Autor: Marcelino Júnior


15:18 · 22.03.2019 / atualizado às 15:18 · 22.03.2019 por
Rua Ferroviária, Sumaré, Sobral-CE; casa onde houve o triplo homicídio foi lavada e segue fechada (Foto: Marcelino Júnior).

Sobral- Familiares dos três homens mortos na madrugada desta sexta-feira (22), na rua Ferroviária, no Bairro Sumaré, periferia de Sobral, estiveram, nesta tarde, no Núcleo da Perícia Forense na Região Norte, para liberação dos corpos. De acordo com o auxiliar de perícia, Antônio Nogueira, as vítimas foram identificadas como “Ricardo Lopes Cunha (21), Bruno Sousa Silva (23) e Mário Ferreira Alves (21). Todos mortos por diversos tiros e facadas, principalmente na região do tórax e pescoço”, disse o auxiliar.

Crime

O assassinato ocorreu por volta das 3 horas da manhã de hoje (22). Os três jovens foram atacados dentro de uma casa, localizada ao lado da linha férrea que corta a cidade. O que impera no local é a lei do silêncio. Uma moradora que prefere não se identificar relatou os momentos de medo. “ Acordamos com o barulho dos tiros. Eram muitos. Ninguém saiu para olhar nada. Ficamos dentro de casa com muito medo. Não sabíamos o que estava acontecendo. Até que a Polícia Militar chegou. Aqui na vizinhança, a gente não novata muita movimentação de pessoas na casa”, disse uma moradora.

Investigação

O caso foi levado ao Núcleo de Homicídios da Delegacia Municipal de Sobral. De acordo com o delegado Paulo Castro, “ainda estamos em diligências ouvindo familiares e moradores. Temos duas equipes em campo, nesse primeiro momento, para averiguarmos as informações. O que posso dizer, no momento, é que dois dos envolvidos já tinham passagens pela Polícia”, afirmou o delegado.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

 

21:53 · 21.03.2019 / atualizado às 21:53 · 21.03.2019 por
Comunidade de Jaburuna, Ubajara, Serra da Ibiapaba-CE; família Rodrigues segue abrigada na casa de uma das irmãs, até que o município libere o retorno para suas casas (Foto: Marcelino Júnior).

Ubajara- Nesta quinta-feira (21), o ritmo dos estudantes da rede municipal de ensino de Ubajara, na Serra da Ibiapaba, voltou à normalidade no que se refere à presença em sala de aula. O risco de rompimento da parede do Açude Granjeiro, que atingiu sua cota máxima, no final da semana passada, e começou a sangrar, trouxe preocupação aos moradores próximos à barragem.

Comunidades

Segundo levantamento da defesa civil, mais de três mil pessoas que moram na linha de frente do possível curso da água tiveram que deixar suas casas. O processo de evacuação dessas pessoas levou três dias. Com isso, cerca de mil crianças e adolescentes, moradores das comunidades de Cachoeira do Boi Morto, Porteiras e Jaburu, deixaram de ir à aula.

Rotina

De acordo com Susenilda Fernandes, secretária de Educação de Ubajara, “hoje, pouco mais de 40 estudantes ainda estão sem aula, porque não retornaram para casa, permanecendo no abrigo, ainda por uma questão de segurança, porque tem chovido muito na região. Mas todos terão suas faltas abonadas. Os 26 ônibus escolares do município já retornaram a sua rotina”, garantiu a secretária.

Abrigados

O agricultor Francisco Cleyton Rodrigues (39), morador da comunidade de Trisidela, uma das consideradas de risco, deixou sua casa há uma semana, juntamente com a esposa e a filha. Eles continuam alojados com outros familiares na casa de uma irmã, na comunidade de Jaburuna. “Como disseram que ainda há um certo risco em voltar, vamos continuar aqui. São pouco mais de 20 pessoas, entre crianças, jovens e adultos. Estamos todos bem”, revelou.

Atenção social

Atualmente, o abrigo montado pelo município para atender as famílias que não foram para a casa de parentes, segue com 83 pessoas, mas não há um controle exato sobre a quantidade de gente que deixou suas casas, ou que já retornou a elas. De acordo com Jairo Araújo, secretário da Assistência Social do município, “muitas das pessoas ainda ignoram o fator de risco, voltando para suas casas sem o consentimento da defesa civil. Ainda não temos o número preciso dos que estão voltando, porque é um trabalho minucioso de buscativa, tanto de quem permanece na casa de parentes, como de quem tem voltado às localidades. Mas esse trabalho de assistência continua”, disse.

Alerta

O novo sangradouro, que ajudou no escoamento da água, foi construído em medida de emergência na manhã dessa terça-feira (19). A vala, com 4 metros de extensão e 10 metros de altura foi aberta para dar vazão a água do Granjeiro. Técnicos da Agência Nacional de Águas (ANA) mantiveram o controle do escoamento para que, em cerca de 24 horas, a cota do reservatório diminuísse em 2 metros, o que representa 50% de sua capacidade total.

Muitas das famílias que se negaram a deixar suas casas localizadas em áreas consideradas de risco, ou as que já voltaram para suas residências, após o escoamento, têm sido orientadas pela defesa civil, quanto ao perigo de permanecerem ali, além tomarem conhecimento da instalação de alarmes sonoros em alguns locais dentro das comunidades.

Riscos

De acordo com o coordenador estadual da defesa civil, tenente coronel Marcílio Guimarães, “ apesar do nível do açude ter diminuído bastante, ainda há o risco de chuva, aumentando o nível da água. Pedimos a todos que ainda estão nas áreas mais críticas, que vão para a casa de familiares ou para o abrigo social. Por favor, só retornem as suas casas quando forem liberados todos esses locais pelo município, defesa civil ou Agência Nacional de Águas”, alertou.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

12:48 · 21.03.2019 / atualizado às 12:48 · 21.03.2019 por

Camocim-  O corpo da criança, do sexo feminino, deu entrada no Núcleo da Perícia Forense (Pefoce), na Região Norte (Sobral), por volta das 22h dessa quarta-feira (20), dia em que a recém-nascida foi morta. Segundo os exames de necropsia, a criança morreu por asfixia, por ter sido enterrada. Partes do corpo, principalmente, a região do tórax e abdômen, foram devorados, posteriormente, por animais.

Caso

De acordo com o auxiliar de perícia, Antônio Nogueira, “a criança nasceu com nove meses completos. Ao encaminhar o corpo para exames, o delegado plantonista de Jijoca de Jericoacoara, para onde o caso foi encaminhado, nos informou que, em depoimento, a mãe declarou que havia tomado chá de boldo como abortivo. Ao sentir fortes dores, ela foi para o quintal de casa, teve a criança, que nasceu com vida, e logo foi enterrada. Ao entrar em casa, o irmão viu a jovem com sangue na roupa, achou estranho, foi ao quintal e descobriu o corpo desenterrado por animais e parcialmente devorado”, disse o auxiliar de perícia.

Laudo

Ainda, segundo o auxiliar, “o laudo com o resultado dos exames será expedido em cerca de 30 dias. O corpo do bebê já foi liberado, e aguarda a família para levá-lo para ser sepultado”, disse. A mãe, que não teve o nome revelado pela Polícia, é moradora da localidade de Buriti dos Lopes, a pouco mais de 24 km da sede de Camocim, onde ocorreu o caso. Ela foi presa pela Polícia Militar e conduzida, por volta das 20h45, ainda da quarta-feira, ao Hospital Municipal de Jijoca de Jericoacoara, no litoral oeste, para exames preliminares, antes de ser levada à Delegacia Civil de Jijoca de Jericoacoara, onde foi ouvida.

Investigação

Segundo o delegado titular da Delegacia Civil de Jijoca de Jericoacoara, Alan Pereira, “durante o depoimento, a mãe, que foi autuada por homicídio, confessou que não queria o bebê. Ela pode ter apresentado algum problema emocional após o parto, e enterrou a criança. Ela deverá ser transferida para a Cadeia Pública de Cruz, ficando à disposição da Justiça. Aqui em Jijoca foi feita uma parte emergencial do procedimento policial. Por conta do horário do plantão, os casos de Camocim vêm para cá, mas os autos serão encaminhados para aquele município, assim como as investigações também ocorrerão por lá”, disse o delegado.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.    

 

10:27 · 21.03.2019 / atualizado às 10:28 · 21.03.2019 por

Itapajé-  A vítima, uma mulher de 24 anos, que não teve o nome revelado pela Delegacia Civil de Itapajé, que investiga o caso, relatou em seu depoimento que acompanhava o pai, em estado grave, internado no Hospital e Maternidade João Ferreira Gomes, naquele município. Por volta das 6 horas da manhã do dia 11 deste mês, ela teria sido abusada por um técnico de enfermagem, de 36 anos, que também não teve o nome revelado.

O caso

Segundo a delegada titular, Rogéria Neusa Sousa, “ a vítima procurou a delegacia no mesmo dia para relatar o ocorrido. Diante da notícia, começamos a realizar o procedimento relacionado a esse tipo de caso. A jovem foi encaminhada para perícia e atendimento hospitalar. Nesse ínterim, diligenciamos no sentido de identificar o funcionário. Com o laudo em mãos, afirmativo para uma relação forçada, seguimos à procura de mais indícios que apontavam o técnico como suspeito”, explicou.

Ainda, segundo a delegada Rogéria Neusa Sousa, “com a prisão deferida, e após ser ouvido, o acusado será transferido para a Cadeia Pública de Trairí. Agora, teremos que fazer outras diligências até a conclusão do inquérito policial”, disse.

Processo administrativo

De acordo o secretário da Saúde de Itapajé, David Faustino, o técnico de enfermagem já foi afastado de suas funções. “A Secretaria está dando toda a ajuda possível à delegada na apuração de informações sobre o caso, além de abrirmos um processo administrativo, já que o servidor é efetivo. Agora, aguardamos a finalização do inquérito policial para somarmos com as informações levantadas pela Secretaria. Não vamos revelar o nome do acusado, até porque o caso corre em sigilo.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

11:55 · 20.03.2019 / atualizado às 11:55 · 20.03.2019 por
CEO de Sobral comemora 15 anos de atendimento gratuito (Foto: Marcelino Júnior).

Sobral- A dona de casa Maria Cecília Bastos (44), moradora do distrito de Caioca, em Sobral, mantém uma certa regularidade em suas visitas ao dentista. O incentivo vem dos filhos e da própria vontade de manter a saúde da boca em dias. O atendimento é feito no posto de saúde da própria comunidade onde vive. Mas quando necessita de algum tratamento mais especializado, a dona de casa é encaminhada ao Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), na sede do município. “ É uma oportunidade que eu não posso perder, até porque o serviço é gratuito”, explica Cecília.

Aniversário

O CEO Sanitarista Sérgio Arouca, inaugurado em março de 2004, comemora 15 anos de atendimento. A data é histórica, não só para o município de Sobral, mas para o País, pois durante a instalação do equipamento foi lançado o Programa Brasil Sorridente, dentro da Política Nacional de Saúde Bucal.

Programa

O programa do governo federal mudou a forma de atendimento no que se refere à saúde bucal no Brasil, com ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde da população. O Brasil Sorridente reúne uma série de ações para ampliação do acesso ao tratamento odontológico gratuito, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre as principais linhas de ação do programa estão a reorganização da atenção básica em saúde bucal, principalmente, com a implantação das equipes de saúde bucal na Estratégia Saúde da Família, e a ampliação e qualificação da Atenção Especializada, com a implantação de Centros Especialidades Odontológicas e Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias, além da assistência hospitalar.

Atendimento

O CEO municipal realiza, em média, 1.851 atendimentos por mês, oferecendo à população serviços de prótese dentária; periodontia (tratamento de gengivas), endodontia (tratamento de canais), cirurgia oral menor (boca de pequeno tamanho), ortodontia (correção da posição dos dentes e dos ossos maxilares) e atendimento a portadores de necessidades especiais (doenças crônicas, distúrbios do comportamento, de comunicação, transtornos psiquiátricos, síndromes, dentre outras).

Pioneirismo

De acordo com Kátia Linhares, gerente do CEO, “todo o processo de atendimento se inicia na Unidade Básica de Saúde, nas próprias comunidades ou bairros, onde ocorrem os procedimentos mais simples. O que for mais especializado é encaminhado para o CEO. Isso de forma gratuita, diferente do que ocorria antes da implantação do Centro, já que o País não disponibilizava nenhum serviço deste tipo para a atenção especializada. Então, nós somos pioneiros dentro do Programa Brasil Sorridente”, comemora a gerente.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

 

11:26 · 16.03.2019 / atualizado às 11:26 · 16.03.2019 por
Açude Gangorra, Granja-CE; a bela vista do 16º reservatório a transbordar no Ceará (Foto: Mateus Ferreira).

Granja- O açude Gangorra, localizado no município de Granja, na região Norte, é o 16º reservatório cearense a sangrar, de acordo com a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). A cheia ocorreu nessa sexta-feira (15), após 10 anos. Construído em 1999, sobre o leito do riacho Gangorra, o açude tem capacidade para 54,40 milhões de metros cúbicos, sendo responsável pelo abastecimento do município, que também conta com o açude Itaúna, outro que se encontra, desde o início de março, em sua capacidade total.

Bacias

Os dois açudes fazem parte da Bacia do Coreaú. Nela também já sangraram o Diamantino II, localizado no município de Marco, e o Tucunduba, de Senador Sá. Para o cearense, acostumado com longos períodos de estiagem, a imagem de um açude sangrando sempre é de encher os olhos, principalmente em uma região em que a Quadra Chuvosa, entre os meses de fevereiro e maio, intercalada com fortes chuvas, concentradas em determinadas áreas, em detrimento de outras, chega a ser preocupante no que se refere a aportes.

De acordo com o monitoramento da Cogerh, o Estado possui 20 açudes com volume acima de 90%. Na lista, quatro deles pertencem à região Norte: São Vicente, de Santana do Acaraú (99,83%); o Anjicos, em Coreaú (93,78%); além do Poço Verde e do açude Quandu, ambos de Itapipoca. Dos 96 reservatórios que operam com volume inferior a 30%, treze estão no Norte do Estado.

Volume

Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), desde o início da estação chuvosa, as precipitações seguem acima da média para o período. Janeiro, mês de pré-estação, registrou 10% de volume de chuvas a mais que a média. Fevereiro marcou 48% de aumento e, os primeiros dias do mês de março apontaram uma média 52 mm, quando o esperado para todo o mês é de 203 mm.

Chuvas

A região Norte segue como a que mais tem sido banhada. “Isso se deve a sua localização em relação às influências do sistema responsável pelas chuvas, a chamada Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que se manifesta no período da Quadra Chuvosa. Esse sistema alcança facilmente a parte Norte do Estado, que é a mais próxima do Equador, facilmente atingido pelas nuvens de chuvas”, explica Raul Fritz, meteorologista da Funceme.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

 

12:12 · 15.03.2019 / atualizado às 12:14 · 15.03.2019 por
Açude Carnaúba, Santana do Acaraú-CE; com problemas em seu sangradouro, açude pode trazer problemas de rompimento, dizem moradores (Foto: Manoel Rosa Filho).

Santana do Acaraú- Em plena Quadra Chuvosa no Ceará, os moradores de Santana do Acaraú, no Norte do Estado, voltam a viver o medo recorrente de rompimento do sangradouro do Açude Carnaúbas. O açude, que não é monitorado pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), por tanto, não constando na lista oficial dos reservatórios do Estado, segue com sua obra inacabada, e a erosão compromete a segurança de seu sangradouro. O temor dos moradores é que, a qualquer momento, a água avance sobre parte da cidade.

Obra

Com capacidade para armazenar até 14 milhões de m³ de água, os problemas do açude têm se arrastado por mais de duas décadas, e nenhuma providência foi tomada por qualquer órgão público. De acordo com o Procurador Geral do Município Dacio Filho, “nós informamos ao Ministérios Públicos do Estado e Federal, ao Denocs e à Cogerh, no início de 2017, sobre a obra inacabada e seu possível término. Até hoje, não obtivemos resposta efetiva. O que o Denocs nos repassou foi o resultado de um processo administrativo disciplinar sobre o assunto informando sobre a necessidade de um novo processo para investigar outras falhas na obra”, lembrou o procurador.

Nova notificação

Iniciada em 1992, a construção do Açude Carnaúba não chegou a ser concluída, faltando a finalização, tanto da parede do reservatório, a cerca de 12 quilômetros da sede de Santana do Acaraú, quanto de seu sangradouro. “Na obra, a parede era para ter uma certa altura. Na finalização dos trabalhos, essa parte da construção não seguiu o projeto original, tendo seu tamanho reduzido, sem a adequação necessária do sangradouro, que não foi finalizado e não corresponde ao tamanho da parede. Isso causa o temor da população”, explicou Dacio Filho, que disse ter voltado a notificar todos os órgãos sobre a situação.

Monitoramento

O Carnaúba se localiza em um ponto mais elevado em relação à cidade, tendo, nas proximidades de seu leito, diversas comunidades agrícolas. Ainda, segundo o procurador, “a última medição feita na parede do açude aponta que faltam cerca de dois metros de altura para a água chegar ao sangrador. Mas temos feito o acompanhamento da comunidade próxima ao Carnaúba. Já solicitamos, também, o apoio da Cogerh. Digo que não há risco iminente, nesse momento. Apesar do açude não ser de responsabilidade do município e, sim, do Denocs, por conta da obra inacabada, temos monitorado a situação, por parte da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente”, reforçou o procurador.

Preocupação

“A mensagem publicada nas redes sociais por um morador da região, na noite desta quinta-feira, 14, aumentou a desconfiança de uma possível catástrofe vindoura, em um curto espaço de tempo”, alerta o jornalista, morador de Santana do Acaraú, Manoel Rosa Filho, e complementa. “O reservatório tem duas binações fatais, visíveis, atestadas pelos próprios órgãos competentes: a parede (talude) sofreu dez anos de erosão antes de ser concluída, porém o sangradouro só tem capacidade para liberar 50% do volume de água previsto, diante disso, aumenta a pressão e o volume de água sobre um reservatório com barragem sonrisal”, reclama Rosa Filho, que entrou com uma representação no Ministério Público do Estado pedindo que providências sejam tomadas com urgência.

Vistoria

De acordo com Araquém de Vasconcelos, à frente da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Santana do Acaraú, “nesta sexta-feira (15), após uma vistoria, juntamente com a Secretaria de Obras do Município, nós verificamos que, no momento, a situação não é tão urgente, mesmo assim, já enviamos um ofício à Defesa Civil do Estado sobre a situação atual do açude. Aguardamos o envio de técnicos para que possam mostrar os caminhos a serem seguidos”, informou o coordenador.

Mas para Francisco das Chagas Carneiro, presidente da Associação da Comunidade de Canafístula, uma das dez localizadas abaixo da parede do açude, que juntas, somam cerca de cem famílias, a situação é realmente alarmante. “Toda a população teme pelo que pode acontecer. Além do espaço estreito do sangradouro, o excesso de capim navalha plantado para o gado é outro problema, já que, arrastado pela correnteza, poderá prejudicar o escoamento da barragem, que pode arrebentar. Se isso ocorrer, a cidade de Santana será destruída”, relata o agricultor, que informa também que “todos os riachos que abastecem o Carnaúba estão cheios. E isso nos preocupa bastante”.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

 

14:34 · 14.03.2019 / atualizado às 14:34 · 14.03.2019 por
Açude Granjeiro, Ubajara-CE; sacos de areia ajudam a conter a água (Foto: Maristela Glaucia).

Ubajara- O Açude Granjeiro se localiza entre os municípios de Ubajara e Ibiapina, na Serra da Ibiapaba. A estrutura, que é de propriedade particular, estava com risco de rompimento. Uma força tarefa foi montada entre a Defesa Civil do Estado, a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Poder Público Municipal, com apoio da população, para conter a água.

Contenção

A iniciativa reuniu mais de cem pessoas, nesta quinta-feira (14). Cerca de 12 mil sacos de areia têm sido utilizados como medida emergencial para diminuir os riscos de desabamento de parte do reservatório. Com o grande volume de chuvas na região, na última semana, a medida tem ajudado a minimizar os impactos de um desabamento iminente, o que poderia causar o alagamento de várias localidades de Ubajara, onde moram mais de três mil pessoas.

Perigo

Segundo Renê Vasconcelos, prefeito de Ubajara, “essa barragem fica no Jaburu, principal rio de abastecimento das comunidades de Ubajara. Por meio de um vídeo que corria nas redes sociais, eu tomei conhecimento do fato e, de imediato, liguei para a coordenação da Defesa Civil do Estado e para o secretário da Casa Civil, que entraram em contato com a ANA e a Defesa Civil Nacional. No outro dia iniciamos o trabalho de contenção da fenda, no meio da parede do açude. Em um monitoramento a olho nu percebemos que, em um dia, com o vento, as ondas e a chuva, a parede poderia arrombar”, reforçou o prefeito.

Açude Granjeiro,Ubajara-CE; foraça tarefa reforça parede do açude que ameaçava romper (Foto: Maristela Glaucia).

Ação emergencial

O Açude tem capacidade estimada em 2, 9 milhões de m³. Ainda, segundo Renê Vasconcelos, “nossa estimativa é de que 3,2 mil pessoas nas comunidades circunvizinhas, em menos de 3 minutos, em caso de arrombamento, seriam atingidas pela água, com grande velocidade e ondas de cerca de três metros. Após essa ação emergencial iremos para a segunda fase de restauro total da parede do açude”, explicou. O prefeito informou, ainda, que, “depois dos riscos minimizados, iremos elaborar um plano de total segurança do Açude”, garantiu.

Riscos

Segundo o coordenador de Fiscalização em Segurança de Barragens da Agência Nacional das Águas, Josimar Alves, “nos deslocamos de Brasília, por conta da denúncia no final de semana. A situação apresentava risco sério de rompimento. Essa barragem é fiscalizada pela ANA, onde atuamos desde 2011, quando foi feito seu primeiro levantamento. Em 2013 tivemos um problema sério de rompimento, que foi corrigido, mas voltou a acontecer. Em relação ao que a gente encontrou quando chegamos aqui, atuamos nos pontos principais com a colocação de sacos de areia, com ajuda da população. O risco agora é baixo, apesar disso, seguiremos controlando a situação”, afirmou o coordenador.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

14:05 · 12.03.2019 / atualizado às 14:05 · 12.03.2019 por
Delegacia Municipal de Sobral-CE; armas e munição apreendidas em operação policial em Sobral (Foto: Polícia Civil).

Sobral- Realizada na manhã desta terça-feira, dia 12, a operação desencadeada pelo Núcleo de Homicídios de Sobral, investigava o tráfego de drogas na região há quase um ano. Cerca de 50 homens destacados de delegacias especializadas da Capital Fortaleza e de outros municípios de região Norte, percorreram diversos bairros de Sobral, entre eles: Terrenos Novos, Alto da Brasília, Sinhá Sabóia e Alto da Expectativa.

Prisões

Como resultado dos mandados de busca e prisão, 23 pessoas foram presas preventivamente, sendo duas delas flagranteadas por tráfego de drogas. Também foram apreendidos 1 revólver calibre 38 e uma espingarda, além de chumbo em pó e munição. Todos os envolvidos foram levados à Delegacia Regional de Sobral. Os que tinham mandados de prisão em aberto foram ouvidos no inquérito e levados à Cadeia Pública.

De acordo com Marcos Aurélio de França, diretor do Departamento de Polícia Civil do Interior Norte, “essa investigação culminou com a prisão de alguns cabeças de uma organização criminosa que atuava na região. Essa expedição de mandado de prisão revelou que essas pessoas ganhavam a vida com a traficância de entorpecentes, ligada estreitamente com a violência, no que diz respeito aos índices de homicídios no município”, disse o delegado.

Investigação

Ainda, segundo o diretor do Departamento de Polícia Civil do Interior Norte. “Temos tido significativa queda nos índices de mortes por homicídio no município. Para se ter uma ideia, fevereiro fechou com dois homicídios, em uma média que era de 7 a 8, por mês. Nesse acaso específico, agora trabalharemos sobre a questão patrimonial dos envolvidos, para que sejam sequestrados os bens móveis, imóveis, além de numerários que estejam em conta bancária. Isso ajudará a fornecer elementos de convicção para que o Ministério Público ofereça a denúncia.

Inquérito

Ainda, de acordo com o delegado, “segundo os relatos colhidos, existem pessoas que estão presas e praticavam crimes de dentro da Cadeia Pública. Agora iremos concluir o inquérito, juntando todas as provas que levantamos ao longo deste ano. Depois encaminharemos o documento ao Ministério Público que, por sua vez, oferecerá a denúncia ao Poder Judiciário, que iniciará a instrução criminal. Testemunhas serão ouvidas e analisadas as provas, para, ao final, ocorrerem os julgamentos”, disse o diretor do Departamento de Polícia Civil do Interior Norte.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

11:53 · 11.03.2019 / atualizado às 11:53 · 11.03.2019 por
A Dica Pedagógica também incentiva a busca por saber , por meio da literatura (Foto: Divulgação).

Sobral-  A iniciativa abre as atividades do Plano Bienal do Instituto Brasil Solidário, quando o município de Sobral receberá, entre os dias 13 e 15 deste mês, no espaço da Brinquedoteca do município, localizado na Biblioteca Municipal Lustosa da Costa, uma formação em mediação de leitura e contação de histórias, com atividades ofertadas de forma gratuita para os educadores, coordenadores pedagógicos e bibliotecários das escolas da rede pública de ensino de toda a região.

Alcance

O projeto, que tem a proposta de percorrer 21 municípios em todo o Nordeste, levando oficinas de arte, cultura e incentivo à leitura, chega ao município com uma capacitação que envolve desde técnicas de manutenção de acervo, até atividades práticas, lúdicas e criativas, que podem ser realizadas não só em sala de aula, mas ocupando todos os espaços da escola, além da própria biblioteca.

Inscrições

A iniciativa conta com a parceria da Secretaria de Educação de Sobral, que em diálogo com o Instituto Brasil Solidário, deu a oportunidade de levarmos esse e outros projetos gratuitos para os professores do município. Para a formação em mediação de leitura, as vagas já estão abertas e as inscrições podem ser feitas em contato direto com a Secretaria de Educação, ou através do e-mail: administrativo@brasilsolidario.org.br.

Formação

Com o intuito de possibilitar a continuidade das atividades que serão apresentadas em formação e formar um grupo de multiplicação local, o Instituto, junto com a oficina, estará doando para as escolas participantes um baú literário, com um rico acervo de 100 livros de gêneros variados, que também estarão como parte do conteúdo da formação.

Livros

Durante os três dias de oficina, os participantes irão se debruçar no universo literário, incluindo obras da literatura infantojuvenil, com contos de fada, contos maravilhosos, contos de tradição oral, álbum ficcional, álbum não-ficcional, até a poesia, que pode ser trabalhada também com a turma do fundamental II e ensino médio.

A Mediação de Leitura na prática (Foto: divulgação).

Segundo o presidente do Instituto Brasil Solidário, Luis Salvatore, o projeto chega a um município que possui forte comprometimento com as ações em educação, abrindo muitas oportunidades para o engajamento das atividades em todo o território e até com possibilidade de outras ações e projetos para os educadores da região.

“Estamos muito felizes de promover essas ações em Sobral, pois sabemos da dedicação e do engajamento dos educadores da região, por isso, estamos levando uma proposta com atividades práticas, para além da parte teórica. Eles vão conhecer técnicas de catalogação, de contação de histórias e de mediação de leitura com uso de materiais alternativos, que podem ser realizadas de forma interdisciplinar nas escolas e podem contribuir mais ainda com os bons indicadores já existentes no município”, ressalta Luis Salvatore.

Parcerias

O projeto, financiado com recursos incentivados pela Lei Rouanet, percorrerá este ano várias cidades do Brasil em diferentes estados como Bahia, Maranhão, Pará, Pernambuco e Piauí. As atividades de incentivo à leitura fazem parte dos eixos de atuação do Programa de Desenvolvimento da Educação (PDE) promovido pelo Instituto Brasil Solidário, em parceria com empresas e fundações privadas como Palmeirinha Ação Social, Bayer, Machado Meyer Advogados, OverSeas e Bank of América Merrill Lynch.

Serviço

Oficina de Mediação à Leitura

De 13 a 15 de março
Das 9h às 12h e das 14h às 17h
Na Brinquedoteca do Município de Sobral.
Na Biblioteca Municipal Lustosa da Costa (Rua Randal Pompeu, s/nº – Centro – Sobral).

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Zona Norte

Fatos diários do Sertão Central e do Maciço de Baturité em infraestrutura, polícia, economia, política, esporte e cultura. Por Alex Pimentel.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags