Busca

Tag: Paracuru


08:21 · 29.03.2018 / atualizado às 10:42 · 10.04.2018 por
São Gonçalo do Amarante-CE; projeto rompe os limites da sala de aula para trabalhar o empreendedorismo no interior do Ceará (Foto: divulgação).

São Gonçalo do Amarante- Visando o desenvolvimento e a formação empreendedora de jovens entre 18 e 32 anos, que vivem em comunidades rurais sob situação de vulnerabilidade, a Agência de Desenvolvimento Econômico Rural (Adel) criou, em 2009, o Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER). Neste mês de março, em sua nova fase, o Programa vem ampliando sua abrangência para atender também cerca de 400 adolescentes de 14 a 17 anos de escolas públicas do interior do Ceará.

Inclusão

De acordo com os pilares do Programa, trabalho, renda e mobilidade social são temas que, desde cedo, os jovens que vivem em comunidades rurais começam a refletir. A escola, enquanto instituição de socialização e formação de futuros profissionais e cidadãos, deve cumprir o papel de se aproximar das comunidades, adotando a educação contextualizada, na qual os estudantes aprendem sobre o conteúdo formal considerando aspectos geográficos, históricos, econômicos e culturais dos lugares onde vivem e desenvolvem competências para criar a partir das oportunidades soluções para os desafios locais. Assim, a Adel, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), incluiu a escola como espaço essencial estratégico no PJER, aproximando estudantes, professores, gestores educacionais e toda a comunidade escolar.

Desenvolvimento

O Programa apoia jovens rurais, que, comumente, se veem obrigados a deixar suas comunidades em busca do que seria um futuro melhor. O PJER os auxilia na descoberta de novas possibilidades dentro de seus próprios territórios, por meio de projetos que estimulam o empreendedorismo e o desenvolvimento local. “Um dos nossos principais objetivos é que os jovens permaneçam no meio rural, como agentes de transformações positivas”, afirma Adriano Batista, cofundador e diretor executivo da Adel. Alcançar adolescentes na escola formal é uma estratégia para iniciar a discussão sobre trajetórias e projetos de vida desde cedo. Entre 14 e 17 anos, eles e elas já são influenciados sobre as perspectivas relacionadas à vida no meio rural. “É um investimento estratégico na preparação de jovens, enquanto ainda são estudantes do fim do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, para que possam ter acesso a mais informação e, assim, fazerem melhores escolhas para o futuro”, destaca Gláucio Gomes, diretor de desenvolvimento da Adel.

Projeto

Resultado de parcerias firmadas em 2018, com a Unesco (United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization) e Rede Globo, por meio do Criança Esperança, além do Conselho de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ceará (CEDCA), o projeto Jovens Empreendedores e Protagonistas Rurais nas Escolas, que é parte do portfólio de ações do Programa Jovem Empreendedor Rural (PJER), atua em escolas dos municípios cearenses de Pentecoste, Apuiarés, São Gonçalo do Amarante e General Sampaio. O projeto consiste em oficinas com estudantes e professores de escolas formais do Semiárido cearense, a partir da estratégia de introduzir temas como convivência sustentável, desenvolvimento local, empreendedorismo rural de jovens, protagonismo social, direitos humanos e convivência com o clima da região. São apresentados conceitos, ferramentas e abordagens, com o intuito de incorporar nos conteúdos formais e no dia a dia escolar valores e práticas relacionadas aos temas citados.

Adel

A Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) foi criada em 2007 por jovens filhos de agricultores, que se formaram na capital do Estado e retornaram para suas comunidades, aplicando os conhecimentos adquiridos. Localizada em Pentecoste (CE), a Adel é uma organização sem fins lucrativos, que desenvolve projetos no Ceará, em Pentecoste, Apuiarés, General Sampaio, Tejuçuoca, São Luís do Curu, Paracuru, Umirim, Sobral, São Gonçalo do Amarante, Amontada, Nova Jaguaribara e Itarema. No Rio Grande do Norte, os municípios assistidos são João Câmara e São Miguel do Gostoso.

Atuação

São cerca de 200 empreendimentos rurais criados e mais de 1.000 jovens em situação de vulnerabilidade apoiados. A organização beneficiou diretamente 3 mil agricultores, ao implantar estratégias de convivência sustentável com o Semiárido. No total, o impacto de sua atuação chegou a mais de 5 mil pessoas de 60 comunidades, em 13 municípios no Ceará e em dois no Rio Grande do Norte. Foram conquistados 16 prêmios, como, por exemplo, os prêmios Fundo Itaú Excelência Social (Fies) e o Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), esse último, da Organização das Nações Unidas (ONU).

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4084.

08:39 · 14.12.2017 / atualizado às 08:39 · 14.12.2017 por

Paracuru- O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (PROCAP), segue com os trabalhos a respeito da Operação Cascalho do Mar, deflagrada nessa quarta-feira (13), que investiga crimes de fraude em licitação, associação criminosa e corrupção praticados por agentes públicos da Prefeitura de Paracuru, no Litoral Oeste, juntamente com empresários. A Operação cumpriu medidas cautelares de prisões preventiva e temporária, busca e apreensão, condução coercitiva e afastamento de gestores públicos de Paracuru. Os mandados, expedidos pela desembargadora Lígia Andrade de Alencar Magalhães, foram cumpridos em Paracuru, Groaíras, Fortaleza, Tauá, Eusébio e Caucaia. Todos os envolvidos estão sendo ouvidos pela Polícia.

Prisões

O prefeito de Paracuru, José Ribamar Barroso Batista, conhecido na região como Ribeiro, foi conduzido coercitivamente e afastado do cargo. Além disso, ele foi preso em flagrante por porte ilegal de armas. Foram presos preventivamente Ranieri de Azevedo Batista, filho do prefeito de Paracuru, e os empresários Alonso de Melo Feitosa e Gabriel Ilário da Silva. Também foram presos, temporariamente, Joana D’Arc Batista Carvalho, chefe de Gabinete e filha do prefeito de Paracuru, Érica da Silva Brasil, secretária de Governo de Paracuru e o empresário Ricardo Henrique Lemas. Os presos foram encaminhados para o Centro de Triagem e Observação Criminológica, em Caucaia.

Oitivas

Também foram conduzidos coercitivamente o contador José Wellington da Silva; Pedro Paulo Quirino, presidente da Comissão de Licitação da Prefeitura de Paracuru; Werley Sales Pinheiro, secretário de Infraestrutura de Paracuru; Sinval Ribeiro de Almeida, secretário de Segurança Patrimonial, Cidadania e Trânsito de Paracuru; Diana Jaqueline Mendes Meireles, secretária de Educação de Paracuru; Camylle Alcoforado Pinho Costa, secretária de Saúde de Paracuru; Ricardo de Azevedo Alves, secretário de Turismo, Cultura e Meio Ambiente de Paracuru; e os empresários José Luís Nunes Tavares e Sandra Elisabeth Arruda. As oitivas estão sendo realizadas no Fórum de Paracuru e também na sede da PROCAP, em Fortaleza.

Investigação

As empresas investigadas são: Petróleo Nosso (Paracuru); São Jorge Locação e Construção (Fortaleza); Terra Sol Transporte e Locações (Eusébio); Pádua Empreendimentos (Groaíras); e Onzemais Serviços e Locações (Fortaleza). A Operação Cascalho do Mar contou com a participação de 28 equipes compostas por membros da PROCAP, do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), do Núcleo de Investigação Criminal (NUINC), além de promotores de Justiça de Fortaleza e do interior e policiais civis e militares. De acordo com a procuradora de Justiça Vanja Fontenele, coordenadora da PROCAP, “durante a Operação foram apreendidas armas, munições, dinheiro, farto material de provas e, em um posto de gasolina, foi identificado combustível adulterado. Tudo será analisado, ao longo do dia, pelas equipes do MPCE”, informou.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

 

08:27 · 07.11.2017 / atualizado às 08:28 · 07.11.2017 por
Projeto InConto Marcado será encenado nos municípios de Paracuru e Marco, na região Norte (Foto: divulgação).

Paracuru- Após seis anos circulando com a encenação de dois contos da literatura, dos escritores Marina Colasanti e Luís Jardim, o projeto ‘InConto Marcado – Teatro Itinerante’ estreia, agora em novembro, um novo espetáculo em homenagem aos autores, poetas e cantadores do Nordeste. A montagem é uma livre adaptação do livro de Socorro Acioli “Plantou Palavra, Colheu Poesia”, com o qual a autora venceu em 2013 o Prêmio Jabuti, na categoria Infantil, com o livro “Ela tem olhos de céu”.

Projeto

A idealização e direção geral do ‘InConto Marcado’ é da curitibana Daniele Yanes Rodrigues, que iniciou sua carreira como Narizinho, do Sítio do Picapau Amarelo, na Rede Globo, nos anos de 1981 e 1982. Com circulação no Ceará por meio do Edital Mecenas IX, com o patrocínio da Enel, “Plantou Palavra, Colheu Poesia” esteia nessa quarta-feira (8) em Paracuru, no Litoral Oeste do Estado, e depois segue para as cidades de Marco e Guaiúba. Em cada local, são dois dias de espetáculos, com sessões pela manhã e à tarde, e na véspera o grupo ministra oficina de teatro para professores. O acesso é gratuito.

Elenco e Direção

Daniele Yanes está no elenco de “Plantou Palavra, Colheu Poesia” ao lado de Miguel Campelo, que no Rio de Janeiro atuou por 12 anos no Grupo ‘Tá Na Rua’, do diretor Amir Haddad, e Gleilton Silva, artista cearense das ruas e dos palcos, brincante e pesquisador da cultura popular.

Daniele ainda assina a adaptação e o roteiro, com Geovana Pires, diretora cênica da montagem. Geovana é atriz, diretora teatral, professora e coordenadora artística e pedagógica da Casa Poema, do Rio de Janeiro, instituição fundada por ela e pela atriz e poeta Elisa Lucinda, referência de poesia falada no Brasil, que há 18 anos desenvolve uma linguagem teatral, tendo a poesia como fio narrativo.

Autora e obra

Socorro Acioli é uma das grandes autoras brasileiras de literatura infantil e juvenil da atualidade. Entre os mais de 20 títulos de sua autoria publicados estão o livro de literatura infantil “Emília: a biografia não autorizada da Marquesa de Rabicó”, o ensaio sobre literatura “Aula de leitura com Monteiro Lobato” e o romance “A cabeça do Santo”, publicado também no Reino Unido (“The head of the saint”, Estados Unidos e França .

Livro

“Plantou Palavra, Colheu Poesia é, antes de tudo, uma singela homenagem aos poetas e cantadores do sertão. O livro aborda as questões, como a poesia pode frutificar em meio a todas as dificuldades da vida, da seca, da fome e da falta de intimidade com as palavras, além de narrar a trajetória de Francisco, um menino retirante que, em meio à procura de um lugar melhor para viver, vai para Assaré e tem sua vida modificada quando conhece Antônio, um agricultor poeta que na adaptação para o espetáculo foi personificado na imagem de Patativa do Assaré”, diz Daniele Yanes, e complementa, “a partir deste encontro, o menino segue a busca do mistério das palavras e de como é que se faz essa coisa tão linda, a poesia”, reforça a atriz.

Serviço

Espetáculo ‘InConto Marcado’ e oficina de teatro para professores da rede pública

Dias 7 (oficina de 8h às 11h) 8 e 9 (espetáculos às 9h e 14h30) de novembro em Paracuru

No Colégio Padre João da Rocha: Rua Desembargador Pontes Vieira, 575 – Centro

Dias 21 (oficina de 8h às 11h), 22 e 23 (espetáculos às 9h e 14h30) de novembro em Marco

Na EEF Manoel Paterno Silva: Av. Prefeito Guido Paterno, S/N);

Acesso gratuito

Informações: (85) 99927.4067.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

16:59 · 20.06.2017 / atualizado às 16:59 · 20.06.2017 por

Paracuru- Agora em junho, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac) inicia mais três cursos na ONG Força Flor Desenvolvimento Humano e Defesa Cultural, na cidade de Paracuru, no Litoral Oeste. Como o objetivo é promover a profissionalização das comunidades locais, estão sendo ofertados os cursos de Informática Aplicada ao Assistente Administrativo, Operador de Computador e Assistente Administrativo, beneficiando 60 pessoas.

Requisitos

Os cursos são gratuitos e as inscrições são realizadas pela ONG, respeitando os pré-requisitos determinados pelo Senac, sempre voltados à população de baixa renda, daí, os interessados serem beneficiários do Bolsa Família, programa do Governo Federal. A realização dos cursos é viabilizada por meio de parceria firmada entre a Força Flor e seus patrocinadores internacionais – Intesa Sanpaolo; Associazione BITeB Banco Informatico Tecnologico e Biomedico; Associazione Aiuti Senza Confini Onlus; Parrocchia di Romans di Varmo.

Cursos

Desde 2016, a ONG contrata o Senac Ceará para o desenvolvimento de cursos “in company”. Todos são planejados de acordo com o perfil do público-alvo, definido pela organização, e customizados, a partir dos seus objetivos. Já foram realizados os cursos de aperfeiçoamento em Tratamento de Pisos, no segmento de Conservação e Zeladoria, e de Editor de Ilustração: CorelDraw, Photoshop, Excel avançado e também Operador de Computador no segmento de Informática. No ano passado, foram formadas cinco turmas, reunindo cerca de 100 alunos.

Parceria

“Como a maior escola de educação profissional no país, o Senac Ceará contribui com toda sua expertise para que empresas e instituições desenvolvam cursos voltados ao cumprimento de suas metas. No caso da ONG Força Flor, essa parceria proporciona às comunidades do Litoral Oeste a oportunidade de adquirir conhecimentos e técnicas para ingressar ou retornar ao mercado de trabalho, gerando emprego e renda”, destaca Doraneide Fernandes, coordenadora da unidade educacional.

ONG Força Flor Desenvolvimento Humano e Defesa Cultural

Fundada em 2002, a Força Flor possui sede em Paracuru e atua no Litoral Oeste nas áreas de garantia dos direitos da criança e do adolescente; educação para qualificação profissional; e geração de emprego, renda e oportunidade de trabalho. A sua missão é contribuir com a sociedade, por meio da busca e viabilização de projetos que atendam às necessidades e aos anseios da população de Paracuru, com foco na transformação de sua realidade.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

14:42 · 15.05.2017 / atualizado às 14:42 · 15.05.2017 por

Paracuru- A Caravana do ‘Capacidades 2017’ estará nas cidades de Paracuru e Baturité, nos próximos dias 16, 17 e 18. O evento, que faz parte do calendário de capacitações itinerantes do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), reúne prefeitos, vereadores, secretários, servidores públicos e sociedade civil de 18 cidades da região para ofertar cursos envolvendo temas relevantes na área de gestão pública.

Palestras

Nesses locais, também serão ofertadas quatro palestras para estudantes de diversos níveis de ensino sobre o tema “Controle Social, Acesso a Informação e Participação Cidadã”, ministradas por servidores do Tribunal.

Programação

Em Baturité as palestras ocorrem no dia 16, às 15h, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Domingos Sávio. Já em Paracuru, no dia 17, ocorrem no turno da tarde duas exposições na Escola Abigail Sampaio e outra apresentação, também pela tarde, na Escola Municipal Pe. João da Rocha.

Fortalecimento

Para o diretor-presidente do Instituto Escola Superior de Contas e Gestão Pública Waldemar Alcântara (Ieswa/TCM), conselheiro Francisco Aguiar, “a partir do momento em que a sociedade participa e acompanha a administração municipal, há um fortalecimento da gestão pública, tornando-a mais efetiva e aprimorada de acordo com as necessidades da comunidade. O empoderamento do cidadão faz com que o controle social seja exercido de maneira mais dinâmica e eficaz”, ressalta.

Participação

Segundo a diretora-executiva do Ieswa , Sandra Valéria, “com as palestras, o cidadão também é apresentado à importância dos órgãos de controle externo como o TCM, que fiscalizam e verificam o uso dos recursos público quanto ao atendimento das necessidades daquela comunidade”. Sandra complementa que “o TCM faz este alerta e mostra o quanto é importante para o cidadão, que ele tenha conhecimento de como caminha a gestão de seu município e como ele pode, por meio dos instrumentos de transparência, se apropriar dessas informações e, a partir daí ter essa participação ativa na sociedade”, afirma.

Curso

Além das palestras ocorrerá, em cada cidade-sede, o curso “Controle e Legalidade na Gestão Municipal”, focado para servidores municipais dos poderes Executivo e Legislativo. O curso contará em seu conteúdo programático com assuntos como Particularidades das Prestações de Contas de Governo e Gestão; Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF); Sistema de Informações Municipais, Transparência e Acesso à Informação; Controle Interno; Prestação de Contas Municipais e o Processo Eletrônico; Regularidade Fiscal (Certidões); Portal de Licitações; e Relatório de Acompanhamento.

Durante os dois dias de programação, em cada sede, haverá também uma central de atendimento composta por técnicos dos setores de Assistência Técnica e Ouvidoria do TCM, para gestores e demais interessados da sociedade obterem informações e esclarecimentos sobre assuntos relacionados com a administração pública.

Parceiros

O Capacidades 2017 tem como parceiros o Senado Federal; o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU); Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE); Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece); Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE); União dos Vereadores e Câmaras do Ceará (UVC); Conselho Regional de Contabilidade do Ceará (CRC-CE); Conselho Regional de Administração do Ceará (CRA-CE); