Categoria: UFC


10:39 · 10.10.2018 / atualizado às 10:41 · 10.10.2018 por
Daniel Cormier se tornou campão dos pesado ao vencer Stipe Miocic em julho deste ano (foto: AFP)

A semana pós-UFC 229 começou e continua bem agitada, a começar pelo anúncio da luta principal do UFC 230, que será realizado no dia 3 de novembro, em Nova York (EUA). Daniel Cormier, campeão de duas categorias (meio-pesado e pesado), irá defender o cinturão da divisão até 120kg contra Derrick Lewis, que bateu o russo Alexander Volkov por nocaute no último sábado.

Conor McGregor foi mal no UFC 229 (foto: AFP)

Outro fato que agitou a principal organização de MMA do mundo foi a “dança das cadeiras” no ranking do evento. Isso porque a principal estrela do Ultimate, o “falastrão” Conor McGregor, despencou na lista peso-por-peso e agora ocupa apenas a 8ª posição entre os melhores lutadores da organização. Por outro lado, o russo Khabib Kurmagomedov, algoz do irlandês, assumiu seu posto (2º).

 

Quem se deu bem foi o brasileiro Jussier Formiga, que subiu no ranking da categoria peso-mosca, depois da vitória do último sábado, sobre Sergio Pettis. O potiguar aparece agora na 2ª colocação, que tem o ex-campeão Demetrious Johnson como 1º e Henry Cejudo, atual dono do cinturão, liderando a tabela. Formiga, inclusive, já pediu ao Ultimate por uma revanche contra Cejudo, que o venceu há três anos.

Outra luta que foi remarcada pela organização será o duelo entre a ex-campeã peso-palha Joanna Jedrzejczyk e Valentina Shevchenko, pelo cinturão peso-mosca, que agora irá acontecer no UFC 231 em Toronto, Canadá, no dia 8 de dezembro. A baixa da vez ficou por conta do americano Dustin Poirier, que se machucou e deixou a luta com Nate Diaz no UFC 230. A organização ainda trabalha para definir um substituto.

09:02 · 09.10.2018 / atualizado às 09:05 · 09.10.2018 por
Khabib Nurmagomedov tem um cartel invicto no MMA com 27 vitórias (foto: AFP)

Passados os transtornos e emoções do UFC 229, realizado no último sábado (6) em Las Vegas (EUA), a Comissão Atlética de Nevada divulgou a lista de suspensão médica dos atletas que participaram do evento. A surpresa ficou por conta do russo Khabib Nurmagomedov, que mesmo lutando quatro rounds com o irlandês Conor McGregor, na luta principal, sequer apareceu na relação.

A explicação para isso é simples. O combate entre o campeão dos leves e o falastrão irlandês foi um dos melhores do ano, pelo menos dentro do octógono. Khabib foi superior tanto na luta em pé como na agarrada, que é sua especialidade, e não demonstrou nenhum abatimento ao ser atingido pela mão pesada de McGregor.

McGregor foi à exaustão, após derrota para Khabib (foto: AFP)

O russo fez a estratégia planejada e dita dias antes de entrar no cage. Não deu espaço para o adversário, controlou bem a distância, acertou a maioria dos golpes e levou Conor várias vezes para grade, levando-o à exaustão. O estrago poderia ter sido bem pior, mas o “Notório”, que nitidamente levou uma surra de Khabib e acabou vencido por finalização, só pegou um gancho médico de 30 dias.

Entre os demais atletas que receberam o gancho médico, o ex-campeão dos leves Anthony Pettis é um dos que ficará o maior tempo de molho. O americano, que sentiu a mão pesada de seu compatriota Tony Ferguson, ficará seis meses fora de atividade, assim como o brasileiro Alan Nuguette, que foi nocauteado pelo também americano Scott Holtzman.

Anthony Pettis foi duramente castigado por Tony Ferguson (foto: AFP)

Veja a lista das suspensões médicas do UFC 229:

Conor McGregor: suspenso até 06/11, e sem contato até 28/10;
Anthony Pettis: nenhuma luta até 05/04/19;
Dominick Reyes: nenhuma luta até 05/04/19;
Jalin Turner: nenhuma luta até 05/04/19; suspensão mínima até 06/12, e nenhum contato até 21/11;
Scott Holtzman: nenhuma luta até 05/04/19; suspensão mínima até 21/11, e nenhum contato até 06/11
Alan Nuguette: nenhuma luta até 05/04/19; suspensão mínima até 06/12, e nenhum contato até 21/11;

Ovince Saint Preux: suspenso até 06/12, e sem contato até 21/11;

Alexander Volkov: suspenso até 06/12, e nenhum contato até 21/11;
Tonya Evinger: suspensa até 21/11, e sem contato até 06/11;
Gray Maynard: suspenso até 21/11, e sem contato até 06/11 devido a corte na sobrancelha;
Ryan LaFlare: suspenso até 21/11, e sem contato até 06/11 devido a corte na testa;
Derrick Lewis: suspenso até 06/11, e sem contato até 28/10 devido a luta dura;
Vicente Luque: suspenso até 06/11, e nenhum contato até 28/10.

  • Todos os lutadores deverão passar por nova avaliação médica para serem liberados e voltar a lutar no evento.
09:30 · 10.09.2017 / atualizado às 09:30 · 10.09.2017 por
Defendendo o cinturão pela segunda vez, a luta entre a Amanda e a lutadora Valentina Shevchenko durou os cinco rounds Foto: AFP

A brasileira Amanda Nunes, na madrugada de sábado para domingo, manteve o cinturão e se consagrou no topo da divisão peso-galo feminina do UFC. Com uma vitória apertada, a decisão decretada foi bem dividida entre os juízes (47-48, 48-47 e 48-47). Defendendo o cinturão pela segunda vez, a luta entre a Amanda e a lutadora Valentina Shevchenko durou os cinco rounds.

Para Amanda, a luta serviu para calar os críticos que afirmavam que ela não aguentaria o combate, se ele passasse do terceiro round. Essa foi a décima vitória da “Leoa”, como é chamada Amanda. A lutadora está invicta há seis combates – a sequência mais longa em atividade na divisão.

Já no primeiro round, Amanda tomou o centro do octógono, para estudar a luta e deferiu bastantes chutes baixos, o que não mudou muito no segundo round. No terceiro, o combate ficou mais tenso, mas em nenhum momento a luta foi para o chão, ficando apenas nos chutes baixos e alguns jabs trocados.

Nos dois últimos rounds, Valentina começou a atacar mais e Nunes ficava entre se defender, mas ainda com um ataque bem efetivo.

Confira as demais lutas do evento:

Card Principal
Amanda Nunes venceu Valentina Shevchenko por decisão dividida (48-47, 47-48 e 48-47)
Rafael dos Anjos venceu Neil Magny por finalização aos 3m43s do R1
Henry Cejudo venceu Wilson Reis por nocaute aos 25s do R2
Ilir Latifi venceu Tyson Pedro por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27)
Jeremy Stephens venceu Gilbert Melendez por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-25)

Card Preliminar

Ketlen Vieira venceu Sara McMann por finalização aos 4m16s do R2
Sarah Moras venceu Ashlee Evans-Smith por finalização aos 2m51s do R1
Rick Glenn venceu Gavin Tucker por decisão unânime (29-27, 30-25 e 30-24)
Alex White venceu Mitch Clarke por nocaute técnico aos 4m36s do R2
Arjan Bhullar venceu Luis Henrique KLB por decisão unânime (triplo 29-28)
Kajan Johnson venceu Adriano Martins por nocaute aos 49s do R3

Com informações da Estadão Conteúdo

10:22 · 19.06.2017 / atualizado às 10:22 · 19.06.2017 por
Curitibana já pode ser considerada favorita para o evento, mesmo com a boa fase da australiana. Foto: Arquivo

O UFC 214 deve ficar marcado como um dos mais importantes e relevantes da temporada 2017. Além da disputa principal, entre os americanos Jon Jones e Daniel Cormier, nos meio-pesados, a brasileira Cris Cyborg finalmente terá sua chance de faturar o cinturão dos penas.

O evento ocorrerá no dia 29 de julho, em Anaheim. O cinturão da categoria de Cyborg está vago após a antiga campeã Germaine Randamie recusar lutar com a brasileira.

Cyborg enfrentará a australiana Megan Anderson. Veterana com cinco lutas no Invicta FC, Anderson venceu quatro lutas por nocaute, incluindo o confronto contra Tweet, que rendeu o título da categoria no Invicta FC. Ela tentará adicionar mais um cinturão na sua vitoriosa carreira, mas antes precisa vencer a brasileira Cris Cyborg.

Já a brasileira é considerada uma das lutadoras mais temidas de todos os tempos. Cris Cyborg vem pedindo uma chance de disputar o cinturão há um bom tempo. Invicta por doze anos, a atleta natural de Curitiba foi campeã do Strikeforce e Invicta FC, vencendo nomes como Gina Carano, Marloes Coenen e Charmaine Tweet no caminho. Em 2016, fez sua estreia antecipada no UFC e nocauteou Leslie Smith em apenas 81 segundos. Sua luta mais recente foi em setembro, em Brasília, quando nocauteou Lina Lansberg no segundo round.

12:27 · 13.06.2017 / atualizado às 12:28 · 13.06.2017 por
Espaço em São Paulo já está reservado para o UFC no mês de outubro

O ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, foi o local escolhido pelo Ultimate para sediar seu último evento no Brasil em 2017. A organização reservou o espaço para o dia 28 de outubro e ainda não oficializou porque faltam detalhes relativos ao pagamento do ginásio, segundo o site Combate.com

O Brasil já recebeu dois eventos da organização este ano. Fortaleza, em março, e Rio de Janeiro, em junho, sediaram lutas as lutas do UFC no país em 2017.

Segundo apurou o site, ainda falta o UFC realizar o pagamento para confirmar o evento, mas o ginásio já não está mais aceitando reservas para o dia 28 de outubro.

13:14 · 30.05.2017 / atualizado às 14:02 · 30.05.2017 por
Aguinaldo ‘Pitbull’, Viviane Sucuri e Marcos Batista no Aeroporto Pinto Martins (foto: Irailton Menezes)

Confiante em mais uma vitória no Ultimate, a cearense Viviane Pereira ‘Sucuri’ embarcou para o Rio de Janeiro no final da manhã desta terça-feira (30). A ‘filha de Tauá’ encara a americana Jamie Moyle no card preliminar do UFC 212, que será realizado no próximo sábado (3).

A reportagem do blog esteve no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, e conversou com a lutadora e sua equipe, antes do embarque. “Já estou quase no meu peso e creio que não será problema até sexta-feira que será a hora de subir na balança”, disse a lutadora da equipe Dragon Kombat, que seguiu viagem ao lado do técnico Marcos Batista e do personal coach Aguinaldo Pitbull.

“Os treinamentos foram intensos e agora é focar na concentração e no psicológico. Iremos fazer todos os procedimentos que o UFC pede e vamos aproveitar também para fazer alguns ajustes nos últimos treinos. Depois é só esperar o dia da missão que nos foi dada”, pontuou o líder da Dragon Kombat, Marcos Batista.

Além de Marcos Batista e Aguinaldo Pitbull, Sucuri irá contar no Rio com a presença do parceiro de treinos Iamik Furtado, que ajudará no seu corner. “O ‘Mik’ já foi na frente e iremos nos encontrar no aeroporto do Rio. De lá vamos nos concentrar para fazer um bom trabalho”, reforçou o técnico.

Para o personal coach Aguinaldo Pitbull, o planejamento é a chave para mais um triunfo da cearense no evento. “Nossa meta de chegar lá com a Viviane estando em um nível bem alto foi conquistada. Ela está preparada e vamos representar bem o Brasil. Ela vai detonar!”, cravou.

Viviane Sucuri e Jamie Moyle lutarão pela categoria peso-palha do UFC, que tem como campeã a polonesa Joanna Jedrzejczyk. Também lutarão no UFC 212 pela mesma categoria a brasileira Cláudia Gadelha e a polonesa Karolina Kowalkiewicz.

Confira o card compelo do UFC Rio:

Principal (a partir de 23h, horário de Brasília):
Peso-pena: José Aldo x Max Holloway
Peso-palha: Cláudia Gadelha x Karolina Kowalkiewicz
Peso-médio: Vitor Belfort x Nate Marquardt
Peso-médio: Paulo Borrachinha x Oluwale Bamgbose
Peso-meio-médio: Erick Silva x Yancy Medeiros

Preliminar (a partir de 19h30, horário de Brasília):
Peso-galo: Raphael Assunção x Marlon Moraes
Peso-médio: Antônio Cara de Sapato x Eric Spicely
Peso-galo: Johnny Eduardo x Mathew Lopez
Peso-galo: Iuri Marajó x Brian Kelleher
Peso-palha: Viviane Sucuri x Jamie Moyle
Peso-meio-médio: Luan Chagas x Jim Wallhead
Peso-galo: Marco Beltrán x Deiveson Alcântara

10:06 · 12.05.2017 / atualizado às 10:13 · 12.05.2017 por

A categoria peso-meio-médio do UFC deve sacudir no dia 16 de julho deste ano. Isto porque a organização confirmou, nesta sexta-feira (12), o duelo entre Gunnar Nelson e Santiago Ponzinibbio para ser a luta principal do evento que acontecerá em Glasgow, na Escócia.

Os dois lutadores vivem ótima fase e devem proporcionar um ótimo combate aos fãs do MMA. Nelson vem de excelente vitória, em março deste ano, sobre Alan Jouban ganhando, inclusive, o prêmio de performance da noite, enquanto o ‘argentino gente boa’ bateu Nordine Taleb por decisão unânime, em fevereiro último.

Nelson ocupa o nono lugar da categoria e Ponzinibbio a 13ª colocação. O Ultimate confirmou, ainda, que Joanne Calderwood e Cynthia Calvillo farão o co-main event em luta válida pela categoria peso-palha.

09:45 · 12.05.2017 / atualizado às 09:48 · 12.05.2017 por
Dana White negou luta de Spider e Romero pelo cinturão interino (foto: AFP)

O clima entre Dana White, presidente do UFC, e o brasileiro Anderson Silva não é dos melhores. Desde que o Spider ficou sem adversário no UFC Rio 8 e se viu obrigado a deixar o card do evento, não sobraram críticas do lutador ao chefão da organização.

Para tentar acalmar os ânimos, o próprio Dana confirmou, em entrevista a Rádio CBS Sports que irá procurar o ex-campeão da categoria peso-médio. apesar de Anderson ter ficado louco no Instagram e ter dito todas essas coisas agora, ele na verdade é um cara muito legal. Ele está nervoso agora, e precisamos nos sentar. Tudo é melhor cara a cara, então provavelmente eu preciso viajar para a Califórnia e sentar para conversar com ele”, disse o mandatário.

Dana White chegou a criticar a postura do lutador brasileiro, mas reconheceu que o Spider está irritado com a situação, depois de ter o pedido de luta contra Yoel Romero negado. “Você não pode exigir uma luta por cinturão ou ameaçar que vai se aposentar. Especialmente quando você sabe que minha filosofia é: se você mencionar a palavra ‘aposentadoria’, provavelmente você deve se aposentar. Eu sei que ele não está feliz comigo. Eu e ele precisamos nos sentar e ter uma conversa cara a cara”, resumiu.

Enquanto Dana White e Anderson Silva não se entendem, a categoria dos médios parece ter tido uma solução, depois do anúncio do duelo entre o campeão Michael Bisping e o cubano Yoel Romero, que deve acontecer até o fim de julho deste ano. Se esse for realmente o caminho, tudo indica que Anderson Silva poderá, enfim, fazer a tão sonhada luta contra Georges St-Pierre, em outubro.

10:50 · 11.05.2017 / atualizado às 11:47 · 11.05.2017 por
Demian Maia é considerado um dos melhores lutadores do UFC (foto: AFP)

Demian Maia encara Jorge Masvidal neste sábado (13), em Dallas (EUA), para confirmar o que tanto espera como lutador do UFC: a oportunidade de ser o próximo desafiante ao cinturão da categoria peso-meio-médio do Ultimate.

O jiu-jítsu é a principal arma do brasileiro para alcançar mais uma vitória e emplacar sete triunfos seguidos. Confira no vídeo a seguir as melhores finalizações de Demian Maia no UFC:

18:38 · 01.05.2017 / atualizado às 18:39 · 01.05.2017 por
Anderson Silva aguarda definição de adversário para lutar no UFC Rio (foto: arquivo)

Anderson Silva não economizou nas palavras e não escondeu a insatisfação com o Ultimate pela não definição de seu oponente no UFC Rio, depois que o americano Kelvin Gastelum foi retirado do card por ser flagrado no exame antidoping.

O Spider concedeu entrevista nesta segunda-feira (1º) ao programa The MMA Hour, onde criticou a postura do presidente do Ultimate, Dana White, e disse estar disposto a lutar contra Yoel Romero no dia 3 de junho, desde que seja pelo cinturão interino dos médios.

“Estou muito decepcionado com o Dana. Eu estou cansado, eu não preciso mais disso. Não acredito em nada que o Dana fala, porque nada acontece”, disse o brasileiro se referindo à escalação de Georges St-Pierre para disputar o cinturão da categoria com Michael Bisping. É uma palhaçada. “É um desrespeito com os outros atletas”, ressaltou.

Enquanto o UFC não define a sua situação, Anderson Silva segue treinando forte e espera que a organização escale o cubano para ser o seu futuro oponente no UFC 212. “Eu disse que luto contra o Romero, mas pelo cinturão interino. É um grande negócio para o UFC. Por que não essa luta no Brasil? Eu não sei o que está acontecendo, mas estou muito desapontado”. Se nada acontecer, se essa luta não acontecer no Brasil, eu não luto mais. Estou cansado”, concluiu.

Romero também entrou na conversa e disse que topa enfrentar a lenda no dia 3 de junho, na Cidade Maravilhosa. “Eu tenho muito respeito pelo Anderson. Seria muito bom para a minha carreira lutar contra ele, mas só se for pelo cinturão interino. É uma boa opção, uma luta boa para as pessoas do Rio. Seria ótimo”, reforçou o cubano que é o número 1 da categoria dos médios.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Vai Encarar

Blog da seção Vai Encarar, da editoria Jogada, sobre lutas e artes marciais, especialmente cobertura sobre UFC.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags