Busca

20:34 · 14.08.2012 / atualizado às 19:03 · 19.08.2012 por
Barão volta aos treinos após concretização de sonho
Divulgação

A primeira entrevista com Renan Barão Pegado na semana decisiva na luta contra  o “Califórnia Kid”, o boa praça Urijah Faber, foi um sucesso entre os fãs de MMA que acompanham  o blog Vai Encarar.

Por isso mesmo os blogueiros entraram novamente em contato com o, agora, mais novo brasileiro campeão do UFC. Bem mais relaxado, o lutador nordestino esbanjou simplicidade e carisma em uma entrevista leve e sincera.  Leia e curta você mesmo!

1. Já caiu a ficha que você é o campeão do maior evento de MMA do mundo?

A ficha está caindo, principalmente quando cheguei em Natal e vi a
recepção que marcaram para mim. Foi algo incrível! Fiquei muito emocionado. Foi um dos momentos mais especiais da minha vida. Todos os meus amigos de Natal presentes, minha família, até meus avôs maternos, que nunca saem de  casa, estavam no aeroporto para me receber. Depois teve uma festa fechada com a banda Grafith, aqui de Natal, que sou muito fã. Os caras fizeram até  uma música para mim. Foi um dos momentos que vi a importância do título do UFC na minha vida e na vida das pessoas da minha cidade.

2. O Dana White conversou com você após a luta? O que ele disse?

Ele só falou que tinha gostado da luta e deu os parabéns pela vitória.
Estou aprendendo inglês e ainda não falou legal, por isso nem conversamos muito. Só um “muito obrigado” mesmo. André Pederneiras, meu treinador, que falou mais. Claro que fiquei muito feliz por ele ter gostado da luta. É sempre bom receber um elogio do chefe.

3.  Você pretende defender o titulo interino contra qualquer lutador ou
prefere esperar o Dominick Cruz?

Eu quero lutar contra os melhores e na minha visão o Dominick Cruz é o
melhor lutador da minha categoria. Mas eu luto com quem o UFC escolher. Se determinar que vou fazer outras lutas até Cruz voltar, eu faço. Sou
funcionário e sigo o que for determinado. Mas o meu objetivo é sim enfrentar o Dominick.

Renan comemora vitória histórica 4.  A sua expectativa é de lutar ainda esse ano?

Não sei. Isso quem decide é o UFC. Vai depender da recuperação do Dominick Cruz, se a luta for direta contra ele. Talvez mais no final do ano. Sei que no momento eu estou aproveitando as férias em Natal, saindo com amigos, comendo comidas que fiquei sem comer na fase final da preparação da última luta. Na semana que vem eu volto a treinar devagarinho, para não ter que começar do zero quando o UFC precisar de mim.

5. O que você achou das vaias do público que estava assistindo à sua luta?

Cheguei a pedir desculpa para a torcida ali no calor do momento, mas sei que não fiz uma luta ruim. Sei também que boa parte daquelas vaias foram dos torcedores do Faber. Fiz meu trabalho, lutei focado na estratégia, no que precisava fazer para ganhar. Foi uma luta técnica, mas como não nocauteei ou finalizei o Faber, as pessoas podem ter achado que passei por alguma dificuldade. Mas sabe que essa foi uma das lutas que fiquei mais tranquilo? Estava muito confiante na estratégia e sabia que ia dar tudo certo.

Encontro com Faber no aeroporto após a luta6. Como foi o seu encontro com o Urijah Faber no aeroporto? O que você
achou do fair play dele?

Achei massa. Faber mostrou que é um profissional, assim como eu sou
também. A gente entra ali no octógono, um quer vencer o outro, mas acabou aquilo ali, somos homens e um respeita o outro. Desde antes da luta, inclusive, ele já vinha se mostrando uma pessoa legal. Falou umas coisas para promover o evento, mas sem desrespeitar ninguém. Acho isso muito importante.

7. Como foi o seu retorno ao Brasil? Qual a sua expectativa de voltar
para Natal-RN com o cinturão?

Meu retorno ao Rio de Janeiro foi muito bom. O pessoal da Nova União fez uma festa bem legal pra mim, como bolo e tudo mais. Fiquei muito feliz com a recepção do pessoal. Depois fui pra uns eventos da patrocinadora Pretorian, dei muitas entrevistas e pude acompanhar outros potiguares no Rio Open de Jiu Jitsu, que foi um evento realizado no Rio de Janeiro. Quando voltei pra Natal, uma semana depois, a festa foi daquela forma que disse. Muito emocionante e muito feliz. Estou até agora lembrando os momentos. Acho que vão ficar na minha cabeça para sempre e vão me motivar ainda mais para a próxima luta.

18:48 · 12.08.2012 / atualizado às 19:21 · 12.08.2012 por

Nem deu tempo de contabilizar os frutos de mais um evento realizado no último fim de semana (sábado, 10), e o UFC já deu início à contagem regressiva para um  combate que promete entrar para a história do Ultimate.

Em um vídeo de pouco mais de um minuto, no site da organização, o futuro e o passado foram colocados frente-a- frente.

De um lado, o estadunidense Jon “Bones” Jones, campeão mais jovem de todos os tempos no UFC, considerado por muitos o maior fenômeno das artes marciais mistas depois de Anderson Silva. O cara que vem atropelando todos os lutadores na categoria meio-pesados que, até a chegada dele, era considerada a mais disputada do Ultimate.

Do outro, uma verdadeira lenda do esporte: o compatriota, Dan “Hendo” Henderson, que no vídeo é chamado de destruidor de lendas. O lutador, de 41 anos de idade, é considerado um mito. Na chamada para a luta no site do UFC, é levantada a hipótese de a poderosa mão direita de Hendo (bomba atômica) destronar Jon Jones de seu reinado.

No dia 1º de setembro, quem levará a melhor?

Jon Jones, jovem campeão a quem se deposita as esperanças de ser o maior lutador de todos os tempos ou Dan Henderson, veterano lutador que nunca foi noucateado?

Assista ao vídeo. É de arrepiar.

 

23:56 · 10.08.2012 / atualizado às 23:24 · 19.08.2012 por


Os jornalistas do “Vai Encarar” debateram e palpitaram, na TV DN,  sobre o UFC 150, que acontece neste sábado (11). Na luta principal, valendo o cinturão dos leves, o campeão Ben Henderson e o desafiante Frankie Edgar se enfrentam em uma das grandes revanches do ano.

As outras lutas do card principal também foram tema de discussão. Os também pesos leves Donald Cerrone e Melvin Guillard fazem o co-evento da noite.

20:06 · 06.08.2012 / atualizado às 20:24 · 06.08.2012 por

Após passar uma temporada no Ceará, onde visitou Quixadá, cidade onde nasceu, e pôde sentir o reconhecimento que conquistou após vencer o primeiro The Ultimate Fighter Brasil, Rony Jason retornou ao Rio de Janeiro e está mostrando que as “férias” acabaram de vez. O lutador, que treina na Team Nogueira, já deu início à preparação para o UFC 153, onde enfrentará o participante da 15ª edição do TUF nos Estados Unidos, Sam Sicilia.

Rony Jason volta com força total aos treinamento no Rio de Janeiro. Foto: Team Nogueira

O evento acontece no dia 13 de outubro, no Rio de Janeiro, e marcará a estréia de Jason no UFC, se desconsiderando sua participação no TUF Brasil. O adversário do lutador cearense, apesar de ter sido eliminado na primeira fase do reality show americano, possui um cartel impressionante fora do UFC. Somente em 2011, Sam Sicilia entrou no octógono dez vezes e só foi derrotado em um confronto.

Outro cearense que já está confirmado no UFC 153 é Renée Forte, que encara Sérgio Moraes no card preliminar.

17:16 · 05.08.2012 / atualizado às 17:18 · 05.08.2012 por

A estrela em ascensão do Ultimate Fighting Championship (UFC), Rory MacDonald, sofreu um corte profundo na testa durante os treinos e não enfrenta mais o ex-campeão da franquia, BJ Penn. A notícia foi confirmada na coletiva de imprensa do UFC on FOX 4, na noite de sábado (4). A luta que estava marcada para o UFC 152, em Toronto, seria a volta de BJ ao octógono. Rory, por sua vez, precisou de 38 pontos no local e ficará mais de um mês sem treinar.

O havaiano quer lutar no Rio de Janeiro |Foto: Divulgação UFC

A luta, que aconteceria em 22 de setembro, ainda não tem nova data para acontecer, mas BJ
espera que o combate seja remarcado para o card do UFC Rio III, em outubro.

“Estou triste por saber da lesão do Rory MacDonald. Esta luta iria me tirar da aposentadoria e já estava bastante animado. Gostaria de desejar uma recuperação rápida para o Rory e queria pedir que a luta fosse transferida para o card do UFC Rio III “, postou o BJ em sua conta oficial no twitter.

Ainda não foi confirmado se a luta será remarcada ou se Penn terá outro adversário. O havaiano não luta desde outubro do ano passado, quando foi derrotado por Nick Diaz e anunciou o fim da sua carreira. No entanto, após ser desafiado pelo canadense, o ex-campeão dos leves e dos meio-médios do UFC resolveu voltar à ativa.  MacDonald vem de três vitórias, contra Nate Diaz, Mike Pyle e Che Mills .

14:30 · 03.08.2012 / atualizado às 14:30 · 03.08.2012 por

Jornalistas dão seus palpites sobre luta de Maurício Shogun Rua e Brandon Vera, principal combate do Card Principal do UFC on Fox 4, que será realizado neste sábado (4).

Lyoto Machida contra Ryan Bader, e os demais brasileiros no Card Preliminar também estão no foco do bate-papo dos blogueiros do “Vai Encarar”. Confira e dê você também o seu palpite.

Card Principal (Fox)

Peso Meio Pesado Maurício Shogun vs. Brandon Vera
Peso Meio Pesado Lyoto Machida vs. Ryan Bader
Peso Leve Joe Lauzon vs. Jamie Varner
Peso Meio Médio Mike Swick vs. DaMarques Johnson

Card Preliminar (Fuel TV)
Peso Pena Cole Miller vs. Nam Phan
Peso Meio Pesado Phil Davis vs. Wagner Prado
Peso Pena Josh Grispi vs. Rani Yahya
Peso Pesado Phil De Fries vs. Oli Thompson
Peso Pena Manny Gamburyan vs. Michihiro Omigawa
Peso Mosca Ulysses Gomez vs. John Moraga

13:29 · 02.08.2012 / atualizado às 02:32 · 03.08.2012 por

Depois de ter ser livrado da prisão, na última terça-feira (31), por provocar um acidente de carro, em maio, quando estava sob efeito de bebida alcoólica, o campeão do peso meio-pesado do UFC, Jon Jones, postou no twitter dois agradecimentos. Em primeiro lugar, aos fans, e, logo depois, ao advogado Tom Jackson, que o defendeu no Tribunal de Binghamtom City (New York State).

Jones fez o agradecimento via twitter. O mais jovem campeão do UFC se livrou da prisão, mas não de uma multa de US$ 1 mil. Ele também perdeu a carteira de motorista até que conclua um curso de reciclagem no trânsito. Jon Jones ainda precisará desembolsar mais US$ 6,5 mil para ressarcir o prejuízo causado com a danificação do poste e com um Bentley, onde havia duas mulheres que saíram feridas.

O lutador escreveu no microblog “Blessed to have the full support of Broome County (N.Y.), all my fans and my DWI case behind me; moving forward”. Depois agradeceu ao advogado: “Big thank you to my lawyer, Tom Jackson, for giving me great advice, and helping me through this situation”, disse.

03:57 · 01.08.2012 / atualizado às 03:57 · 01.08.2012 por

Demian Maia é mais um nome de peso confirmado para o card do UFC 153, programado para outubro, no Rio de Janeiro. Seu adversário será o meio-médio norte-americano Ricky Story, que anunciou, nesta terça-feira (31), através do seu Twitter pessoal que vai encarar o brasileiro no evento.

Demian fará sua segunda luta entre os meio-médios | Foto: Divulgação UFC

Demian fará sua segunda luta entre os meio-médios. A sua primeira apresentação entre os lutadores de 77kg foi contra o sul-coreano Dong Hyun Kim, no início de julho. Maia só precisou de 47 segundos para superar o rival por nocaute técnico.

O paulista, que já lutou pelo cinturão dos médios, possui hoje um cartel com 16 vitórias e quatro derrotas. Entre seus triunfos, oito foram alcançados por meio de submissão. Já o seu adversário possui 14 vitórias e cinco derrotas, todas por decisão.


Lutas já confirmadas para o UFC 153

Card Principal
José Aldo x Erik Koch
Vitor Belfort x Alan Belcher
Quinton “Rampage” Jackson x Glover Teixeira
Jon Fitch x Erick Silva
Demian Maia x Rick Story

Card Preliminar
Rony Jason* x Sam Sicilia
Diego Brandão* x Joey Gambino
Serginho Moraes x Renée Forte*
Reza Madadi x Cristiano Marcello
Francisco Massaranduba x ainda sem adversário definido

*Cearenses confirmados