Busca

Regional cavalos Derby Clube inova para os seus 120 anos de fundação

08:09 · 13.08.2013 / atualizado às 08:09 · 13.08.2013 por

Prestes a completar 120 anos, o Derby Clube se prepara para trazer novidades, além da programação fixa de c orridas

Sobral. O Derby Clube Sobralense é hoje o mais antigo do Nordeste e o único localizado numa cidade do Interior do Estado que o hipódromo ainda funciona. Além dos muitos anos de história, é também de Sobral que saem alguns dos melhores jóqueis do País. Proximo de chegar aos 120 anos de atividades, o clube programa uma reforma geral e estao sendo negociadas novas atividades, como aulas de equoterapia na saúde pública.

O caso mais recente do jóquei que ganhou fama a partir do clube sobralense é o de Francisco Leandro Fernandes Gonçalves, conhecido também com F. Leandro, de apenas 22 anos. Ele é irmão do treinador e também ex-jóquei Odair José Fernandes Gonçalves, mais conhecido como Escobar, que hoje vive com a família nas casas do Derby Clube. “Eu parei de correr em 1995 e me dediquei ao treinamento, já o Leandro iniciou como aprendiz com 12 anos e mês que vem deixa o País para correr na Argentina”, conta ele, com orgulho.

Reforma

Escobar é um dos seis treinadores que residem hoje no clube. Segundo os dados da direção, o Derby gera emprego e renda para cerca de 30 famílias.

Estando no mesmo endereço desde a década de 50, o Derby passará por sua primeira grande reforma, tanto na parte do turfe quanto na social. Dentre as melhorias, está a adequação às normas das raias e instalações e contratação de um médico veterinário fixo. Na parte do clube, que normalmente é locada para festas e, atualmente, se encontra fechada esperando reforma, será tudo adequado de acordo com o Corpo de Bombeiros. Após as reformas, o clube estará aberto para novas parcerias. Segundo o presidente Jose Eduardo Guimarães Coelho, um dos possíveis projetos já está sendo conversado.

Lívia Neves monta o seu “Chuck”, o mais recente presente que traz bem-estar

Será com a Prefeitura Municipal de Sobral, por meio do chefe de Gabinete, Luciano Arruda Coelho Filho, para aulas de equoterapia.

Luciano conta que o projeto é a continuação da aprovação do projeto de lei aprovado na Câmara dos Vereadores pela vereadora Cristiane Coelho. A equoterapia se destinará a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Vantagens

Cristiane explica que propôs o projeto por sempre se interessar em terapias alternativas, e já tendo em Sobral a modalidade particular, seria interessante oferecer o serviço no SUS. “Na cidade já existem profissionais qualificados para esse tipo de tratamento, pois alguns pacientes particulares já o utilizam”, destaca.

O fato é confirmado por quem convive com os animais, como a estudante de Psicologia, Livia Neves. Com apenas 21 anos de idade, ela lembra que foi criada pelo pai entre cavalos, tendo inclusive aulas de equitação.

Hoje, Lívia monta “Chuck”, seu mais recente presente, e passa pelo Derby às vezes só para olhar. “Venho aqui sempre que dá tempo, ficar perto dos cavalos e sentir o cheiro deles. Nem preciso montar. Se pudesse, vinha todo dia. Quando estou aqui, não existem problemas”, admite.

Os páreos são quinzenais. O Jóquei F.H. Costa é um dos competidores
fotos: Daniel Madeira

Os páreos são realizados a cada 15 dias e o próximo Grande prêmio (GP) será no próximo dia 17, para comemorar o aniversário de 52 anos do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), onde terão três páreos com quatro cavalos em cada. Serão duas homenagens especiais aos funcionários mais antigos e a Taça Silvestre Gomes Coelho Neto.

O clube tem cerca de 12 hectares, com pista de 1000 metros, e páreos a partir de 1.100 metros para a raça de Puro Sangue Inglês, e trechos menores para Quartos de Milha.

Mais informações

Derby Clube Sobralense
Rua Coronel Henrique
Rodrigues, 101
Centro
Zona Norte

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *