Blog de Turismo

Categoria: Copa do Mundo


14:19 · 16.07.2014 / atualizado às 14:19 · 16.07.2014 por

Os brasileiros em viagem pelo país movimentaram o mercado interno durante a Copa do Mundo. Uma das características marcantes desse público foi o fato de que cerca de 30% dos viajantes nacionais, o que equivale 904.005 pessoas, se deslocaram de mochila nas costas, sem pernoitar nos destinos turísticos.

Os excursionistas, como são chamados os viajantes que voltam no mesmo dia para casa, em geral moradores de cidades próximas às sedes, optaram por assistir aos jogos ou participar de eventos relacionados sem ter de se hospedar no destino.

“Os brasileiros são a grande força do turismo nacional. Ao se movimentarem pelo país geram renda e empregos, desenvolvendo o setor”, diz o ministro do Turismo, Vinicius Lages. 

A maioria dos viajantes brasileiros (67,2%) visitou destinos que ainda não conhecia, segundo o estudo. No total, 3.056.397 pessoas se movimentaram pelo país, sendo 2.152.392 turistas e 904.005 excursionistas. 

O maior grupo foi de paulistas, com 858.825 viajantes, sendo 544.268 de turistas, e outros 314.557 de excursionistas. O segundo estado que mais emitiu representantes foi o Rio de Janeiro, com 260.527. Na sequência vieram os baianos, com 220.021; os mineiros, com 204.425; os paranaenses, com 165.694; os pernambucanos, 160.324; os paraibanos, 142.949; os goianos, 123.928; os catarinenses 123.851; e os gaúchos, 113.208. 

De acordo com o estudo, o turista brasileiro da Copa é homem (76,2%) e jovem: os dois grupos mais representativos tem entre 25 a 34 anos (40,3%) e 35 a 44 anos (26,2%). O grau de instrução também é elevado: a maioria tem ensino superior completo (55,3%) ou especialização (17,1%). A renda familiar também é alta. Os dois maiores grupos ganham entre R$ 3.621 e R$ 7.240 (28,6%) e R$ 7.241 a R$ 10.000 (16,8%).  

Foram entrevistados 6.038 brasileiros nas proximidades dos estádios, aeroportos e atrativos turísticos, além de rodoviárias e fanfest.

14:10 · 16.07.2014 / atualizado às 14:10 · 16.07.2014 por

A ClickBus (www.clickbus.com.br), maior portal de vendas de passagens de ônibus no mundo, registrou no mês de junho um aumento de 49,5% das vendas de passagens rodoviárias pela internet em todo o Brasil, movimento impulsionado pelas viagens às cidades-sede da Copa do Mundo.  Levando-se em consideração as 12 capitais que receberam jogos do Mundial, o crescimento foi ainda mais representativo, de 71%.

As viagens rodoviárias foram uma alternativa mais barata e muitas vezes mais conveniente para os passageiros que tinham interesse em deslocar-se da rodoviária da cidade-sede diretamente para o estádio, evitando gastos com hospedagem. De acordo com dados do IBGE apresentados no início do mês, durante a Copa, as tarifas aéreas subiram, em média, 21,95% no período.

O mercado rodoviário é em média 40% maior que o aéreo em movimentação de passageiros. “Um dos fatores que beneficiou o crescimento do turismo por meio do transporte rodoviário neste período foi o fato de que os preços das passagens rodoviárias serem sempre os mesmos, já que são regulados pelo governo”, afirma Cesário Martins, co-fundador e co-CEO da ClickBus.

Dados do Ministério do Turismo previam antes da Copa um acréscimo de 20% a 30% no fluxo de passageiros no modal rodoviário, para atender 1,1 milhão de pessoas. Uma análise da entrada de sul-americanos no país promovida pelo Departamento de Pesquisa do Ministério mostra que pelo menos 27% deles chegariam ao Brasil por via terrestre – seja de carro ou ônibus.

O transporte rodoviário interestadual e internacional no Brasil é responsável por uma movimentação superior a 140 milhões de usuários por ano. Já o atendimento de usuários de transporte aéreo, conforme a Agência Nacional de Aviação Civil, mostra que, em 2013, 89 milhões de pessoas desembarcaram em voos domésticos e 9,4 milhões em voos internacionais.

De acordo com pesquisa interna realizada pela ClickBus, outro fator que motivou a viagem rodoviária durante a Copa foi, além do preço, a indisponibilidade de passagens aéreas no período, sobretudo para jogos da segunda fase. “Muitas vezes, os ingressos para estes jogos eram adquiridos na última hora, já que o torcedor os comprava conforme suas seleções iam avançando na competição. Desta forma, enquanto havia uma certa dificuldade em encontrar passagens aéreas, sobretudo a um preço acessível, nosso portal permitiu ao usuário garantir sua ida a uma das cidades-sede da Copa, além da facilidade e comodidade, já que todo nosso processo de vendas é realizado online”, declara ainda Cesário.

Cidades como Recife e Fortaleza, por exemplo, registraram os índices mais elevados de aumento de vendas de passagens rodoviárias no período: 709% e 665%. Em seguida, veio Salvador, com 271%, Brasília, com 201%, Belo Horizonte, com 116% e Cuiabá com 102%. Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre e Curitiba registraram crescimentos respectivos de 67%, 54%, 30% e 21%.

Além de brasileiros, passagens foram vendidas para mais de 50 nacionalidades na Clickbus. As 5 nacionalidades mais representativas no volume de vendas foram Estados Unidos, Argentina, Colômbia, Alemanha e México.

A ClickBus, lançada em agosto de 2013, é o maior portal de vendas de passagens de ônibus no mundo e atualmente está presente em sete países incluindo o Brasil, México, Tailândia, Alemanha, Polônia, Turquia & Paquistão. Globalmente, a empresa vende mais de 60 mil passagens por mês e conta com 100 funcionários. Para mais informações, acessewww.clickbus.com.br.

 

14:12 · 02.07.2014 / atualizado às 14:12 · 02.07.2014 por

O fluxo de turistas nas cidade-sede da Copa do Mundo continua crescendo. O movimento nos 20 principais aeroportos do País na véspera do jogo Brasil e Chile (26) bateu um novo recorde: 528 mil pessoas circulação. Este é o maior número desde a abertura do Mundial, com início em 12 de junho.

O maior aeroporto do Brasil, Guarulhos, localizado próximo à cidade-sede de São Paulo, recebeu o maior índice de passageiros, cerca de 123 mil em um único dia, sendo sete mil em apenas uma hora, segundo dados da Secretaria de Aviação Civil. Até o final do campeonato, devem circular pelo País 3,1 milhões de estrangeiros e 600 mil brasileiros, segundo previsão do Ministério do Turismo. 

Baseado nessas informações, a média de movimentação da segunda semana do Mundial aumentou para 487 mil pessoas.  Na semana de abertura da Copa, o maior fluxo registrado tinha sido de 471 mil viajantes. 

Ainda de acordo com pesquisa do MTur, o avião é o principal meio de transporte dos brasileiros e corresponde a 60,2% dos entrevistados que manifestaram intenção positiva de viajar nos próximos seis meses. Entre as capitais monitoradas, o destaque é Brasília, com 78,8% dos moradores declarando intenção de utilizar avião. Na sequência estão as cidades de Belo Horizonte (72,3%), Recife (65,7%) Salvador (62,5%), Porto Alegre (60,2%), Rio de Janeiro (28,3%) e São Paulo (57,3%).

12:28 · 27.06.2014 / atualizado às 12:28 · 27.06.2014 por

Os estrangeiros em viagem pelo Brasil durante o período da Copa desejam mais que assistir os jogos do Mundial. São esperados cerca de 600 mil turistas internacionais que devem permanecer no País por volta de 17 dias. No roteiro, está incluído o contato com a cultura brasileira, com a gastronomia e, também, com as manifestações religiosas.

Durante a estada em solo verde-amarelo, os estrangeiros devem, ainda, visitar ao menos outras duas cidades além das sedes, de acordo com estudo do Ministério do Turismo (MTur). Templos, igrejas e ícones aperfeiçoaram o atendimento em outro idioma para atender os visitantes.

Em Brasília, segunda cidade-sede com maior fluxo de turistas, cerca de 490 mil visitantes, entre brasileiros e estrangeiros, poderão assistir missas em quatro idiomas: inglês, espanhol, francês e italiano. A maioria, inclusive, será realizada na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida.

A Pastoral do Turismo, segmento coordenado pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), está divulgando a campanha “Copa do Mundo, Dignidade e Paz”, que tem por objetivo orientar e acolher os turistas estrangeiros que vieram ao Brasil assistir os jogos mundial. Arquidioceses das 12 cidades-sedes estão distribuindo folhetos com programações de igrejas-locais, além de curiosidades sobre as cidades-sede, os templos e a Copa.

Há também um grupo de missionários evangélicos de diversas nacionalidades que, desde a Copa da Alemanha, acompanham os países que sediam o mundial para convidar os turistas, especialmente nas Fan Fest e nos estádios, a participarem de cultos trilíngues e demais atividades religiosas realizadas nas igrejas evangélicas locais. Durante as ações, que promovem o turismo religioso, os jovens missionários também distribuem materiais que reforçam a necessidade da denúncia e combate à exploração sexual infantil.

Para dar mais conforto aos turistas que desembarcam no país, os muçulmanos, por exemplo, desenvolveram um guia eletrônico em inglês que terá, entre outras funções, a de indicar a direção da cidade sagrada de Meca, para onde os muçulmanos se voltam durante suas orações.

O MTur apoia o turismo religioso com o objetivo de gerar renda para as populações locais e contribuir para o desenvolvimento regional. As viagens que incluem a motivação religiosa são, hoje, um grande impulso ao turismo nacional. Cerca de 15 milhões de brasileiros viajam todos os anos pelo País em busca de destinos religiosos.

Os diversos rituais religiosos também agradam os estrangeiros. De acordo com projeção do Ministério do Turismo, 60 milhões brasileiros realizaram 197 milhões de viagens domésticas em 2012. Desse total, 3,94 milhões tiveram como foco o turismo religioso.

12:04 · 27.06.2014 / atualizado às 12:12 · 27.06.2014 por

A Copa do mundo já causa impacto positivo no resultado das contas de viagens do Brasil. Um levantamento do Banco Central revela que nos 18 primeiros dias de junho os estrangeiros deixaram US$ 365 milhões no país. O montante é 24% superior ao mesmo período do ano anterior.

O estudo revela ainda que as despesas de brasileiros no exterior (US$ 1,1 bilhão), até 18 de junho, caíram em 11% em relação a 2013. A informação foi divulgada pelo chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel.

Para o ministro do Turismo, Vinicius Lages, o impacto do Mundial na conta de viagens é representativo e, a longo prazo, os benefícios serão potencializados.

“A projeção da imagem dos destinos nacionais com a superexposição proporcionada pelo evento de maior audiência no mundo é o principal ganho que teremos. O mundo passou a enxergar o Brasil e perceberam que a experiência de turismo no nosso país é extremamente positiva”, comentou Vinicius Lages.

Cerca de 3,6 bilhões de pessoas devem assistir à Copa do Mundo em algum momento ao longo dos 30 dias da competição. 

De acordo com informações da autoridade monetária, o cartão de crédito representa a principal forma de gasto dos estrangeiros e, consequentemente, o montante tende a aumentar também em julho, quando as despesas serão pagas pelos consumidores e ingressarão nas estatísticas oficiais.

15:41 · 10.06.2014 / atualizado às 15:41 · 10.06.2014 por

Os turistas que estiverem nas cidades-sede da Copa podem aproveitar a estadia para conhecer atrativos turísticos que respeitam o meio ambiente e valorizam a cultura regional, a poucos quilômetros das doze capitais do torneio.

Os roteiros constam no guia Passaporte Verde, que ainda traz dicas sobre como para planejar uma viagem sem excessos, valoriza experiências culturais, empreendimentos engajados com a natureza. O guia é uma parceria do MTur com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e o Ministério do Meio Ambiente.

Entre as sugestões de destinos do Passaporte Verde está a Ilha do Mel, localizada a 130 quilômetros de Curitiba (PR). O passeio, com duração mínima de dois dias, coloca o turista em contato com a natureza preservada, a gastronomia local e os nativos. Entre os dias 20 a 30 de junho acontece a tradicional Festa da Tainha, um evento comunitário em que a Tainha, peixe típico do local, aparece nas principais experiências culinárias, assado ou frito, na folha de bananeira.

Na própria cidade-sede de Natal, há um amplo mercado de artesanato. Lá está um dos maiores shoppings de artesanato do Nordeste, com mais de 300 lojas, com objetos confeccionados com materiais recicláveis.

O portal do Passaporte Verde também oferece dicas para planejar uma viagem sustentável. Há, por exemplo, orientações de como manter uma alimentação balanceada à base de alimentos naturais, preparar uma mala sem excessos e valorizar o que há de melhor na natureza sem prejudicá-la.

15:37 · 10.06.2014 / atualizado às 15:37 · 10.06.2014 por

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) vai instalar amanhã (11) um guichê de atendimento na Beira Mar. O ponto estará localizado em frente ao clube Náutico e servirá de apoio para os consumidores turistas brasileiros e estrangeiros.

A iniciativa busca dar um maior atendimento ao público que visita a capital cearense para assistir a Copa do Mundo. Nos dias dos jogos da Seleção Brasileira e dos jogos realizados em Fortaleza, o horário de atendimento será das 8 às 14 horas. Nos demais dias, das 16 às 21 horas.

Já o posto do Decon no Aeroporto Internacional Pinto Martins ficará de plantão 24 horas. Segundo a secretária-executiva do Decon, Ann Celly Sampaio, foi feita uma escala com os funcionários para que ocorra atendimento durante toda a Copa, inclusive antes, durante e depois dos jogos.

Além do recolhimento de denúncias, serão prestadas orientações sobre os direitos do consumidor e distribuição de folders. Os fiscais do Decon estarão de plantão das 8 às 14 horas nos dias dos jogos da Seleção Brasileira e dos jogos realizados em Fortaleza; das 14 às 18 horas nos fins de semana; e das 8 às 17 horas nos demais dias.

Os consumidores poderão contatar o Decon também por telefone, através dos números 0800-2758001 (Decon sede), 3392-1430 (Decon aeroporto) e 3452-4505 (setor de fiscalização). 

      

14:36 · 05.06.2014 / atualizado às 14:36 · 05.06.2014 por

A capital cearense está investindo na profissionalização do receptivo
turístico para a Copa do Mundo. Somente em Fortaleza, o Pronatec Turismo
matriculou 7.972 pessoas, para cursos de idiomas, recepcionista de meios
de hospedagem, garçom, auxiliar de cozinha, camareira, organizador de
eventos, entre outros.

Aquiraz, Aracati, Beberibe, Cascavel, Caucaia, Jijoca de Jericoacoara e
Paraipaba também participam do Pronatec Turismo, programa de
qualificação do Ministério do Turismo em parceria com o Ministério da
Educação. Ao todo, o Ceará atingiu a marca de 11.220 matriculados.

Boa parte dos inscritos ainda está em curso em mais de 120 cidades do
país, incluindo todas as cidades-sede. A qualificação profissional
valoriza o trabalhador, acrescenta alternativas de emprego e desenvolve
o turismo no país.

Recentemente o País superou a meta de 157 mil vagas previstas para a
Copa. Hoje são 166 mil matriculados no programa, que oferece 54 cursos
profissionalizantes e de idiomas ligados ao turismo. Corpo de bombeiros,
policiais militares e civis e guarda municipais também estão sendo
treinados para recepcionar os turistas.

Os cursos são realizados pelo Sesc, Senai, Sesi, institutos federais e
estaduais de educação. Para se inscrever os interessados devem procurar
os órgãos municipais e estaduais de Turismo, responsáveis por realizar a
pré-matrícula.

14:15 · 20.05.2014 / atualizado às 14:15 · 20.05.2014 por

O Brasil terá um exército de cerca de 18 mil voluntários para atender o público em trânsito pelo País durante a Copa do Mundo. São pessoas de todos os Estados e regiões, com faixa etária média de 32 anos, empenhados em ajudar mais de 600 mil estrangeiros e 1,3 milhão de brasileiros espalhados pelas cidades-sede.

A crença de que o País é capaz de preparar o melhor Mundial de todos os tempos – e que boa parte dessa conquista depende do esforço individual – atraiu 43 mil brasileiros para o Programa Brasil Voluntário do Governo Federal. O processo seletivo destacou cerca de 18 mil voluntários para atuar em pontos turísticos, aeroportos, áreas de fluxo, entornos de estádios e centros abertos de mídia.

O Ministério do Turismo estima que mais de 3,6 bilhões acompanharão o evento pela televisão, celular ou mídias digitais. A Copa terá 73 mil horas de transmissão televisiva para mais de 200 países, e até o momento, a organização conta com 19 mil jornalistas credenciados.

Pesquisar

Blog de Turismo

Diário do Nordeste
Posts Recentes

01h07mPraia é o principal atrativo do turista da Copa

01h07mRio de Janeiro realiza feira de negócios do Carnaval

10h07mSala de Exposição do Acquario será inaugurada amanhã

02h07mTurismo revela perfil do turista brasileiro na Copa

02h07mBeach Park é o segundo melhor parque aquático do mundo

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs