Busca

10:28 · 21.07.2017 / atualizado às 10:29 · 21.07.2017 por

Está definido o main-event do UFC 215, em Edmonton, na Escócia, que acontece no dia 9 de setembro. Caberá a Demetrious Johnson, campeão da categoria peso-mosca, encarar o jovem Ray Borg (23), para assim superar o brasileiro Anderson Silva no número de defesas de cinturão. Ambos tem 10 seguidas no currículo.

Em sua última luta, o “Mighty Mouse” derrotou o brasileiro Wilson Reis no último mês de abril, por finalização, enquanto Borg superou outro brasileiro, Jussiê Formiga, em março deste ano, por decisão, no UFC Fortaleza.

No mesmo evento, a brasileira Amanda Nunes vai defender o cinturão do peso-galo feminino contra Valentina Shevchenko, em duelo que foi remarcado, já que a “Leoa” não teve condições de lutar no UFC 213. Junior Cigano (vs Francis Ngannou), Wilson Reis (vs Henry Cejudo) e Luis Henrique KLB (vs Arjan Bhullar) serãoos outros brasileiros em ação no evento.

Confira o card (até o momento) do UFC 215:

Edmonton (Canadá)
9 de setembro

Peso-mosca: Demetrious Johnson x Ray Borg
Peso-galo: Amanda Nunes x Valentina Shevchenko
Peso-pesado: Junior Cigano x Francis Ngannou
Peso-mosca: Henry Cejudo x Wilson Reis
Peso-pena: Gilbert Melendez x Jeremy Stephens
Peso-meio-pesado: Ilir Latif x Tyson Pedro
Peso-pena: Gavin Tucker x Rick Glenn
Peso-galo: Ashlee Evans-Smith x Sarah Moras
Peso-pesado: Luis Henrique KLB x Arjan Bhullar
Peso-galo: Sara McMann x Ketlen Vieira

17:25 · 20.07.2017 / atualizado às 17:25 · 20.07.2017 por

Acontece neste sábado (22), na Barraca Crocobeach, na Praia do Futuro, 18h às 22h, o Triangle Jiu Jitsu & Submission, considerado o maior evento de lutas casadas de Jiu Jitsu do Nordeste.

O card do evento conta com grandes nomes, com destaque para a disputa de cinturão entre Danilo Mota (SAS) e Abraão Amorim (Checkmat). Outros grandes destaques são as lutas entre os renomados atletas de MMA Andrezinho Nogueira (MG/LPV) e Rafael Gárgula (GC Pepey), e o ex UFC Hermes França (Global Fight) vs Thiago Goiabeira (Ribeiro ).

A 3ª edição ainda conta com um super GP da categoria dos leves valendo o cinturão, os 4 atletas que estarão disputando são: Robson Nascimento (Gracie Humaitá), Almir Jr (Soul Fighters), André Felipe (SAS) e Marcelo Marques (MG/LPV).

Confira o card do evento:

Disputa de cinturão – Sub

Danilo Mota (SAS) vs Abraão Amorim (Checkmat)

Sub Thiago Goiabeira (Ribeiro) vs Hermes França (GLOBAL)

Sub Andrezinho Nogueira (MG-LPV) vd Rafael Gárgula (GC Pepey)

SUB Lucas Tortuga (Gracie Humaitá) vs Thyago Frota (SAS)

SUB Samuel Falcão (GCpepey) Vs Gabriel Abreu (Nova União)

SUB Janaina Maia (SAS) vs Gabi (Gracie Barra)

LUTAS DE JIU JITSU

BJJ Osmar Fontes (ribeiro) vs kadu (HC)

BJJ Ítalo Gonçalves (BD) vs Álvaro Fontes (SAS)

Bjj Marcos Túlio (BTT) vs Daniel Silveira (Soulfighter)

BJJ Vilmar Wolverine (Marcos Moreno) vs Denis Chokito (NSBrotherhood) 80kg

GP (BJJ) dos Leves 76kg valendo cinturão da categoria

– André Felipe (SAS)
– Almir Jr (Soulfighter)
– Marcelo Marques (LPV / MG)
– Robson (Gracie Humaitá)

12:37 · 20.07.2017 / atualizado às 10:12 · 21.07.2017 por
Vítor Belfort é um dos lutadores mais experientes e respeitados do UFC (foto: José Leomar)

Paulo Henrique Borrachinha postou nos últimos dias, em sua conta no Instagram, que o UFC lhe ofereceu uma luta contra a lenda Vítor Belfort já para setembro deste ano. Só que, ao que tudo indica, o lutador mineiro vai ter de se contentar em esperar outro oponente.

Belfort realmente tem planos para atuar no UFC 215, dia 9 de setembro, no Canadá, mas pelo que apurou o UOL Esporte, o ex-campeão do Ultimate não pretende lutar com brasileiros e mira outros adversários, que seriam Uriah Hall, Derek Brunson ou Tim Boetsch.

A última vez que Vítor Belfort atuou foi no UFC Rio, em junho deste ano. Na oportunidade, o fenômeno venceu o americano Nate Marquardt por decisão unânime dos juízes. Paulo Borrachinha, por sua vez, lutou no mesmo evento, onde nocauteou o nigeriano Oluwale Bamgbose.

11:13 · 20.07.2017 / atualizado às 11:16 · 20.07.2017 por
Pepey acumula vários prêmios de ‘Performance da Noite’ em sua carreira no UFC (foto: Inovafoto)

Godofredo Pepey retorna neste sábado ao octógono mais famoso do mundo para encarar mais um adversário indigesto. Trata-se do americano Shane Burgos, que está invicto na carreira (9-0) e vai em busca da terceira vitória no UFC, em luta válida pela categoria peso-pena do Ultimate.

No entanto, o representante cearense garante estar focado para conseguir mais um triunfo e assim chegar ainda mais perto do top 15 da categoria. Em contato com o Blog Vai Encarar, o cearense afirmou, nesta quinta-feira (20), que respeita Burgos, mas que o combate deste sábado em Long Island (EUA) já tem um vencedor.

“O Burgos é completo, está numa crescente, tem um bom kickboxing, mas eu estou preparado e pronto pra guerra. Estou muito feliz e confiante e tenho certeza que vou dar um show. Nada que ele fizer vai ser novidade pra mim, pois eu me aperfeiçoei em todas as áreas e principalmente na luta em pé, onde ele gosta de atuar”, disse Pepey.

A última vez que Godofredo Pepey lutou foi em setembro de 2016, no UFC Brasília, quando venceu Mike De La Torre por finalização. O pupilo da equipe Evolução Thai tinha luta marcada para o UFC Fortaleza, em março deste ano, mas um problema clínico (fratura no nariz) o impediu de atuar.

Confiante no seu potencial, Pepey vem treinando forte e considera que a oportunidade em Long Island veio em boa hora. “Desde quando fui vetado para lutar em Fortaleza, eu decidi aprimorar minhas qualidades e corrigir alguns defeitos. Fiz um camp 100% para esta luta e como todos podem ver, aqueles que me acompanham nas minhas redes sociais, estou muito bem. então é só entrar lá (no octógono) e dar mais um show para os meus fãs”.

Godofredo Pepey e Shane Burgos fazem a segunda luta do card preliminar do UFC Long Island (EUA), que tem início marcado para às 17 horas (de Brasília). O evento ainda conta com a participação de outros quatro brasileiros: Thomas Almeida, Rafael Natal, Elizeu Capoeira e Alex Cowboy.

Confira o card do evento:

Principal

Peso-médio: Chris Weidman x Kelvin Gastelum
Peso-pena: Dennis Bermudez x Darren Elkins
Peso-meio-pesado: Patrick Cummins x Gian Villante
Peso-galo: Jimmie Rivera x Thomas Almeida

Preliminar

Peso-meio-médio: Lyman Good x Elizeu Capoeira
Peso-médio: Rafael Natal x Eryk Anders
Peso-meio-médio: Ryan LaFlare x Alex Cowboy
Peso-pesado: Damian Grabowski x Christian Colombo
Peso-pena: Kyle Bochniak x Jeremy Kennedy
Peso-galo: Brian Kelleher x Marlon Vera
Peso-pesado: Timothy Johnson x Junior “Baby” Albini
Peso-pena: Shane Burgos x Godofredo Pepey
Peso-leve: Frankie Perez x Chris Wade

13:46 · 19.07.2017 / atualizado às 13:50 · 19.07.2017 por
Jon Jones volta a ocupar o primeiro lugar no ranking dos meio-pesados (foto: AFP)

Parece cada vez mais difícil entender os critérios de colocação no ranking do UFC. Isto porque a maior organização de MMA do mundo resolveu voltar a ‘dar moral’ para Jon Jones, que depois da suspensão imposta pela USADA, por doping, já retornou no posto de n° 1 da categoria peso-meio-pesado, desbancando inclusive o sueco Alexander Gustafsson, algoz do brasileiro Glover Teixeira em maio deste ano. Jones também aparece na 7ª posição do peso-por-peso.

Outro que se deu bem na atualização foi o americano Kelvin Gastelum, isso mesmo. Apesar de ter sua luta contra Vítor Belfort, no UFC Fortaleza, declarada ‘No Contest’, após ter sido flagrado no exame antidoping e também receber suspensão, a exemplo de ‘Bones’, ele avançou duas posições e está na 8ª colocação do peso-médio.

Só que nem tudo é motivo de polêmica no Ultimate, já que ao menos um lutador subiu de forma merecida. Trata-se do argentino Santiago Ponzinibbio. Após vencer Gunnar Nelson no UFC Escócia, no último domingo, o ‘Gente Boa’ subiu da 14ª para a 8ª colocação no peso-meio-médio.

Confira a lista completa clicando aqui

 

10:51 · 19.07.2017 / atualizado às 10:51 · 19.07.2017 por

O peso-médio do UFC, Paulo Borrachinha, parece mesmo estar disposto a fazer história na maior organização de MMA do mundo. O mineiro publicou em seu perfil do Instagram, nessa terça-feira, que a organização lhe ofereceu uma luta contra ninguém menos que Vitor Belfort.

“Recebi um chamado do UFC para realizar esta luta no UFC Estocolmo no dia 9 de setembro contra Vitor Belfort. Eu te respeito, Vitor, e espero que você não corra. Vamos dar esta luta para os fãs de MMA. Te aguardo”, postou o jovem lutador de 26 anos, que é apontado como um dos talentos brasileiros mais promissores do Ultimate.

Paulo Henrique Borrachinha vive grande momento no UFC, onde venceu as duas lutas que disputou por nocaute (Garreth McLellan, no UFC Fortaleza, e Oluwale Bamgbose, no UFC Rio). Já o experiente Vitor Belfort vem de vitória sobre Nate Marquardt, também no UFC Rio.

13:52 · 18.07.2017 / atualizado às 13:54 · 18.07.2017 por
Apesar do susto, segurança de Mayweather parece não ter sofrido lesões graves (foto: AFP)

Um vídeo divulgado nesta terça-feira pelo site americano TMZ mostra outro momento tenso durante a turnê promocional de Floyd Mayweather e Conor McGregor, realizada na última semana. Enquanto tentava afastar fãs de Conor do carro do boxeador americano, um segurança acabou sendo atropelado pelo próprio Rolls-Royce blindado de Mayweather.

Confira:

12:18 · 18.07.2017 / atualizado às 12:20 · 18.07.2017 por
McGregor e Mayweather trocam provocações durante turnê promocional (foto: AFP)

Ao que parece vale tudo mesmo há pouco mais de um mês da luta histórica de boxe entre o americano Floyd Mayweather e o irlandês Conor McGregor, marcada para acontecer no dia 26 de agosto. A cartada da vez foi a polêmica sobre um nocaute que ‘The Notoriouns‘ teria sofrido durante um sparring.

Acontece que declaração foi dada pelo boxeador e ex-campeão dos meio-médios, Jessie Vargas, foi desmentida tanto pela equipe de McGregor como pelo apontado pela façanha, o americano Brandon Rios.

A equipe de Conor falou com a reportagem do jornal britânico “Telegraph Sport” e tratou de colocar uma pedra no assunto com a seguinte afirmação: “O cara mencionado por Jessie Vargas é Brandon Rios, e não Brad Wheeler. E nem um e nem outro fizeram sparring com Conor”.

Já o pugilista Brandon Rios se mostrou bem surpreso com o assunto e também resolveu esclarecer a situação: “O mundo ficou louco. O meu telefone está explodindo. Recebi mensagens de texto e ligações sobre isso, mas nunca conheci McGregor e não sei quem ele é”, concluiu.

15:07 · 17.07.2017 / atualizado às 15:08 · 17.07.2017 por
Nick Diaz provoca Anderson Silva na luta ocorrida em  janeiro de 2015 (foto: arquivo/UFC)

Anderson Silva não vê a hora de voltar ao octógono. O Spider, que tinha luta marcada para o UFC Rio, mas não pôde atuar por conta da suspensão de Kelvin Gastelum, já tem um adversário bem conhecido na mira.

Trata-se do polêmico Nick Diaz, que já lutou com o próprio Spider em janeiro de 2015, mas o resultado do combate foi declarado ‘sem resultado’, já que os dois lutadores foram flagrados no exame antidoping.

Em sua conta do Instagram, Anderson deixou claro o seu desejo: “Acredito que essa foi uma das melhores lutas da história deste esporte. Com todo respeito Nick. Vamos mostrar como se faz. Aguardo sua resposta, máximo respeito à família Diaz”, resumiu.

A última vez que Anderson Silva lutou foi em fevereiro deste ano, quando ele venceu o americano Derek Brunson por decisão unânime dos juízes. Já Nick Diaz não luta desde a vez que enfrentou o Spider, em janeiro de 2015. Mas pelo visto, como exibe em suas redes sociais, o peso-médio parece estar mais preocupado, no momento, com as festas e baladas americanas, além do ‘cigarro proibido’.

12:50 · 17.07.2017 / atualizado às 12:50 · 17.07.2017 por
Ponzinibbio exibe bandeira dupla da Argentina e do Brasil após vencer Gunnar Nelson (foto: Divulgação/UFC)

O argentino Santiago ‘Gente Boa’ Ponzinibbio vive uma fase de ouro no MMA. Após nocautear, de forma espetacular, o islandês Gunnar Nelson ainda no 1º round da luta principal do UFC Glasgow, nesse domingo (16), e faturar o prêmio de performance da noite (ao lado de Paul Felder), ele já tem novos adversários em mente e um desejo em especial: ser protagonista de um evento da organização em seu país de origem.

“Gostaria de lutar contra Neil Magny, que é o número 5 do mundo. Gostaria de enfrentar Carlos Condit, que é o número 6 do ranking. Quero enfrentar esses caras, mas estou pronto para qualquer um. Se o UFC for para a Argentina, será uma oportunidade imensa para o MMA crescer por lá. Há muitos fãs de MMA lá. As pessoas na Argentina ficarão muito felizes, e eu também, se puder lutar lá”, disse em seu comentário após a vitória.

De fato, Ponzinibbio (atual nº 14 do ranking dos meio-médios) tem motivos para comemorar a boa fase e desafiar outros grandes nomes do UFC. O ‘Gente Boa’, que também conquistou o coração dos brasileiros ao levantar as bandeiras de Brasil e Argentina na Escócia tem um cartel de 28 lutas, sendo 25 vitórias e apenas três derrotas.