 10/15 kilómetros de bicicleta? As empresas estão preparadas para eu poder tomar um duche e mudar de roupa? Ora tenham santa paciência. Quererem imitar uma Europa fria é pura jactância. Haja paciência para tanta petulância… Ora!!!

Abel Dinis

08/08/2014 as 08:0519

“a campanha tem como principal objetivo reduzir o consumo de combustível fóssil, como prática de cidadania sustentável…” É mesmo? E por que razão não se fomenta a compra de carros elétricos ou híbridos, e se taxam com impostos “federais”? Aí não há a preocupação de poupar nos fósseis! Santa hipocrisia. Mais uma inconsequência deste país inconsequente. Haja paciência para tanta incoerência. Haja Deus que nos livre destes políticos e “opinadores” oportunistas…

jeffersonkong

08/08/2014 as 08:0519

ANTES FOSSE SÓ O TRÂNSITO. A INSEGURANÇA TOMA CONTA, SE O CARA FOR DE BIKE É ARRISCADO VOLTAR A PÉ…

alex

08/08/2014 as 08:0519

Esse James só pode ter feito uma piada interna. Rs.

Cláudio Linhares

08/08/2014 as 08:0519

Realmente isso é uma piada, a prefeitura constrói essas cicolvias sem proteção alguma, e faz campanha pro cidadão colocar em risco a sua vida, pra ser encaminhado para um hospital de atendimento precário…..

Alfredo Rossi

08/08/2014 as 08:0519

A cidade não tem ruas para os carros, imagine para as bicicletas. Onde foi que esse urbanistas de Fortaleza fizeram faculdade? Na Índia? Tá frescando!!

Pedro Junior

08/09/2014 as 09:0519

A iniciativa da campanha é bastante válida. Temos que ter mais campanhas de incentivo ao uso da bicicleta em diferentes utilizações. Em contrapartida, a Prefeitura de Fortaleza deve um mínimo de estrutura para que as pessoas possam se locomover de bike de casa para o trabalho, como por exemplo: segurança nas ruas, acessibilidade com boas ciclovias e ciclofaixas que interliguem as vias da cidade, educação dos ciclistas e motoristas. Campanhas de sensibilização sobre a importância do uso da bike é de fundamental importância para que a sociedade respeite e se utilize deste tipo de modal.

Júlio Cesar

08/10/2014 as 10:0519

Vou ao trabalho e a Faculdade diariamente de bicicleta, ambos ficam na aldeota. Moro no Benfica e com meu carro levo em média de 30 a 40 minutos para o escritório e de bike apenas 15 minutos, apesar de não haver uma ciclofaixa ou ciclovia e da falta de respeitos dos motoristas, já senti uma grande diferença em meu bem estar físico e não me estresso mais no trânsito. Acho que ainda falta muitas melhorias para incentivar a população a se locomover de bicicletas e uma delas é a segurança.

Alexandre

08/10/2014 as 10:0519

Ufa, sei bem o que é isso, vou trabalhar de bicicleta a 1 ano e meio e me sinto como um virus incomodando o transito de carros e ônibus, levo em média 23 buzinadas por dia (sério) isso porque ando nos cantos das ruas. Os motoristas acham que os ciclistas atrapalham suas sagradas idas de carro para o trabalho.

Thomaz Studart

08/11/2014 as 11:0519

todo dia vou do conjun. ceará para o meu trabalho no cambeba todo dia de bike e não tem uma ciclovia, e ninguém respeita os ciclistas.

Yasnaya

08/12/2014 as 12:0519

Nos países de 1º de mundo é um prazer fazer o afazeres de “bike”. Aqui as pessoas não tem essa consciência de sustentabilidade, de atividades fìsica, etc. O que é uma pena. E precisamos realmente de ciclovias. Isso é globalização. Aqui o sol é de “rachar”, e eu costumava andar de bike, mas depois que a prefeitura resolveu arrancar as arvores das avenidas pra refrescar mais ainda a capital do sol, fiquei sem condições. Lutemos por ciclovias, mas sem esquecer do verde que precisamos! Sustentabilidade sim!!! Consciência, educação e o minimo de respeito!

MARLENE

10/01/2014 as 13:0519

ACHO QUE SERIA MUITO BOM,MAIS A NOSSA CIDADE NÃO TEM CICLOVIA.AS QUE TEM.POR FAVOR O ENGENHEIRO NUNCA ANDOU DE BICICLETA

Berna

10/11/2014 as 23:0519

Aproveitando a reportagem,que a prefeitura inclua nestas mudanças na Av. Dom Luis e Santos Dumont ciclovias.
Todos tentam realizar algo grandioso,sem reparar que a vida se compoe de coisas pequenas.(Frank A. Clark)

Ana Farias

20/04/2014 as 16:0519

Vai de bicicleta para o trabalho e volta a pé. Com certeza vai aparecer um dono para sua bicicleta. Esqueceram que Fortaleza é a 7ª cidade mais violenta do mundo…
kkkkkkk, é muita palhaçada mesmo