Busca

Categoria: TUF


17:09 · 12.07.2016 / atualizado às 17:11 · 12.07.2016 por
af052ac5aa6020bf6f2cfee98a6ad068
Cláudia Gadelha perdeu pro decisão dos juízes na luta principal do TUF 23 Finale

O saldo do último final de semana não foi nada bom para duas das principais lutadoras do UFC. Uma das protagonistas da luta principal do TUF 23 Finale, disputado na última sexta-feira, a brasileira Cláudia Gadelha não só foi derrotada pela rival polonesa Joanna Jedrzejczyk (campeã do peso-palha) como também poderá ficar até seis meses sem lutar.

Cláudia tem uma suspeita de fratura no polegar direito e precisa de uma liberação médica para não ficar suspensa por todo esse período. Se não conseguir, a potiguar volta ao octógono somente a partir de janeiro de 2017.

A situação é parecida ou até pior para a norte-americana e ex-campeã da categoria peso-galo, Miesha Tate, que foi duramente massacrada pela brasileira Amanda Nunes no último sábado, na luta principal da edição histórica do UFC 200. Tate tem uma suspeita de fratura no nariz, como deixou claro na coletiva de imprensa após o evento (se apresentou com uma toalha no local lesionado).

Quem também se deu mal no UFC 200 foi Raphael Assunção, que foi derrotado por TJ Dillashaw e teve suspeita de fratura semelhante a de Miesha Tate (no nariz). Outros brasileiros que lutaram no final de semana também estão na mesma situação: Fernando Açougueiro, derrotado por Gray Maynard, teria sofrido lesão no joelho esquerdo. Já Cézar Mutante, mesmo com a vitória sobre Anthony Smith, tem suspeita de fratura no pé esquerdo.

O outro representante brasileiro, Thiago Tavares, que foi nocauteado pelo coreano Do Hoo Choi, recebeu suspensão de dois meses, sendo proibido de treinar com contato até 23 de agosto.

O único brasileiro que escapou de um gancho pesado devido à lesões foi Anderson Silva, que enfrentou Daniel Cormier no card principal do evento, em substituição a Jon Jones, não teve lesões graves, e recebeu a suspensão padrão, que consiste em uma proibição para treinar até 24 de agosto, e de contato físico até 8 de setembro.

08:55 · 09.07.2016 / atualizado às 08:56 · 09.07.2016 por

Não foi dessa vez que o Brasil conquistou o cinturão peso-palha. Apesar de mostrar muita raça e ter feito um ótimo início de combate, Claudia Gadelha foi superada pela polonesa Joanna Jedrzejczyk por decisão unânime(48-46, 48-45 e 48-46) após cinco rounds, na madrugada deste sábado (9) em Las Vegas, depois de 25 minutos de um confronto eletrizante, aplaudido de pé pelo público.

“Eu me sinto ótima. Assim como eu disse em nossa primeira luta, ela é a número 1 e eu sou a campeã. Eu tenho muito respeito por ela e tive que trabalhar muito para vencer”, disse a campeã, que teve seu discurso interrompido por Gadelha. “Eu respeito Joanna como campeã, mas o mais importante é ter humildade e respeitar a todos”.

Polonesa manteve o cinturão após cinco rounds intensos. Crédito: Divulgação
Polonesa manteve o cinturão após cinco rounds intensos. Crédito: Divulgação

A brasileira começou pressionando a campeã contra a grade e utilizando as quedas, tentando fazer com que Joanna utilizasse a trocação. A estratégia deu certo nos dois primeiros rounds, mas o preparo físico da polonesa começou a se sobressair. Com o passar do combate, Joanna foi dominando as ações e acertando diversos golpes na trocação. Gadelha, por sua vez, não conseguia se defender e permanecia estática em diversos momentos, perdendo assim a vantagem conseguida no início do duelo. Após cinco rounds, os juízes declararam a polonesa vencedora por decisão unânime.

Na primeira final do TUF 23, Tatiana Suarez usou seu conhecimento no jiu-jitsu e finalizou Amanda Cooper com um triângulo mão, sagrando-se assim a campeã peso-palha da competição. A lutadora chegou a passar apuros no chão quando sua rival encaixou um armlock e uma guilhotina, mas escapou das posições e conseguiu a vitória. Foi a terceira finalização mais rápida na história da categoria. Na final dos meio-pesados, Andrew Sanchez mostrou um wrestling fortíssimo e ganhou de Khalil Rountree por decisão unânime, se tornando o vencedor do reality.

O card principal teve um início fulminante Netto BJJ nocauteando Andrew Holbrook com apenas 34 segundos de combate. O norte-americano foi chutar e teve sua perna segurada pelo brasileiro, que o derrubou. Ao tentar levantar, Holbrook recebeu um cruzado fortíssimo, sendo derrotado após um ground and pound violento de BJJ.”Estou muito feliz. Falei desde as primeiras entrevistas que queria entrar para a história desses três eventos, e estou feliz que consegui. Eu fui bem consciente. Quando ele chutou, eu peguei a perna dele, e eu sabia que ele ia tentar levantar, então cruzei por cima. Eu sabia que ia conseguir cruzar e que ele ia cair”, disse o brasileiro ainda no octógono.

Nos penas, Thiago Tavares começou bem ao derrubar Doo Ho Choi, mas recebeu um direto de direita quando a luta ficou em pé e caiu na mesma hora. O sul coreano ainda acertou outro direto fortíssimo no brasileiro antes do árbitro terminar o combate. Foi a terceira vitória seguida de Choi, todas por nocaute no primeiro round. Por fim, o estreante Will Brooks teve uma atuação segura, trabalhando bem no clinch, e venceu Ross Pearson por decisão unânime.

CARD PRINCIPAL
Joanna Jedrzejczyk derrotou Claudia Gadelha por decisão unânime (48-46, 48-45, 48-46)
Andrew Sanchez derrotou Khalil Rountree por decisão unânime (30-25, 30-25, 30-26)
Tatiana Suarez derrotou Amanda Cooper por finalização no primeiro round
Will Brooks derrotou Ross Pearson por decisão unânime (triplo 29-28)
Doo Ho Choi derrotou Thiago Tavares por nocaute no primeiro round
Netto BJJ derrotou Andrew Holbrook por nocaute técnico no primeiro round

CARD PRELIMINAR
Gray Maynard derrotou Fernando Açougueiro por decisão unânime (triplo 30-27)
Matheus Nicolau derrotou John Moraga por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Joshua Stansbury derrotou Cory Hendricks por decisão majoritária (29-27, 29-27, 28-28)
Cezar Mutante derrotou Anthony Smith por decisão unânime (triplo 29-28)
Kevin Lee derrotou Jake Matthews por nocaute técnico no primeiro round
Li Jingliang derrotou Anton Zafir por nocaute no primeiro round

15:44 · 22.04.2016 / atualizado às 15:51 · 22.04.2016 por
Pepey comemora vitoria no UFC Natal (Foto: Divulgação)
Godofredo Pepey comemora vitória no UFC Natal (Foto: Divulgação)

É oficial. O cearense Godofredo Pepey voltará ao octógono do UFC em julho, mais precisamente no dia 23, quando irá enfrentar o americano Darren Elkins, em Chicago (EUA). O próprio lutador confirmou a informação através de sua conta no Facebook.

Pepey tem um cartel respeitoso no peso-pena do UFC. O cearense acumula 12 vitórias e apenas três derrotas (vem de três vitórias seguidas). Por outro lado, o americano tem 20 triunfos e cinco derrotas (vem de duas vitórias seguidas).

A mesma edição ainda tem mais dois brasileiros confirmados até o momento, que são o peso-leve Alex Cowboy e o peso-pesado Luiz Henrique KLB.

Confrntos marcados até o momento:

UFC
23 de julho de 2016, em Chicago (EUA)

Peso-leve: James Moontasri x Alex Cowboy
Peso-pesado: Dmitry Smolyakov x Luiz Henrique KLB
Peso-meio-médio: Ryan LaFlare x Alexander Yakovlev
Peso-meio-médio: Hector Urbina x George Sullivan
Peso-pena: Darren Elkins x Godofredo Pepey

17:13 · 30.11.2015 / atualizado às 17:45 · 30.11.2015 por
071015-UFC-pool-party-LN-G4.vresize.1200.675.high.89
presidente do UFC, Dana White, achou que era hora dos lutadores terem um pouco de diversão (Reprodução)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Festa na piscina! Isso mesmo. O The Ultimate Fight 22, disputado pelo Team Urijah Faber x Team Conor McGregor, está pegando fogo na sua reta decisiva.

Com os atletas se preparando para as quartas de final da edição, que terá seu grand finale em Las Vegas, no dia 11 de dezembro, o presidente do UFC, Dana White, achou que era hora dos lutadores terem um pouco de diversão e promoveu uma pool party. No fim do vídeo, Dana explicou sua atitude, a qual disse jamais ter tido antes.

“A maneira como esses caras lutaram desde que entraram aqui na casa, durante todas as preliminares… Agora temos uma pequena pausa aqui, antes de irmos para as quartas de final. E isso dá a eles um tempo para relaxar, se divertir e recarregar. Amanhã é volta aos treinos, e daqui há cinco dias a primeira quarta de final irá acontecer”, declarou o mandatário do UFC.

Ao final da gravação, McGregor decide que está na hora dos cinegrafistas darem adeus: ‘É hora das câmeras irem! Obrigado à todos!”, diz o irlandês.

Confira no vídeo abaixo:

22:42 · 12.07.2015 / atualizado às 22:53 · 12.07.2015 por
O cearense vinha de quatro vitórias seguidas no UFC (Foto: Arquivo)
O cearense vinha de quatro vitórias seguidas no UFC (Foto: Arquivo)

O cearense Caio “Monstro” Magalhães foi derrotado, na noite deste domingo (12), pelo americano Josh Samman, na última luta do card preliminar do TUF 21 Finale. O cearense não conseguiu se encontrar no octógono e logo aos 2m52s do primeiro round foi finalizado com um mata-leão.

Além de amargar a segunda derrota na carreira, Caio Monstro ainda teve uma sequencia de quatro vitórias encerrada. Após o confronto, visivelmente abatido, o cearense não quis cumprimentar o adversário e foi vaiado pelo público na Arena MGM.

Josh Samman chegou a sua 11ª vitória, sendo a terceira seguida no Ultimate.

15:16 · 18.06.2015 / atualizado às 17:21 · 18.06.2015 por

O lutador cearense Rony Jason publicou um vídeo na tarde desta quinta-feira (18), em seu perfil no Facebook, negando ter usado substâncias proibidas para perder peso. A publicação foi motivada pelo comunicado oficial da Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA), no qual a entidade informava que Jason estaria suspenso por 9 meses pelo uso de substância ilegais.

Segundo a CABMMA, os exames do lutador natural de Quixadá teriam apontado uso indevido do diurético hidroclorotiazida após a luta contra o americano Damom Jackson, no UFC Fight Night Condit vs Alves, no dia 30 de maio deste ano.

Jogada
“Eu fui pego de surpresa assim como todos vocês por essa decisão da Comissão”, afirmou o lutador cearense sobre caso de doping.

No vídeo, Jason afirmou não ter usado nenhuma substância proibida e que já estaria em contato com uma equipe jurídica para recorrer da decisão da Comissão Atlética Brasileira.

“Eu fui pego de surpresa, assim como todos vocês, por essa decisão da Comissão. Já fui prejudicado na minha luta contra o Peralta, mas dessa vez não vai acontecer. Vou recorrer da decisão e já estou em contato com meu advogado para mostrar que eu não usei nada”, afirmou o lutador. Jason acabou perdendo para Robbie Peralta no TUF Brasil 3 Final, após decisão controversa da arbitragem, no dia 1º de junho do ano passado.

Rony ainda comentou que o retorno ao octógono estava próximo, mas que deve ser dificultado pela situação. “Já estava pedindo uma luta agora, em agosto, no Canadá, mas com esse problema talvez fique complicado. O presidente do UFC já estava negociando comigo para que eu lutasse no card que será realizado em São Paulo, em novembro”, disse.

O lutador cearense encerrou o vídeo reafirmando não ter usado nenhuma substância proibida durante o processo de perda de peso antes da pesagem oficial.”Vou resolver isso o quanto antes para poder estar voltando o mais rápido possível. Não vou pedir desculpas por uma coisa que não fiz e podem acreditar: não usei e não uso essas substâncias. Sou um atleta limpo”, completou Rony Jason.

09:28 · 05.02.2015 / atualizado às 09:28 · 05.02.2015 por
Spider voltou como nos velhos tempos e conquistou sua 33ª vitória na carreira (Foto: UFC)
Spider flagrado no exame antidoping (Foto: UFC)

O UFC decidiu manter Anderson Silva, 39, como um dos técnicos do reality show “The Ultimate Fighter“, apesar de o brasileiro conhecido como o melhor lutador de MMA da história ter sido flagrado no exame antidoping. A Globo exibirá o programa.

“Anderson tem sido um dos maiores atletas que o esporte já viu. Ele tem uma longa e única carreira nas artes marciais mistas. Em nove anos no UFC, Anderson nunca testou positivo para uma substância proibida, Nos guiando por isso, durante todo esse processo, Anderson vai continuar sendo o técnico do TUF. Claro que vamos continuar acompanhando as ações da Comissão de Nevada”, informou Dana White, presidente do UFC, por meio de comunicado oficial na noite desta quarta-feira.

Anderson começará na segunda-feira a participar das gravações do reality show “The Ultimate Fighter”, nos arredores de Las Vegas. A reportagem apurou que o lutador participou normalmente das gravações nesta segunda e terça-feira.

Além do reality que será transmitido na TV aberta pela rede Globo, Anderson participa do “Spider Life Show“, reality show multiplataforma cujos episódios são disponibilizados via Youtube e também por meio de mídias sociais do lutador.

Foi divulgada a participação de Anderson em um terceiro reality show, sobre forma física, exercícios e alimentação no canal americano AXS. Mas, oficialmente, o time do lutador afirma desconhecer sua participação.

Doping

Apesar de manter Anderson no reality show, o UFC fez questão de reiterar em seu comunicado que respeita a Comissão Atlética do Estado de Nevada, que havia “encomendado” o exame antidoping e que suspendeu preventivamente Anderson após o resultado positivo para doping.

“Apoiamos irrestritamente o programa de testes da comissão fora do período de competição. Testes dessa natureza são importantes para manter o esporte limpo”, afirmou o comunicado do UFC.

16:37 · 16.09.2014 / atualizado às 16:39 · 16.09.2014 por
Pesão foi nocauteado pelo bielorrusso na luta principal do UFC Brasília (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Pesão foi nocauteado pelo bielorrusso na luta principal do UFC Brasília (Foto: Reprodução Facebook UFC)

A derrota no UFC Brasília para o bielorrusso Andrei Arlovski não foi nada boa para Antônio Pezão. Além do nocaute, o brasileiro também perdeu 5 posições e caiu para o 9º lugar na categoria dos pesos-pesados. Já para Arlovski, a vitória lhe colocou na 7ª colocação no ranking.

Com a queda de Pezão, os pesos pesados Stipe Miodic (4º), Josh Barnett (5º) e Mark Hunt (6º) ganharam uma posição cada. Os brasileiros Fabrício Werdum e Júnior Cigano ainda lideram o ranking dos pesados, quem tem Cain Velasquez como dono do cinturão.

Outro brasileiro que perdeu posição com a atualização dos rankings do UFC foi o peso galo Renan Barão. O lutador foi ultrapassado pelo campeão dos pesos-meio-médio, Johny Hendricks, e caiu do 9º para o 10º lugar no ranking peso por peso da organização.

Confira o ranking completo atualizado pelo Ultimate:

Foto: Divulgação UFC
Foto: Divulgação UFC