Busca

Categoria: TUF BRASIL


14:25 · 27.04.2015 / atualizado às 14:25 · 27.04.2015 por
A inauguração contou com um campeonato de lutas, com mais de 20 participantes (Foto: Divulgação)
A inauguração contou com um campeonato de lutas, com mais de 20 participantes (Foto: Divulgação)

O cearense Marcos ‘Majú’, ex-participante do TUF Brasil 4, acaba de inaugurar sua academia de artes marciais, a Maju Making Champions, localizada no bairro do Conjunto Ceará. O espaço contará com aulas de jiu jitsu, muay thai e boxe, além de treinos funcionais e zumba.

O lançamento oficial foi neste fim de semana, com um torneio de lutas casadas e submission, que reuniu mais de 20 lutadores. Além de Majú, a academia também terá os treinadores ‘Jê’ Azevedo, professor de muay thai, e Diego Silva e David Buston, no jiu jitsu e boxe.

Os alunos conhecerão as técnicas e o aprendizado vividos por Marcos Maju em Las Vegas, durante a gravação do TUF4, quando treinou ao lado de Anderson Silva e Maurício Shogun, duas lendas do MMA. O lutador foi um dos 32 finalistas da quarta edição do programa.

No reality, o cearense foi derrotado pelo carioca Matheus Damas. Apesar do revez, o desempenho de Marcos Maju impressionou o presidente do UFC, Dana White, que demonstrou o interesse de o lutador retornar ao evento.

Serviço:
Maju Making Champions
Local: 
Rua 505 – N°41 – Conjunto Ceará
Mais informações: (85) 8888-3148

07:59 · 13.04.2015 / atualizado às 09:00 · 13.04.2015 por
Godzilla derrubou Benks e encaixou um  katagatame, finalizando a luta (Foto: Reprodução)
Godzilla derrubou Benks e encaixou um katagatame, finalizando a luta (Foto: Reprodução)

O Ceará não tem mais representantes na quarta edição do The Ultimate Fighter Brasil (TUF). No segundo episódio do reality show, transmitido na noite do domingo (12), na TV Globo, os dois cearenses foram derrotados nas lutas eliminatórias para entrar na casa.

O primeiro derrotado foi Marcos “Majú”, que, após fazer uma boa luta no primeiro round, acabou sendo nocauteado no segundo pelo carioca Matheus Damas. Apesar do revez, o desempenho do cearense impressionou o presidente do UFC, Dana White.

O dirigente foi pessoalmente parabenizar o lutador após o combate e afirmou que se houver uma desistência gostaria que ele voltasse para o TUF. White elogiou muito a resistência do atleta, mostrando-se impressionado com a quantidade de golpes absorvidos pelo cearense no duelo contra Matheus Adamas.

Após a luta de Majú, foi a vez de seu conterrâneo Arlen Benks enfrentar o pernambucano Jack Godzilla. O duelo foi muito disputado, com Godzilla conseguindo sair de duas tentativas de chave de braço, chegando a assustar Maurício Shogun. No segundo round, após alguns momentos de trocação franca, Godzilla derrubou Benks e encaixou um katagatame, finalizando a luta e garantindo um lugar na casa.

Definição dos times

Após as oito lutas da noite, os treinadores Anderson Silva e Maurício Shogun escolheram seus times. Shogun ganhou no cara ou coroa e decidiu escolher o casamento da luta.

Com isso, Anderson Silva pode escolher ter a primeira escolha dos lutadores. Após a formação das equipes, Shogun decidiu que a primeira luta será entre os pesos-galos Matheus Nicolau e Reginaldo Vieira.

Os lutadores se encararam amistosamente, sem nenhuma provocação. O combate será transmitido no próximo domingo (19).

07:56 · 06.04.2015 / atualizado às 09:55 · 06.04.2015 por
Anderson Silva foi substituído por Rodrigo Minotauro, mas aparece nos 3 primeiros episódios (Foto: Inovafoto)
Anderson Silva foi substituído por Rodrigo Minotauro, mas aparece nos 3 primeiros episódios (Foto: Inovafoto)

A quarta edição do The Ultimate Fighter (TUF) Brasil estreou na noite deste domingo (5), com os 32 lutadores sendo recepcionados, em Las Vegas, pelo presidente do UFC, Dana White, e os treinadores Maurício “Shogun” e Anderson Silva- que ficará até o 3º episódio e depois será substituído por Rodrigo “Minotauro”.

Os lutadores pesos galos Franklin “Arrocha” dos Santos e Bruno “Korea” fizeram a primeira luta eliminatória do TUF 4. Após algum tempo de estudo entre os adversários, o carioca ”Korea” aplicou um chute rodado no rosto do rival e acabou carimbando um lugar na casa com um belo nocaute.

Já o primeiro duelo da divisão dos leves foi marcada por muita provocação e uma disputa acirrada até o fim. Após dois ronds empatados, o argentino Nazareno Malegarie conseguiu a vitória no último round, contra Edson “PC” Pereira.

Além deles, os pesos galos Bruno Gustavo “Bulldog”, Dileno Lopes e Matheus Nicolau, e os leves Erick Silva, Glaico França e Joaquim “Neto BJJ” também venceram as lutas eliminatórias e garantiram um lugar no reality. As lutas dos cearenses José Marcos Santiago, o “Maju”, e Arlen “Bensk” Viana, que participam da edição, não foram transmitidas neste primeiro episódio.

Formato

Nos dois primeiros episódios do programa, que é exibido aos domingos na TV Globo, os 32 atletas lutam entre si em batalhas eliminatórias. Apenas os 16 vitoriosos irão se mudar para a casa do TUF, onde permanecerão confinados, treinando juntos e se enfrentando a cada episódio.

Uma vez no programa, os lutadores serão divididos em duas equipes de oito, lideradas pelas lendas do UFC Rodrigo Minotauro e Maurício Shogun. O ex-campeão Anderson Silva, foi substituído por Minotauro, mas está nos três primeiros episódios.

08:11 · 10.02.2015 / atualizado às 08:11 · 10.02.2015 por
Minotauro também foi o técnico do TUF Brasil 2, em 2013 (Foto: Reprodução UFC)
Minotauro também foi o técnico do TUF Brasil 2, em 2013 (Foto: Reprodução UFC)

O UFC anunciou que a lenda brasileira do MMA Rodrigo “Minotauro” integrará o reality show The Ultimate Fighter Brasil (TUF) 4, como treinador de uma das equipes, no lugar do ex-campeão Anderson Silva.

A Comissão Atlética do Estado de Nevada, que regulamenta todas as lutas do TUF, solicitou que o “Spider” encerasse sua participação na edição como resultado da suspensão temporária que recebeu, após o resultado do exame pré luta do UFC 183, realizado em 9 de janeiro de 2015. O UFC e a Globo, emissora que transmite o reality show no Brasil, acataram a decisão da Comissão.

O TUF Brasil 4, que começou a ser gravado em Las Vegas, na última segunda-feira (2), originalmente teria Silva e o ex-campeão meio pesado Mauricio “Shogun” como treinadores das duas equipes. Shogun continuará na liderança de seu time, mas agora enfrentando o Time Nogueira, que além de Rodrigo “Minotauro”, terá Rogério “Minotouro” como técnico assistente.

09:28 · 05.02.2015 / atualizado às 09:28 · 05.02.2015 por
Spider voltou como nos velhos tempos e conquistou sua 33ª vitória na carreira (Foto: UFC)
Spider flagrado no exame antidoping (Foto: UFC)

O UFC decidiu manter Anderson Silva, 39, como um dos técnicos do reality show “The Ultimate Fighter“, apesar de o brasileiro conhecido como o melhor lutador de MMA da história ter sido flagrado no exame antidoping. A Globo exibirá o programa.

“Anderson tem sido um dos maiores atletas que o esporte já viu. Ele tem uma longa e única carreira nas artes marciais mistas. Em nove anos no UFC, Anderson nunca testou positivo para uma substância proibida, Nos guiando por isso, durante todo esse processo, Anderson vai continuar sendo o técnico do TUF. Claro que vamos continuar acompanhando as ações da Comissão de Nevada”, informou Dana White, presidente do UFC, por meio de comunicado oficial na noite desta quarta-feira.

