Categoria: José Aldo


11:13 · 02.06.2017 / atualizado às 11:29 · 02.06.2017 por

O campeão linear da categoria peso-pena, José Aldo não está no Rio de Janeiro para brincadeira. Em casa, ele vai enfrentar Max Holloway para garantir de vez o cinturão. Mas Aldo teve de suar (e se despir) para conseguir bater o peso do Combate. Nesta sexta-feira (2), durante a tomada de peso dos lutadores, ele precisou da velha toalha para ficar como veio ao mundo.

O Diário do Nordeste está no Rio de Janeiro e traz todos os bastidores do principal evento de MMA no Brasil em 2017!

Confira o vídeo:

13:00 · 03.01.2017 / atualizado às 13:02 · 03.01.2017 por
Cody Garbrandt bateu Dominick Cruz no UFC 207 e conquistou o cinturão dos galos (foto: AFP)
Cody Garbrandt bateu Dominick Cruz no UFC 207 e conquistou o cinturão dos galos (foto: AFP)

Cody ‘No Love’ Garbrandt não pensa em folga depois de conquistar o cinturão da categoria peso-galo do UFC. Após destronar o talentoso Dominick Cruz, no último dia 30 de dezembro, ‘queridinho’ da equipe Team Alpha Male, que tem à frente o ex-lutador Urijah Faber, quer ainda mais, e já mira superlutas em seu cartel.

Duas das principais estrelas do Ultimate estão na lista do novo campeão: o brasilerio José Aldo e o irlandês Conor McGregor. “Eu sei que poderia subir de categoria para enfrentar o José Aldo. Ele tem vitórias sobre os meus companheiros de time, é uma lenda, e eu gostaria de testar o seu queixo. Eu sei que bato duro e estou apenas começando. Também gostaria de ter uma luta contra Conor McGregor”, disse No Love em entrevista ao programa “The MMA Hour“.

A possibilidade maior é a luta entre Garbrandt e McGregor, já que os dois trocaram farpas no TUF 22, realizado nos Estados Unidos. Na ocasião, o falastrão irlandês provocou a equipe de Urijah Faber, que tinha Cody como treinador assistente. Os dois não brigaram porque a turma do ‘deixa disso’ se meteu e evitou o pior.

“Eu e o Conor tivemos aquela briga no TUF. Não tenho nada contra o cara como lutador. É um negócio para mim. Mas te digo que se alguém colocasse as mãos em mim e eu não fizesse nada a respeito, eu iria tentar devolver isso com certeza”, ressaltou o novo dono do cinturão dos galos do UFC.

09:34 · 25.07.2016 / atualizado às 09:34 · 25.07.2016 por
De folga, CR7 tira onda como lutador de MMA ao lado do campeão dos penas do UFC (foto: reprodução)
De folga, CR7 tira onda como lutador de MMA (foto: reprodução)

O craque português, Cristiano Ronaldo, não perdeu a oportunidade ao encontrar o lutador irlandês Conor McGregor, astro do UFC. Nesse fim de semana, o jogador do Real Madrid postou uma foto nas redes sociais onde ambos fazem pose para lutar no octógono. “Bom ver você irmão!”, escreveu CR7.

Enquanto Cristiano Ronaldo ainda curte o título da Eurocopa, conquistada pela seleção de seu país sobre a França, o ‘falastrão’, algoz do brasileiro José Aldo, está em fase final de preparação visando o UFC 202, quando terá a revanche contra Nate Diaz, dia 20 de agosto, em Las Vegas (EUA).

14:45 · 19.07.2016 / atualizado às 14:46 · 19.07.2016 por
Amanda Nunes foi a grande estrela da noite ao conquistar o cinturão dos galos (Foto: AFP)
Amanda Nunes foi a grande estrela da noite ao conquistar o cinturão dos galos (Foto: AFP)

É para ficar de ‘queixo caído’! O Ultimate fez uma incrível seleção dos melhores golpes do UFC 200, edição disputada no último dia 9 de julho, em Las Vegas (EUA), que entrou para a história da Organização.

Na exibição, alguns dos principais lutadores do card principal e preliminar dão um show de técnica e performance. É o caso do ex-campeão da categoria peso-galo, TJ Dillashaw, que usou excelente estratégia para vencer o brasileiro Raphael Assunção, por decisão unânime dos juízes.

Outras cenas impressionantes ficam por conta da excelente exibição do ex-campeão dos pesados, Cain Velasquez, contra o americano Travis Browne (namorado de Ronda Rousey), destacando um potente chute rodado aplicado pelo mexicano e, ainda, a luta polêmica entre Brock Lesnar (sob suspeita de doping) e Mark Hunt, que terminou com vitória da ‘lenda viva’ do UFC.

Como não poderia deixar de ser, os brasileiros José Aldo e Amanda Nunes são os destaques principais do clipe. Aldo abusou da técnica contra Frank Edgar e conquistou o cinturão interino da categoria peso-pena, enquanto Amanda ‘Leoa’ Nunes massacrou Miesha Tate, faturando o primeiro tírulo de uma mulher brasileira no UFC (categoria peso-galo).

Confira as imagens em detalhes:

09:57 · 31.03.2016 / atualizado às 13:26 · 31.03.2016 por
(Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)

Talvez não fosse a luta que todos estavam esperando, mas o presidente do UFC, Dana White, anunciou, pelo Instagram, que a luta principal do UFC 200 será a revanche entre Conor McGregor e Nate Diaz. Mas dessa vez o duelo será pelo peso-pena, valendo o cinturão da categoria.

Na última vez que se enfrentaram, pelos meio-médios, Diaz venceu McGregor com uma finalização (Foto: AFP)
Na última vez que se enfrentaram, pelos meio-médios, Diaz venceu McGregor com uma finalização (Foto: AFP)

Críticas não faltaram para o “fechão” do Ultimate, já que grande parte dos fãs esperavam que notório irlandês enfrentasse o brasileiro José Aldo, ex-campeão dos penas. Mas com Diaz sendo escolhido como o desafiante da vez, o manauara terá de esperar um pouco mais para tentar recuperar o título, defendido por ele por mais de 5 anos.

Mas nem tudo está perdido para José Aldo, que também foi confirmado para o cardo do UFC 200. O brasileiro irá duelar com Frank Edgar pelo título interino dos penas. O vencedor deverá enfrentar o vencedor da luta entre McGregor e Diaz.

“Acho que lutar no UFC 200, um card histórico, é um evento que vai ficar marcado também para mim. Sempre vejo com bons olhos os eventos, estou muito feliz por isso, mas por outro lado a gente esperava lutar contra o Conor, a gente esperava pela revanche, que eu acho que era a coisa mais justa que deveria se fazer. Por outro lado, eu fico feliz, é uma grande luta, um grande evento, valendo cinturão interino e vai ficar próximo do nosso objetivo”, comentou Aldo, em entrevista ao site do canal Combate.

Poster promocional da luta entre José Aldo e Frank Edgar (Foto: Reprodução/ Instagram)
Poster promocional da luta entre José Aldo e Frank Edgar (Foto: Reprodução/ Instagram)

Na única e última vez que se encontraram, José Aldo derrotou Frankie Edgar por decisão unânime 49-46, 49-46, 48-47) e manteve o titulo dos pesos penas, no UFC 156.

Confira o card do evento até agora:

Peso-meio-médio: Conor McGregor x Nate Diaz
Peso-pena: José Aldo x Frankie Edgar
Peso-pesado: Cain Velásquez x Travis Browne
Peso-meio-médio: Johny Hendricks x Kelvin Gastelum
Peso-médio: Gegard Mousasi x Derek Brunson
Peso-leve: Joe Lauzon x Diego Sanchez
Peso-leve: Takanori Gomi x Jim Miller

12:04 · 05.01.2016 / atualizado às 12:04 · 05.01.2016 por
Divulgação/UFC
Divulgação/UFC

Mesmo tendo perdido o cinturão dos peso-pena do UFC, o brasileiro José Aldo foi eleito um dos 30 esportistas com menos de 30 anos mais influentes do mundo pela revista “Forbes“. O lutador, original de Manaus, é o único brasileiro da lista “30 abaixo dos 30” da publicação, que ainda conta com Stephen Curry, astro do basquete norte-americano do atual campeão da NBA Golden State Warriors, e Sergio Agüero, jogador de futebol argentino do Manchester City.

De acordo com a revista, “Aldo estaria presente em qualquer lista coerente de maiores lutadores desta modalidade esportiva. O lutador foi nomeado o número 1 do ranking pound-for-pound (peso-por-peso) oficial. Ele também passou uma década sem perder uma luta e foi campeão mundial por seis anos”.

Pelo Instagram, José Aldo agradeceu a nomeação:

“Sempre sonhei com ser campeão nas lutas, ganhar o cinturão e estar em primeiro no ranking peso-por-peso do UFC e até, claro, como todo brasileiro, em jogar futebol no Maracanã. Graças a Deus, consegui alcançar tudo isso. Mas estar em uma lista de uma revista como a Forbes? Isso eu nunca tinha pensado – e agora também acabou de acontecer. Fico muito, muito honrado de fazer parte dos “30 abaixo dos 30″, uma seleção com os mais importantes jovens empreendedores, líderes criativos e estrelas em diversas categorias, dentre elas o esporte. Mais ainda por ser o único brasileiro na lista, estando ao lado de outros grandes nomes do esporte mundial, como Stephen Curry e Russell Wilson. Saber que sou uma influência positiva para tantas pessoas no Brasil e no mundo é um reconhecimento enorme ao meu trabalho e minha história de vida. Fico muito grato por isso, e tenho certeza de que isso é só mais um sinal para mostrar que 2016 será um ano de conquistas e felicidade. Vamos com tudo!”, escreveu o brasileiro.

03:31 · 13.12.2015 / atualizado às 09:17 · 13.12.2015 por
Foi a sexta vitória por nocaute do irlandês no UFC (Foto: Reprodução)
Foi a sexta vitória por nocaute do irlandês no UFC (Foto: Reprodução)

A luta mais aguardada do MMA mundial teve seu desfecho conhecido na madrugada deste domingo (13), no Cassino MGM, em Las Vegas. De forma surpreendente, o ‘falastrão’ irlandês Conor McGregor nocauteou o brasileiro José Aldo em apenas 13 segundos de luta e se tornou o novo campeão dos pesos-penas do UFC.

Já no início do combate, Aldo tentou tomar a iniciativa com um cruzado, mas acabou sendo atingido por um forte golpe de encontro que o levou ao chão já totalmente apagado. Com isso, o árbitro paralisou a luta dando a vitória ao irlandês por nocaute.

Após a derrota, José Aldo foi aos prantos e não segurou a decepção. Ainda no octógono, o brasileiro pediu imediatamente uma revanche.

“Ele jogou um direto no meu peito, eu esperava isso, e quando eu fui atacá-lo, ele acertou um bom direto, foi isso. Acho que depois dessa luta, a gente tem que partir para uma revanche.”, disse José Aldo

McGregor chegou a sua sétima vitória seguida no Ultimate, sendo a sexta por nocaute. “Ele é poderoso e rápido, mas precisão bate poder, e tempo bate velocidade. Eu sinto pelo José, ele foi um grande campeão, ele merecia durar mais tempo, mas precisão bate o poder, e timing bate a velocidade. É só isso que é preciso. Ninguém aguenta essa mão esquerda”,  afirmou McGregor após receber o cinturão

Weidman cai diante de Rockhold

José Aldo foi o segundo campeão a deixar escapar o cinturão no UFC 194. Antes dele, o algoz do Anderson Silva, o americano Chris Weidman foi derrotado pelo seu compatriota Luke Rockhold, por nocaute técnico, na categoria dos pesos-médios.

Confira  todos os resultados do UFC 194

CARD PRINCIPAL
Conor McGregor venceu José Aldo por nocaute aos 13s do R1
Luke Rockhold venceu Chris Weidman por nocaute técnico aos 3m12s do R4
Yoel Romero venceu Ronaldo Jacaré por decisão dividida (29-27, 29-28, 29-28).
Demian Maia venceu Gunnar Nelson por decisão unânime (30-26, 30-25, 30-25).
Max Holloway venceu Jeremy Stephens por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28).

CARD PRELIMINAR
Urijah Faber venceu Frankie Saenz por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
Tecia Torres venceu Jocelyn Jones-Lybarger por decisão unânime (triplo 30-27)
Warlley Alves venceu Colby Covington com uma guilhotina aos 1m26s do R1.
Léo Santos venceu Kevin Lee por nocaute técnico aos 3m26s do R1.
Magomed Mustafaev venceu Joe Proctor por nocaute técnico aos 1m54s do R2.
Yancy Medeiros venceu John Makdessi por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28).
Court McGee venceu Márcio Lyoto por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)

 

19:33 · 05.12.2015 / atualizado às 20:05 · 05.12.2015 por

josé aldo

A luta entre José Aldo e Conor McGregor já é uma das mais esperadas pelos fãs do UFC (Ultimate Fighting Champioship). Antes mesmo de começarem a preparação, os lutadores se envolveram em provocações e respostas públicas, uma verdadeira troca de farpas, o que colaborou ainda mais para aumentar a expectativa pelo duelo. Para embalar a torcida brasileira, a organização de lutas encomendou uma música para promover o evento que define o campeão dos peso-pena.

O single “Campeão do Povo”, nas vozes de Tony Mariano e Marcelo D2 foi idealizado, de acordo com o UFC, para ser o grito de guerra dos torcedores no dia 12 de dezembro, quando acontece a luta. A letra do rap foi criada a partir das centenas de mensagens dos próprios fãs do lutador, gravadas em uma cabine no último evento do UFC realizado em São Paulo.

O refrão diz “Cabeça erguida/ Na fé guerreiro/ Eu sou blindado/ Já nasci vencedor/ Campeão do Povo”. A produção musical é assinada pela Marroquino Music.

Tony e D2 ainda estrelam o clipe, dirigido por Rafael Kent. Os cantores aparecem no centro de um octógono enquanto imagens de lutas e vitórias de Aldo surgem na tela.

Confira o clipe da música “Campeão do povo”:

09:17 · 11.08.2015 / atualizado às 09:17 · 11.08.2015 por
O duelo vale o cinturão unificado dos pesos-penas (Foto: Reprodução)
O duelo vale o cinturão unificado dos pesos-penas (Foto: Reprodução)

A tão aguardada luta entre José Aldo e Conor McGregor já tem uma nova data para acontecer. O presidente do UFC, Dana White, confirmou, em entrevista ao Yahoo Sports, que o duelo será realizado no dia 12 de dezembro, no UFC 194, no MGM Grand Gardem Arena, em Las Vegas (EUA).

A declaração do mandatário surge dias depois de o ex-lutador Tito Ortiz, atual empresário de Cris Cyborg, garantir que o UFC havia oferecido para a brasileira uma luta contra Ronda Rousey, campeã do peso-galo, para o UFC 194. A luta, segundo Ortiz, seria realizada no estádio do Cowboys, no Texas.

“Para mostrar que Tito Ortiz não faz ideia do que ele está falando, nós sequer vamos fazer o evento em Dallas, Texas. O UFC 194 será no MGM, em Las Vegas. Isso mostra que Tito está falando besteira. O acordo com a Cyborg é que nós dissemos para ela bater 61,2 kg e aí nós poderíamos falar sobre ela enfrentar a Ronda e eles ainda não fizeram isso! Eles ainda estão falando sobre lutar em 63,5 kg na próxima luta dela no Invicta. O que há de errado com essas pessoas? E nós já falamos que a Ronda iria enfrentar a Miesha Tate em seguida e é isso que vamos fazer”, declarou Dana White.

A luta entre José Aldo e Conor McGregor vale o cinturão unificado dos pesos-penas. O combate já era para ter ocorrido no dia 11 de julho deste ano, no UFC 189, mas o brasileiro sofreu uma lesão na costela e precisou ser retirado do card.

O irlandês enfrentou o americano Chad Mendes, conseguiu um nocaute e faturou o título interino da divisão. José Aldo vai para sua oitava defesa do cinturão dos penas.

22:16 · 30.06.2015 / atualizado às 23:14 · 30.06.2015 por
O campeão dos pesos-penas sofreu uma lesão na costela durante a preparação para o combate (Foto: UFC)
O campeão dos pesos-penas sofreu uma lesão na costela durante a preparação para o combate (Foto: Reprodução UFC)

A luta de MMA mais aguardada do ano foi cancelada. O brasileiro José Aldo sofreu uma lesão na costela e não poderá enfrentar o ‘falastrão’ irlandês Conor McGregor na defesa do cinturão peso-pena, programada para o UFC 189, que acontece no dia 11 de julho, em Las Vegas.

No lugar de José Aldo, o Ultimate escalou o americano Chad Mendes que lutará contra o irlandês pelo título interino da categoria. O dia e local foram mantidos pela organização do evento.

A informação foi confirmada pelo presidente do UFC, Dana White, durante entrevista ao canal “ESPN”. Segundo o mandatário, o treinador do brasileiro, Dedé Perdeneiras, entrou em contato com o Ultimate e informou que José Aldo ainda sente muita dor no local da lesão e não poderia competir.

“Chad Mendes está pronto, mas eu não me sinto muito bem com isso, pois gastamos muito dinheiro promovendo essa luta. Muitas pessoas estão empolgadas para essa luta, então definitivamente é algo decepcionante”, declarou o presidente da organização.

Chad Mendes e McGregor se enfrentarão no dia 11 de julho, no UFC 189 (Foto: Reprodução)
Chad Mendes e McGregor se enfrentarão no dia 11 de julho, no UFC 189 (Foto: Reprodução)

Ao lado de Dana White, Conor McGregor não perdeu a oportunidade para provocar e afirmou que José Aldo estaria com medo.

“Se um homem está assustado pela sua vida, nós não podemos forçá-lo a pisar lá dentro e a me enfrentar. Eu sinto que ele está com medo[…] Com toda razão, o cinturão deve ser retirado dele, e nós devemos disputar o título interino ou, na minha opinião, o verdadeiro cinturão”, alfinetou o irlandês, acrescentando que irá “destruir” seu novo adversário.

José Aldo sofreu uma fratura na costela durante a preparação para o combate. O campeão chegou a ser confirmado no card do evento, mas o lutador acabou não conseguindo se recuperar a tempo. Esta seria a sétima defesa de cinturão do brasileiro no UFC.

Chad Mendes já lutou duas vezes pelo título dos penas, em janeiro de 2012 e outubro de 2014, mas em ambas as vezes foi derrotado por José Aldo.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Vai Encarar

Blog da seção Vai Encarar, da editoria Jogada, sobre lutas e artes marciais, especialmente cobertura sobre UFC.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags