Categoria: XFCi


14:32 · 16.12.2015 / atualizado às 14:36 · 16.12.2015 por
"No Chance" tem 44 lutas na carreira, incluindo 37 vitórias, dois no contests e cinco derrotas (Foto: Divulgação)
“No Chance” tem 44 lutas na carreira, incluindo 37 vitórias, dois no contests e cinco derrotas (Foto: Divulgação)

Quando se pergunta para José Maria “No Chance”, sobre o estilo de luta dele a resposta é bem diferente do que costuma se ouvir: “sou showman”. Na tradução do inglês para o português, a expressão seria algo como “homem espetáculo”. O lutador cearense, no entanto, se define de tal forma por afirmar que, durante a luta, “não preciso lembrar os treinos, os golpes vêm de forma involuntária”.

No XFCi 12, quando encarou Marcel Adur na Superluta até 57,2kg, conseguiu vencer por decisão unânime dos juízes laterais, mas em uma exibição que pode ser definida mais uma batalha. Agora, ele vai enfrentar Bruno Azevedo “Macaco” na disputa pelo cinturão do peso-mosca (até 56,7kg) e, além de sair com a vitória, quer justificar o apelido que se colocou.

Inicialmente, “No Chance” já enfrentaria Bruno “Macaco” no XFCi 12. Porém, o brasiliense da Nova União teve uma lesão na mão e ficou impossibilitado de lutar. Como a mudança de adversário ocorreu cerca de um mês antes da luta, o cearense já havia realizado boa parte da preparação visando as características de “Macaco”. Dessa forma, o cearense garante estar bem preparado para enfrentá-lo e mostra grande expectativa por um duelo próximo do estilo que o agrada mais.

Há mais de uma década como profissional de MMA, “No Chance” tem 44 lutas na carreira, incluindo 37 vitórias, dois no contests e cinco derrotas. Aos 33 anos, nove a mais que Bruno “Macaco”, o cearense acredita que a bagagem adquirida ao longo da carreira traz uma responsabilidade maior para si.

“Esse cinturão representa muito para mim. Estou há mais tempo nesse mundo das lutas e acho que é minha obrigação ser o número 1, o mais gabaritado, do XFC. Tenho uma meta, que é conseguir o máximo de cinturões possíveis, e vou conseguir. Quero retribuir todo o apoio que a organização me dá e não tem nada melhor do que vencer essa próxima luta para conseguir”, afirma José Maria “No Chance”.

 

 

09:45 · 27.11.2015 / atualizado às 09:45 · 27.11.2015 por
A atleta da Dragon Kombat tem nove vitórias em nove lutas disputadas (Foto: Divulgção XFCi)
A atleta da Dragon Kombat tem nove vitórias em nove lutas disputadas (Foto: Divulgção XFCi)

A contagem regressiva para o duelo entre as duas melhores pesos-palha do Brasil já começou. Neste sábado, dia 28 de novembro, no XFCi 12, a cearense Viviane Sucuri e a curitibana Vanessa Guimarães disputam o cinturão mundial da franquia na categoria até 52,2kg, em São Paulo.

Campeãs das duas primeiras temporadas do torneio internacional, Viviane e Viviane fazem a co-luta principal do evento, que terá como destaque da noite a disputa da medalha de ouro do torneio masculino peso-meio-médio (até 77,1kg), entre Michel Pereira e Carlston Harris.

Primeira cearense campeã internacional de MMA, Viviane Sucuri ainda não sabe o que é derrota na carreira. A atleta da Dragon Kombat tem nove vitórias em nove lutas disputadas.

No XFC, a jovem lutadora de apenas 22 anos fez três duelos, com vitórias sobre Fernanda Priscila, Liana Pirosin e Vuokko Katainen, esta última valendo o título do torneio feminino peso-palha da segunda temporada, em julho de 2015. Na carreira, ostenta triunfos sobre duas lutadoras do XFC: a campeã mundial peso-mosca Poliana Botelho e Ilara Joanne.

Ciente das qualidades de sua nova adversária, Viviane pretende aproveitar o longo tempo de Vanessa fora de competição para cansar a adversária durantes os cinco rounds. “Eu estudei bastante a Vanessa e sei que tenho que ter muito cuidado com a trocação dela, porque tem a mão pesada. Mas o objetivo é fazer cinco rounds intensos para que ela sinta fisicamente o tempo sem lutar e eu possa me aproveitar disso. Nunca vou querer deixar a luta na mão dos juízes, mas nesse caso preciso ter inteligência para cansá-la ao longo do combate. Tenho ciência de que será uma verdadeira batalha, mas podem ter certeza que esse cinturão vem para o Ceará”, confia.

Além de Viviane Sucuri, o cearense José Maria “Sem Chance”, ex-lutador do UFC, também está no card do XFC 12. Ele encara Marcel Adur, em duelo válido pela superluta na categoria até 56,7 kg.

Confira o card do XFCi 12:

Até 77,1kg: Carlston Harris x Michel Pereira – Final do Torneio Peso-Meio-Médio
Até 52,2kg: Viviane Sucuri x Vanessa Guimarães – Disputa de Cinturão Peso-Palha feminino
Até 56,7kg: José Maria “No Chance” x Marcel Adur – Superluta
Até 70,3kg: Ricardo Tirloni x Jadison Costa – Superluta
Até 70,3kg: Sergio Junior x Vitor Negão – Superluta
Até 70,3kg: Vinicius Loureiro x Ary Santos – Superluta
Até 56,7kg: Manel Kappe x João Elias – Torneio Peso-Mosca Masculino
Até 70,3kg: Luciano Palhano x Antônio Paulo Nego – Torneio Peso-Leve Masculino
Até 52,2kg: Daniela “Dany Fenix” Da Silva x Hellen Bastos – Torneio Peso-Palha feminino
Até 56,7kg: Molly McCann x Vanessa Melo – Superluta Peso-Mosca feminino
Até 56,7kg: Pedro Curiri x Jimmy Martinez Vela – Torneio Peso-Mosca masculino
Até 77,1kg: Gian Siqueira x Wellington Thurman – Superluta

10:07 · 20.09.2015 / atualizado às 10:08 · 20.09.2015 por
Ilara Joanne nocauteou a russa aos 2 minutos de luta (Foto: Reprodução)
Ilara Joanne nocauteou a russa aos 2 minutos de luta (Foto: Reprodução)

A noite foi especial para os lutadores cearenses na 11ª edição do Xtreme Fighting Championships (XFC), na noite deste sábado (19). Estreando na organização internacional, Ilara Joane e Jefferson ‘Spider’ Rodrigues’ deram um show de MMA, ignoraram os gringos  e ambos saíram com vitórias.

O primeiro a subir no octógono no XFC International Center foi Spider, que enfrentou o argentino Ezequiel Eyalarar, pelo torneio peso-leve (até 70,3 kg). O atleta da 1ª Round Fortaleza mostrou boa trocação e conseguiu dominar praticamente os três rounds.

No fim, os juízes decretaram a vitória por decisão unânime. Com este resultado, o cearense chegou a 5ª vitória no cartel e ainda avançou para a semifinal do torneio, seguindo vivo na briga pelo título do XFC.

Logo após a conquista de Spider, foi a vez de Ilara Joane, também representante da 1ª Round, encarar a russa Julia Borisova. Com uma atuação impecável, a cearense fez uma das lutas mais rápidas do evento, conseguindo um nocaute avassalador com pouco mais de dois minutos de combate.

Com a vitória, Joane chegou a terceira vitória seguida na carreira e se credenciou para a semifinal do GP peso-mosca feminino.

O XFC, que é uma organização de MMA internacional e está entre as maiores no Brasil, já possuí uma cearense campeã. Em julho deste ano, Viviane Sucuri conquistou o título do GP na categoria peso-palha feminino.

14:02 · 12.08.2015 / atualizado às 14:02 · 12.08.2015 por
A cearnse estreia contra a russa Julia Borisova (Foto: Reprodução Facebook)
A cearense estreia contra a russa Julia Borisova (Foto: Reprodução Facebook)

Mais uma lutadora cearense assinou contrato para lutar no Xtreme Fight Championship internacional (XFCi). Após o sucesso de Viviane Sucuri, que foi campeã do GP peso-palha do XFCi, a peso-mosca Ilara Joanne confirmou que vai lutar na organização internacional de MMA.

A lutadora exibiu nas redes sociais a foto de seu contrato com o evento. “Contrato em mãos. XFCi aqui vou eu. Obrigado meu Deus!”, publicou a atleta.

Ilara Joanne estreia no próximo dia 19 de setembro, pelo Grand Prix (GP) feminino peso-mosca, em São Paulo. A Adversária será a russa Julia Borisova.

A cearense vem de duas vitórias seguidas sobre Yelka Torres, no Bitetti Combat, em junho de 2014, e Regina Pereira, em maio deste ano, pelo Limo Fight Champioship (LFC).

10:52 · 05.07.2015 / atualizado às 10:54 · 05.07.2015 por
Aos 21 anos, Viviane Sucuri acumula 3 vitórias seguida no XFCi (Foto: Arquivo)
Aos 21 anos, Viviane Sucuri acumula 3 vitórias seguida no XFCi (Foto: Arquivo)

Em uma noite histórica, a lutadora Viviane ‘Sucuri” derrotou a finlandesa Vuokko Katainen na final do grand prix (GP) peso-palha do Xtreme Fighting Championships (XFCi), na noite deste sábado (4), e se tornou a primeira cearense a conquistar um título internacional de MMA.

Sucuri teve trabalho, mas fez um combate estratégico, aplicando bons golpes e acabou tendo a vitória decretada por decisão unânime dos juízes. Esta foi a terceira vitória seguida da jovem lutadora dentro do XFC.

Na estreia, Sucuri nocauteou Fernanda Priscila, ainda no primeiro round, e, nas semifinais do GP, a vitória veio por decisão unânime dos juízes, diante a curitibana Liana Pirosin.

Além do título do XFCi, Viviane Sucuri, que está invicta na carreira, ainda é detentora do cinturão do Limo Fight Championship (LFC) e do Bitetti Combat.

Confira os demais resultados do XFCi 10:
Daniel Virginio venceu James Gray por nocaute técnico – Final do torneio peso-galo

Viviane Pereira venceu Vuokko Katainen por decisão unânime – Final do torneio peso-palha

Guilherme Faria venceu Ranfi Rivas por decisão unânime – Semifinal do torneio peso-pena

Willian Cili finalizou Mohamed Hassan Badawy por finalização – Semifinal do torneio peso-leve

Missael Silva venceu Pedro Falcão por decisão unânime dos juízes – Semifinal do torneio peso-pena

Fernando dos Santos venceu Rubenilton Pereira por decisão unânime dos juízes – Semifinal do torneio peso-leve

14:45 · 15.03.2015 / atualizado às 14:48 · 15.03.2015 por
A adversária de Sucuri será a finlandesa Vuokko Katainen (Foto: Reprodução)
A adversária de Sucuri será a finlandesa Vuokko Katainen (Foto: Reprodução)

A lutadora cearense Viviane “Sucuri” venceu a paraense Liana Pirosin na noite do último sábado (14) por decisão unânime dos juízes, em luta válida pela semifinal do GP peso-palha do XFCi. O resultado colocou a jovem lutadora na final do evento. Ela é a primeira mulher cearense a lutar no card de um evento de MMA internacional.

A adversária de Sucuri também foi conhecida ontem. A finlandesa Vuokko Katainen derrotou a húngara Dora Perjes e fará a final contra a cearense.

Já no duelo principal da noite no XFC, o lutador Bruno “Macaco” se consagrou o primeiro campeão mundial peso-mosca (até 56,7kg) da história da organização ao derrotar Allan “Puro Osso” na decisão unânime dos juízes, após cinco rounds muito equilibrados.

A noite foi histórica para a academia Nova União, que também levou o título do torneio feminino, conquistado por Poliana Botelho, que nocauteou Silvaneide Marretinha no primeiro round.

Confira todos os resultados do XFCi

Card Principal

Até 56,7kg: Bruno “Macaco” Souza venceu Allan Nascimento por decisão unânime dos juízes laterais e conquistou o cinturão mundial do XFC
Até 56,7kg: Poliana Botelho venceu Antonia Silvaneide por nocaute técnico a 1min e 37seg do primeiro round e conquistou o título do torneio
Até 77,1kg: Gennadyi Kovalev venceu Will Galvão por decisão unânime dos juízes laterais – Superluta
Até 56,7kg: Julia Berezikova finalizou Julie Werner com uma chave de joelho a 1min45seg do segundo round – Superluta

Card Preliminar

Até 70,3kg: Natan Schulte finalizou Igor Egorov com um mata-leão aos 3min58seg do primeiro round – Superluta
Até 84kg: Alberto Uda venceu Boris Miroshnichenko por nocaute técnico a 1min57seg do terceiro round – Superluta
Até 52,2kg: Viviane Pereira venceu Liana Pirosin por decisão unânime dos juizes laterais – Semifinal do torneio peso-palha feminino
Até 61,2kg: Daniel Virginio da Silva venceu Júlio Rodrigues por nocaute técnico aos 4min46seg do primeiro round – Semifinal do torneio peso-galo masculino
Até 77,1kg: Michel Pereira venceu Cairo Rocha por decisão unânime dos juízes laterais – Semifinal do torneio peso meio-médio masculino
Até 77,1kg: Carlston Lindsay Harris finalizou Paulo Cesar dos Santos com triângulo de mão aos 4min03seg do primeiro round – Semifinal do torneio peso meio-médio masculino
Até 52,2kg: Vuokko Katainen (FIN) venceu Dora Perjes (HUN) na decisão unânime dos juízes laterais – Semifinal do torneio peso-palha feminino
Até 61,2kg: James Gray (EUA) finalizou Edgar Cabello (MEX) com um mata-leão aos 54 segundos do primeiro round – Semifinal do torneio peso-galo masculino

14:14 · 31.10.2014 / atualizado às 14:14 · 31.10.2014 por
Viviane é a 1ª lutadora cearense a assinar contrato com um evento de MMA internacional (Foto: Reprodução Facebook)
Viviane é a 1ª lutadora cearense a assinar contrato com um evento de MMA internacional (Foto: Reprodução Facebook)

A lutadora cearense Viviane “Sucuri” Pereira se diz pronta para o maior desafio de sua carreira no MMA: a estreia no Xtreme Fighting Championships Internacional (XFCi), uma das mais importantes organizações da modalidade no mundo. Sucuri vai enfrentar Fernanda Priscila Barros, pela categoria peso-palha (até 52kg), na sétima edição do evento, que será realizado no próximo dia 1º de novembro, no ginásio do Morumbi, em São Paulo.

Invicta no MMA, Viviane vai para sua 7ª luta e acredita que um resultado positivo pode ser a porta de entrada para o Ultimate Fighting Championship (UFC). “Estou pronta e muito focada para estrear no XFCi. Meu objetivo é sair de lá com uma bela vitória, me credenciar para a disputa do cinturão e ser vista pelo UFC. Tenho esta capacidade e vou em busca disso”, afirma a jovem atleta cearense.

Atleta da academia Dragon Kombat, Sucuri intensificou os treinamentos dias antes da luta, tanto na trocação como na parte de chão, ao lado de seu professor Marcos Batista. “Não conheço minha adversária, por isso tive que treinar todos os estilos de luta, para não ser surpreendida. Ainda restam quase 15 dias para o combate, então vou me preparar ainda mais para atingir o objetivo”, relata.

Além de Viviane Sucuri x Fernanda Priscila Barros, o XFCi trará outros quatro combates femininos, com destaque para a ‘superluta’ entre a catarinense Julie Werner, buscando sua oitava vitória em 13 lutas, e a ucraniana Iryna Shaparenko. Já na luta principal, o paulista Alan “Puro Osso” encara o ucraniano Ruslan Abiltarov, pela categoria peso-mosca (até 56,7kg).

Ascensão no MMA

Aos 21 anos, Viviane Sucuri vem despontando com uma das maiores revelações do MMA feminino no Estado e vive um ano especial em 2014. Em junho, a lutadora se tornou campeã do Bitetti Combat.

Dois meses depois foi a vez de Sucuri conquistar outro importante título, o de campeã peso palha do Limo Fight, contra Gina “Naja”. Dias depois da vitória, a lutadora conversou com o repórter Valdir Almeida, do Blog Vai Encarar. Na ocasião, Viviane falou das vitórias e da responsabilidade de ser a primeira mulher cearense a assinar contrato com uma organização de MMA internacional.

Confira a entrevista completa com a lutadora cearense

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Vai Encarar

Blog da seção Vai Encarar, da editoria Jogada, sobre lutas e artes marciais, especialmente cobertura sobre UFC.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags