Categoria: Ronda Rousey


08:20 · 31.01.2017 / atualizado às 08:23 · 31.01.2017 por
Ronda ficou inconsolável ao perder para Amanda Nunes no UFC 207 (foto: arquivo)
Ronda ficou inconsolável ao perder para Amanda Nunes no UFC 207 (foto: arquivo)

No que depender das palavras de Dana White, a lutadora Ronda Rousey deve mesmo encerrar sua carreira no MMA. Em entrevista ao Flo Combat, o chefão do UFC deixou claro que, após conversa com a ex-campeã dos galos, seu destino será outro, bem longe do octógono.

Eu falei com Ronda no sábado pela manhã. Se eu tivesse que dizer agora, eu diria que ela não lutará novamente. Na minha opinião Ronda Rousey já está aposentada e, a partir de agora, vai curtir a vida fora do octógono”, declarou o presidente do Ultimate.

Mesmo aparentando uma certa tristeza pela provável ausência de uma de suas principais estrelas da organização, Dana White fez questão de reforçar o legado deixado pela americana, que revolucionou o esporte ao popularizar a participação das mulheres.

“Estou feliz por ela. Ronda chegou ao UFC e mudou o mundo. Ela pôs o MMA feminino no mapa e protagonizou as maiores lutas da história do seu esporte. Espero que seus recordes possam ser quebrados. Não sei se isso é possível, mas torço para que seja”, concluiu.

09:19 · 11.01.2017 / atualizado às 09:19 · 11.01.2017 por
Ronda observa muro de sua residência pichado (foto: reprodução/Daily Mail)
Ronda observa muro de sua residência pichado (foto: reprodução/Daily Mail)

A americana Ronda Rousey resolveu ‘aparecer’, depois da humilhante derrota no UFC 207, em dezembro de 2016, quando foi nocauteada pela brasileira Amanda Nunes, campeã da categoria peso-galo do UFC.

Nessa terça-feira ela foi flagrada pelo ‘Daily Mail‘ ao sair de casa para observar um ato de vandalismo (pichação), deixado no muro da sua residência. Nas fotos é possível observar que a lutadora não tem mais nenhuma marca do último combate.

O futuro de Ronda no UFC ainda é incerto. Após duas derrotas consecutivas, especula-se que a pioneira na organização pode até se aposentar, já que conseguiu uma boa estabilidade financeira. Por outro lado, amigos e fãs esperam que ela retome o caminho das vitórias e volte a disputar o cinturão da divisão.

17:40 · 04.10.2016 / atualizado às 17:40 · 04.10.2016 por
Cyborg divulgou montagem desafiando Ronda nas redes sociais (foto: Reprodução/Instagram)
Cyborg divulgou montagem desafiando Ronda nas redes sociais (foto: Reprodução/Instagram)

Há muito tempo os fãs do MMA vivem a expectativa de um possível duelo entre a brasileira Cris Cyborg e a americana, ‘queridinha’ do UFC, Ronda Rousey. Nesta terça-feira (4), a provável luta ganhou mais força e pode acontecer numa data bem relevante do calendário esportivo internacional, no ano que vem.

Isto porque Cris Cyborg voltou a desafiar Ronda nas redes sociais. Em sua conta no Instagram, a paranaense, que tem duas lutas e duas vitórias no UFC disse que gostaria de enfrentá-la em fevereiro, durante o final de semana do Super Bowl (decisão da liga profissional de futebol americano dos EUA).

“Fim de semana do Super Bowl @rondarousey? Não tem razão para voltar no Ano Novo se você não vai nem lutar com a garota que “tirou seu” cinturão. As pessoas vão te respeitar mais se você finalmente resolver esta novela dentro do cage. Eu posso bater 140 (libras, ou 63,5kg), você não precisa vir até a campeã”, escreveu a brasileira em inglês.

Cyborg ainda deixou claro que se considera a adversária ideal para Ronda conquistar mais respeito ainda com os fãs. “Ronda, se você quer lutar, vamos fazê-lo. Você está fazendo o seu retorno ao cage para lutar pelo cinturão, mas você não está lutando contra quem levou ele de você. As pessoas iriam respeitá-la por lutar contra mim….”, completou.

Na última vez que entrou no octógono, em novembro de 2015, Ronda Rousey acabou nocauteada por Holly Holm, ocasião em que perdeu o cinturão dos galos feminino do UFC. Já Cris Cyborg está invicta há 11 anos e na sua última luta fez mais uma vítima, ao nocautear a sueca Lina Lansberg, no último dia 28 de setembro, no UFC Brasília.

10:12 · 16.02.2016 / atualizado às 10:13 · 16.02.2016 por
Ronda levou a pior no última última disputa de cinturão contra Holly Holm, pelo UFC 193. (Foto: Agência Reuters)
Ronda levou a pior no última última disputa de cinturão contra Holly Holm, pelo UFC 193. (Foto: Agência Reuters)

Ser coroada rainha e perder a majestade pode não fácil para todo mundo de encarar, principalmente ao ver toda a empolgação e apoio de parte dos fãs e da mídia ir embora, enquanto os elogios dão lugar as críticas. Com Ronda Rousey não foi diferente, mas com a ex-campeã das pesos-galo do UFC, o conto de fadas quase teve um final ainda mais trágico do que o “knockout” contra Holly Holm.

Em entrevista ao programa “The Ellen DeGeneres Show“, Rousey admitiu ter pensado em cometer suicídio no período após o primeiro revés em sua carreira no MMA. O namorado, Travis Browne, também lutador do UFC, pela categoria Peso Pesado, foi a motivação para que ela continuasse viva.

“Eu estava literalmente sentada, pensando em me matar e que ‘eu não sou nada e ninguém dá a mínima para mim’. Mas levantei a cabeça e vi Travis. Olhei para ele,

e estava tipo ‘eu preciso ter seus bebês. Preciso me manter viva’, revelou Ronda durante a entrevista. A lutadora estava visivelmente emocionada

O curto tempo entre as lutas decisivas, pelo menos para a ex-campeã, parece ter sido a chave para derrota para Holly Holm, pelo UFC 193, em novembro do ano passado.

“Acho que a única coisa que foi diferente desta vez foi que era a minha terceira luta por título em nove meses e não acho que alguém já tenha tentado fazer isso antes”, ponderou Ronda.

17:54 · 27.12.2015 / atualizado às 18:02 · 27.12.2015 por
Atual campeã da categoria peso palha, Joanna Jedrzejczyk saiu em defesa de Ronda Rousey.
Atual campeã da categoria peso palha, Joanna Jedrzejczyk saiu em defesa de Ronda Rousey. (Foto: Divulgação/UFC)

Atual campeã da categoria peso palha feminina, a polonesa Joanna Jedrzejczyk declaru seu apoio à americana Ronda Rousey, ex-campeã das peso-galo. Em entrevista, Joanna afirmou que a derrota para Holly Holm no UFC 193 não apaga tudo o que Rousey já fez pelo UFC e pelo MMA.

“Estamos juntos nesse esporte. Não podemos esquecer o que Ronda Rousey fez por todos nós, não apenas para as lutadoras, mas por todo o UFC e o MMA ao redor do mundo. As pessoas podem lembrar apenas que ela perdeu sua última luta. Ela era da equipe olímpica americana de judô, disputou uma Olimpíada e ganhou uma medalha. Ela era a campeã e ainda é uma das melhores lutadoras do mundo. As pessoas não podem esquecer isso”, disse ao site ‘Sherdog’.

"Não podemos esquecer o que Ronda fez por todos nós", diz Joanna Jedrzerjczyk.
“Não podemos esquecer o que Ronda fez por todos nós”, diz Joanna Jedrzerjczyk. (Foto: Divulgação/UFC)

Segundo a polonesa, as derrotas fazem parte da vida dos lutadores e o que importa é o legado que eles deixam no esporte.

“O MMA é um esporte lindo, mas às vezes brutal. Um soco ou um chute podem acabar com uma luta, e por isso temos que prestar atenção em cada segundo de uma luta. Fico feliz que o MMA esteja crescendo e que eu seja parte disso”, finalizou.

12:52 · 17.11.2015 / atualizado às 12:52 · 17.11.2015 por
Holm nocauteou Ronda com 59 segundos do segundo round, na luta principal do UFC 193. (Foto: Reuters)
Holm nocauteou Ronda com 59 segundos do segundo round, na luta principal do UFC 193. (Foto: Reuters)

Lenda do UFC feminino, Ronda Rousey não deve deixar passar a sua derrota surpreendente para Holly Holm, na disputa do cinturão do peso galo, no último sábado (14), no UFC 193. A nova campeã da categoria sabe disso e afirmou, após a luta, que já espera uma revanche “assustadora”.

Holm explicou que acredita que todo lutador tem o direito de ter uma revanche para tentar se recuperar. “Em uma revanche, a confiança está com quem venceu a primeira luta, mas o outro está vindo com um coração totalmente diferente e um pensamento diferente. É uma luta mais assustadora. Já sofri um nocaute brutal e queria muito uma revanche. Acabei vingando minha derrota”, relembrou a norte-americana sobre um episódio em 2011.

Tratada como “azarona” antes do duelo, Holm continuou pregando respeito a Ronda, mesmo tendo derrubado a favorita com uma sequência exemplar de golpes no início do segundo round.

Holm tratou de mostrar a admiração que tem pela adversária segundos depois do nocaute. “Disse que a apreciava e que nós não teríamos a oportunidade que tivemos se ela não fosse uma campeã tão grande, e que a respeitava muito”, revelou a lutadora, na última segunda-feira (16), ao jornal Los Angeles Times.

11:09 · 16.11.2015 / atualizado às 11:48 · 16.11.2015 por
Ronda Rousey foi nocauteada por Holly Holm com 59 segundos do segundo round. (Foto: Reuters)
Ronda Rousey foi nocauteada por Holly Holm com 59 segundos do segundo round. (Foto: Reuters)

Além de ser surpreendida, nocauteada e perder o cinturão dos pesos galos femininos no UFC 193 para a compatriota Holly Holm, a norte-americana Ronda Rousey ainda irá carregar danos físicos da luta realizada em um estádio de Melbourne, na Austrália, na madrugada de sábado para domingo (15) – no Brasil.

A sequência de golpes de Holm, no início do segundo round, derrubou Ronda – e a sua invencibilidade no UFC – e fez “estragos” no rosto da ex-campeã. Segundo o canal ESPN dos Estados Unidos, Ronda Rousey terá que passar por cirurgia plástica para corrigir uma lesão no lábio e uma fratura no nariz.

A gravidade dos golpes de Holm foi atestada logo após o juiz encerrar a luta, e Ronda precisou ser levada imediatamente ao hospital, onde ficou apenas em observação e se contestou a necessidade de passar pelo processo cirúrgico.

10:17 · 10.07.2015 / atualizado às 10:24 · 10.07.2015 por
Esta foi a 14ª vitória na carreira da lutadora (Foto: Invicta FC)

A brasileira Cristiane Justino, a Cris “Cyborg”, mostrou mais uma vez sua incrível força no MMA feminino. Com uma atuação impecável, a lutadora nocauteou a neozelandesa Faith van Duin, na noite de quinta-feira (9), e manteve o cinturão dos pesos-penas do Invicta FC.

Cyborg não deu chances para a adversária e acabou com a luta logo aos 45s do primeiro round, após uma sequencia de socos. Como de costume, a brasileira voltou a provocar a americana Ronda Rousey, campeã do UFC.

“Muito obrigada a todos que estiveram comigo. Foi uma grande vitória e agora eu quero enfrentar você Ronda. Pare de fugir”, disse Cyborg após a vitória.

Esta foi a 14ª vitória de Cris Cyborg, sendo a quarta seguida pela Invicta FC, evento americano especializado em lutas femininas..

Além de Cyborg, a brasileira Hérica Tibúrcio também defendeu o cinturão do Invicta na noite desta quinta-feira (9), mas ela acabou derrotada pela japonesa Ayaka Hamasaki, por decisão dividida dos juízes.

 

11:20 · 26.03.2015 / atualizado às 11:23 · 26.03.2015 por
ronda
Desafetos assumidos, as lutadoras poderão se enfrentar em breve

A lutadora Cris “Cyborg” anunciou, através das redes sociais, que está de volta ao UFC. A brasileira afirmou que foi contratada por Lorenzo Fertitta, um dos “chefões” do Ultimate, e aproveitou para mais uma vez desafiar a americana Ronda Rousey. Na publicação, Cyborg sugere que as lutadoras façam exames antidoping no padrão olímpico.

“Suas desculpas para não me enfrentar estão caindo […]. Pare de me acusar irresponsavelmente sobre esteroides anabolizantes. Eu estou limpa! […] Vamos fazer testes olímpicos, como Pacquiao e Mayweather, e você vai ter uma desculpa a menos para se esconder por trás. Lorenzo me contratou, estou de volta e vou atrás de você”, escreveu.

A brasileira ainda criticou “Rowndy” por abrir uma exceção para Gina Carano, aceitando enfrentar a veterana no peso-pena, mas não ela. “É uma vergonha você dizer que enfrentaria Gina Carano no peso-pena e não a mim. De qualquer jeito, vou atrás de você. Se esforce ao invés de dar desculpas. Você pode ter 99 desculpas para não me encarar, mas não estar no UFC não é uma delas”, completou Cyborg.

Ronda Rousey está invicta a 11 lutas e vai para sua sétima defesa do cinturão peso-galo (até 61,2 kg), desta vez contra a brasileira Bethe Correia. Já Cris Cyborg tem um cartel de 12 vitória e é a campeã do peso-pena (até 65,8 kg) do Invicta FC.

13:25 · 21.03.2015 / atualizado às 13:28 · 21.03.2015 por
Ambas as lutadoras estão invictas no MMA (Foto? Reprodução UFC Brasil_
Ambas as lutadoras estão invictas no MMA (Foto? Reprodução UFC Brasil_

O sonho de Bethe Correia, enfim, virou realidade. Durante a coletiva de lançamento da Turnê Mundial do UFC 189, realizado na última sexta-feira (20), no ginásio Maracanãzinho, foi confirmado que a paraibana será a próxima desafiante da campeã Ronda Rousey, valendo o cinturão dos galos. As lutadoras farão a luta principal do UFC 190, no dia 1º de agosto, na Arena da Barra, Rio de Janeiro.

Ronda veio pessoalmente até o Brasil para desafiar Bethe. A norte-americana esteve presente em um evento para promover a luta entre José Aldo e Conor McGregor, que ocorrerá em 11 de julho. Ela demonstrou toda a sua satisfação em poder lutar contra a paraibana em solo brasileiro, algo que já havia demonstrado interesse em declarações anteriores.

“Eu pedi para essa luta ser no Brasil. Já lutei aqui e antes e minhas maiores vitórias no judô foram aqui. Com certeza é algo pessoal. Eu quero entrar lá e não só vencê-la, mas deixá-la envergonhada”, afirmou “Rowndy”.

Bethe Correia rebateu as provocações e desse que sua luta contra Ronda Rousey revolucionará o MMA. “Quero dar um presente para Ronda Rousey: um soco forte na cara, que ela nunca levou. Eu prometi isso e ela vai receber isso. Eu vou dar esse cinturão para a torcida, pois eles merecem. Eu estou em casa, feliz, sei que os fãs irão me apoiar e eu irei representá-los da melhor maneira. MMA é diferente de judô e ela vai sentir o a mudança”, respodeu a paraíbana.

O duelo, enfim, será a prova de fogo de ambas as lutadoras, visto que Ronda e Bethe vêm trocando provocações já há algum tempo. O encontro também colocará à prova a invencibilidade das duas atletas, pois enquanto Ronda tem 11 vitórias na carreira, Bethe venceu os nove combates que realizou.

Fonte: UFC Brasil

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Vai Encarar

Blog da seção Vai Encarar, da editoria Jogada, sobre lutas e artes marciais, especialmente cobertura sobre UFC.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags