Busca

Categoria: Derrame de notas falsas


16:51 · 01.12.2011 / atualizado às 17:15 · 01.12.2011 por

A Polícia Federal (PF) no Ceará deflagrou na manhã de hoje, a Operação Mustache com o objetivo de desmantelar quadrilha especializada na fabricação de dinheiro falso. O derrame  já tinha atingido cidades da Zona Norte do Ceará, como Sobral, Tianguá, Martinopóle e Camocim.

A Operação Mustache consistiu no cumprimento de cinco mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão. Uma sexta pessoa foi presa em flagrante hoje pela manhã. Um dos presos já estava com mandado de prisão em aberto decretado pela Justiça Federal de Sobral.

Após dois meses de investigações, a PF localizou o estabelecimento, em Fortaleza (Avenida Sargento Hermínio, em Antônio Bezerra), que fabricava as cédulas falsas (R$ 10,00; 50,00 e 100,00), que eram distribuídas para todo o País, mas principalmente para Ceará, Piauí, Maranhão, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Pará e Paraná. Estima-se que a quadrilha era responsável pela produção de até R$ 300 mil falsos por mês, o que corresponderia a 20% do montante de moeda falsa que circula no País.

A PF realiza perícia no maquinário responsável pela produção da quadrilha. Todos os apetrechos foram apreendidos. Uma grande quantidade de dinheiro falso (cerca de R$ 40 mil, principalmente de R$ 50,00), foi encontrada no local e apreendida.

Os investigados, dependendo de sua participação, responderão pelos crimes de moeda falsa, formação de quadrilha, falsificação de documento público e uso de documento falso. Há também incidência do crime de tráfico de drogas em virtude da apreensão de meio quilo de cocaína. As penas podem ultrapassar 15 anos de reclusão.

(Com informações da Assessoria de Comunicação Social da Polícia Federal em Fortaleza).

12:27 · 20.11.2011 / atualizado às 12:36 · 20.11.2011 por
Os policiais da Força Tática de Camocim e do destacamento de Martinópole prenderam Jerdeson Vasconcelos, Danilson Neves e Francisco Ferreira, acusados de derrame de notas falsas de R$ 50,00 (foto Força Tática de Camocim)

As outras três pessoas acusados de derrame de notas falsas de R$ 50,00 na Zona Norte foram presas agora há pouco, em Camocim. Os policiais do Destacamento de Martinópole (cabo Fernando e sargento Antonildo) com o apoio da Força Tática (sargentos Mardônio, Valmir e Vieira) foram até a Praia do Maceió e identificaram os acusados de passar as cédulas no Posto Nossa Senhora da Conceição, em Martinópole.

A ação chegou a uma das barracas de Maceió. Ai um funcionário do posto de Martinópole identificou os outros três acusados.   Um deles tentou fugir, correndo em direção à praia, mas acabou sendo preso pelos PMs.

Os acusados são os sobralenses Francisco Jerdeson Silva Vasconcelos, de 18 anos; Francisco Alves Ferreira, de 18 anos; e José Danilson Neves, de 20 anos. Foi Danilson que tentou escapar do cerco policial.

No momento da prisão dos três, barraqueiros e clientes da Praia de Maceió aplaudiram a ação da Polícia. Houve gritos extremados de “lincha, lincha”. Os acusados estão na Delegacia Regional de Camocim, onde foram autuados em flagrante no artigo 289 (falsificar, fabricar ou alterar moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no País ou no estrangeiro). A pena para este crime é de reclusão de três a 12 anos mais multa.

Além das quatro notas de R$ 50,00 apreendidas no posto Nossa Senhora da Conceição, a PM apreendeu mais seis notas falsas de R$ 50,00 com os acusados, totalizando R$ 500,00 em dinheiro falsificado. Na primeira ação na entrada de Camocim foi apreendido um menor de 12 anos acusado de ter passado uma das notas no posto de Martinópole.

O Plantão Policial da Zona Norte portanto foi movimentado, hoje, com a apreensão de dez cédulas falsas de R$ 50,00 novas. A operação executada por policiais do Terceiro Batalhão da Polícia Militar (Batalhão da Paz) recolheu as dez notas falsas de R$ 50,00. Mas há suspeita de um derrame delas em outras cidades da Zona Norte.

Primeiramente, o Batalhão recebeu denuncia da Polícia Militar (PM) de Martinópole, que dois microônibus vindos de Sobral passaram por Martinópole e  quatro passageiros pagaram despesas numa loja de conveniência de um posto de combustível com notas de R$ 50,00 falsas. O Batalhão, então, monitorou os dois veículos e fez a interceptação de um, na entrada de Camocim, antes que o ônibus chegasse a Praia de Maceió, destino deles. O outro micrôonibus foi localizado já em Maceió, quando os três três acusados foram presos.

Na entrada de Camocim foi feito o reconhecimento de uma das quatro pessoas, que passaram cada um uma nota falsa de R$ 50,00. O reconhecido foi um menor de 12 anos. O menor negou ter passado a nota falsa. Os outros três estavam no outro microônibus, que foi localizado já na Praia de Maceió.

A operação foi comandada pelo major Assis, com base nas informações do sargento Antonildo e cabo Fernando e apoio dos sargentos Mardônio, Valmir e Vieira, da Força Tática de Camocim.

Tianguá – Na semana passada (sábado, 12) foram apreendidas três notas de R$ 50,00 falsas em Tianguá. Elas foram usadas para pagamento de abastecimento de combustível. Foram presas duas pessoas. Os acusados são Leonardo Cristhian Ribeiro Nobre e Paulo Régis Maciel Lima. A dupla foi detida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os dois, apontam as primeiras investigações usaram as notas de R$ 50 do modelo novo para pagar o combustível que haviam colocado num posto em Tianguá. Após denúncia do frentista que abasteceu o carro dos jovens, a PRF abordou os acusados e fizeram a prisão, no quilômetro 246 da BR-222, ainda em Tianguá.

(Com informações dos sites Força Tática de Camocim e Camocim Polícia 24 Horas).