Busca

Tag: Colégio Sobralense Maria Dorilene Arruda Aragão


16:16 · 08.08.2018 / atualizado às 16:16 · 08.08.2018 por
Alunos da rede municipal de ensino de Sobral terão acesso a laboratório modelo de tecnologia (Foto: divulgação/PMS).

Sobral- A Prefeitura de Sobral inaugura, nessa sexta-feira (10), dois laboratórios FabLearn. Um no Colégio Sobralense Maria Dorilene Arruda Aragão e o outro, na Escola Padre Osvaldo Chaves. Os espaços foram viabilizados pela Fundação Lemann, que colabora com “iniciativas que ajudam a construir um país mais justo, inclusivo e avançado”, como se define a Fundação, em parceria com a Universidade de Stanford. A ação faz parte do projeto de desenvolvimento do novo currículo de Ciências do município, que é alinhado à nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Atividades

Nos laboratórios, os alunos terão contato com princípios da engenharia, design, robótica e computação, fazendo o uso de máquinas e equipamentos como impressora 3D, cortadora a laser, kits de robótica, marcenaria, costura, eletrônica, entre outros. Para o prefeito Ivo Gomes, “nesses laboratórios, os estudantes da rede pública de Sobral irão aprender fazendo, com tudo que há de mais moderno no mundo. Todas as escolas de Sobral também já foram conectadas com fibra ótica e internet de altíssima velocidade (100 Mb), por meio de doação da Fundação Lemann”. Comemora.

Currículo avançado

Os laboratórios FabLearn, criados pelo professor Paulo Blikstein da Universidade de Stanford, são espaços de invenção, descoberta, investigação e aprendizagem. Eles já estão presentes em 15 países do mundo. Em Sobral, sua implementação está integrada à formação de uma equipe de professores que já está aplicando novos princípios de ensino de ciências. como um piloto para a construção de um currículo de ciências moderno para os alunos. “O ensino de ciências mudou nos últimos 15 anos em vários países, mas essas mudanças não estão chegando na educação pública do Brasil. Com esse projeto em Sobral, estamos trazendo o melhor ensino de ciências do mundo para a escola pública brasileira, onde ele é mais necessário”, disse o responsável pelo projeto dos laboratórios no município.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

18:36 · 15.05.2018 / atualizado às 18:37 · 15.05.2018 por
Escola José da Matta e Silva, Sobral-CE; alunos do 5º Ano, assim como os de outras escolas do município, alcançam altos índices no Ideb,  principal indicador da qualidade da educação básica no Brasil (Foto: Marcelino Júnior).

Sobral- A educação de Sobral é destaque, desta terça-feira (15), do programa “Entre Escola”, da TV Futura. O especial, produzido em parceria com a Fundação Lemann, mostra a troca de experiências entre os diretores escolares do Colégio Sobralense Maria Dorilene Arruda Aragão e da Escola Professora Maria José Santos Ferreira Gomes. No programa, que pode ser assistido no Futura Play, no endereço http://www.futuraplay.org/, os gestores escolares trocam experiências, compartilham conhecimentos e aprendem juntos sobre temas como engajamento do aluno, defasagem e evasão escolar.

Experiências

O programa especial, dedicado a educadores, vai ao ar às 22h15, e conta com oito episódios, interligando 16 escolas públicas com diferentes realidades e um mesmo objetivo: melhorar o desempenho dos alunos. Apesar das dificuldades, com práticas de gestão escolar, elas têm conseguido superar seus desafios, dia após dia, alcançando posições de destaque no cenário nacional, de acordo com os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), principal indicador da qualidade da educação básica no Brasil. O índice utiliza uma escala que vai de 0 a 10. A meta para o Brasil é alcançar a média 6.0 até 2021, patamar educacional correspondente ao de países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), como Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Suécia.

Base

De acordo com a diretora da Escola José da Matta e Silva, Mílvia Carvalho Siqueira, que atende crianças do 1º ao 5º Ano, “em nossa última avaliação do Ideb, em 2015, tivemos 9,3 de pontuação, com as crianças do 5º Ano, e esses índices representam o resultado de um trabalho que contempla todas as escolas do município. A política educacional diferenciada, aplicada nas escolas de Sobral, nos deu essa base, iniciada na alfabetização”, explica a diretora, que se prepara para mais uma premiação municipal de educação pelo Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece). Essa Avaliação abrange as escolas públicas das redes estadual e municipais do Estado, avaliando os alunos da Educação Básica, desde as etapas de Alfabetização, até o Ensino Médio.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

 

 

10:35 · 23.11.2016 / atualizado às 10:35 · 23.11.2016 por
Sobral-CE; Escola Emílio Sendim, no Bairro Domingos Olímpio é uma das instituições de ensino de Sobral citadas na reportagem da agência alemã (Foto: Marcelino Júnior).
Sobral-CE; Escola Emílio Sendim, no Bairro Domingos Olímpio, é uma das instituições de ensino de Sobral citadas na reportagem da agência alemã (Foto: Marcelino Júnior).

Sobral- A experiência de Sobral na educação foi abordada numa série de reportagens especiais da Deutsche Welle, empresa de comunicação alemã que oferece notícias e análises em 30 idiomas. A série especial ‘Onde a educação funciona’ traz histórias inspiradoras que estão transformando a vida de crianças e adolescentes de várias cidades do Brasil. E Sobral, no Norte do Ceará, aparece em destaque. A metodologia de ensino que tem mudado a realidade da educação no município de quase 200 mil habitantes é apresentada em todos os níveis.

Na prática

Entre as medidas adotadas pelo sistema educacional para reforçar o aprendizado, no que se refere à leitura, as escolas acompanham de perto o desempenho de cada aluno, quando são elaboradas planilhas e gráficos, que se juntam a outras informações, formando uma espécie de dossiê, consultado diversas vezes ao longo da semana, pela própria diretora. Ao final, o documento indica se o aluno atingiu a fluência desejada – a leitura de 60 palavras por minuto. De acordo com a diretora da Escola Emílio Sendim, localizada na periferia de Sobral, e uma das instituições que serviram de base para a reportagem, “quando a meta não é alcançada, o estudante passa a frequentar as aulas de reforço em outro período, e os pais são chamados a cooperar mais de perto. Tudo pela alfabetização na idade certa. E pela excelência do ensino”, reforça Mílvia Siqueira.

Ainda, de acordo com a diretora da Emílio Sendim, que atende 702 alunos, sendo 149 deles do 5º Ano (vencedores do Ideb), “com ações pedagógicas efetivas que garantem a alfabetização na idade certa, nossos professores têm contribuído para essa importante mudança”, disse. Divulgada em setembro deste ano, a última pesquisa do Ideb apontou que, das 100 melhores escolas do Brasil (no 5º Ano), 77 são do Ceará; 22 delas estão no município de Sobral. Quando a filtragem das informações buscou as 50 melhores escolas do País, o índice mostrou que 48 são do Nordeste, sendo 47 delas localizadas em municípios cearenses. Desse total, 14 são sobralenses, e 6 delas figuram entre as 20 primeiras na lista do índice de Desenvolvimento da Educação Básica.

Avanço

Em 2000, o resultado de uma avaliação do sistema municipal foi o que disparou o alerta, indicando que metade dos estudantes da antiga segunda série, atual terceiro ano, não sabia ler. A resposta encontrada foi estipular metas mais objetivas, sendo a qualificação mensal de professores e o acompanhamento de tutores aos gestores nas escolas, duas das medias inovadoras. O objetivo máximo era alfabetizar crianças aos 6 e 7 anos de idade, quando se encontram em fase de concluir o 2º Ano, período considerado idade certa.

Resolvida a questão de metas, outra medida adotada pelo sistema de ensino foi a autonomia financeira, pedagógica e administrativa das escolas, cabendo aos gestores a responsabilidade pela prestação de contas, não apenas relacionada às finanças, mas também de resultados. Aos poucos, Sobral encampou o ensino fundamental até o 9˚ ano, antes, de responsabilidade do Estado.

Rotina

Com o título ‘Competição sem deixar ninguém para trás’, a reportagem da agência alemã, acompanhou a rotina nas salas de aula, ouviu diretores, professores e alunos das escolas municipais Emílio Sendim, que conquistou 9,8 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), sendo esta a maior nota do Brasil Ideb (2015); o Colégio Sobralense Maria Dorilene Arruda Aragão, também na sede, e a Escola Antônio Custódio, no distrito de Aprazível, cerca de meia-hora da sede, pela BR-222.

Melhor Educação do Brasil

A agência de notícias mostra também que os resultados positivos encontrados pela reportagem são frutos de investimentos feitos na atual gestão de Veveu Arruda (PT), que elevou a rede de educação de Sobral da 55ª posição no Ideb para a 1ª do Brasil. Em sua gestão foram inaugurados 10 Centros de Educação Infantil, e outros cinco estão em obras, permitindo universalizar a pré-escola, ampliando para quase 50% o atendimento de crianças de 0 a 3 anos em creches; também foram implantados e inaugurados dois Colégios Sobralenses de Tempo Integral, e outros 11 estão em fase adiantada de construção.

Outras medidas

A Educação em Sobral também teve ampliada a avaliação externa e o ‘Prêmio Escola Aprender Melhor’ para todas as séries; além de concluir um novo currículo, dentro do Programa de ‘Fortalecimento e Inovação da Política Educacional do Município’, que tem como meta elevar o patamar da rede de ensino de Sobral para uma das três melhores da América Latina, e torná-la uma referência em educação no continente.

Colabore com o blog Zona Norte pelo whatsApp 88 9 9659-4083.

 

 

09:25 · 23.12.2015 / atualizado às 09:25 · 23.12.2015 por

3 - OBM

Considerada a mais tradicional olimpíada científica do País, em sua 37ª edição, a Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM 2015) premiou três alunos da rede pública municipal de ensino de Sobral. Ao todo, foram premiados 274 estudantes de todo o país. Os alunos que alcançaram bom nível na competição, e representaram bem o município, foram Vanessa Carvalho do Nascimento, que conquistou medalha de bronze; Francisco Sávio Rodrigues Alves e Davi Rodrigues de Vasconcelos, que receberam menções honrosas no nível 2 (8º e 9º anos do Ensino Fundamental), todos alunos do Colégio Sobralense Maria Dorilene Arruda Aragão.

A aluna Vanessa Carvalho, medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2015), ouro no concurso internacional Canguru de Matemática, ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia; medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática (26ª colocada no Brasil, no nível 2), e Menção Honrosa na Olimpíada Cearense de Matemática), entre 19 melhores do Ceará, credita parte de suas conquistas ao nível de sua escola. “Ao entrar na escola Maria Dorilene, eu me encontrei. Lá eu encontrei uma família que me acolheu com muito amor. Professores que considero verdadeiros amigos. Ao saber desse resultado, eu vi que todos os momentos difíceis que vivi durante os quatro anos que estudo para olimpíadas valeram a pena. Me sinto muito feliz por representar minha escola, principalmente porque ela é pública”, afirmou a estudante.

Preparação olímpica

É no primeiro Colégio Sobralense de Tempo Integral, implantado pelo município, que cerca de 40 alunos da Turma Olímpica, se preparam intensivamente para as diversas disputas. E não há segredo para tanta conquista, apenas estudo, segundo o diretor do Colégio, Pedro Grandson. “Montamos grupos de estudos, clubes juvenis, oferecemos disciplinas eletivas, voltadas para as olimpíadas e aulões aos sábados, com banco de questões de olimpíadas regionais, nacionais e internacionais”, disse. Outra ação para os bons resultados são as disputas internas, segundo o diretor. “Os alunos participam de olimpíadas internas para fazermos nossa própria seleção e os professores abraçam a causa, trabalhando à noite, aos finais de semana e até nas férias”, explicou.

Este ano, a OBM contou com a participação de mais de 500 mil jovens e professores de 4 mil escolas da rede pública e privada de ensino e 155 instituições de ensino superior de todo o país. Organizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) em parceria com a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), a Olimpíada conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis), do Ministério de Educação (MEC) por intermédio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Matemática (INCT-Mat).

Colabore com o Blog Zona Norte pelo wahtsApp 88 99659-4083.