Busca

Categoria: World Series of Fighting


07:28 · 31.07.2015 / atualizado às 07:55 · 30.07.2015 por
Toquinho vem de três vitórias seguidas, todas com menos de dois minutos de combate (Foto: Divulgação)
Toquinho vem de três vitórias seguidas, todas com menos de dois minutos de combate (Foto: Divulgação)

Escalado para defender seu cinturão dos meio-médios (77kg) do World Series of Fighting (WSOF) pela segunda vez consecutiva neste sábado (1º), Rousimar Palhares, o Toquinho, terá pela frente o experiente Jake Shields. A luta, que será a principal atração do WSOF 22, em Las Vegas (EUA), é cercada de muita expectativa, já que ambos são considerados dois dos melhores lutadores de chão do MMA.

Outros destaques desta edição ficam por conta dos duelos entre os brasileiros Marlon Moraes x Sheymon Moraes, válido pelo cinturão do pesos-galos (61kg), e dos meio-pesados (93kg) Mike Kyle vs. Clifford Starks.

Natural de Dores do Indaiá, em Minas Gerais, Rousimar Toquinho comemorou estar recuperado das lesões que o afligiram no primeiro semestre deste ano e se mostrou muito confiante, prometendo sair vitorioso do combate. O lutador do Team Nogueira também afirmou ser melhor que seu adversário em todas as áreas da luta.

“Estou muito animado para este combate, treinei muito e vou sair vencedor desta luta. Graças a Deus, estou totalmente recuperado das lesões no joelho e no ombro e, com isso, consegui fazer meu camp completo, sem nenhum problema. O Jake Shields é um lutador muito bom e bastante experiente. Respeito ele, mas estou bem confiante. Me acho superior em todas áreas da luta, tanto no chão quanto em pé”, disse Toquinho.

Credenciado por três vitórias seguidas, todas com menos de dois minutos de combate, o brasileiro pretende ditar o ritmo da luta desde os primeiros instantes. Para isso, confia em seus treinamentos e visível evolução de seu jogo na trocação, fruto do trabalho realizado com os treinadores Vander Valverde, no muay thai, e Erivan Conceição, no boxe.

“Minha estratégia é impor meu ritmo e jogo desde o início, não deixando que ele se sinta confortável em nenhum momento do combate. Sei que posso finalizar ou nocautear, dificilmente este duelo ficará nas mãos dos juízes. Vou ser campeão do WSOF por muitos anos, ninguém vai tirar esse cinturão de mim. Vivo o melhor momento da minha carreira, evolui demais como lutador. O Jake Shields falou muita coisa, mas na hora da luta ele vai ver como é ter que me enfrentar”, concluiu.