Busca

Whittaker incontestável, falastrão campeão e o trapalhão CM Punk. Confira o resumo do UFC 225

11:11 · 11.06.2018 / atualizado às 12:08 · 11.06.2018 por
Covington foi superior a Dos Anjos e faturou o título interino dos meio-médios (fotos: AFP)

O UFC 225, realizado no último sábado (9) em Chicago, nos Estados Unidos, teve de tudo e mais um pouco. A começar pela grande luta entre o campeão dos médios, Robert Whittaker, e Yoel Romero. O confronto principal do evento, apesar de não valer o título da categoria (por Riomero não ter batido o peso), provou que o australiano é o melhor da divisão, ao segurar pela segunda vez um dos lutadores mais temidos da organização. Tanto que Whittaker deixou o cage com lesões que devem afastá-lo do octógono por um bom tempo. Parabéns ao campeão!

A VEZ DELE

E por falar em campeão, Colby Covington, inimigo nº 1 dos fãs do MMA no Brasil, bateu o então favorito Rafael Dos Anjos e faturou o título interino dos meio-médios. De forma convincente, Covington dominou as ações, teve mais gás, e mereceu a conquista. A fama de falastrão e a cinta o levarão a encarar o campeão linear da divisão, Tyron Woodley. Até onde vai a réplica de Conor McGregor, ninguém sabe, mas o talento e a evolução dele no cage são indiscutíveis.

PALHAÇADA

A luta que abriu o card principal do UFC 225, entre CM Punk e Mike Jackson foi digna de um verdadeiro show de humor, com o astro do WWE totalmente perdido dentro do cage. O combate foi ridículo, que o próprio Dana White, em entrevista coletiva, decidiu ‘aposentar’ Punk, ao afirmar que ele dificilmente terá outra chance no evento. Sobrou até para Jackson, que poderia nocautear o adversário facilmente, mas preferiu ‘cozinhar o galo’ e esperar a decisão dos juízes, levando o público a um verdadeiro teste de paciência.

FEZ BONITO

Charles do Bronx é o tipo de lutador que não tem medo de cara feia e faz bonito no octógono. Aceitou a luta contra Clay Guida com apenas 12 dias de antecedência e fez história na organização, ao igualar o recorde de vitórias por finalizações no evento (10), que pertencia à lenda Royce Gracie. Talentoso e eficiente, o brasileiro já pediu nova luta no UFC São Paulo, em setembro. Boa opção para o card!

Confira os resultados do UFC 225:

CARD PRINCIPAL
Robert Whittaker venceu Yoel Romero por decisão dividida
Colby Covington venceu Rafael dos Anjos por decisão unânime
Holly Holm venceu Megan Anderson por decisão unânime
Tai Tuivasa venceu Andrei Arlovski por decisão unânime
Mike Jackson venceu CM Punk por decisão unânime

CARD PRELIMINAR
Curtis Blaydes venceu Alistair Overeem por nocaute técnico
Cláudia Gadelha venceu Carla Esparza por decisão dividida
Mirsad Bektic venceu Ricardo Lamas por decisão dividida
Chris de la Rocha venceu Rashad Coulter por nocaute técnico
Anthony Smith venceu Rashad Evans por nocaute
Sergio Pettis venceu Joseph Benavidez por decisão dividida
Charles do Bronx venceu Clay Guida por finalização
Dan Ige venceu Mike Santiago por nocaute técnico

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *