Busca

Tag: UFC 160


01:31 · 26.05.2013 / atualizado às 04:55 · 26.05.2013 por

Pezao chegou confiante ao MGM, mas saiu derrotado mais uma vez por Cain Vvelasquez (Foto: Ilo Santiago Jr.)
Pezao chegou confiante ao MGM, mas saiu derrotado mais uma vez por Cain Velasquez (Foto:  UFC Divulgação)

O Brasil saiu com um saldo positivo de vitórias, duas contra uma derrota no UFC 160, em Las Vegas. Pezao foi nocauteado no primeiro round por Cain Velasquez enquanto Glover Teixeira finalizou James Te Huna; e em uma luta duríssima Júnior dos Santos levou à lona Mark Hunt.

Cain Velasquez x Antonio Pezao

Demais lutas

Junior dos Santos x Mark Hunt

O ex-campeão da categoria Pesos Pesados, Júnior dos Santos (JDS) Cigano entrou no octógono, em Las Vegas, sob um misto de aplausos (da grande quantidade presente de brasileiros) e de vais do público mexicano, que ainda o enxerga como grande rival de Cain Velasquez.

O co-main event da noite contra Mark Hunt, o Super Samoa, começou estudada na distância. Mmark Hunt andou para frente, soltou os braços em Cigano abrindo um corte no supercilio do brasileiro, que não se intimidou e chegou a derrubar o oponente, que absorveu bem os golpes.

Torcida vaiou muito quando cigano botou a luta para o chão logo depois que ele sentiu um forte golpe de Hunt.O brasileiro aproveitou para descansar um pouco e, depois, passou para tentativa e finalização. O terceiro round começou menos movimentado, com os dois lutadores mais cansados.

Mark Hunt parecia bem mais cansado. Minado com golpes na linha de cintura nos dois rounds anteriores. Com um chute rodado ele levou ao chão o Super Samoa, completando o nocaute com um diretaço. Foi a primeira vez que Cigano usou esse recurso. “Eu realmente acredito que posso ser campeão novamente e estou fazendo o meu melhor para isso”, afirmou.

Glover Teixeira x James Te Huna (meio-pesado)

O primeiro brasileiro a pisar no octógono do MGM Grand Garden Arena foi o mineiro de Sobrália, Glover Teixeira. Em sua quarta luta no UFC, ele encarou a trocação forte do neozelandês que mora na Austrália James Te Huna.

Nas apresentações, deu para sentor que a torcida brasileir marcou presença com gritos de Brasil, Brasil, Brasil o MGM, em Las Vegas, mais parecia com um estádio de futebol localizado no Brasil. O apoio continuou assim que os dois começaram a trocar socos. “Uh! Vai Morrer e Olê Olê Olê Glover Glover também deram apoio ao lutador, que derrubou Te Huna e com uma bela guilhotina ganhou de presente os três tapinhas.

Glover foi comemorar com Mike Tyson. Lidell também vibrou com a apresentação do amigo. Ele ergueu a mão do ex-campeão mundial de boxe numa demonsntração de verdadeiro fã. “Meu trabalho é finalizar as lutas. Mike Tyson é inacreditável vendo uma luta minha. Estou chorando aqui”, disse emocionado.

Gray Maynard x TJ Grant (Leves)

A luta começou com Gray Maynard acertando mais golpes, mas ainda no primeiro minuto do round, TJ Grant soltou mais os braços e os joelhos. Maynard sentiu a mão pesada do canadense, que desfiriu uma saraivada de golpes até nocautear o americano. Grant comemorou muito o resultado e desafiou o campeão da categoria, ali mesmo no centro do MGM Grand Garden Arena, o campeão da categoria Leves, Benson Henderson.

Donald Cerrone x KJ Noons (Leves)

Socos e chutes de lado a lado foram a tônica dos primeiros segundos de luta entre Donald Cerrone e KJ Noons valendo pelo primeiro combate do card principal do UFC 160, em Las Vegas. Ambos lutadores receberam duros golpes, sendo que Noons sempre fazia um sinal de afirmativo com os lábios ao ser acertado com ose dissesse “essa foi boa, mas não me machucou”.

O segundo round começou bem. A luta chegou para ir para o chão, mas logo voltou para a parte em pé, onde os atletas estavam mais à vontade. O sangue no rosto de Noons começou a atrapalhar um pouco a sua visão. Memso assim, ele conseguiu conectar bons golpes no cowboy. Cerrone marcou a entrada do adversário em uma belíssima queda. e continou por cima até o fim do round.

Antes de partirem para os 5 minutos finais, Cerrone e Noons olharam-se pelo telão e se cumprimentaram animando a torcida presente. Logo depois, voltaram a se pegar em socos e chutes como foi desde o início do primeiro round. Mas Cerrone logo tratou de botar a luta para o chão mais uma vez e ficar por cima para garantir a vitória à base das cotoveladas. Cerrone venceu por decisão unânime. Os dois lutadores saíram bastante machucados do confronto.

Whittaker foi vencedor no duelo entre  dois ex-participantes do TUF (Foto: UFC Divulgação)
Whittaker foi vencedor no duelo entre dois ex-participantes do TUF (Foto: UFC Divulgação)

Card preliminar

Lutas bem disputadas marcaram o card preliminar da noite quente en Las Vegas, durante o UFC 160. A maioria delas foi para a decisão dos juízes demonstrando o equilíbrio e a qualidade dos combates. Veja o resumo abaixo:

Mike Pyle x Rick Story (meio-médios)

Combate incialmente travado no chão entre os dois americanos, até que ao voltar em pé, Story se mostrou mais eficiente chegando a aplicar uma bela esquerda em Pyle, que resistiu os 30 segundos finais de ground and pound.

No segundo round, no chão, Pyle quase conseguiu uma kimura em Rick Story que aguentou firme na posição e não cedeu ao arm-lock. O comabte continuou sem muita ação. Foi a primeira luta da noite onde se ouviu vaias do público.

No último assalto, Mike Pyle passou a usar as cotoveladas e joelhadas. Ele machucou o rosto do Story, que cessou o ímpeto do adversário com a luta agarrada na grade. A resistência durou pouco tempo.

Lutadores foram mais uma vez para o chão até acabar o combate. Pyle foi declarado vencedor por decisão dos juízes.

Denniz Bermudez x Max Holloway (penas)

Bermudez começou bem acertando seus golpes em uma luta bastante aguardada pelos fãs. Do meio para o fim do primeiro assalto, Bermudez abaixou perigosamente a cabeça e foi surpreendido com u m belo chute rodado de Max, que ainda acertou outros dois beos chutes parecidos no adversário antes de acabar o round.

O equilíbrio marcou o assalto seguinte. Bemrmudez mudou a estratégia no início, tentando quedar o adversário, que resistiu bem. Max tentou mais uma vez acertar o opnente com o chute rodado mas não teve sucesso. Restando 20 segundos, conseguiu marcar pontos importantes ao derrubar Max.

No terceiro round, a luta continuou em pé apesar das invetidas de Dennis Bermudez. Ele finalmente foi bem sucedido em derrubar o oponente restando pouco mais de um minuto para o fim do combate. Mas não havia tempo para mais nada. Bermudez venceu por decisão dividida. O resultado não agradou parte do público presente no MGM.

Colton Smith x Robert Whittaker (meio-médios)

Como é sua principal característica, Robert Whittaker tomou a iniciativa do combate dominando o centro do octagon sempre com a mão esquerda baixa. Colton Smith procurou derrubá-lo sem sucesso. No segundo round, Colton chegou a caeitar o jogo de trocação e se deu bem ao quase nocautear Robert. Porém, o neozelandês se recuperou e passou a acertar golpes contundentes no adversário que foi salvo pelo gongo.

O terceiro assalto começou com Robert acertando muitos golpes e Smtih não desistindo das investidas de derrubar o adversário em nenhum momento. Mas Robert se livrava bem das quedas. E acabou acertando o adversário com um cruzado de esuqerda nocauteando-o no comecinho do round.

Khabib Nurmagomedov contra Abel Trujillo (leves)

A primeira luta do card preliminar foi marcada pelo predomínio do jogo agarrado do russo Khabib Nurmagomedov contra o americano Abel Trujillo, que ficou tonto de tantas quedas que levou.

Mesmo assim, ele chegou a acertar o russo algumas vezes, que, por sua vez, também procurou a finalização sem sucesso nos dois primeiros assaltos. Terceiro round, repetiu-se o jogo de força do russo, que acabou vencendo por decisão unânime.

 

19:52 · 25.05.2013 / atualizado às 23:19 · 25.05.2013 por
Americano aluga binóculo para acompanhar da arquibancada do MGM Grand Garden Arena o UFC 160
Americano aluga binóculo para acompanhar da arquibancada do MGM Grand Garden Arena o UFC 160

O público americano continua a chegar ao MGM Grand Garden Arena, localizado no maior hotel do mundo, em Las Vegas, Nevada, nos Estados Unidos. Muita gente já entrou, mesmo assim arquibancadas continuam vazias. Isso porque, os fãs de MMA estão aproveitando enquanto rolam as lutas menos importantes do início da noite aqui em Las Vegas para usufruir de toda a estrutura do evento e da Arena.

Aqui, eles podem comprar em diversas galerias, produtos oficiais do UFC,  fazer encaradas e ter a foto revelada na hora com os lutadores ao fundo, alugar binóculos para enxergar melhor a técnica dos atletas, e até fazer cartão de crédito com a bandeira do UFC.

Sem falar dos jogos de black jack, poker, roleta e tudo mais que o cassino oferece. As máquinas caça-níqueis são outra atração. Sem falar nos telões de apostas que passam o tempo todo a luta e também os demais esportes preferidos do povo americano.

No detalhe, aposta de 15 dólares em Antonio Pezao. Se ele vencer, apostador ganhará cerca de 90 dólares (Foto: Ilo Santiago Jr.)
No detalhe, aposta de 15 dólares em Antonio Pezao. Se ele vencer, apostador ganhará cerca de 90 dólares (Foto: Ilo Santiago Jr.)
10:00 · 25.05.2013 / atualizado às 00:46 · 25.05.2013 por

Antônio Pezão Silva mandou um recado direto ao povo nordestino no vídeo abaixo logo após entrevistas. Ele diz que vai comemorar o título no São João a partir do dia 7 de junho na Paraíba e pede  apoio da torcida para vencer mais esse enorme desafio em sua carreira. Acompanhe.

07:12 · 25.05.2013 / atualizado às 17:26 · 24.05.2013 por
Cain Velasquez é considerad0 o lutador mais completo da categoria, atualmente (Foto: Ilo Santiago Jr.)
Cain Velasquez é considerad0 o lutador mais completo da categoria, atualmente (Foto: Ilo Santiago Jr.)

Desde quando começou no Ultimate, há um ano, Antônio Pezão, brasiliense de nascimento, mas paraibano de criação, sempre foi considerado a zebra em todos as suas lutas. Mais uma vez ele prova desse gostinho ruim de ver a casa de apostas contra ele subir às alturas em Las Vegas.

O site betting odds abriu o dia de ontem com uma diferença acentuada em quantidade e, por conseguinte, valor pago, para quem apostar em Cain ao invés de Bigfoot. Quem confiar 100 dólares na vitória do brasileiro ganhará 485 pratas enquanto em relação ao americano com raízes mexicanas é preciso apostar 675 dolares para ganhar apenas 100 dólares americanos.

Em Las Vegas, nove de cada dez jornalistas especializados ou não que irão acompanhar o UFC 160 acreditam que Cain Velasquez passará mais uma vez pelo brasileiro.

Pezão diz que ser chamado de azarão (underdog) não o atrapalha, pelo contrário só traz mais vontade de provar para todo mundo o seu valor. “Gosto de entrar para lutar sendo considerado o azarão. Nada mal para quem um ano como zebra estar tendo esta oportunidade. Se for preciso dar minha vida naquele cage eu vou dar”, contou.

Bigfoot é por mais uma vez na carreira considerado a zebra (Foto: Ilo Santiago Jr.)
Bigfoot é por mais uma vez na carreira considerado a zebra (Foto: Ilo Santiago Jr.)

Para ele, tornar-se campeão mundial dos Pesos Pesados da franquia de MMA mais importante do planeta seria a concretização de uma vida dedicada às lutas. “Hoje, isso é tudo para mim profissionalmente. Tudo o que mais sonhei”, revelou.

A partir das 23 horas terá início o card principal do UFC 160 Velasquez x Pezão, com a presença de mais dois brasileiros. O ex-campeão do UFC da categoria Júnior dos Santos Cigano encara Mark Hunt; e Glover Teixera pega James Te Huna. Os dois brasileiros são considerados favoritos também na quantidade de apostas.

20:00 · 24.05.2013 / atualizado às 01:49 · 24.05.2013 por

Las Vegas sempre foi palco de grandes combates tanto no boxe quanto no MMA. Por isso mesmo, a cidade respira o clima do UFC 160, ao mesmo tempo, que demonstra estar bem acostumada com mais esse tipo de  agitação na principal cidade do estado de Nevada, nos Estados Unidos.

Aqui, o Ultimate disputa as atenções com uma infinidade de atrações: peças de teatro, shows musicais, apresentações artísticas de todas as naturezas, inclusive com Cirque du Soleil. Sem falar  nas apostas nos inúmeros cassinos, é claro.  As apostas movimentam Vegas a começar pelo próprio aeroporto, onde já existem as famosas maquininhas caça-níqueis. Cada uma cintilando mais do que a outra vizinha quase que a hipnotizar o jogador.

Aviso na fachada do Circus Circus de transmissão das lutas em um dos pontos mais visitados da cidade (Foto: Ilo Santiago Jr.)
Aviso na fachada do Circus Circus de transmissão das lutas em um dos pontos mais visitados da cidade (Foto: Ilo Santiago Jr.)

Um dos pontos mais visitados da cidade, o Circus Circus não fica atrás. Contudo, procura unir a fome com a vontade de comer. Estampa em uma de suas fachadas que haverá transmissão ao vivo do UFC 160 pelos telões espalhados entre as máquinas de ganhar (ou melhor, de perder) dinheiro.

Publicidade não falta ao UFC na cidade. Onde se anda é possível ver as fotos de Cain Velasquez e Antônio Bigfoot, como eles preferem chamar o brasileiro. Cartazes fixados nos táxis e ônibus levam o evento a todos os cantos da cidade. Em poucas décadas, Las Vegas deixou de ser uma cidadezinha típica do Velho Oeste americano para ser um dos principais centros de entretenimento mundial.

Octógono promocional logo na entrada do MGM Hotel e Cassino, local da luta, chama a atenção dos curiosos (Foto: Ilo Santiago Jr.)
Octógono promocional logo na entrada do MGM Hotel, Cassino e Arena, local da luta, chama a atenção dos curiosos (Foto: Ilo Santiago Jr.)

Na década de 1940, já era famosa pela iluminação noturna artificial, que fascina, ao mesmo tempo que contrasta com o deserto e o vizinho Grand Canyon, uma das maiores atrações naturais do planeta. Tudo em um só lugar.

É nesse ambiente que os brasileiros tentam acender suas carreiras. Como cada uma daquelas minúsculas luzes que produzem o efeito visual invejável que são as fachadas dos hotéis-cassinos de Las Vegas, Como se fossem peças a transformar o UFC no fenômeno econômico bem sucedido que é hoje. Boa sorte Pezão, Cigano e Glover.

19:22 · 24.05.2013 / atualizado às 02:26 · 25.05.2013 por
(Foto: Divulgação/UFC)
(Foto: Divulgação/UFC)

A pesagem oficial para o UFC 160 teve a presença especial do ex-campeão de boxe Mike Tyson, ao lado de Dana White, na noite desta sexta-feira (24), no MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas. Todos os brasileiros e seus adversários conseguiram bater o peso de suas categorias e confirmaram as lutas. Apenas 2 atletas não conseguiram atingir o limite esperado.

Pezão, que enfrentará Cain Velásquez pelo cinturão dos pesados, apareceu mais uma vez com uma camisa com a bandeira do estado da Paraíba. No momento de subir a balança, o brasileiro marcou 119,3kg. Já o campeão pesou 108,9kg. Ambos os lutadores cerraram os punhos e fizeram cara de mau para a encarada, mas logo na sequência se cumprimentaram.

“Estou muito empolgado para lutar amanhã. Treinei muito e quero ganhar esse cinturão”,  disse Pezão confiante.

Cigano e Glover Teixeira não tiveram problemas com a balança. O ex-campeão dos pesados marcou 108,4kg, bem abaixo do limite de peso da categoria. Glover cravou 93kg e também confirmou sua luta. O gordinho Mark Hunt, oponente de Junior dos Santos, pesou 119,7kg. Já Te Huna, que enfrentará Teixeira, ficou no limite da categoria dos meio-pesados, 93,4kg. As encaradas foram sérias, porém, cordiais.

O americano Nah-Shon Burrell, que enfrentará Stephen Thompson pelos meio médios, mesmo ficando nu na hora de subir na balança, marcou 78kg – o limite da categoria é 77,6kg – e recebeu mais uma hora para cortas o peso restante.

O outro atleta que excedeu o limite de peso foi o russo Khabib Nurmagomedov. O lutador pesou 71,9kg , 1,1kg a mais do que o peso permitido na categoria dos leves. Diferente de Burrell, Khabib preferiu não se pesar novamente e será multado em 20% do valor da bolsa. Não satisfeito com a derrota para a balança, o russo ainda empurrou feio o adversário e os treinadores tiveram que intervir.

UFC 160

CARD PRINCIPAL
Peso-pesado (até 120,2kg): Cain Velásquez (108,9kg) x Antônio Pezão (119,3kg)
Peso-pesado (até 120,7kg): Junior Cigano (108,4kg) x Mark Hunt (119,7kg)
Peso-meio-pesado (até 93,4kg): Glover Teixeira (93kg) x James Te Huna (93,4kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Gray Maynard (70,8kg) x TJ Grant (70,3kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Donald Cerrone (70,3kg) x KJ Noons (70,8kg)
CARD PRELIMINAR
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Mike Pyle (77,1kg) x Rick Story (76,7kg)
Peso-pena (até 66,2kg): Dennis Bermudez (66,2kg) x Max Holloway (65,8kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Colton Smith (77,1kg) x Robert Whittaker (77,6kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Khabib Nurmagomedov (71,9kg) x Abel Trujillo (70,3kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Stephen Thompson (77,1kg) x Nah-Shon Burrell (78kg)
Peso-galo (até 61,7kg): Brian Bowles (61,2kg) x George Roop (61,2kg)
Peso-pena (até 66,2kg): Jeremy Stephens (66,2kg) x Estevan Payan (65,8kg)

* Em lutas que não valem cinturão, há uma tolerância de 1lb (455g) acima do valor exato da categoria

YouTube Preview Image
19:10 · 24.05.2013 / atualizado às 21:04 · 24.05.2013 por

Antes de entrar no octógono neste sábado contra James Te Huna, o brasileiro Glover Teixeira que participou de todo o treinamento de Caio Monstro Magalhães. Ele contou que um ajudou o outro nos treinos. Glover disse que deverá estar no corner de Monstro no dia 8 de junho, em Fortaleza. Veja o vídeo:

13:40 · 24.05.2013 / atualizado às 17:40 · 24.05.2013 por

Júnior Cigano dos Santos nem parece aquele mesmo lutador decepcionado com a perda do cinturão e abatido pelo fim do casamento. Em Las Vegas, às vésperas de dar o primeiro passo em busca de retomar o posto de maior peso pesado de MMA do mundo, Cigano descontrai e canta para os jornalistas. A canção do momento dessa vez é “Call me, maybe”, da cantora Carly Rae Jepsen.

Ele vai enfrentar outro striker de mãos pesadíssimas, Mark Hunt, no sábado, pelo UFC 160, no MGM Grand Graden Arena, em Las Vegas. Cigano só fica sério quando o assunto é a separação da ex-mulher e ainda empresária dele. “Isso não teve nada a ver com a minha derrota. Minha vida pessoal tá muito bem. Coração está tranquilo”, disse.

11:04 · 24.05.2013 / atualizado às 04:09 · 24.05.2013 por
Veterano não concorda em ser tratado como underdog contra Júnior dos Santos (Foto: Ilo Santiago Jr.)
Veterano não concorda em ser tratado como underdog contra Júnior dos Santos (Foto: Ilo Santiago Jr.)

O neozelandês de mão pesada Mark Hunt, adversário do brasileiro Júnior dos Santos Cigano, não se conforma em ser tratado coo azarão na luta do sábado, 25, pelo UFC 160, no MGM Grand Arena, em Las Vegas.

Diferentemente de Antônio Pezão, que até brincou que mudaria o apelido e faria uma nova tatuagem com o nome “Underdog”
em referência a não ser o favorito para o combate contra Cain Velasquez, Hunt declarou que se sente sim incomodado com o desprezo por suas qualidades como lutador. “Olha, aceitar a gente tem de aceitar, mas dizer que gosto desse tratamento realmente eu nao gosto”, desabafou.

Mark Hunt é um lutador considerado veterano. Ele vem de vitória contra o grandalhão holandês Stefan Struve, em março. Desde 2011, o lutador de 39 anos não sofre derrotas, com quatro triunfos consecutivos. Seu cartel no sherdog é de 9 vitórias e 7 derrotas.

08:59 · 24.05.2013 / atualizado às 04:04 · 24.05.2013 por
James Te Huna substituiu Ryan Bader para enfrentar brasileiro Glover Teixeira (Foto: Ilo Santiago Jr.)
James Te Huna substituiu Ryan Bader para enfrentar brasileiro Glover Teixeira (Foto: Ilo Santiago Jr.)

Muita trocação também o que pode se esperar de outro tira-teima entre Brasil e Nova Zelândia, no próximo sábado, pelo UFC 160, em Las Vegas. Glover Teixeira versus James Te Huna, que promete não querer deixar o combate ir para o chão.

“Minha estratégia é manter a luta em pé. Sei que para os fãs isso é muito bom. Eles terão um bom combate para ver”, disse o neozelandês, ressaltanao as qualidades de Glover. “Ele é muito bom em pé. É um striker assim como eu”, contou.

Segundo Te Huna, o que mais motiva ambos os lutadores é o fato de uma vitória os colocar entre os melhores da categoria Meio Pesado do UFC. “Uma vitória para qualquer um dos lados vai colocar melhorar nossa posição no ranking. Isso é uma razão a mais para que essa uta seja uma das melhores da noite”, afirmou.