Busca

Categoria: Aikidô


10:16 · 26.08.2013 / atualizado às 11:05 · 26.08.2013 por
Aikidocas cearenses receberam certificações das mãos do Sensei Herbert (Foto: Moisés Pinheiro)
Aikidocas cearenses receberam certificações das mãos do Sensei Herbert (Foto: Moisés Pinheiro)

Prestes a fazer 50 anos no Brasil, o aikido passa por um momento de melhora contínua de seus praticantes. O Ceará não fica fora disso. Representantes do Estado estarão em São Paulo, entre os dias 7 e 11 de setembro, para participarem do evento nacional em prol do cinquentenário da arte marcial.

No último fim de semana, a Federação Cearense de Aikido deu prosseguimento na qualificação de seus membros, na sede da entidade, com a realização de mais um exame Shodan (Faixa Preta – 1º Dan).  Sob a direção técnica do Sensei Herbert Ran Ichi (6º Dan), três aikidocas se submeteram ao exame e entraram para um rol seleto no aikido cearense.

Eles estavam concentrados e mostraram energia de sobra na execução das técnicas, tendo em vista que trata-se de um exame demorado (em média quarenta minutos). Inúmeras pessoas (familiares, visitantes e curiosos) estiveram presentes e se impressionaram com alto nível das apresentações.

15:02 · 10.01.2013 / atualizado às 21:04 · 10.01.2013 por

O Ceará é uma das referências do Brasil quando o assunto é aikido. O Estado foi o primeiro no Nordeste, há 22 anos, a receber a arte marcial de origem japonesa que vem conquistando cada vez mais adeptos devido à filosofia diferenciada. No aikido, não existem competições. Além disso, a honra e o respeito ao próximo são princípios tão valiosos quanto o aprendizado das técnicas e execução dos movimentos.

O supervisor de vendas Moisés Pinheiro diz que comportamento dos filhos melhorou após as aulas: ” a hiperatividade foi controlada”  FOTOS: NATINHO RODRIGUES

O sensei e presidente da Federação Cearense de Aikido, Herbert Ran Ichi, 6º Dan, explica que a quantidade de eventos nacionais e internacionais da arte marcial realizados nos últimos anos em Fortaleza é a maior demonstração desse prestígio. Além disso, existe uma ligação direta do Ceará com o Japão, para trocar experiências.

“Essas viagens dos cearenses são importantes para aprimorar os nossos alunos”, conta o sensei, destacando que existem quatro dojos na Capital e um em Juazeiro do Norte.

Crescimento responsável

Segundo ele, outro objetivo é ampliar esse número, neste ano. “É uma meta, mas não estamos preocupados em abrir um espaço por abrir, transmitindo de qualquer jeito. Queremos a expansão com responsabilidade, prezando pela qualidade, não pela quantidade. É o aikido que está em jogo”, resume Herbert.

“Já alcançamos 1,5 mil pessoas no Ceará. Estamos fazendo um levantamento: cerca de 300 devem praticar, atualmente, aikido”, avalia, demonstrando que, inclusive, a mudança de graduação é demorada. “A pessoas têm que apresentar, além da série técnica, educação etiqueta (regras de conduta no aikido) e honestidade na vida social”, enumera o paulista, que desde 1991 escolheu o Ceará para viver.

Mudança de vida

O supervisor de vendas, Moisés Pinheiro, 34, diz que o aikido mudou a vida dele. “Modificou em todos os sentidos. Passei a me disciplinar, a cuidar do corpo, que é o templo da nossa vida. Respeito, harmonização com as pessoas e autoconfiança”, conta.

Moisés é praticante há cinco anos. “O aikidô me ajuda no relacionamento no trabalho e em casa. É o tempo todo presente”.

Contatos:  http://www.aikidoceara.org.br/

Rua Visconde de Barbacena, 640 – Cidade dos Funcionários  Fortaleza – CE, 60822-310

Telefone: (85) 3082-8334