Busca

Categoria: Camocim


08:27 · 27.10.2016 / atualizado às 09:09 · 27.10.2016 por

Camocim- Por volta das 19h00 da quinta-feira (26)  detentos da cidade de Camocim realizaram uma rebelião, tudo deu inicio quando  um agente e um policial foi atender um pedido de socorro dentro da cela

a6cc2576-a433-4bb8-978f-ca4014a7c8c3
Invasão da Policia/FOTO: Você repórter

. Ao se aproximarem os detentos tentaram atingir o agente com uma barra de ferro. O agente e o PM conseguiu sair do local rapidamente e então deu início a rebelião.

Uma parte deles quebraram as grades e em pouco tempo a maioria estavam fora das celas. Vários colchões foram empilhados e queimados provocando um incêndio dentro da prisão. O carro pipa e os guardas municipais também estiveram no local  para conter o fogo.
Policiais militares de Camocim, de Barroquinha, Chaval e do Batalhão de Divisas fizeram o cerco no entorno da cadeia bem com ocuparam a parte externa.
Fugas- Uma parte dos presos  fugiram por um buraco no pátio interno, subiram nos telhados das residências e lojas de todo quarteirão e jogaram pedras e telhas nos policiais e até nos curiosos que tentavam se aproximar do local. Alguns dos presos que conseguiram fugir foram logo recapturados, cerca de cinco. Houve invasão dos detentos em algumas casas do quarteirão, o que causou pânico nos moradores. Para fazer com que os presos recuassem, os policiais tiveram que disparar vários tiros de advertência,c om a ameaça de invasão, os detentos enfim pediram para negociar e exigiram a presença do Juiz, no entanto não foi possível a presença.
O administrador da cadeia o Tenente Coronel Artunane Aguiar,especialista em Gerenciamento de Crises, fez a negociação com os líderes da rebelião.  Os detentos  libertaram os reféns e atenderam a ordem por volta das 21h50, houve a invasão dos policias e não teve necessidade do uso da força,  alguns detentos afirmaram para os policiais que não haviam aderido a rebelião. Das seis celas, quatro delas ficaram totalmente destruídas, inclusive sem grades.
Colabore com o Blog Zona Norte pelo whatsApp 88 9 9659-4083.
19:08 · 09.02.2012 / atualizado às 19:08 · 09.02.2012 por

A Capitania dos Portos do Ceará encontrou um corpo no litoral do Piauí que é de um dos três pescadores de Camocim desaparecidos há sete dias junto com a Canoa Rosa Branca II. O capitão dos portos de Camocim, Fábio Ferreti, informa que o corpo identificado hoje foi encontrado a 15 de quilômetros do local (Ilha dos Poldros, já no Maranhão), onde foi localizado o corpo do pescador Francisco de Assis Cruz, de 59 anos, que estava na canoa.
O corpo identificado hoje chegou ser foi sepultado como indigente, no Piauí, é de Gerardo Rufino Barros. A família dele viajou a Parnaíba (PI), onde reconheceu Gerardo através de fotos. Segundo o Instituto Médico Legal (IML) do Piauí, o corpo já estava em adiantado estado de decomposição, por isso o enterro foi imediato após ser encontrado. O corpo foi fotografado por peritos do IML do Piauí e familiares dos pescadores de Camocim foram até a Praia da Pedra do Sal, no Piauí, onde identificaram como sendo de Gerardo.
A Capitania continua as buscas pelo terceiro pescador que está desaparecido. Trata-se de Gilmar Ribeiro de Araújo, de 45 anos. A Capitania ainda trabalha com a possibilidade de encontrá-lo com vida. As capitanias dos Portos do Maranhão e do Piauí também fazem trabalho de busca. A canoa foi a primeira a ser encontrada após quatro dias de desaparecida. Com cinco dias encontraram no Maranhão, o corpo de Francisco de Assis Cruz. Ontem foi identificado o corpo de Gerardo Rufino Barros. Os três saíram para pescar na última quinta-feira (2) com previsão de volta para sexta-feira (3).

09:30 · 06.02.2012 / atualizado às 09:32 · 06.02.2012 por

As buscas aos três pescadores e a canoa Rosa Branca II, que desapareceram do litoral de Camocim há três dias, continuam. A faixa que a Marinha está procurando os desaparecidos vai de Camocim até o litoral do Piauí, na Praia de Luís Correia. A “Rosa Branca II” não voltou a terra desde sexta-feira, quando era a previsão das famílias dos pescadores Axis Cosme da Cruz, de 64 anos; Gerardo Rufino Barros, de 59 anos; e Gilmar Ribeiro de Araújo, de 42 anos. Nos últimos dias há registro de fortes ventanias no litoral de Camocim, o que tem feito diminuir a saída de embarcações para pescar.A Agência da Capitania dos Portos em Camocim recebeu a informação do desaparecimento de Maria Cilene Magalhães, de que a  “Rosa Branca II”, de sua propriedade, saiu para pescar da Praia das Balsas, nesta cidade, no Litoral Oeste do Ceará, às 23h30, do dia dois de fevereiro. A previsão, segundo dona Maria Cilene Magalhães era que a canoa retornasse entre 9 e 10 horas da manhã do dia três passado. Mas a embarcação não voltou. Em nota à imprensa, o Comando do 3º Distrito Naval sediado em Natal-RN (Salvamar Nordeste), informa que ao tomar conhecimento do ocorrido, determinou: que o navio-patrulha “Graúna”, que se encontrava atracado no Porto do Mucuripe, em Fortaleza, suspendesse e demandasse o local do desaparecimento para iniciar as buscas. A nota do Salvamar Nordeste destaca  que a Capitania dos Portos do Ceará (CPCE) e a Agência da Capitania dos Portos em Camocim (AgCamocim) estão empregando o máximo de seus meios e acionaram o Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará e a Comunidade Marítima local para apoio às buscas aos tripulantes desaparecidos. Houve solicitação também de ajuda ao Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) para divulgação de “Aviso aos Navegantes” para os navios mercantes em trânsito na região.
A embarcação desaparecida é do tipo canoa; mede cerca de oito metros de comprimento, tem cor predominante azul, com faixa amarela e branca, e possui vela vermelha. O navio-patrulha “Graúna” se encontra na área de buscas, desde às 10 horas de sábado passado e até o fechamento dessa edição a “Rosa Branca II” e seus tripulantes não foram encontrados. Um leme e dois remos foram localizados na Praia de Caraúbas, ainda em Camocim. Dona Maria Cilene reconheceu os instrumentos como sendo da “Rosa Branca II”.

08:54 · 05.02.2012 / atualizado às 08:55 · 05.02.2012 por

Está desaparecida há dois dias a canoa Rosa Branca II com três tripulantes. A Agência da Capitania dos Portos em Camocim recebeu a informação de Maria Cilene Magalhães, de que a  Rosa Branca II, de sua propriedade, saiu para pescar da Praia das Balsas, em Camocim, às 23h30, do dia dois de fevereiro, tendo a bordo Gerardo Rufino Barros, de 59 anos; Axis Cosme da Cruz, de 64 anos; e Gilmar Ribeiro de Araújo, de 42 anos. A previsão, segundo dona Maria Cilene era que a canoa retornasse entre 9 e 10 horas da manhã do dia três passado. Mas a embarcação não voltou. Nos últimos dias Camocim tem registrado fortes ventanias.Em nota à imprensa, o Comando do 3º Distrito Naval (Salvamar Nordeste), informa que ao tomar conhecimento do ocorrido, determinou: que o navio-patrulha “Graúna”, que se encontrava atracado no Porto do Mucuripe, em Fortaleza, suspendesse e demandasse o local do desaparecimento para iniciar as buscas. A nota do Salvamar Nordeste destaca ainda que a Capitania dos Portos do Ceará (CPCE) e a Agência da Capitania dos Portos em Camocim (AgCamocim) estão empregando seus meios e acionaram o Grupamento Marítimo do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará e a Comunidade Marítima local para apoio às buscas aos tripulantes desaparecidos; e solicitou também ao Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) a divulgação de “Aviso aos Navegantes” para os navios mercantes em trânsito na região.
A embarcação desaparecida é do tipo canoa; mede cerca de oito metros de comprimento, tem cor predominante azul, com faixa amarela e branca, e possui vela vermelha. O navio-patrulha “Graúna” se encontra na área de buscas, desde às 10 horas de ontem e até a manhã de hoje a embarcação e seus tripulantes não foram encontrados.

15:25 · 10.12.2011 / atualizado às 15:26 · 10.12.2011 por

O Papai Noel chega hoje às 19 horas, em Camocim. A festa, patrocinada pela Prefeitura, será na Praça da Matriz. Dali em carro aberto o Papai Noel sairá em cortejo pelas principais ruas da sede. Hoje a programação natalina de Camocim apresenta ainda show com a Banda Lira. Para amanhã tem os corais Raio de Luz, Escola Idelzuite, Arte e Cultura. No dia 17 tem show gospel. Dia 18 será apresentada a peça “Alto de Natal. No dia 22 acontecerá a escolha do papai e mamãe noel infantis. O Papai Noel se despede de Camocim dia 23 com novo show da Banda Lira.

14:49 · 10.12.2011 / atualizado às 14:49 · 10.12.2011 por

Amanhã a Marinha do Brasil promove a minimaratona de Camocim, em comemoração ao Dia do Marinheiro, que transcorre oficialmente em 13 de dezembro. A prova será amanhã de manhã e terá oito quilômetros de percurso pelas ruas de Camocim. A largada será à oito da manhã, em frente à Agência da Capitania dos Portos em Camocim (Rua Dr João Thomé, 113 –  Centro).
Todos os participantes receberão camisetas do evento. Aqueles que concluirem o percurso ganharão medalhas. Haverá ainda a premiação para os três primeiros colocados:

Campeão – R$ 400,00 mais sapatênis da Democrata,

Vice-campeão – R$ 300,00 mais sapatênis Democrata.

Terceiro ugar – R$ 200,00 mais sapetênis Democrata.

Especificamente para a campeã feminina será dado R$ 100,00 mais um vale de R$ 150,00 para compras na Loja Uni Shop. A minimaratona de Camocim sorteará ainda em seu final prêmios entre os corredores.

11:48 · 30.11.2011 / atualizado às 11:48 · 30.11.2011 por

O jovem Tiago da Silva do Nascimento, de 16 anos, que estava desaparecido há quatro dias de Camocim, foi encontrado em Forquilha, onde está trabalhando. Ele saiu de casa no último sábado (26), dizendo que ia comprar linha de pesca e não mais voltou. Somente, ontem, a mãe dele tomou conhecimendo que Tiago Nascimento está em Forquinha, onde conseguiu um emprego e conseguiu abrigo em casa de parentes.

Enquanto isso continuam as buscas pelo mar e pelo ar dos corpos dos pescadores, que saíram para pescar no bote “Bruno” há 18 dias. A previsão deles voltarem do mar era de 10 dias. Como a tripulação saiu no dia 12 de novembro, deveria estar em terra no dia 22 passado. O bote com os quatro pescadores não voltou e os familiares então acionaram a Capitania dos Portos de Camocim, que pediu ajuda ao 3º Distrito Naval de Natal (RN), do Instituto Nacional do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Polícia Militar (PM). Hoje completa seis dias de buscas pelo litoral leste do Ceará, Piauí e Maranhão, através de barcos da Marinha e do Ibama e do helicóptero da PM.

O bote nem os corpos de três dos quatro pescadores foram não encontradas até agora. Um corpo foi achado já na praia de Luís Correia, em Parnaíba (PI). Ele estava dentro de uma caixa de isopor grande. O corpo está sendo trazido para o Instituto Médico Legal (IML) de Sobral para exame de identificação. Como o corpo ficou em alto estado de decomposição, somente um exame na arcada dentária ou em um fio de cabelo pelo exame de DNA poderá identificar de quem é.

Desapareceram os pescadores José Ivan Alves de Oliveira, Francisco eudes da Silva e os irmãos Ivan e Gilson Torres Ferreira. O pai dos irmãos, que também é pescador, José Silvestre Ferreira, ainda acredita na possibilidade de encontrar os filhos vivos. “Eu tenho fé em Deus que os encontrem na busca. Mas já estou preparado para o pior”, disse com os olhos marejando.

16:55 · 29.11.2011 / atualizado às 17:28 · 29.11.2011 por

O resgate encontrou, hoje à tarde, o corpo de um dos quatro pescadores que estão desaparecidos há sete dias no mar de Camocim. Devido ao estado em decomposição o corpo ainda não foi identificado. O bote “Bruno” com Zé Ivan, Chico Eudes e os irmãos Ivan e Gilson Torres saiu para pescar no último dia 12 com previsão de ficar no mar por dez dias. Os familiares no dia 22, como a tripulação de pescadores não tinha voltado, acionaram a Capitania dos Portos de Camocim.

A partir dai começaram as buscas ao bote com cor verde e vela branca e azul e aos pescadores. O 3º Distrito Naval com base em Natal (RN) mandou barcos da Marinha para tentar o resgate. Um helicóptero da Polícia Militar (PM) ajuda nas buscas que já se estenderam até o litoral maranhense.

O comandante das buscas via aérea é o major Júnior, que tem como companheiros o major Francisco Assis, o capitão Máximo, o sub-tenente Gredson, o sargento Audenísio e o inspetor Gildo, da Polícia Civil. Um caminhão-tanque, com 2,2 mil litros de combustível está fazendo o suporte da operação aérea. A aeronave tem autonomia de voo de 3 horas e 20 minutos. Embarcações da Marinha e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) fazem as buscas marítimas.

“Infelizmente não localizamos ainda a embarcação e todos seus ocupantes; mas continuaremos, dentro das possibilidades da Polícia Militar, auxiliando nas buscas”, afirmou a rádios locais major Francisco Assis.

Outra pessoa está desaparecida em Camocim. O jovem Tiago da Silva do Nascimento, de 16 anos, sumiu da cidade no último sábado (26). Naquele dia ele saiu de casa para comprar linha de pesca, não mais retornou. Tiago mora com a mãe, na Rua 24 de Maio (Bairro São Pedro). Segundo informações da mãe de Tiago, no dia em do desaparecimento ele trajava bermuda preta, com listras vermelhas e uma camisa vermelha.

08:24 · 26.11.2011 / atualizado às 08:24 · 26.11.2011 por

Acontece hoje e amanhã, a XVI Regata Ecológica de Canoas da comunidade de Tatajuba, em Camocim. A programação começa hoje show de calouros, apresentações culturas, torneios de esporte e um forró. Amanhã tem campeonato de pesca de tarrafas pela manhã e à tarde será realizada a competição náutica, seguida de premiação e forró.
Tatajuba é um dos 13 destinos que compõe a Rede Cearense de Turismo Comunitário (Rede Tucum). Aproveitando o festejo da XVII Regata, a Tucum oferece hoje saindo de de Fortaleza um pacote de turismo que além da programação do evento e das paisagens locais, inclui a hospedagem em estruturas ecológicas, construídas com adobe e tijolos.
Tatajuba é uma comunidade de pescadores e agricultores, que durante muitos anos conviveram com os soterramentos de sua vila em decorrência do caminhar de suas imponentes dunas. Hoje, em busca de lugares mais seguros, ocupam diferentes espaços, configurando-se em quatro vilas: Nova Tatajuba, Vila São Francisco, Baixa daTatajuba e Vila Nova.
Duas vezes a cada dia, Nova Tatajuba é ilhada quando um braço de mar é tomado pelas águas da maré cheia. Sobre o Morro Branco, duna mais próxima do mar, tem-se uma vista panorâmica da área com excelente ponto de observação do por do sol. A presença das dunas também revela lagoas de água doce, sendo o Lago da Torta o maior e conhecido por sua infraestrutura de restaurantes.
A comunidade possui uma histórica resistência contra a especulação imobiliária. A beleza local, diversidade de ambientes litorâneos e a proximidade com Jericoacoara são fatores com forte influencia nesse processo.

Tradicionais nas comunidades da zona costeira do Ceará, as regatas de pescadores são competições nas quais os vencedores são aqueles que demonstram maior habilidade de navegação no mar. A competição é muito valorizada pelos moradores/as das praias cearenses, pois representa uma celebração da cultura dos povos do mar e da resistência frente à especulação imobiliária e a degradação ambiental vivenciados cotidianamente pelas populações costeiras.

Roteiro – A programação do pacote turístico da Rede Tucum para Tatajuba apresenta para hoje às sete da manhã saída de Fortaleza com destino a Tatajuba, com duração prevista de seis horas de viagem. As 13 horas com a chegada em Tatajuba tem almoço, seguido de acomodação nos chalés. Logo às 14 horas tem a abertura dos torneios esportivos masculinos e femininos. Às 20 horas acontece o show de calouros e às 22 horas começa o forró da Regata.
Para amanhã às oito horas as largadas das IV Maratona e Mini Maratona de Tatajuba. Nove horas tem a final do torneio de futebol masculino e feminino. Às 13 horas ocorre o Campeonato da Pesca de Tarrafa. E finalmente às 15 horas acontece a largada da XVI Regata de Canoas de Tatajuba seguida de entrega da premiação e muito forró.
MAIS INFORMAÇÕES
XVII Regata Ecológica de Canoas de Tatajuba
Hoje e amanhã em Camocim
Fone: (88) 8801.2559.

23:23 · 18.11.2011 / atualizado às 23:23 · 18.11.2011 por
A Agência da Capitania dos Portos de Camocim promove no próximo dia 11 de dezembro,  com largada às oito da manhã, a II Minimaratona do Marinheiro. A prova terá percurso de oito quilômetros com a  participação de 120 atletas (civis e militares) e 30 coordenadores. A largada será na Rua Doutor João Thomé, em frente à Agência da Capitania dos Portos, seguindo pela Avenida Beira-Mar, até o Mirante, retornando pista contrária, passando pelo Odus, Rua General Sampaio, entrando na Rua da Independência, em seguida na Rua Antônio Zeferino Veras, entrando no Posto Rocha, seguindo pela Doutor João Thomé até a chegada, na Agência da Capitania.
As inscrições, gratuitas e limitadas em 120, prosseguem até sete de dezembro, na Agência da Capitania dos Portos. Os melhores colocados ganham prêmios e todos que concluírem a prova recebem medalhas.