Busca

Tag: Renée Forte


17:17 · 17.04.2014 / atualizado às 21:38 · 17.04.2014 por
No UFC, Renée Lampião Forte conquistou uma vitória contra o inglês Terry Etim (Foto: Divulgação)
No UFC, Renée Lampião Forte conquistou uma vitória contra o inglês Terry Etim (Foto: Divulgação)

O cearense Renée Forte não é mais lutador do UFC. A notícia foi veiculada primeiramente no site mmafighting.  O Lampião, como ficou conhecido após vitória sobre Terry Etim,  em fevereiro de 2013, é o primeiro cearense dessa nova leva de lutadores do Estado que deixa o Ultimate.  Os outros três brasileiros que também estão deixando a organização são Ronny Marques, Rafaello Trator e Thiago Bodão.

Renée participou da primeira edição do TUF Brasil. Enfrentou Serginho Moraes e perdeu por finalização apesar de ter feito uma boa luta. Depois da recuperação sobre Terry Etim, ele amargou dois revezes. Derrota por nocaute para John Makdessi e por decisão unânime para Frank Trevino, em setembro de 2013 e março deste ano, respectivamente.

21:04 · 15.03.2014 / atualizado às 10:38 · 16.03.2014 por
Renée Forte chegou a dominar o primeiro round, mas permitiu a reação de Trevino (Foto: Divulgação UFC)
Renée Forte chegou a dominar o primeiro round, mas permitiu a reação de Trevino (Foto: Divulgação UFC)

O cearense Renée Forte até começou bem a luta contra Frank Trevino, no UFC 171, em Dallas,  na noite deste sábado, mas não conseguiu impedir a virada do mexicano Frank Trevino, que saiu vitorioso por pontos.

Renée fez um ótimo primeiro round, dominando durante todos os cinco minutos. Logo no começo da luta, o cearense conseguiu derrubar e dominar as costas do mexicano. Trevino conseguiu se levantar, mas logo foi derrubado mais uma vez. O brasileiro, apesar de conseguir quedas, não segurou o mexicano por muito tempo no chão.

No segundo round, o fato de Renée não conseguir segurar o seu adversário no chão foi determinante. Logo no começo do assalto, Forte aplicou uma queda, mas logo Frank se levantou. Em pé, o mexicano acertou alguns golpes e provocou bastante, suficiente para convencer os juízes de que merecia o round. O cearense até foi quedado e teve de se defender de uma guilhotina nos momentos finais do segundo assalto.

O terceiro round foi uma continuação do segundo. Trevino melhor em pé – e até aplicando algumas quedas-, e Renée sem conseguir pressionar no chão, apresentando sinais de muito cansaço. Sem ter conseguido bater o peso, Renée agora acumula a segunda derrota seguida corre sério risco de demissão no Ultimate.

18:24 · 15.03.2014 / atualizado às 18:50 · 15.03.2014 por

Se é verdade o adágio no meio do MMA de que a luta começa na pesagem, o UFC 171 iniciou com polêmica, ontem. Johny Hendrix não atingiu o peso e o combate deste sábado à noite, a partir das 19h30, em Dallas, EUA, contra Robbie Lawler, correu o risco de não valer cinturão para o primeiro. Uma hora depois, Hendrix atingiu o peso de sua categoria.

A briga de Forte com a balança |Foto: Reprodução/Facebook

O cearense Renée Forte também não conseguiu ficar na tolerância mínima e preferiu pagar 20% da bolsa. Forte vai enfrentar um estreante no Ultimate: Frank Trevino.

“Jesus já me prometeu. Vai ser vitória”, disse o cearense. O Lampião contou que, desta vez, esqueceu o chapéu característico que o acompanha nas entradas das lutas, porém vai estar bem acompanhado. “Meu corner será com Asker Cyril e o Vagner, treinador de muay thai lá de Fortaleza”, conta Renée Forte, que está sendo apoioado pela Mega Gym Academia e a Indaiá, a mais nova patrocinadora do lutador cearense.

Brasileira

Outra representante nacional estará em ação, hoje. É Jéssica Andrade “Bate-Estaca”. Ela vai encarar Raquel Pennington, no card preliminar.

Um terceiro lutador também não atingiu o peso mínimo, ontem. Foi o campeão do TUF 17, Kelvin Gastelum.

15:02 · 15.03.2014 / atualizado às 15:05 · 15.03.2014 por

O cearense Renée Forte registrou o momento de seu encontro com o postulante ao cinturão dos pesos meio-médios do UFC, Johny Hendricks. Os dois lutam no UFC 171, neste sábado, em Dallas. O brasileiro luta no card preliminar contra Frank Trevino, já Hendricks faz a luta principal do evento, valendo o título do Ultimate, contra Robbie Lawler.

Renée e Hendricks nos bastidores do UFC 171 |Foto: Reprodução/Facebook
18:34 · 14.03.2014 / atualizado às 18:53 · 14.03.2014 por

O cearense Renée Forte não conseguiu atingir o peso limite da categoria dos leves para sua luta contra Frank Trevino, no UFC 171. Em sua primeira tentativa, a balança marcou 71,4kg (157,5 libras). Depois, já sem as roupas, a balança marcou 71,2kg (157 libras).O limite da sua categoria é 70,3kg (155 libras), com tolerância até 70,7kg. O brasileiro não foi para a segunda tentativa e perdeu 20% da sua bolsa.

Renée precisou do auxílio da toalha e ainda assim não bateu o peso |Foto: Reprodução

Com apenas uma vitórias e duas derrotas no Ultimate, Forte corre risco de ser cortado pela organização em caso de derrota, já que não bater o peso não é visto com bons olhos por Dana White. Forte entrou no UFC através do TUF Brasil. No programa, ele lutava na categoria dos médios.

 

17:34 · 14.03.2014 / atualizado às 17:34 · 14.03.2014 por
Renée divulga foto com novo patrocinador (Foto: Divulgação)
Renée divulga foto com novo patrocinador (Foto: Divulgação)

O cearense Renée Forte vai buscar neste sábado, em Dallas, no Texas (EUA), a segunda vitória na maior organização de MMA do planeta, o Ultimate Fighter Championship. Será contra o mexicano Francisco Trevino, no UFC 171. Ex-participante da primeira edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil, o lutador cearense acumula um cartel de oito vitórias e três derrotas ao longo de sua carreira.

A caminho de sua primeira luta em 2014, Renée Forte vai entrar no octógono de patrocinador novo: a Indaiá, maior envasadora de água mineral natural do Brasil. Ele prefere não fazer projeções para o decorrer da temporada e procura progredir no evento passo a passo.  “Fiz meus treinamentos em Maceió e Fortaleza. Foram quatro semanas em cada cidade, estou muito bem preparado para essa luta. Vou para vencer. Sempre achei e ainda acho que os futuros campeões do UFC estão no nordeste do Brasil. Já estou habituado com o UFC e minha meta por enquanto é ir crescendo passo a passo, o foco é total na próxima luta”, comentou.

  Trevino é um páreo duro! O mexicano está invicto na carreira (11 vitórias). Renée aposta na preparação que fez para superar as qualidades do seu oponente.

Aos 26 anos, Renée Forte iniciou no MMA profissional em 2006. Depois de emplacar uma sequência de sete vitórias e apenas uma derrota, conquistou o direito de entrar na casa do TUF Brasil 1 ao derrotar na fase eliminatória Fabio Bolinho. Após a participação do reality show, ganhou a oportunidade de ingressar no UFC contra Serginho Moraes no UFC 153, disputado em outubro de 2012. Ambientado com os pesos leves (70kg) após duas lutas no UFC – estreou no novo peso com vitória sobre Terry Etim, no UFC on Fuel TV 7, em fevereiro de 2013.

16:46 · 14.03.2014 / atualizado às 16:46 · 14.03.2014 por

Os membros da equipe do Blog Vai Encarar se reuniram na TV DN para debater o UFC 171, com ênfase na luta do cearense Renée Forte contra Frank Trevino. O card principal, que terá a luta pelo cinturão dos pesos meio-médios, também foi debatido. Assista:

11:41 · 14.03.2014 / atualizado às 11:47 · 14.03.2014 por

Em preparação para a luta chave em sua carreira no UFC, Renée Forte, 26, se mostrou confiante ao afirmar que acha que os próximos brasileiros campeões do Ultimate sairão do Nordeste. Forte, que fez toda a sua preparação em Fortaleza e Maceió, enfrenta Frank Trevino, no UFC 171, em Dallas, neste sábado.

Forte comemorando sua vitória sobre Terry Etim |Foto: Divulgação

“Estou muito bem preparado para essa luta. Vou para vencer. Sempre achei e ainda acho que os futuros campeões do UFC estão no nordeste do Brasil. Já estou habituado com o UFC e minha meta por enquanto é ir crescendo passo a passo, o foco é total na próxima luta”, comentou através de nota da assessoria de imprensa.

A região Nordeste já possui um campeão do UFC, que é o peso-galo Renan Barão, nascido e residente da cidade de Natal. Além disso, o baiano Rodrigo Minotauro já foi campeão interino dos pesados da organização. Lyoto Machida, baiano de nascimento e criado no Pará, também já teve o cinturão do UFC.

Luta

Renée terá um adversário complicado no octógono.  Trevino ainda está invicto na carreira (11 vitórias). Para vencer, o cearense aposta em sua preparação.

“Sei que é um adversário difícil. Tem boa base no muay thai, então é preciso ter bastante cuidado com o jogo dele. Acho que o trabalho realizado no meu camp de preparação vai ser um grande diferencial para que eu possa sair vitorioso de mais essa batalha”, apostou.

11:24 · 14.03.2014 / atualizado às 17:57 · 14.03.2014 por

Nesta sexta-feira será realizada a pesagem do UFC 171, que acontece na noite de sábado. O cearense Renée Forte entrará no octógono, mas antes terá que passar no teste da balança. Então, acompanhe aqui, ao vivo, às 18h (horário de Brasília), os lutadores provando o seu peso.

16:49 · 02.01.2014 / atualizado às 17:23 · 02.01.2014 por
Caio Monstro Magalhães lutou em dezembro e tem chances bem mais reduzidas de voltar a lutar do que outros cearenses neste primeiro semestre (Foto: Natinho Rodrigues)
Caio Monstro Magalhães lutou em dezembro e tem chances bem mais reduzidas de voltar a lutar do que outros cearenses neste primeiro semestre (Foto: Natinho Rodrigues)

Um novo ano começou com oito eventos do UFC confirmados: três em janeiro, outros três no mês seguinte e mais dois em março. Porém, pelo menos para os cearenses contratados pelo Ultimate, ainda resta saber se haverá chances deles serem escalados em alguns desses cards.

Por enquanto, oficialmente, todos os lutadores nascidos no Estado ainda não estão confirmados em nenhum dos oito eventos marcados para ocorrer entre os dias 4 de janeiro e 15 de março, inclusive, sendo um deles a ser realizado no Brasil, em Jaraguá do Sul, dia 15 de fevereiro. A principal luta da noite será entre o brasileiro Lyoto Machida e Gegard Mousasi.

Renée Forte é um dos cearenses com mais chances de ser chamado para lutar nos próximos meses (Foto: Natasha Mota)
Renée Forte é um dos cearenses com mais chances de ser chamado para lutar nos próximos meses (Foto: Natasha Mota)
Diego Ceará Brandão foi nocauteado no primeiro round por Dustin Poirier, que manteve a sexta posição no ranking com a vitória no UFC 168 (Divulgação UFC)
Diego Ceará Brandão  foi nocauteado por Dustin Poirier, no dia 28 de dezembro de 2013, portanto não deverá ser relacionado em card algum até março (Divulgação UFC)

Os cearenses Rony Jason, Thiago Alves Pitbull, Caio Monstro Magalhães, Godofredo Pepey, Renée Forte, Diego Brandão e José Maria Sem Chance até o momento não foram comunicados sobre um possível combate nesse período tampouco em um desses oito eventos. Dificilmente isso deverá ocorrer, mas ainda há chances principalmente para os lutadores que estão “parados” há mais tempo.

Panorama de cada um

A última luta de Renée Lampião Forte, por exemplo, foi em setembro contra o canadense John Makdessi. O cearense levou a pior ao ser nocauteado. Seu adversário, contudo, já está de combate marcado para o UFC 169 contra Alan Patrick. Nesse mesmo evento, haverá o retorno de Renan Barão e José Aldo que têm Title Shots pela frente contra Dominick Cruz e Ricardo Lamas, respectivamente.

Rony deverá voltar a partir de julho. Ele tem de cumprir sete meses de suspensão após socar a parede por ter perdido última luta (Foto: Divulgação UFC Alexandre Loureiro)
Rony deverá voltar a partir de julho. Ele tem de cumprir sete meses de suspensão após socar a parede por ter perdido última luta (Foto: Divulgação UFC Alexandre Loureiro)

Pepey entrou no octógono pela última vez em novembro do ano passado. Ele amargou derrota por nocaute  para Sam Sicilia, americano que já tem retorno marcado para o dia 15 de janeiro contra Cole Miller no UFC Fight Night Rockhold x Philippou. Outro que também foi derrotado por nocaute no mesmo dia do conterrâneo foi José Maria Sem Chance. Ele perdeu Dustin Ortiz, e agora aguarda o próximo chamado.

Rony Jason também lutou no mesmo dia de Pepey e Sem Chance. O cearense de Quixadá foi nocauteado por Jeremy Stephens. Seu algoz já luta neste mês, dia 25, contra Darris Elkens. Além disso, Rony foi suspenso por sete meses (180 dias de suspensão médica e 30 dias de punição por comportamento inadequado) após ter socado a parede minutos depois da derrota para o americano em novembro do ano passado. O cearense só deverá voltar a partir de julho.

José Maria fi derrotado por  Dustin Ortiz no terceiro round em novembro, em Goiás  (Foto: Divulgação UFC/ Alexandre Loureiro)
José Maria fi derrotado por Dustin Ortiz no terceiro round em novembro, em Goiás (Foto: Divulgação UFC/ Alexandre Loureiro)
Godofredo Pepey também perdeu no mesmo dia no UFC Goiânia (Foto: Divulgação UFC Alexandre Loureiro)
Godofredo Pepey também perdeu no mesmo dia no UFC Goiânia (Foto: Divulgação UFC Alexandre Loureiro)

Caio Monstro Magalhães e Diego Ceará Brandão não deverão ser chamados até março. O primeiro lutou em dezembro na Austrália. Caio venceu Nick Ring por decisão unânime dos juízes, enquanto Diego foi nocauteado por Dustin Poirier em dezembro, dia 28.

Thiago Pitbull Alves é o cearense com mais experiência no UFC. Ele se machucou semanas antes do UFC on Fox em Boston, nos EUA, realizado em julho do ano passado. Thiago foi finalizado por Martin Kampmann em março de 2012. Portanto, é o cearense atualmente empregado do UFC a mais tempo sem subir no octógono. A previsão é que até o fim deste ano, Thiago possa retornar.

Thiago Pitbull está lesionado e deverá retornar perto do fim desta ano de 2014 (Foto: Divulgação UFC)
Thiago Pitbull está lesionado e deverá retornar perto do fim desta ano de 2014 (Foto: Divulgação UFC)