Busca

Tag: Godofredo Pepey


07:26 · 07.05.2015 / atualizado às 07:42 · 07.05.2015 por

 

Caio Monstro luta  no dia 12 de julho, na Flórida (EUA), contra o americano Josh Samman (Foto: Reprodução)
Caio Monstro luta no dia 12 de julho, na Flórida (EUA), contra o americano Josh Samman (Foto: Reprodução)

A edição impressa do Vai Encarar desta quinta-feira (7), na editoria Jogada do Diário do Nordeste, traz como principal destaque a ‘força cearense no UFC. Após as empolgantes vitórias de Thiago Alves “Pitbull”, Godofredo Pepey e Diego Brandão, mais três combates envolvendo lutadores alencarinos foram programados no evento para os próximos meses.

As oportunidade foram dadas ao peso-pena Rony ‘Jason’, ao peso-médio Caio “Monstro” e novamente a Thiago Pitbull, que lutará pela segunda vez do ano na divisão dos médios.

Confira a matéria completa: http://svmar.es/1c9FIy4

> Fortaleza recebe Simpósio Volta ao Mundo de Capoeira: http://svmar.es/1Ij2nWC

> Lutadores problema do UFC: http://svmar.es/1IQVxGX

08:00 · 22.03.2015 / atualizado às 09:36 · 22.03.2015 por
Demian tirou a invencibilidade de 11 lutas do rival (Foto: Reprodução UFC Brasil)
Demian tirou a invencibilidade de 11 lutas do rival (Foto: Reprodução UFC Brasil)

Os lutadores brasileiros dominaram o octógono montado no ginásio do Maracanãzinho e venceram 10, das 11 lutas que fizeram na sexta edição do UFC no Rio de Janeiro, na madrugada deste sábado (21). Destaque para Demian Maia, que usou toda sua experiencia no jiu jitsu para derrotar o americano Ryan LaFlare, por decisão unânime dos juízes (triplo 48-46).

O brasileiro foi superior durante praticamente todo o combate, chegando próximo de conseguir uma finalização, mas acabou sentindo o cansaço no último round e teve até um ponto retirado por falta de combatividade. Nada que atrapalhasse o paulista a chegar a sua 20ª vitória na carreira e ainda tirar a invencibilidade do rival, que já durava 11 lutas.

“Preciso agradecer a quem ficou até tarde, até o fim aqui para me ver no meu retorno. Eu tentei trazer uma finalização para vocês, mas fiquei três meses parado. Lutei com esse grande atleta que, inclusive, estava na frente na bolsa de apostas. Para mim é uma honra poder lutar no Rio de Janeiro, o berço do jiu-jitsu, onde pessoas como Hélio Gracie e Carlson Gracie lutaram”, falou o brasileiro logo após a vitória.

No co-evento da noite, Érick Silva mostrou toda a sua agressividade para conseguir finalizar Josh Koscheck no final do primeiro round. Após um início de luta mais amarrado, o brasileiro conseguiu encaixar boas combinações até encaixar uma bela guilhotina.

Érick Silva chegou ao 18º triunfo na carreira, sendo o sexto no Ultimate. Já Koscheck, chegou a quinta luta sem vitória.

Cearense em alta

A primeira luta do card principal foi entre Godofredo Pepey e o norte-americano Andre Fili. O cearense manteve a boa fase e finalizou o oponente no primeiro round com um triângulo espetacular.

Esta é a terceira vitória consecutiva de Pepey, que declarou seu amor à torcida após o combate. Já Fili não conseguiu repetir o bom desempenho que teve na sua última visita ao Rio de Janeiro, quando venceu Felipe Sertanejo por decisão unânime no UFC 179, e conheceu o terceiro revez na carreira.

Veja a declaração do cearense após a vitória:

Confira todos os resultados do UFC Rio 6

Card Principal
Demian Maia venceu Ryan LaFlare por decisão unânime (triplo 48-46)
Erick Silva venceu Josh Koscheck por finalização no R1
Léo Santos venceu Tony Martin por finalização no R2
Amanda Nunes venceu Shayna Baszler por nocaute técnico no R1
Gilbert Durinho venceu Alex Cowboy por finalização no R3
Godofredo Pepey venceu Andre Fili por finalização no R1

Card Preliminar
Francisco Massaranduba venceu Akbarh Arreola por decisão unânime (triplo 30-27)
Kevin Souza venceu Katsunori Kikuno por nocaute no R1
Leandro Buscapé venceu Drew Dober por finalização no R2
Leonardo Macarrão venceu Cain Carrizosa por decisão unânime (30-26; 30-27; 30-27)
Christos Giagos venceu Jorge Blade por finalização no R1
Fredy Serrano venceu Bentley Syler por nocaute no R3

09:16 · 09.10.2014 / atualizado às 09:18 · 09.10.2014 por
Dois cearenses, Rony Jason e Godofredo Pepey, foram os destaque da primeira etapa do reality show (Foto: Divulgação UFC)
Dois cearenses, Rony Jason e Godofredo Pepey, foram os destaque da primeira etapa do reality show (Foto: Divulgação UFC)

A grande maioria dos lutadores de Artes Marciais Mistas (MMA, sigla em inglês) compartilham no mesmo sonho: entrar para o UFC, a maior organização de lutas do mundo. Neste mês de outubro os atletas poderão ficar um pouco mais perto de atingir este objetivo. O Ultimate realizará a seletiva para a 4ª edição do The Ultimate Fighter Brasil, reality show transmitido pela Rede Globo e que dá ao vencedor um contrato com o UFC.

A seleção acontecerá no próximo dia 26 de outubro, no Hotel Windsor Barra, no Rio de Janeiro. Os candidatos devem ter entre 18 e 34 anos e Um cartel de, no mínimo, 3 lutas profissionais, sendo a maioria com vitórias.

A etapa 2015 do reality trará atletas das categorias peso-galo (até 61 kg) e peso-leve (até 70 kg). Os treinadores ainda não foram definidos pelos organizadores. O UFC lembra que ex-lutadores da organização não poderão participar.

Antes de se apresentarem para a seletiva no Hotel Windsor, os candidatos devem preencher o formulário online no site do UFC. Os atletas são responsáveis por todas as despesas nesta primeira etapa, incluindo passagens, alimentação e hospedagem.

Cearenses bem representados no The Ultimate Fighter Brasil

Na primeira edição do programa, dois lutadores cearenses foram à final na categoria peso-pena. Rony Jason acabou vencendo Godofredo Pepey, por decisão unânime dos juízes. Após a luta, ambos os lutadores acabaram assinando com o UFC e hoje representam o Estado dentro da organização.

07:12 · 14.09.2014 / atualizado às 10:41 · 14.09.2014 por
Pezão amargou o 3º revés seguido no UFC (Foto: Reprodução Facebook)
Pezão amargou o 3º revés seguido no UFC (Foto: Reprodução Facebook)

Os brasileiros apresentaram um bom desempenho no UFC Brasília, mas na luta principal Andrei Arlovski venceu a revanche contra Antonio Pezão e estragou a festa dos torcedores presentes no Ginásio Nilson Nelson.

O bielorrusso entrou no octógono mantendo distância de Pezão, que tentou desferir alguns golpes, mas não conseguiu. Na sequência, Arlovski aplicou um direito no queixo e derrubou Pezão. Arlovski partiu para cima, deu cinco marteladas e nocauteou o brasileiro aos 3 minutos do primeiro round.

O ex-campeão dos pesados, Andrei Arlovski, chegou a sua 23 vitótia na carreira, sendo a 2ª seguida desde que retornou à organização. Já Pezão, sofreu a 6ª derrota no cartel.

No coevento da noite, Gleison Tibau fez um combate empolgante nos primeiros rounds e acabou derrotando Piotr Hallmann por decisão dividida dos jurados. Tibau pisou no octógono do UFC pela 23ª vez, se tornando o recordista do país.

O combate foi escolhido como a “Luta da Noite“. Cada lutador  ainda ganhou o bônus  de US$ 50 mil (cerca de R$ 112 mil).

Pepey fatura prêmio de "Performance da Noite" (Foto: Reprodução Facebook)
(Foto: Reprodução Facebook)

Pepey emplaca 2ª vitória consecutiva

Outro destaque da noite foi o peso pena Godofredo Pepey. Único cearense a lutar no evento, Pepey mostrou que está em plena evolução na categoria e conseguiu uma grande vitória por finalização (chave de braço) contra o americano Dashon Johnson.

A boa apresentação rendeu ao cearense o bônus de “Performasse da Noite“, faturando o prêmio de US$ 50 mil. 

Foi o 2º triunfo seguido do cearense, que já havia vencido por nocaute o norte-americano Load Lahat. Já Johnson amargou a 2ª derrota, em 2 lutas pela Ultimate.

Confira os demais resultados do UFC Brasília:

CARD PRINCIPAL

Andrei Arlovski venceu Antônio Pezão por nocaute aos 2m59s do R1
Gleison Tibau venceu Piotr Hallmann por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Léo Santos venceu Efrain Escudero por decisão unânime (triplo 29-28)
Santiago Ponzinibbio venceu Wendell Negão por nocaute técnico a 1m20s do R1
Iuri Marajó venceu Russell Doane por decisão unânime (triplo 29-28)
Jessica Andrade venceu Larissa Pacheco por finalização (guilhotina) aos 4m33s do R1

CARD PRELIMINAR

Godofredo Pepey venceu Dashon Johnson por finalização (chave de braço) aos 4m29s do R1
George Sullivan venceu Igor Araújo por nocaute aos 2m31s do R2
Francisco Massaranduba venceu Leandro Buscapé por decisão unânime (triplo 29-28)
Sean Spencer venceu Paulo Thiago por decisão unânime (triplo 30-27)
Rani Yahya venceu Johnny Bedford por finalização (kimura) aos 2m04s do R2

17:41 · 12.09.2014 / atualizado às 17:47 · 12.09.2014 por
Pezão e Andrei Arlovski farão a luta principal da  noite (Reprodução facebook)
Pezão e Andrei Arlovski farão a luta principal da noite (Reprodução facebook)

Após 9 meses longe, Antonio “Pezão” Silva está pronto para subir novamente ao octógono do UFC. Escalado para enfrentar o bielorrusso Andrei Arlovski na luta principal do UFC Brasília, o brasileiro passou com louvor pela balança e bateu o peso da categoria dos pesados (até 119,7kg). Seu adversário pesou 112,5kg e também confirmou seu nome no combate.

Os pesos pesados fizeram uma encarada séria e, em seguida, Pezão falou sobre a luta. “Estou me sentindo muito bem, e amanhã vocês vão ver uma vitória! Treinei para todas as ocasiões, treinei de tudo para fazer um grande show e não importa como for, o que importa é sair com a vitória!”, disse otimista o lutador.

Os demais lutadores que participarão do UFC Brasília também conseguiram bater o peso, com destaque para os pesos leves Gleison Tibau e Piotr Hallmann que farão o coevento da noite. O brasileiro que mais lutou na organização (22 vezes) ficou no limite da categoria (70,8kg), enquanto seu rival somou 70,3kg.

Cearense bate peso e confirma luta

O único cearense escalado para o evento, Godofredo Pepey, bateu o peso da categoria peso-pena, com 66,2kg. Seu rival, o americano Dashon Johnson, pesou 66,2kg. Os lutadores farão a 5ª luta do card preliminar.

Confira os pesos registrados por cada competidor:

CARD PRINCIPAL

Peso-pesado (até 120,7kg): Antônio Pezão (119,7kg) x Andrei Arlovski (112,5kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Gleison Tibau (70,8kg) x Piotr Hallmann (70,3kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Léo Santos (70,3kg) x Efrain Escudero (70,8kg)
Peso-meio-médio (77,6kg): Santiago Ponzinibbio (77,6kg) x Wendell Negão (77,1kg)
Peso-galo (até 61,7kg): Iuri Marajó (61,7kg) x Russell Doane (61,7kg)
Peso-galo (até 61,7kg): Jessica Andrade (60,8kg) x Larissa Pacheco (61,7kg)

CARD PRELIMINAR

Peso-pena (até 66,2): Godofredo Pepey (66,2kg) x Dashon Johnson (66,2kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Igor Araújo (77,6kg) x George Sullivan (77,6kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Francisco Massaranduba (70,3kg) x Leandro Buscapé (70,8kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Paulo Thiago (77,6kg) x Sean Spencer (77,1kg)
Peso-galo (até 61,7kg): Rani Yahya (61,7kg) x Johnny Bedford (61,7kg)

06:32 · 02.04.2014 / atualizado às 07:08 · 02.04.2014 por

O nocaute de Godofredo Pepey sobre Noad Lahat, com uma joelhada voadora, está entre os melhores nocautes do mês de março selecionados pelo site norte-americano MMA Junkie. Até o momento em que essa postagem foi realizada, o cearense estava em segundo lugar na votação do público pela internet. Você também pode votar e ajudar o brasileiro a faturar mais essa conquista. Ele disputa com Dan Henderson, Dong Hyun Kim, e outros atletas de MMA.

Cearense disputa título de melhor nocaute de março em site norte-americano (Foto: Natinho Rodrigues)
Cearense disputa título de melhor nocaute de março em site norte-americano (Foto: Natinho Rodrigues)
19:38 · 27.03.2014 / atualizado às 19:38 · 27.03.2014 por

(Matéria publica originalmente no caderno Jogada, do Diário do Nordeste, no dia 27/03/14)

“O que você vai fazer com o dinheiro?” Essa foi a pergunta que Godofredo Pepey mais ouviu depois da vitória sobre o israelense Noad Lahat, no UFC Fight Night no Combate, realizado em Natal (RN), no último domingo, 23.

Godofredo Pepey acredita que,assim como ele,existem vários cearenses com grande potencial nas artes marciais, que precisam ser revelados
Godofredo Pepey acredita que,assim como ele,existem vários cearenses com grande potencial nas artes marciais, que precisam ser revelados |Foto: Kid Junior

O cearense de Fortaleza levou para casa um bônus de performance da noite no valor de US$ 50 mil (cerca de R$ 115 mil pela cotação de ontem). O prêmio adicional veio graças à joelhada voadora que nocauteou o adversário no primeiro round do combate de abertura do segundo evento do UFC no Nordeste.

Na ocasião, ainda sob impacto da emoção da vitória, o fortalezense dedicou o resultado a familiares, treinadores e aos alunos da sua academia localizada no Bairro Rodolfo Teófilo, na Capital do Ceará.

E é justamente pensando na nova geração de lutadores locais que Pepey resolveu investir o dinheiro na equipe dele e de seu irmão, Cláudio Godofredo: GC Pepey e Evolução Thai. “Vou investir no meu CT. A gente já está dando o que falar com os nossos atletas. Temos 20 faixas pretas de jiu-jítsu e estamos crescendo. Queremos continuar fabricando campeões”, revela.

Ele também sabe que aplicar recursos na academia é investir em si próprio. “Acredito que dessa forma estarei apostando no meu futuro. Faço isso porque amo. Quando a gente faz o que gosta, tudo fica mais agradável”.

Modificações

Antes mesmo de lutar no UFC Natal, Pepey e o irmão Cláudio já tinham modernizado a academia. Agora, com o reforço financeiro, os planos de ampliar o local serão agilizados.

“Reformamos tudo. Colocamos um vestiário melhor, dividido para homens e mulheres; cronômetro eletrônico; adquirimos mais equipamentos; e revestimos a parede com um material que simula a grade e não machuca os alunos”, conta. Ele ressalta que foi implantada uma lojinha e que será montada uma área de musculação, além da lanchonete. “Queremos oferecer a melhor estrutura possível em termos de artes marciais”, reforça Pepey.

História de lutas

O lutador do UFC relembra de tudo o que passou antes do combate contra Lahat e diz querer treinar fora do Brasil e conseguir uma sequência de vitórias. “Pretendo sim ir para a Califórnia fazer um camp com o pessoal da Evolução Thai para aprimorar grappling e wrestiling”.

O cearense sabe que lutou pressionado e que poderia ter perdido o emprego no Ultimate se tivesse sido derrotado. Mas ressalta a importância das críticas no seu trabalho e na reviravolta na carreira. “Agradeço a todos os críticos porque sem eles eu não teria melhorado. Foram eles que me estimularam. Posso tê-los surpreendido e o público em geral, mas minha equipe sabia do que era capaz”, afirmou.

Cláudio também confirma o que o irmão diz. “Esse nocaute foi atrasado. Era para ter saído duas lutas atrás. Pepey estava bem nos treinos, mas não conseguiu pôr o jogo dele nas duas derrotas. Agora ele só mostrou o que todos nós já sabíamos do que ele era capaz”, afirma.

Ilo Santiago Jr.

Subeditor

23:23 · 23.03.2014 / atualizado às 23:39 · 23.03.2014 por

O cearense Godofredo Pepey já provou que deve continuar no UFC após o incrível nocaute aplicado em Noad Lahat, neste domingo, no UFC Natal. A sua atuação agradou tanto que o atleta foi premiado com o prêmio de Performance da Noite. Além dele, Dan Henderson também foi agraciado com a premiação. A melhor luta do evento também envolveu o veterano norte-americano. O combate entre Hendo e Shogun foi escolhido como luta da noite.

_M0X6205

Pepey, que chegou a ser cogitado como possível demitido do UFC, agora será agraciado com a premiação de 50 mil dólares. “Eu venho praticando essa joelhada há um bom tempo, mas não consegui encaixá-la nas minhas últimas lutas por causa do meu nervosismo. Eu não estava com o psicológico bom. Agora estou de volta. O leão acordou.”

18:26 · 23.03.2014 / atualizado às 18:42 · 23.03.2014 por

Após a vitória espetacular contra o israelense Noad Lahat no UFC Fight Night Combate em Natal (RN), o cearense Godofredo Pepey desabafou e lembrou ter passado dificuldades na vida. “Passei fome quando saí de Fortaleza. Poucas pessoas sabem o que passei na vida. Como eu disse rapadura é doce mas não é mole não”, contou para jornalistas ainda no Ginásio Nélio Dias.

Pepey aplicando um jab contra Lahat |Foto: Natinho Rodrigues
Pepey aplicando um jab contra Lahat |Foto: Natinho Rodrigues

“Essa vitória veio no momento certo. Eu precisava muito. Logo agora que eu vou ser pai “, revelou. O lutador contou que treinou muito e que nas duas derrotas anteriores estava muito bem, mas o psicológico o atrapalhou. “Eu fui acompanhado com o psicológo e isso me ajudou bastante. Essa vitória era para ter saído antes. Desejo que o Lahat se recupere como eu também me recuperei e tenha outra chance”,  comentou.

No dia anterior, Pepey já havia conversado com o Blog Vai Encarar sobre a mudança de comportamento em relação à maneira de lutar. “Estou afiado no aço“, chegou a comentar ao detalhar o trabalho psicológico que passou.

17:53 · 23.03.2014 / atualizado às 18:31 · 23.03.2014 por

O cearense Godofredo Pepey garantiu sua permanência no UFC em grande estilo. Ainda no primeiro round, o lutador de cabelos coloridos acertou uma joelhada voadora no israelense Noad Lahat, que caiu automaticamente nocauteado. Pepey dedicou a vitória ao seu irmão, Godofredo Cláudio, aniversariante do dia.

_M0X6198
Pepey ainda golpeou o isrealense após o nocaute |Foto: Natinho Rodrigues

A luta entre os faixas pretas de jiu jitsu aconteceu toda em pé. Godofredo mostrou maior agressividade na trocação, tendo acertado alguns socos em Lahat antes do nocaute.  Quando a joelhada entrou o Ginásio veio abaixo e Pepey comemorou como nunca. Esta foi a primeira vez que o cearense encerrou uma luta no UFC, tendo vencido uma na decisão, contra Miltinho Vieira, perdido uma na decisão para Jason e tendo sido nocauteado duas vezes.

“Fiquei nervoso nas minhas últimas duas lutas. Tive ajuda psicológica Eu vim aqui fazer meu trabalho. Eu disse pro meu mestre. Eu vou dar o meu melhor.

“Rapadura é doce, mas não é mole não”, gritou Pepey ao fim da entrevista ainda no octógono.