Categoria: UFC Fortaleza


15:53 · 14.11.2018 / atualizado às 15:53 · 14.11.2018 por
Mutante espera vitória no UFC Argentina para entrar de vez no Top 15 dos médios do UFC (foto: reprodução)

Com vários lutadores renomados, a categoria peso-médio do Ultimate é uma das mais concorridas da organização. E esta é a principal motivação do brasileiro Cezar Mutante, que luta neste fim de semana no UFC Buenos Aires, na Argentina, contra o americano Ian Heinisch.

Em entrevista exclusiva ao Blog Vai Encarar, Mutante falou, entre outros assuntos, sobre a preparação para o evento inédito deste sábado (14), e um desejo em comum: estar presente no card do UFC Fortaleza, que será realizado em 2 de fevereiro, no Centro de Formação Olímpica (CFO).

“Consegui realizar uma boa preparação para essa luta e nada melhor do que emplacar mais uma vitória em um evento histórico como esse em Buenos Aires, que será o primeiro realizado na Argentina”, disse o lutador de 33 anos.

A exemplo do que aconteceu em maio deste ano, Mutante lutará contra outro estreante no evento. A missão não será nada fácil, pois Ian Heinisch tem um cartel de 11 vitórias e apenas uma derrota no MMA. O brasileiro está ciente do desafio que terá pela frente.

“Heinisch é lutador experiente, assim como eu. O UFC costuma contratar bons lutadores e não tenho dúvida de que ele vai dar o seu melhor, mas estou pronto para esse duelo. Pretendo ser campeão do UFC e para isso tenho que passar por ele também”, frisou o campeão da primeira edição do TUF Brasil.

Vindo de duas vitórias, Cezar Mutante espera convencer a organização de merece um espaço no Top 15 da categoria e conquistar, ainda, uma vaga no primeiro card no Brasil em 2019, que será em Fortaleza, no dia 2 de fevereiro. “Faço o que eu amo e vou batalhar para estar sempre entre os melhores. Por mim eu lutaria sempre no Brasil e claro que minha vontade é estar presente nesse card em Fortaleza. Vou ter um bom tempo para me recuperar e estar pronto até fevereiro”, finalizou.

Confira o card do evento deste sábado:

UFC Buenos Aires
17 de novembro de 2018, na Argentina

Principal (1h, horário de Brasília):
Peso-leve: Santiago Ponzinnibio x Neil Magny
Peso-pena: Ricardo Lamas x Darren Elkins
Peso-meio-pesado: Khalil Rountree x Johnny Walker
Peso-médio: Cezar Mutante x Ian Heinisch
Peso-galo: Guido Cannetti x Marlon Vera
Peso-palha: Cynthia Calvillo x Poliana Botelho

Preliminar (22h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Michel Trator x Bartosz Fabinski
Peso-mosca: Alexandre Pantoja x Ulka Sasaki
Peso-pena: Humberto Bandenay x Austin Arnett
Peso-meio-médio: Laureano Staropoli x Hector Aldana
Peso-leve: Devin Powell x Jesús Pinedo
Peso-pena: Nad Narimani x Anderson Berinja

17:34 · 01.02.2017 / atualizado às 17:36 · 01.02.2017 por
Pepey vem de vitória sobre Mike De La Torre no UFC Brasília (foto: Márcio Valle/1º round)

Boa notícia para a torcida cearense que irá comparecer ao UFC Fortaleza, dia 11 de março, no CFO. O Ultimate confirmou, na tarde desta quarta-feira (1º), a participação de Godofredo Pepey, vice-campeão da primeira edição do TUF Brasil. Ele encara o americano Kyle Bochniak pela categoria peso-pena.

Pepey vem de uma grande vitória sobre Mike De La Torre, por finalização, no UFC Brasília, em setembro do ano passado, enquanto seu oponente bateu Enrique Barzola, em agosto do mesmo ano, por decisão dividida. O lutador cearense conversou com o Vai Encarar e agradeceu pela campanha da imprensa e dos fãs pela sua inclusão no evento.

Pepey é o segundo cearense a ser incluído no card do UFC Fortaleza. Além dele, a organização também confirmou a presença de Rony Jason, que enfrenta outro americano, Jeremy Kennedy. Outra novidade para o evento foi o anúncio da revanche entre Alex Cowboy e o americano Tim Means. Ambos lutaram em dezembro, no UFC 207, e a luta terminou sem resultado.

Confira o card do UFC Fortaleza até o momento:

Peso-médio: Vitor Belfort x Kelvin Gastelum
Peso-meio-pesado: Maurício Shogun x Gian Villante
Peso-leve: Edson Barboza x Beneil Dariush
Peso-meio-médio: Alex Cowboy x Tim Means
Peso-galo: Bethe Correia x Marion Reneau
Peso-médio: Garreth McLellan x Paulo Borrachinha
Peso-pena: Rony Jason x Jeremy Kennedy
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Kevin Lee
Peso-pena: Godofredo Pepey x Kyle Bochniak
Peso-leve: Michel Trator x Josh Burkman*
Peso-mosca: Jussier Formiga x Ray Borg*

* Lutas ainda não confimadas

10:04 · 07.11.2014 / atualizado às 10:06 · 07.11.2014 por
O lutador tem 8 vitórias e apenas uma derrota na carreira (Foto: Reprodução Facebook)
O lutador tem 8 vitórias e apenas uma derrota na carreira (Foto: Reprodução Facebook)

O cearense Caio Magalhães fará sua 5ª luta pelo Ultimate neste final de semana contra o americano Trevor Smith, no card preliminar do UFC em Uberlândia. Monstro, como é conhecido, tem 8 vitórias e apenas uma derrota na carreira, justamente em sua estreia na organização, quando perdeu para Buddy Roberts por decisão unânime.

Invicto até então, ele percebeu que precisaria melhorar seu jogo se quisesse figurar entre os melhores da categoria. Para isso, o atleta da Nova União passou a realizar parte dos seus treinos nos Estados Unidos, visando aprender e aperfeiçoar sua técnica com grandes nomes do MMA, como o ex-campeão dos meio-pesados Lyoto Machida e Glover Teixeira, seu amigo pessoal.

A mudança de ares deu certo. Caio venceu as três lutas seguintes, derrotando Karlos Vemola com um mata-leão, no UFC Fortaleza, Nick Ring por decisão unânime, no UFC Fight Night: Hunt vs. Pezão, e Luke Zacrich por nocaute técnico, no UFC on Fox: Werdum vs. Browne.

Voltando a lutar no Brasil, Caio fez toda a sua preparação em Connecticut (EUA) e garantiu que está pronto para conseguir a quarta vitória seguida. Caso isso aconteça, existem grandes chances do brasileiro enfrentar algum top 15 da categoria, para provar de vez que seu jogo evoluiu depois que passou a treinar fora do país.

Confira o card completo do evento:

UFC: Shogun x St. Preux
8 de novembro de 2014, em Uberlândia (MG)

CARD PRINCIPAL

Peso-meio-pesado: Maurício Shogun x Ovince St. Preux
Peso-mosca: Ian McCall x John Lineker
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Alan Jouban
Peso-meio-médio: Cláudio Hannibal x Leon Edwards
Peso-palha: Juliana Lima x Nina Ansaroff

CARD PRELIMINAR

Peso-pena: Diego Rivas x Rodolfo Rubio
Peso-médio: Caio Monstro x Trevor Smith
Peso-meio-médio: Dhiego Lima x Jorge Blade
Peso-leve: Leandro Buscapé x Charlie Brenneman
Peso-galo: Thomas Almeida x Tim Gorman
Peso-meio-médio: Wagnão Silva x Colby Covington

Veja a entrevista do atleta para o UFC:

*Com informações do site oficial do UFC

11:24 · 21.02.2014 / atualizado às 11:37 · 21.02.2014 por

O incidente contra o americano Chris Weidman, que culminou com uma grave lesão do multicampeão do UFC, o brasileiro  Anderson Silva, impressionou todo o planeta pelo choque das imagens. A fratura de ossos da tíbia e da fíbula faria qualquer um supor que demoraria muito tempo para o brasileiro voltar a caminhar sem muletas.

Mas passados pouco mais de 1 mês e meio da chocante cena, o contrário foi provado pelo atleta. Sem auxílio de nenhum equipamento, Anderson fez uma leve caminhada e mostrou que a recuperação da perna anda muito bem.

Confira as imagens postadas pelo próprio atleta: 

21:21 · 29.07.2013 / atualizado às 22:17 · 29.07.2013 por

O UFC realizou o primeiro evento em Fortaleza no acanhado Ginásio Paulo Sarasate. Após o evento na cidade, executivos do Ultimate mostram interesse em voltar caso o Governo do Estado levasse para frente o projeto de fazer um novo Ginásio.

“Conversei com o governador e o prefeito, que me disseram que uma nova arena será construída, para 18 mil lugares, e vamos voltar”, comentou Marshall Zelaznik, diretor de desenvolvimento internacional do UFC.

Na época, Zelaznik ficou muito satisfeito com o UFC em Fortaleza, apesar do público reduzido (apenas 6 mil pessoas) e do calor. “Eu tenho quase certeza que vamos voltar. O evento recebeu nota 10, mas se tivesse um pouquinho mais de ar condicionado funcionaria melhor”, avaliou.

E, para a alegria dos organizadores da UFC, o projeto de um novo ginásio está andando. O governador Cid Gomes divulgou nesta segunda-feira o projeto do Centro de Formação Olímpica do Nordeste, que contará com um Ginásio com capacidade para até 20 mil pessoas.

A obra, que irá receber recursos do Governo Federal, anunciados pela presidente Dilma Rousseff em abril deste ano, vai ficar sob responsabilidade da Secretaria Especial da Copa 2014 no Ceará, segundo a Lei 15.365, de 4 de junho de 2013. “Recebemos a notícia do Governador com muita satisfação e muito nos honra poder construir mais um equipamento esportivo no Ceará que será utilizado por todo o Nordeste. Nosso esforço será para que a obra seja desenvolvida com a mesma eficiência e excelência com as quais tocamos a reforma, ampliação e modernização da Arena Castelão”, afirma o secretário especial da Copa, Ferruccio Feitosa.

O Centro de Formação Olímpica do Nordeste será construído no terreno em frente à Arena Castelão, na esquina entre as avenidas Alberto Craveiro e Dedé Brasil. O projeto do novo equipamento prevê quadras, salas para lutas, piscinas, pistas de atletismo e um ginásio que pode abrigar 26 das 32 modalidades olímpicas.

 

21:37 · 17.06.2013 / atualizado às 21:37 · 17.06.2013 por
Fotos: Lucas de Menezes
Fotos: Lucas de Menezes

A curiosidade acompanha os meus passos durante todo o meu trabalho e é ressaltado principalmente quando sou estreante em algo específico da minha profissão, como presenciar pela primeira vez um evento de MMA. É completamente diferente de assistir pela televisão. Quando estamos no conforto de casa, o sofá acalenta o corpo e os intervalos entre as lutas por vezes faz o sono chegar quando não queremos. O contrário acontece ao vivo, o calor do momento faz o público esquecer que existe um tempo entre cada embate e entre o card preliminar e principal. Tudo é tão intenso que o tempo voa e o sono mal aparece, no máximo um cansaço por ter trabalhado o dia inteiro e estar desperto na boca da madrugada.

Não sei qual o visual dos outros eventos pelo Brasil, mas diferente dos campeonatos cearenses que estou acostumada a presenciar, as camisas não separavam as arquibancadas no Ginásio Paulo Sarasate. Nada de alvinegros e tricolores, o público torcia pelo verde e amarelo. Quando ambos os lutadores eram brasileiros, o público apenas apreciava a técnica dos golpes no octógono que, pela primeira vez, era mostrada ao vivo fora da televisão no Nordeste.

Depois de levar alguns de seus lutadores para o Ultimate Fighting Championship (UFC), finalmente a capital cearense fez-se palco para receber de volta os seus talentos. Três subiram para conseguir vencer em casa, mas apenas dois conseguiram. O momento mais marcante foi de Rony Jason. Não foi a luta em si e, sim, a emoção que se fez presente antes, durante e depois da sua vitória.

Ao aparecer para o seu duelo, todos da arquibancada e das cadeiras marcadas colocaram-se em pé e gritaram o nome do cearense. Mesmo patrocinado pelo clube de futebol Fortaleza, todos aplaudiram por ele ser um de nós, um de nossa terra. Esqueceram qualquer rivalidade do outro esporte e fizeram barulho. Foi tão bonito quanto às homenagens costumeiras de torcidas organizadas, como naquele ápice o qual o bandeirão desce e rojões luzes são acesos por toda a arquibancada. A emoção foi a mesma.

Sem bola na rede

Durante todo o evento, comparei o comportamento das pessoas a um jogo de futebol. Posso dizer que preferi o público presente no UFC. Não houve brigas, confusões, nem ao menos uma sensação de que isso iria ou poderia acontecer em algum momento do dia. Na arquibancada, ao contrário do estádio no qual temos que implorar, discutir ou – alguns fazem – partir para a ignorância de pedir para se sentarem para os sentados atrás poderem ver, todos ficavam comportados em seus acentos. Quando alguém insistia em ficar em pé, um apenas pedia com delicadeza e logo era atendido.

Quanto a entrada e saída, bem antecedência é bom em qualquer circunstância para garantir uma boa vaga de estacionamento e um acento melhor posicionado. No entanto, no caso da saída, UFC é diferente de futebol. Não tem problema nos últimos minutos de acréscimo, pode haver um gol inesperado, mas pouco muda nos minutos finais de jogo. Porém, é impossível sair antes da luta terminar.

Primeiro: cada luta que acontece no evento é única e sair antes do fim é garantia de perder o prato principal da noite que, lógico, é deixado para o final. Segundo: não existe tempo cronometrado para terminar. Então, não vale a pena sair se a luta pode terminar no milésimo seguinte e pôr a perder a técnica de sair antes de terminar para garantir táxi ou nada de trânsito. Por isso, relaxe e aproveite todo o evento sem pensar no pós-luta. Senão, não terá compensado o alto investimento do ingresso se você sair antes de, por exemplo, tiver visto Werdum enfrentando o Minotauro.

image(7)Ofegantes e ainda simpáticos

Mesmo suado e com as pernas bambas, os vencedores da noite não podiam sentar e descansar. Todos eles tinham um caminho único: a sala de imprensa. Assim como eu, outros jornalistas deixavam o prazer de assistir da plateia do Ginásio para acompanhar as lutas pelo canal Combate e estar disponível quando os atletas adentrassem a área para as entrevistas.

Como uma presa indefesa, todos eles sofriam o bote dos jornalistas, que atacavam com perguntas e mais perguntas sobre a luta recém enfrentada de cada um deles. Ainda que esbaforidos e com o corpo latejando, todos respondiam de maneira simpática cada uma das questões apresentadas a eles. O primeiro ganhador da noite e estreante do UFC, Antônio Braga Neto, por exemplo, veio com um algodão no nariz e apenas com flashs da luta em sua memória. Quando questionado sobre por que lambeu suas luvas após vencer, ele riu e disse “Eu fiz isso”, com um humor que nem parecia ter lutados minutos atrás.

Estar presente nesse momento posterior a luta é participar da felicidade de cada um dos lutadores que, na sua maioria, oferecem a sua vitória às mães e namoradas, sempre de maneira muita emocionada e agradecidos. É poder ver de perto que os treinos, as dietas, tudo, valeu a pena por mais essa vitória. É conseguir ter a chance de dizer parabéns ou outras palavras que muitos torcedores gritaram de seus lugares no Ginásio.

21:12 · 13.06.2013 / atualizado às 21:12 · 13.06.2013 por
Minotauro machuca o cotovelo |Foto: UFC

O ex-campeão do UFC e do Pride, Rodrigo Minotauro, não saiu ileso da derrota para Fabrício Werdum, no UFC Fortaleza. O baiano não bateu após ser pegue na chave de braço e acabou rompendo o ligamento do cotovelo esquerdo.

A luta só foi interrompida depois que o juiz Mário Yamasaki interveio após desistência verbal.   Rodrigo terá que passar por uma cirurgia no local. A informação foi confirmada pelo site especializado Tatame.

Com a recuperação prevista para até oito semanas, Minotauro deve ficar afastado dos ringues pelo menos até o fim do ano, já que ainda passará por fisioterapia e readaptação aos movimentos de luta.  A lesão foi detectada graças a uma ressonância magnética em São Paulo. A operação deve acontecer na sexta-feira (14).

 

 

18:06 · 10.06.2013 / atualizado às 21:22 · 10.06.2013 por

Bem ao estilo bad boy que adora fazer, Thiago Silva soltou o verbo contra Antonio Pezão, ex-companheiro de treino na Blackzilians, o lutador  desafiou o gigante paraibano logo após a vitória conquistada no UFC Fortaleza sobre Rafael Feijão Cavalcante.  “Na hora que quiser. Eu treinei com Pezão três anos. Você pergunta o dia que fez alguma pra mim. Apanhava que nem uma cachorrinha. Manda aquele queixão vir aqui que ele vai ver só. Ele fala demais aquele otário. Eu não gosto dele não”. Acompanhe o vídeo.

14:11 · 10.06.2013 / atualizado às 18:47 · 10.06.2013 por

Se você perdeu alguma coisa da cobertura jornalística  do UFC Fortaleza, não se preocupe. Você pode acessar o caderno Jogada do Diário do Nordeste pelo site do jornal e acompanhar passo a passo o que rolou na semana em que uma cidade do Nordeste se tornou a Capital do MMA Mundial.

Veja aqui:

13:44 · 09.06.2013 / atualizado às 13:44 · 09.06.2013 por

O UFC Fortaleza pode ser bem resumido em… várias finalizações e brasileiros invictos. Primeiro, o jiu-jítsu foi o que deu o tom das vitórias do evento cearense, que aconteceu neste sábado, no Ginásio Paulo Sarasate. Foram oito finalizações. Em segundo lugar, nenhum brasileiro perdeu para um estrangeiro.

Minotauro não aguentou Werdum no chão |Foto: Natinho Rodrigues

Em uma  noite dominada pela arte suave, a luta principal não podia acabar de outra forma. Minotauro não bateu, e Fabrício Werdum venceu com uma chave de braço, interrompida pelo juiz Mário Yamasaki.

Mas, não foi só o gaúcho que impressionou no chão. Erick Silva, vencedor da finalização da noite, em apenas 1 minuto e 11 segundos atropelou o americano Jason High. Com um triângulo, Silva fez o seu adversário dar os três tapinhas e desistir da luta.

Mas, não foram nenhuma das duas finalizações anteriores que mais levantaram o público. Quem conseguiu mesmo fazer o Paulo Sarasate tremer foi Caio Monstro e Rony Jason. Enquanto Monstro, na segunda luta da noite, conseguiu uma virada incrível, perdendo o primeiro round e finalizando no segundo, Jason não passou por nenhum problema, apagando seu adversário de maneira incrível.

Se Monstro e Jason deram orgulho para a torcida local, o cearense Godofredo Pepey acabou decepcionando. Único cearense derrotado, o jovem de 25 anos não concordou com o nocaute que sofreu para Felipe Sertanejo. 

Outros dois grandes momentos da noite foram as lutas de Thiago Silva e Rafael Feijão e final do TUF entre Leo Santos e William Patolino. No primeiro combate, Thiago Silva conseguiu um nocaute incrível sobre seu adversário, garantindo o bônus de nocaute da noite e luta da noite.

Thiago foi o grande vencedor da noite |Foto: Natinho Rodrigues

Já na final do TUF, a zebra aconteceu. O discreto Leo Santos foi superior ao jovem William Patolino, que chorou muito com a derrota. Santos conseguiu finalizar Patolino, se tornando o campeão do TUF Brasil 2.

Veja também a cobertura do UFC Fortaleza em vídeos e em fotos

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Vai Encarar

Blog da seção Vai Encarar, da editoria Jogada, sobre lutas e artes marciais, especialmente cobertura sobre UFC.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags