Busca

Categoria: Outras


09:18 · 05.10.2015 / atualizado às 09:28 · 05.10.2015 por
Os lutadores trocaram socos na calçada do ginásio (Foto: Reprodução)
Os lutadores trocaram socos na calçada do ginásio (Foto: Reprodução)

O Campeonato Pan-Americano de Jiu-Jitsu Profissional, realizado neste fim de semana em Fortaleza, foi marcado negativamente por uma briga entre dois lutadores do lado de fora do Ginásio do Náutico Atlético Cearense Atlético, localizado na Av Abolição, no bairro do Meireles.

A confusão teria iniciado ainda dentro do ginásio, após uma discussão entre representantes de duas equipes rivais. Os lutadores saíram da área de competição e começaram a brigar meio da rua.

O ocorrido foi gravado por pessoas que acompanhavam a competição e as imagens enviadas ao Blog Vai Encarar, por meio da ferramenta VC Repórter, pelo aplicativo WhatsApp.

No vídeo é possível ver dois homens lutando na calçada do Clube do Náutico. Eles usam técnicas da luta agarrada e passam a trocar socos.

Uma multidão se formou em volta dos lutadores e passou a incentivar a violência. A torcida ainda presente dentro do Náutico vaiou lamentável episódio.

Após alguns instantes, um dos organizadores se aproxima da confusão e separa os lutadores. Uma outra atleta de jiu-jitsu, visivelmente transtornada, ainda parte para cima de um dos homens e o agride com xingamentos, socos e chutes.

Confira o vídeo:

A Polícia Militar (PM) informou que não foi acionada para nenhuma ocorrência naquela região e que a segurança do evento seria de responsabilidade dos organizadores.

A competição foi organizada Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP). A entidade foi procurada pelo BVE, mas as ligações não foram atendidas e até esta publicação o email não havia sido respondido.

O Campeonato Pan-Americano de Jíu-Jitsu Profissional 2015 foi realizado no sábado (3) e no domingo (4) e reuniu dezenas de atletas de equipes do Brasil e do Exterior, nas categorias masculino, feminino, infantil e juvenil. Ao todo, foram distribuídos R$ 70 mil em prêmios.

11:53 · 02.09.2015 / atualizado às 12:06 · 02.09.2015 por
A lutadora aplicou um triângulo e manteve a posição até a chagada da Polícia (Foto: Reprodução)
A lutadora aplicou um triângulo e manteve a posição até a chagada da Polícia (Foto: Reprodução)

Um homem suspeito de assalto teve uma surpresa nada agradável ao tentar roubar uma mulher, na última terça-feira (1º), na cidade de Açailância, no Maranhão. A ‘vítima’ era uma lutadora de jiu-jítsu e MMA e usou as técnicas adquiridas na arte suave para prender o assaltante.

A mulher, identificada como Monique Bastos, aplicou um triângulo no suspeito e o imobilizou até a chegada da Polícia. A ação foi gravada por populares da cidade e logo ganhou milhares de compartilhamentos nas redes sociais.

No vídeo é possível ver o suspeito imobilizado e pedindo socorro. “Chama a Polícia, chama a Polícia. Socorro! Foi a primeira vez que eu fiz isso, senhor. Foi a primeira vez que eu fiz isso!”, dizia o homem, com o rosto todo ensaguentado.

Assista ao flagrante:

A lutadora relatou em entrevista ao portal de notícias G1 que estava indo para a academia treinar, quando foi abordada por dois assaltantes. “Eles chegaram de moto e tomaram meu celular. Dei um puxão neles e derrubei a moto. O comparsa acabou levando meu celular”, lembrou Monique.

Durante 15 minutos, Monique manteve a força para seguir com o criminoso imobilizado em suas pernas, sem largar a posição. Após a chegada de uma equipe da Polícia Militar, o homem foi preso em flagrante e levado à 9ª Delegacia Regional de Açailândia.

12:08 · 18.05.2015 / atualizado às 13:14 · 18.05.2015 por
O polêmico vídeo causou revolta entre os lutadores e professores da modalidade (Foto: Reprodução Facebook)
O polêmico vídeo causou revolta entre os lutadores e professores da modalidade (Foto: Reprodução Facebook)

O vídeo de um violento treino de muay thai causou polêmica nas redes sociais e revolta entre os praticantes da modalidade. Nas imagens, o treinador de uma academia paulista agride os alunos, desferindo uma sequência de socos no rosto de homens e mulheres. Os atletas devem ficar parados e não podem esboçar nenhuma defesa.

Após o compartilhamento do vídeo, diversos lutadores profissionais repudiaram a atitude do treinador. O campeão dos pesos-leves do UFC, Rafael dos Anjos, classificou o ato como criminoso.

“Um sujeito desse tem que ser preso! Ele coloca a vida dos alunos em risco”, comentou o ‘Dos Anjos’ ao compartilhar o vídeo em seu perfil no twitter.

O lutador cearense Elinardo “Goiabinha”, campeão mundial de muay thai, também reprovou a ação do treinador. O cearense, que já participou de dois intercâmbios na Tailândia, berço da modalidade, comentou que este não é um treino padrão para o esporte.

“Creio que os treinadores que adotam esses treinos violentos não sabem o que estão fazendo. Não existe isso. Os alunos devem ficar sempre atentos e procurar saber qual o histórico das academias onde irão treinar”, ressaltou.

O autor do polêmico treinamento é o professor Fernando Nogueira, que justificou, em entrevista ao ‘UOL Esporte’, que este método é utilizado normalmente com atletas antes das lutas.

“Aquele tipo de treino não é inovador, é feito em partes da nossa equipe, mas não é feito frequentemente. É para os lutadores que estão a caminho de entrar em competição, com cerca de um mês para lutar. Eles sabem que está dentro dos padrões de treino e tiveram a possibilidade de fazer ou não. Mais de 60% não fez. Mas os 40% que quiseram fazer, fizeram. Jamais tive problema com alunos lesionados, ou coisa desse tipo. Foi um treino de nível alto, mas para quem está de fora pode assustar”, comentou Fernando.

Confira a agressão durante o treinamento:

Segundo o treinador, a cena foi gravada há cerca de dois meses e não deveria ter sido exposta. Ele defende que, como professor, sabe os limites em que pode trabalhar.

“Sei do limite dos meus alunos, aquilo é feito com cuidado. No vídeo, percebi que as pessoas estão dando muita ênfase em uma pessoa que está falando, como se estivesse narrando. Eu nem percebi na hora, estava focado em não machucar ninguém. Ali, todos estavam de protetor bucal, e eu evitei golpes na região do nariz e do queixo, que sei que causam lesões. Pode parecer que são socos extremamente fortes, mas é por isso que é um professor que fez. De fora, pode chocar, infelizmente”, completou.

O professor de artes marciais Munil Adriano, mestre de Fernando Nogueira, reprovou os métodos adotados por seu pupilo. “Eu abomino o vídeo, não é o tipo de treino que passo. O que se vê ali não é a minha metodologia de treino”, afirmou.

08:26 · 24.03.2015 / atualizado às 11:55 · 24.03.2015 por
Pedro Aguayo Ramírez era um dos maiores ídolos da luta livre mexicana, modalidade que faz parte da cultura de seu País (Foto: Reprodução)
Ramírez era um dos maiores ídolos da luta livre mexicana, modalidade que faz parte da cultura de seu País (Foto: Reprodução)

Um lutador mexicano morreu durante um combate de luta livre, em Tijuana, no México. Pedro Aguayo Ramírez participava de um evento com mais três atletas, quando levou um golpe de Oscar Gutierrez, o Rey Mysterio, e caiu de mau jeito, ficando desacordado no ringue.

Os lutadores não perceberam que Aguayo estava caído e continuaram a luta. Após alguns minutos, o árbitro constatou que o atleta estava desacordado e chamou o socorro.

De acordo com o médico que atendeu o lutador, a causa da morte foi uma parada cardiorrespiratória, acidentalmente causada pelo golpe. Ramírez demorou cerca de dois minutos para ser atendido, mas o médico de sua família descartou a possibilidade de negligência no socorro.

Pedro Aguayo Ramírez era um dos maiores ídolos da luta livre mexicana, modalidade que faz parte da cultura de seu País. A “lucha libre”, como é conhecida no México, é famosa pelas coreografias, golpes plásticos e por ser realizada de forma ensaiada.

O corpo do lutador foi cremado na manhã da última segunda-feira (23), na cidade de Guadalajara. Além de amigos e familiares, um grande número de fãs da modalidade e o lutador Rey Mysterio acompanharam a cerimônia.

Confira como o momento do acidente:

 

 

10:33 · 23.01.2015 / atualizado às 10:33 · 23.01.2015 por
Massa Bruta é faixa preta III Dan de Taekwondo e especialista em defesa pessoal (Foto: Divulgação
Massa Bruta é faixa preta III Dan de Taekwondo e especialista em defesa pessoal (Foto: Divulgação)

O lutador de Taekwondo Emanoel Barroso, o “Massa Bruta“, realiza neste domingo (25), a partir das 8h, um workshop de defesa pessoal, em Fortaleza. O curso é voltado para os mais diferentes públicos, desde agentes de segurança, até estudantes e mulheres.

“O objetivo deste workshop é ensinar técnicas reais que promovem a segurança e o bem estar, ensinando desde evitar o conflito, até reagir quando não tiver mais possibilidades”, explica o lutador. Os participantes ainda receberão um certificados e passarão por uma avaliação ao término do curso.

Além de ser faixa preta III Dan de Taekwondo e especialista em defesa pessoal, Emanoel Massa Bruta ainda é lutador de MMA. Ele é detentor do cinturão peso-pesado do Limo Fight. Em sua última luta na principal organização do MMA cearense, Massa Bruta nocauteou Júnior Desequilibrado.

Serviço:

Data: domingo dia 25 de JANEIRO
Horário: de 8h as 13h
Investimento: R$65,00
Local: Escola de Natação Medley. Rua Raimundo Victor, 144 Parquelândia.
Mais informações: 85 88647121

16:41 · 22.06.2014 / atualizado às 13:28 · 23.06.2014 por

Quem chega pela área destinada à imprensa, na bela e cara Arena Mané Garricha, depara-se com um segurança grandalhão que mais parece o lutador de MMA, Antonio Pezão. Praticante de jiu-jitsu, 4º dan de Krav Magá  e lutador de boxe, Renatão Souza, como é conhecido, na capital federal, revelou que já foi confundido com o lutador famoso.

“Muita gente me para pra bater foto. Até o Wanderlei Silva uma vez que me viu, perguntou: ‘Cara, o que tu és do Pezão?’ Pode ser que seja parente já que eu também sou Silva”, ri. Renatão é grande no tamanho e também no coração. Ele faz questão de ajudar a todos que pedem informações. “É meu trabalho”, diz, simples assim.

Também fiz questão de registrar a foto com Renatão e trocar ideias sobre artes marciais. Falei para ele que Pezão é nascido em Brasília e criado na Paraíba, por isso, há uma boa chance de eles serem parentes realmente. “Gostaria de conhecê-lo”, revelou.

Veja se realmente parece:

O verdadeiro Antonio Pezao (Foto: Ilo Santiago Jr.)
O verdadeiro Antonio Pezao (Foto: Ilo Santiago Jr.)
Renato Souza Silva trabalha como segurança   na Arena Mané Garrincha, em Brasília (Foto: Divulgação)
Renato Souza Silva trabalha como segurança na Arena Mané Garrincha, em Brasília (Foto: Divulgação)
06:32 · 02.04.2014 / atualizado às 07:08 · 02.04.2014 por

O nocaute de Godofredo Pepey sobre Noad Lahat, com uma joelhada voadora, está entre os melhores nocautes do mês de março selecionados pelo site norte-americano MMA Junkie. Até o momento em que essa postagem foi realizada, o cearense estava em segundo lugar na votação do público pela internet. Você também pode votar e ajudar o brasileiro a faturar mais essa conquista. Ele disputa com Dan Henderson, Dong Hyun Kim, e outros atletas de MMA.

Cearense disputa título de melhor nocaute de março em site norte-americano (Foto: Natinho Rodrigues)
Cearense disputa título de melhor nocaute de março em site norte-americano (Foto: Natinho Rodrigues)
07:26 · 01.04.2014 / atualizado às 07:27 · 01.04.2014 por

A Team Nogueira Fortaleza soltou nesta terça-feira (1º de abril) uma campanha curiosa. Aproveitando o mote do Dia da Mentira, a academia que leva o nome das lendas Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro está promovendo a queda de verdadeiros tabus contra as artes marciais. Tudo de forma simples e bem humorada. Vale a pena conferir. Veja abaixo, na íntegra, a justificativa da Team Nogueira Fortaleza para realizar a campanha.

É de conhecimento de todos que a prática das artes marciais tem crescido por todo o Brasil e alcançado os mais diversos tipos de alunos e interessados. As academias estão investindo casa vez mais nesse serviço, atuando não só com musculação, mas com todas ou as mais procuradas artes marciais. Academias especializadas, como a Team Nogueira também tem crescido e se espalhado pelo Brasil devido principalmente ao sucesso dos brasileiros no UFC, campeonato mais importante do mundo de MMA. A sigla em inglês é de artes marciais mistas e remete a artes marciais como jiu-jítsu, muay thai e boxe, as mais procuradas no nosso país.

 Junto com o crescimento dessas atividades cresce também alguns pré conceitos contra os esportes de luta. Muitas são as ideias que surgem no meio da população sobre essas modalidades. Muitas não possuem fundamento algum e são afirmadas por muitos que nunca buscaram entender ou se aproximar do mundo das lutas. Isso acaba gerando algumas grandes mentiras que acabam circulando entre nós como verdades. Pensando nisso a Team Nogueira Fortaleza e a agência Estojo 20 resolveram criar uma campanha para combater essas mentiras e aproximar o público da prática das artes marciais.

Usando a brincadeira do dia 1º de abril, a academia criou seis peças com algumas “verdades” que são ditas por ai. Uma delas, por exemplo, é a que diz “MMA é só violência”. O objetivo é usar o famoso dia da mentira para combater essas mentiras de forma criativa. Cada peça vem com um rápido texto explicativo que buscar informar a verdade sobre o MMA e demais artes marciais. Daniel Machado, gestor da Team Nogueira Fortaleza deixou sua mensagem sobre o tema:  “A arte marcial é um agente transformador que salva vidas todos os dias, com o tempo deixamos os hábitos negativos e chegam os positivos. O homem determinado faz do impossível sua realidade!”

Veja algumas peça da campanha:

23:21 · 27.01.2014 / atualizado às 15:46 · 28.01.2014 por
Rodrigo Minotauro entregou promoveu a primeira graduação da Team Nogueira Fortaleza. Na foto, ele entrega certificado ao aluno de jiu-jítsu Holanda Júnior (Foto: Aline Holanda)
Rodrigo Minotauro entregou promoveu a primeira graduação da Team Nogueira Fortaleza. Na foto, ele entrega certificado ao aluno de jiu-jítsu Holanda Júnior (Foto: Aline Holanda)

O lutador baiano Rodrigo Minotauro esteve novamente em Fortaleza por duas razões especiais:  voltar a praticar kitesurf e graduar  70 alunos da academia Team Nogueira Fortaleza.  “Estou muito feliz. Atingimos nossa meta de300 alunos em três meses. E já estamos graduando os 70 primeiros de várias modalidades. Muitos pais estão se graduando com seus filhos. Isso é muito bom. Esse é realmente o nosso público alvo. Temos 22 academias espalhadas pelo Brasil e no mundo e 95% dos nosso alunos têm esse perfil”, contou Minotauro.

Para Rodrigo, o trabalho da Team Nogueira Fortaleza tem sido feito de forma exemplar. “É uma academia que está numa crescente. São mais de mil metros quadrados, com toda a estrutura necessária. Tô bastante feliz com os resultados da cidade de Fortaleza. Aqui, está sendo feito um belíssimo trabalho”, complementou.

“Kite é religião”

Outro assunto que deixa um sorriso largo no rosto de Minota é falar de kitesurf e de suas vinda a Fortaleza. “Olha, isso já virou minha religião. Todo mês, estou na Praia do o Cumbuco (município de Caucaia/CE) para velejar. Fui ontem e hoje de novo”, disse, reforçando que está plenamente recuperado do problema no braço, machucado no UFC Fortaleza, em junho do ano passado, na derrota para Fabrício Werdum.

Próximo combate

Minotauro contou que continua treinando todos os dias. Segundo ele, seu retorno ao octógono mais famoso do planeta deve ser nos próximos quatro meses. Minotauro, porém, revelou não ter muitas esperanças de lutar no Brasil na sua volta. “Estou voltando. Hoje, tô treinando boxe com o professor Erivan Conceição. Espero voltar a lutar em maio. Gostaria que fosse no Brasil. Mas já fiz duas lutas aqui, então acho que será fora esse combate”, concluiu.

12:37 · 13.09.2013 / atualizado às 12:43 · 13.09.2013 por

O maior orgulho do lutador cearense Andrezinho Nogueira não são as vitórias que ele conquista no cage. Por por trás desses feitos existe um ser humano que tenta trazer oportunidades de vida a pessoas que teriam poucas chances na vida. É assim que Andrezinho se satisfaz: ajudando ao próximo por meio do projeto Social “Luta pela Vida”, que já atende mais de 100 crianças e adolescentes no Ceará.

Idealizada por Andrezinho, em 2008, é preciso que os beneficiados com o programa estejam devidamente matriculados nas escolas públicas  para continuarem integrando a  Associação Esportiva Luta Pela Vida.

Projeto social beneficia mais 100 crianças e adolescentes (Foto: Divulgação)
Projeto social beneficia mais 100 crianças e adolescentes (Foto: Divulgação)

O projeto de cunho social e esportivo atende a pessoas de ambos os sexos com idade compreendida entre 8 e 16 anos. Eles aprendem  jiu-jítsu, muay thai, MMA e judô, no outro turno da escola, o que ajuda no combate à ociosidade. Os treinos acontecem de segunda a sexta, sendo as turmas divididas por faixa etária, peso e modalidade, na sede da Associação Esportiva Luta Pela Vida, e é composto por seis professores e dois alunos que atuam como monitores.

Os desafios do projeto são a falta de profissionais, de recursos e de incentivos. Para se manter, o espaço da Associação é dividido entre alunos do projeto social Luta Pela Vida e sócios da Academia Black Belt, que pagam uma taxa simbólica utilizada como ajuda de custo nas despesas como água,
luz, material e professores.

Aulas são ministradas na academia Black Belt (Foto: Divulgação)
Aulas são ministradas na academia Black Belt (Foto: Divulgação)

Segundo Andrezinho Nogueira, o Luta Pela Vida surgiu com a proposta de ensinar artes marciais e atuar na formação moral e psicológica dos alunos. Porém, não há profissionais para exercer essa função. “O Projeto existe há 5 anos e se mantém com dificuldades. Nossa intenção era fazer o acompanhamento dos alunos, mas não temos como. Somos apenas professores, e para fazer um trabalho melhor, precisaríamos de, pelo menos, um assistente social e um psicólogo para conversar com os meninos, e o acompanhamento de um pedagogo, já que trabalhamos em parceira com escolas públicas”, afirma o lutador.

Mais informações: 

Associação Esportiva Luta Pela Vida
Rua Vinícius de Morais, nº 3
Bairro São Gerardo – CEP 60325-120
Contato: Andrezinho Nogueira (85) 8867-7282

 Colaboração jornalista Xandy Rodrigues