Anderson começará na segunda-feira a participar das gravações do reality show “The Ultimate Fighter”, nos arredores de Las Vegas. A reportagem apurou que o lutador participou normalmente das gravações nesta segunda e terça-feira.

Além do reality que será transmitido na TV aberta pela rede Globo, Anderson participa do “Spider Life Show“, reality show multiplataforma cujos episódios são disponibilizados via Youtube e também por meio de mídias sociais do lutador.

Foi divulgada a participação de Anderson em um terceiro reality show, sobre forma física, exercícios e alimentação no canal americano AXS. Mas, oficialmente, o time do lutador afirma desconhecer sua participação.

Doping

Apesar de manter Anderson no reality show, o UFC fez questão de reiterar em seu comunicado que respeita a Comissão Atlética do Estado de Nevada, que havia “encomendado” o exame antidoping e que suspendeu preventivamente Anderson após o resultado positivo para doping.

“Apoiamos irrestritamente o programa de testes da comissão fora do período de competição. Testes dessa natureza são importantes para manter o esporte limpo”, afirmou o comunicado do UFC.

09:16 · 09.10.2014 / atualizado às 09:18 · 09.10.2014 por
Dois cearenses, Rony Jason e Godofredo Pepey, foram os destaque da primeira etapa do reality show (Foto: Divulgação UFC)
Dois cearenses, Rony Jason e Godofredo Pepey, foram os destaque da primeira etapa do reality show (Foto: Divulgação UFC)

A grande maioria dos lutadores de Artes Marciais Mistas (MMA, sigla em inglês) compartilham no mesmo sonho: entrar para o UFC, a maior organização de lutas do mundo. Neste mês de outubro os atletas poderão ficar um pouco mais perto de atingir este objetivo. O Ultimate realizará a seletiva para a 4ª edição do The Ultimate Fighter Brasil, reality show transmitido pela Rede Globo e que dá ao vencedor um contrato com o UFC.

A seleção acontecerá no próximo dia 26 de outubro, no Hotel Windsor Barra, no Rio de Janeiro. Os candidatos devem ter entre 18 e 34 anos e Um cartel de, no mínimo, 3 lutas profissionais, sendo a maioria com vitórias.

A etapa 2015 do reality trará atletas das categorias peso-galo (até 61 kg) e peso-leve (até 70 kg). Os treinadores ainda não foram definidos pelos organizadores. O UFC lembra que ex-lutadores da organização não poderão participar.

Antes de se apresentarem para a seletiva no Hotel Windsor, os candidatos devem preencher o formulário online no site do UFC. Os atletas são responsáveis por todas as despesas nesta primeira etapa, incluindo passagens, alimentação e hospedagem.

Cearenses bem representados no The Ultimate Fighter Brasil

Na primeira edição do programa, dois lutadores cearenses foram à final na categoria peso-pena. Rony Jason acabou vencendo Godofredo Pepey, por decisão unânime dos juízes. Após a luta, ambos os lutadores acabaram assinando com o UFC e hoje representam o Estado dentro da organização.

10:21 · 17.07.2014 / atualizado às 10:22 · 17.07.2014 por
Jason esteve presente no lançamento do Fortaleza, clube que o patrocina (Foto: Natinho Rodrigues)
Jason esteve presente no lançamento dos uniformes Fortaleza, clube que o patrocina (Foto: Natinho Rodrigues)

O lutador Rony Jason deu seu posicionamento sobre o acidente de trânsito no qual esteve envolvido na última terça-feira (15), no município de Quixadá. Na ocasião, o atleta colidiu contra um ciclista, que fraturou o braço no acidente.

Jason, que esteve presente no lançamento dos novos uniformes do Fortaleza nesta quarta-feira (16), alegou que falta de iluminação na via onde ocorreu a colisão e ressaltou carência de locais apropriados para que os ciclistas pratiquem o esporte em sua cidade natal.

“Não é uma via adequada, mas não pelos ciclistas, e sim pela carência de ter onde praticar o esporte. Peço às autoridades competentes que façam uma iluminação melhor. Infelizmente, os ciclistas em Quixadá têm que passar todos os dias por esses problemas e correm risco de vida para ter uma vida mais saudável”, afirmou o lutador.

O vencedor da primeira edição do TUF Brasil alega que prestou os primeiros socorros à vítima, identificada como “Bruno Chocolate”, que também é praticante de artes marciais. “Prestei os primeiros socorros à vítima. Inclusive é um rapaz que treina com a gente, que é um menino muito bom e batalhador também”, ressaltou Jason. “Fiz meu B.O (Boletim de Ocorrência), e ele fez o dele. Já veio para o hospital e vai ser cirurgiado. Tudo ocorre bem”, avaliou o lutador, que prometeu visitar Bruno no hospital nesta quinta-feira (17).

“Há males que vem para o bem. Eu acho que isso vem abrir os olhos para Quixadá construir um local mais adequado. Os ciclistas sofrem muito por não terem locais adequados para treinarem, e, às vezes, têm que correr risco de vida”, finalizou Rony Jason.

11:29 · 28.04.2014 / atualizado às 11:29 · 28.04.2014 por

O Blog Vai Encarar, por opção, não noticia factualmente o TUF Brasil. No entanto, o episódio 8 da terceira edição do reality chamou atenção por um motivo antigo e debatido com frequência no MMA: a luta entre amigos. O técnico Wanderlei Silva escalou Antônio Montanha, da sua equipe, para encarar Vitor Miranda, do time de Chael Sonnen. Os dois participantes são parceiros de treino e grandes amigos. Na luta, Vitor foi superior e nocauteou Montanha. O emocionante aconteceu depois, quando ambos caíram no choro.

Embedded image permalink
Amigos emocionados ao fim da luta |Foto: Reprodução/Twitter

A cena, com certeza, já entra pro rol dos grandes momentos do TUF no Brasil, assim como aquele em que Bodão incentivou Massaranduba a continuar na luta no TUF Brasil 1. Ao fim do confronto, Miranda ajudou Montanha a ir para o vestiário, a perna do derrotado estava moída dos diversos chutes que levou do amigo. No caminho, Antônio caiu no choro e revelou seu real semtimento em relação ao combate: ”Você sabia que eu não queria lutar”, disse.

Através do twitter, ao trocar mensagens comigo e outros jornalistas, Montanha admitiu que esse tipo de coisa pode acontecer. “Infelizmente faz parte da profissão. Evitamos ao máximo, foi muito tenso”, disse.

Após ir para o vestiário de sua equipe, Vitor chorou copiosamente e lamentou ”estar adiando o sonho” do seu amigo. Antes da luta, o especialista em muay thai lamentou o combate. “Estou um pouco chateado porque é um parceirão meu de treino. Sempre brincávamos na academia dizendo que a gente ia se quebrar aqui dentro. Quando chegamos, sabíamos dessa possibilidade. Achei que ia passar por isso tranquilo, mas, quando chega a hora e confirma mesmo, é bem chato”, disse.

Polêmica 

O debate sobre luta entre amigos não é novo no MMA, mas o curioso do acontecido no último domingo é que um dos personagens é reincidente. Wanderlei Silva, também foi técnico na primeira edição do reality brasileiro, foi grande crítico de Vitor Belfort, que escalou Jason x Gasparzinho no TUF Brasil 1.

Na ocasião, Wanderlei vociferou:  “Está satisfeito? Fazer os brothers brigarem. Os caras são amigos, para que isso? O Gasparzinho falou que não queria lutar”.

“Nós não lutamos entre amigos, entre caras da mesma equipe. Salvo exceção, como a final do programa, onde um ganharia contrato com o UFC”, disse o curitibano.

Quando Wanderlei, aparentemente tendo mudado de ideia em relação a luta entre amigos, casou o polêmico combate, Vinny Pezão, um dos treinadores de Sonnen, não deixou barato. “Como o Wanderlei tinha o controle, ele poderia ter evitado a situação. E ele não evitou. E pelo que fiquei sabendo, ele fez o maior escândalo porque o Vitor (Belfort) fez na primeira temporada. Falso moralista. Fala mal de uma coisa e vai lá e faz a mesma coisa”, acusou.

O técnico brasileiro rebateu afirmando que a amizade de Jason e Gasparzinho era maior. “Gasparzinho e Jason moraram juntos, ficaram como se fossem dois irmãos morando na mesma casa. Agora, os dois se conhecem, mas não treinam juntos o tempo todo, não moram juntos. Não é uma irmandade como era com Jason e Gasparzinho”, afirmou.

Casos clássicos

Um dos casos mais emblemáticos entre brasileiros sobre o assunto não aconteceu no UFC. No Bellator, o campeão Dudu Dantas defendeu seu cinturão contra  Marcos Loro Galvão, em fevereiro de 2013. Os dois eram grandes amigos e parceiros de treino. Após a vitória de Dantas, a amizade dos dois nunca voltou ao que era. O campeão, em entrevista ao Yahoo, falou sobre o assunto.

“Depois que eu vi ele no chão, eu vi o sangue e vi que ele tinha sido nocauteado da forma que foi… eu parei e pensei: ‘caramba, o que eu fiz?’. Foi uma emoção que eu nunca senti na minha vida. Foi uma tristeza, em ver um amigo no chão, e ao mesmo estava feliz, por que estava defendo meu título”.

Anderson Silva também criticou Vitor Belfort por desafiá-lo no UFC após os dois terem sido parceiros de treino em algumas oportunidades. O “Spider” chegou a afirmar que “pegou leve” em sua luta com Thalles Leites por os dois serem amigos. O lutador da Nova União, por sua vez, declarou não ter amizade com o ex-campeão.

O campeão meio-pesado do UFC também já foi alvo de polêmicas. Jon Jones e Rashad Evans treinaram juntos na Jackson’s MMA. Evans, no entanto, se sentiu desprivilegiado com toda atenção que Gregg Jackson dedicava ao pupilo e resolveu abandonar a academia. Anos depois, no  UFC 145, em abril de 2012, os dois se encontraram no octógono. A vitória, obviamente, foi de Jones.

22:46 · 07.04.2014 / atualizado às 22:46 · 07.04.2014 por
Combate entre treinadores do TUF Brasil 3 será substituído por Cigano x Miocic (Foto: Reprodução Sportv)
Combate entre treinadores do TUF Brasil 3 será substituído por Cigano x Miocic (Foto: Reprodução Sportv)

Uma decepção para os fãs brasileiros de MMA. Assim foi recebida a notícia do adiamento do confronto dos técnicos do reality show TUF Brasil 3, Wanderlei Silva e o estadunidense Chael Sonnen.  De acordo com o site Yahoo Sports, o combate foi adiado em acordo com os próprios lutadores.

A nova data da luta será dia 5 de julho, no UFC 175, em Las Vegas, EUA, como o coevento da disputa do cinturão dos médios entre  Chris Weidman e Lyoto Machida. Para São Paulo, foi confirmado confronto entre Júnior Cigano e Stipe Miocic , pelos pesados.

19:13 · 07.03.2014 / atualizado às 19:18 · 07.03.2014 por

O  Ceará já teve alguns lutadores revelados através do programa The Ultimate Fighter, como Rony Jason, Renée Forte, Godofredo Pepey e Diego Brandão. No entanto, na terceira edição do TUF Brasil, nenhum lutador do Estado está escalado. Nesta semana, o UFC divulgou um vídeo com os bastidores da seletiva para o reality, que estreia no domingo, na TV Verdes Mares/Globo.

Vários lutadores cearenses participaram da seleção para entrar na casa do TUF, mas nenhum foi chamado. No vídeo, alguns deles podem ser vistos, como Maurílio Touro e Alexandre Macaco. O segundo aparece, aos 2 minutos e 54 segundos, em momento de decepção por não ter sido escolhido, afirmando: “Esperar a próxima oportunidade, né?”.