Busca

Zona Norte: cheia do Rio Coreaú expulsa famílias de casa, em Granja

18:37 · 13.04.2018 / atualizado às 18:37 · 13.04.2018 por
Bairro da Lagoa, Granja-CE; em alguns pontos da periferia, o barco tem sido o único transporte utilizado pelos moradores (Foto: Marcelino Júnior).

Granja- Apesar das chuvas dos últimos dias terem trazido de volta a imagem tão esperada pelos moradores do interior, que é a cheia dos açudes, como é o caso de Granja, na região Norte, com a sangria do Açude Itaúna, e os novos 84,97% de volume alcançados pelo Açude Gangorra, que pertence ao mesmo município, os resultados têm sido desesperadores para muitas famílias.

Cheia

A Barragem Lima Brandão, cartão postal da cidade, que recebe as águas do Rio Coreaú, também voltou a chamar atenção pela cheia, registrada nos últimos dias. Mas a preocupação com a subida do Coreaú, fez com que o município tomasse medidas preventivas, como a colocação de sacos de areia em alguns pontos da mureta da barragem para bloquear o avanço das águas.

Foto: Marcelino Júnior.

Desabrigados

O aumento rápido do volume do Rio Coreaú, que corta o município, tem trazido sérias consequência aos moradores de bairros mais afastados do Centro. No São Francisco, cerca de 15 casas foram completamente invadidas pela enxurrada. Os moradores perderam quase todos os pertences, entre móveis e eletrodomésticos. O volume subiu até a metade das portas, expulsando a todos para a casa de parentes e vizinhos, que não foram atingidos. Nessa hora, o que contou foi a solidariedade. “Eu não pude salvar quase nada. E se não fossem os vizinhos, nem sei se teria conseguido sair com meus filhos pequenos”, disse a agricultora Maria da Silva, que está alojada na casa de uma tia.

De barco

Além de inundar trechos de ruas e avenidas do Centro, a água também encobriu parte das moradias do bairro da Lagoa, na periferia. Cercados pela água, os moradores de áreas consideradas de risco pela Defesa Civil do Município, abandonaram suas casas. Nos últimos dias, o único meio de transporte tem sido a canoa. “Entrar em algumas ruas, só de barco, mesmo. Minha casa, que fica no final da rua, ainda está com água quase até o teto. Salvei poucas coisas. Espero que as águas baixem para poder entrar”, disse Ronaldo Sousa, pescador, que aproveita a trégua da chuva e circula pelas ruas inundadas, numa pequena embarcação.

Avenida Perimetral, Granja-CE; algumas ruas e avenidas do Centro também foram inundadas (Foto: Marcelino Júnior).

Apoio

Para evitar acidentes, a empresa de energia elétrica, já cortou a força de parte das casas inundadas, e ofereceu um transporte para quem necessita levar algum pertence para outro local. De acordo com a subsecretária de Assistência Social do Município, Ana Luisa Rocha, “ainda estamos levantando toda a situação, para saber quem realmente precisa de apoio financeiro, com o aluguel social, ou quem estará seguro em casa de parentes ou vizinhos. Até agora, quase 60 famílias já foram contatadas, para isso, temos contado com apoio da Defesa Civil do Município”, explicou.

Estado de emergência

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Granja, Francisco de Aquino, “nessa sexta-feira, recebemos a visita da Defesa Civil do Estado, que têm nos apoiado no levantamento e mapeamento das áreas atingidas. Após analisarmos toda a situação, poderemos, se necessário, decretara estado de emergência, em busca de apoio financeiro para minimizar esse impacto causado pelas chuvas”, disse o coordenador, que acompanhará, até esse domingo (21), a equipe da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE).

Foto: Marcelino Júnior.

Escolas

As inundações também têm atingido a zona rural do município, que possui 84 escolas. Destas, 13 estão paralisadas por conta de enxurradas, que cortam as estradas de acesso. Por determinação da Secretaria de Educação Municipal, as aulas não serão realizadas, até que não haja mais o risco de acidentes, ao longo dos percursos, divididos em 163 rotas. ” Estamos avaliando a situação, até a próxima segunda-feira, para ver se essas escolas retornarão a sua regularidade na próxima semana. Estamos prezando pela segurança dos nossos alunos”, revelou a secretária de Educação de Granja, Tatiana Dias de Oliveira.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *