Busca

Categoria: Projeto Social


12:15 · 09.11.2015 / atualizado às 12:15 · 09.11.2015 por
Carlos Índio irá ministrar as aulas para as crianças no Shopping Parangaba. (Foto: Arquivo Diário)
Carlos Índio irá ministrar as aulas para as crianças no Shopping Parangaba. (Foto: Arquivo Diário)

O Shopping Parangaba, no bairro de mesmo nome, irá abrir suas portas para a criançada e para as artes marciais. Na tarde da próxima terça-feira (10), às 16h, o empreendimento irá lançar o Projeto de Responsabilidade Social “Levante e Lute”, que irá oferecer aulas gratuitas de Jiu-Jitsu e Muay Thay para crianças de 6 a 13 anos que estejam matriculadas na Rede Muncipal de Ensino de Fortaleza.

Segundo a organização do evento, o objetivo é promover a melhoria da socialização, da saúde e da autoestima de crianças carentes através das artes marciais. “Queremos verdadeiramente contribuir para transformar a vida dessas crianças, por isso será feito um acompanhamento da vida escolar de cada criança, verificando seu desempenho e assiduidade”, complementa o gerente de Marketing do Shopping Parangaba, Felipe Bahiana.

O shopping contará com o apoio logístico e educacional de uma equipe de Muay Thay, a Dragon Fight, e de uma equipe de Jiu-Jitsu, a Nova União – o mesmo grupo do atual campeão da categoria peso pena do Ultimate Fighting Championship (UFC), José Aldo Júnior, e do cearense Caio Magalhães. O instrutor das atividades será o campeão do Brazilian King Fighter (BKF), Carlos Índio.

As aulas vão acontecer no piso L1 do shopping, ao lado do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), todas as terças e quintas-feiras, entre 16h e 18h. A expectativa da organização é de formar turmas de, no máximo, 20 crianças.

09:15 · 09.09.2015 / atualizado às 09:16 · 09.09.2015 por
O Projeto Arte Suave é realizado pelos soldados Cavalcante e Holanda, ambos lotados na 1ªCia/1ºBPCom (Foto: SSPDS)
O Projeto Arte Suave é realizado pelos soldados Cavalcante e Holanda, ambos lotados na 1ªCia/1ºBPCom (Foto: SSPDS)

Alunos do Projeto Arte Suave, Projeto social da Polícia Militar, participaram da Copa Búfalo Branco Dojô Águia de Judô, no Ginásio do Serviço Social do comércio (SESC), no Centro de Fortaleza. Na competição, que contou com a participação de todas as Associações de Judô do Estado do Ceará, oito alunos do projeto da PM conquistaram medalhas.

O Soldado Cavalcante, faixa preta de jiu-jítsu, e um dos coordenadores do projeto, parabenizou os lutadores pelos resultados. “Todos os participantes estão de parabéns, não só pelo desempenho na competição, mas por superarem os seus medos, acreditarem nas palavras do seu professor, e principalmente por aprenderem que no esporte não existe classe social, cor, religião, mas sim raça e superação’’, disse o policial.

O Projeto Arte Suave é realizado pelos soldados Cavalcante (faixa-preta de jiu-jítsu) e Holanda (faixa-verde de judô), ambos lotados na 1ªCia/1ºBPCom, onde os policiais militares ministram aulas de Judô e Jiu Jitsu em uma sala equipada na sede da própria Companhia. Cerca de 80 crianças e adolescentes da Comunidade do Campo do América, no bairro Meireles, em Fortaleza, participam do projeto.

Segundo a Polícia Militar, além de formar futuros atletas, o principal objetivo do Arte Suave é ser uma ferramenta de inclusão social para essas crianças e adolescentes, bem como, a partir da doutrina das Artes Marciais para afastar esses jovens das drogas e da violência. Para fazer parte do projeto o aluno devem estar devidamente matriculados e frequentando a escola, bem como estar com boas notas e com bom comportamento.

13:39 · 12.08.2015 / atualizado às 13:44 · 12.08.2015 por

Andrezinho Nogueira não esconde que um dos seus maiores orgulhos é o projeto social Luta pela Vida. O lutador já coordena a ação há sete anos dando aulas gratuitas de várias modalidades de artes marciais para cerca de 100 crianças e adolescentes.

Na última terça-feira (11) Andrezinho esteve, juntamente com seus alunos, no tatame montado no Shopping Parangaba. Na ocasião, os atletas exibiram exercícios iniciais de quatro modalidades de lutas: judô, jiu-jitsu, muay thai e MMA.

Cerca de 100 crianças e adolescentes estiveram no Shopping Parangaba (Divulgação)
Cerca de 100 crianças e adolescentes estiveram no Shopping Parangaba (Divulgação)

“Eu sou apaixonado pela artes maciais desde criança e quis apresentar isso a outras pessoas. Vi que era uma ferramenta que eu poderia ajudar o próximo por meio dos ensinamentos e exercícios para quem não pode pagar”, conta o lutador.

De acordo com ele, o objetivo é transformar a vida dessas crianças e adolescentes por meio do esporte. ”É importante perceber como eles podem ter uma perspectiva de futuro, tanto como professor, quanto como atleta”, orgulha-se.

É esse o caso de Samuel Ricardo Sousa, 21, um dos alunos do projeto que estiveram presentes na apresentação no Shopping Parangaba. “Eu estou no Luta pela vida desde o começo. Me apaixonei pelo esporte e hoje não me vejo fazendo outra coisa da vida”. O jovem atualmente é professor de Judô e cursa o sexto semestre da faculdade de Educação Física. Outro fruto do projeto é o faixa-preta Alan Gomes, que atualmente está no Rio de Janeiro e segue invicto em disputas de sua categoria no MMA.

Para Felipe Bahiana, gerente de marketing do Shopping Parangaba, é gratificante receber os lutadores e viabilizar a ação. “O projeto social de André é belíssimo e o Shopping sempre buscou incentivar a pratica de esportes. Procuramos também apoiar os grandes eventos como o BKF, além de incentivar os atletas”, afirma. Segundo Andrezinho, a parceria é importante e possibilita divulgar o trabalho desenvolvido por ele e sua equipe. “É importantíssimo que todos percebam como o esporte pode ser revolucionário na vida de alguém”, conclui.