Busca

Categoria: Rio Acaraú


12:00 · 25.01.2012 / atualizado às 13:53 · 25.01.2012 por
A Margem Direita do Acaraú ganha últimos retoques em Sobral

A margem direita do Rio Acaraú, que corta Sobral de tão desprezada anteriormente a partir de amanhã ganha urbanização. Um complexo de equipamentos de lazer ao custo de R$ 3,5 milhões com recursos da Secretaria das Cidades, do Governo do Estado, será inaugurado. A festa de entrega da urbanização à noite contará com show do cantor Raimundo Fagner. São 12,6 mil metros quadrados de área urbanizada entre a Ponte Othon de Alencar e a Rua Itália, no bairro Dom Expedito.

Além dos equipamentos de lazer, a margem direita do Acaraú ganhou um entorno da Igreja de São Pedro urbanizado. É o Largo de São Pedro todo em piso intertravado. Este mesmo piso está no passeio de toda a margem direita urbanizada, que ganha ciclovias, anfiteatro e espaço para recreação.

O responsável pelo projeto, que agora se torna realidade, depois de promessas de prefeitos anteriores, é o arquiteto Campelo Costa, que é secretário de Cultura e Turismo de Sobral. Ele diz que agora as duas margens do Acaraú estão contempladas com áreas para diversão da população. Antes era só a margem esquerda com seu complexo urbanizado com destaque para o Museu Madi. Agora com a margem direita há espaço para contemplação nos dois lados do Acaraú, comemora Campelo Costa.

A nova área tem um espaço para grafismo. Lá já funciona uma oficina de grafiteiros que expõem sua arte através de pinturas em forma de protesto ou até mesmo de elogios. Mas são os moradores do bairro Dom Expedito que mais festejam a urbanização. É o caso de Tarciana Guilherme. Ela gostou tanto da obra que disse irá passar todos os dias pelo passeio. Elogiou ainda a garantia com a urbanização para o espaço das lavandeiras, que não foram excluídas com o projeto.

Durante todo o dia de hoje os operários dão os últimos retoques nos equipamentos para a entrega na festa de amanhã. O prefeito Clodoveu Arruda fez questão de afirmar que a urbanização é uma luta antiga dos moradores e que foi iniciada na administração do ex-prefeito Leônidas Cristino. “Estou agora tendo a felicidade de entregar a obra, mas quem começou foi Lêonidas Cristino. É importante destaca isso porque o Leonidas tinha um carinho muito grande por ela”, reconhece Clodoveu.

O prefeito afirma que a margem direita não estava tendo o cuidado devido e por isso a urbanização vem em boa hora. “É um espaço conquistado pelos moradores da margem direita do Acaraú que agora sim tem um local para o lazer”, diz Clodoveu Arruda.

Para o prefeito a margem direita é uma obra de infraestrutura urbana que vai dar novos ares para Sobral. “Ela vai não só qualificar a margem direita dos moradores que são a ela estabelecidos ali, mas para toda cidade de Sobral”. A urbanização traz jardins, passeios, parques e praças em torno de um quilômetro de área.

Saneamento

A Prefeitura aproveita a urbanização da margem direita para anunciar o saneamento do Rio Acaraú. Uma equipe da Secretaria de Infraestrutura está limpando as duas margens. São recolhidas toneladas de água pé. A ideia é limpar toda a parte do Acaraú que corta Sobral até a próxima semana quando deve começar a quadra invernosa.

A limpeza do Acaraú é feita por um grupo de pelo menos 100 operários. Segundo a secretária de Meio Ambiente de Sobral, Juraci Neves a ordem é sanear o Acaraú, evitando também o despejo de esgotos no Rio.

Quanto a reforma do Museu Madi, localizado na margem esquerda, o projeto está em fase de captação de recursos. A promessa é que o novo Madi seja entregue ainda este ano. O Madi está fechado desde 2009, quando foi inundado pelas águas do Acaraú. Todo acervo foi salvo e está guardado no Centro de Convenções da cidade.

Inaugurado em 5 de julho de 2005, o Madi funcionou por quase quatro anos, atraindo grande número de visitantes e sendo referência nacional do movimento Madi. Além do Museu Madi, serão reinstalados este ano na chamada Esplanada Praça Cívica, à margem esquerda do Acaraú, um anfiteatro, a Escola de Cultura, Comunicação, Ofícios e Artes (Ecoa) e uma biblioteca.

16:43 · 17.01.2012 / atualizado às 16:44 · 17.01.2012 por

A Prefeitura de Sobral está limpando o Rio Acaraú. O manancial foi tomado por plantas aquáticas, retidas no vertedouro da barragem, entre as pontes Othon de Alencar e Doutor José Euclides Ferreira Gomes Júnior. A operação orientada pela Defesa Civil e pelo secretário municipal da Infraestrutura, Irismar Azevedo, conta com a participação do Corpo de Bombeiros e da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Ceará (Cogerrh). A ação visa evitar uma ação das águas que chegam a Sobral vindas dos afluentes que desembocam no Acaraú. A presença da vegetação ameaçava impedir o fluxo normal das águas, desviando-as para as encostas do rio.

10:25 · 04.12.2011 / atualizado às 10:25 · 04.12.2011 por

Gabaritado por ter sido roteirista de documentários famosos no Ceará, Roberto Severino Bomfim Júnior está com um novo desafio. Ele mais a produtora Set Oceano Filmes estão desenvolvendo o projeto “Rio Acaraú, o Gigante do Norte”. O documentário a ser filmado agora em dezembro e janeiro de 2012 pretende retratar as tradições folclóricas e culturais do povo ribeirinho do Acaraú.

A pré-produção já começou por Tamboril, Varjota, Cariré, Groaíras e Sobral. Na semana passada esteve Santana do Acaraú, Morrinhos e Marco. Nesta semana vai para Bela Cruz, Cruz e Acaraú. “Temos no nosso roteiro o resgate dessas manifestações, como reisados, grupos quilombolas, mestres da cultura; enfim queremos resgatar esta memória imaterial do Acaraú”, destaca o diretor roteirista Roberto Bomfim.
O documentário terá depoimentos expressivos de ribeirinhos, produtores culturais, historiadores, pesquisadores e estudiosos da cultura da Região, como Lustosa da Costa, Batista de Lima, Gilmar de Carvalho, Juarez Leitão, Francisco Pinheiro, Cid Gomes, Ciro Gomes, Artur Bruno, Auto Filho, Clodoveu Arruda, Virgílio Maia e Campelo Costa.
Para viabilizar o documentário, que ainda não tem nome definido,Roberto Bomfim está percorrendo as cidades retratadas para conseguir verba suficiente para as filmagens e edição. Este trabalho deve ser concluído na próxima semana e as filmagens começam logo em seguida. “Com ele pronto vamos passar em caravana por todos municípios documentados para exibição de gala do filme. Depois a ideia de exibição mediante convênio com tevês abertas e fechadas, além de distribuirmos em forma de DVD para bibliotecas, escolas, faculdades, universidades, centros culturais cearenses, prefeituras e organizações não governamentais. Temos ainda a ideia de tradução para inglês, espanhol e francês para exibição em ONGs da França, Espanha e Portugal”, informa Roberto Bomfim.
O projeto, que tem a chancela da Fundação Educacional Presidente Kennend, de Guaraciaba do Norte; segundo Roberto Bomfim, quer dar uma lição da inteligência dos bravos sertanistas, índios e estrangeiros, que conquistaram e valorizaram o Norte do Ceará com suas tradições, costumes e culturas.
O documentário terá 50 minutos de duração e deve ser finalizado em 31 de janeiro de 2012. “Nossa expedição percorrerá trezentos e vinte quilômetros, destacando os primeiros exploradores da Zona Norte, como os índios, franceses e portugueses”, revela o roteirista. Conforme Bomfim, o documentário quer resgatar antigos hábitos pertinentes à cultura do povo ribeirinho. “Vamos documentar o processo criativo das lendas, seu aprimoramento e extinção”, cita o diretor.
Bomfim ressalta que o documentário partirá da realidades atual e remontará a história. “Partiremos de uma realidade atual, muito diferente da encontrada no passado, no tocante aos aspectos culturais, sociais e político, e partir dela, resgatando histórias que foram esquecidas ao longo do tempo”, lembra.

MAIS INFORMAÇÕES
Projeto Rio Acaraú, o Gigante do Norte
Diretor Roberto Bomfim
Fones: (85) 9674.5480 e 8744.8106