Busca

Chuvas garantem novo aporte para os açudes do Ceará

09:46 · 15.04.2018 / atualizado às 16:19 · 19.04.2018 por
Açude Milhãs, Pacujá-CE; moradores aproveitam sangria do açude como lazer, nesse final de semana (Foto: Hilberlan Pereira).

Granja- Com 35 e 30 mm registrados nos postos dos distritos de Pessoa Anta e Adrianópolis, neste domingo dia 15, o município de Granja continua no ranking das dez maiores chuvas divulgadas pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), que tem à frente, os municípios de Lavras da Mangabeira (100 mm), Baixio (82 mm) e Ipaumirim (72 mm), todos da Região Centro-Sul do Estado. Ao todo, 37 municípios cearenses foram banhados nesse domingo.

Enchente

Em Granja, cerca de 59 famílias, que tiveram suas casas completamente tomadas pela água, por conta da cheia do Rio Coreaú, continuam assistidas pela Secretaria de Assistência Social, que tem identificado o número de pessoas atingidas para dar apoio logístico. Alguns permanecem em casas de familiares, outros, foram incluídos no aluguel social, até que a situação mude. “Fomos orientados pela Defesa Civil Estadual, para disponibilizarmos preventivamente um local que possa receber as famílias, caso a situação se agrave”, explica a secretária Ana Luiza Rocha subsecretária da pasta.

Barragem Lima Brandão, Granja-CE; sacos de areia são colocados na parede da barragem que recebe as águas do Rio Coreaú, que inundou bairros da cidade de Granja (Foto: Marcelino Júnior).

Decretação Emergencial

O município recebeu representantes da Defesa Civil do Estado, que, ao longo do sábado e domingo últimos, percorrem as áreas atingidas para confirmar as informações repassadas pela Defesa Civil Municipal para ser possível dar entrada num processo de decretação de emergência. “Dentro de 15 dias teremos um processo completo para, se necessário, o município decretar a situação emergencial em busca de recursos do Estado e da União. Numa análise preliminar posso dizer que essa possibilidade existe”, disse Francisco Paiva Júnior, gerente de Homologação de Decretação do Estado.

Bairro da Lagoa, Granja-CE; com a cheia do Rio Coreaú, ruas foram tomadas pela água, que desabrigou famílias e fez do barco o meio de transporte de muitos moradores (Foto: Marcelino Júnior).

Açudes

O Ceará contabiliza 16 açudes que atingiram sua capacidade máxima, 23 com volume acima de 90%, e outros 94, abaixo dos 30% de volume. Na lista dos que sangraram, a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) aponta o Acaraú Mirim, em Massapê; São Vicente, em Santana do Acaraú; Caldeirões (Saboeiro); Angicos (Coreaú); Diamantino II (Marco); Itaúna (Granja); Tucunduba (Senador Sá); Várzea da Volta (Moraújo); Itapajé (Itapajé); Quandú (Itapipoca); Cocó (Fortaleza); Germinal (Palmácia); Maranguapinho (Maranguape); Barragem do Batalhão (Crateús); Colina (Quiterianópolis); e Tijuquinha, em Batrurité.

Volume

Ainda, segundo dados da Cogerh, 76 açudes cearenses tiveram aporte de água com as últimas chuvas. O aumento foi de 98.936.393 m³ de volume armazenado. Considerando a estimativa do volume evaporado e o liberado nesse período, a conta do aporte fecha em 100. 918.048 m³ de água.

 Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *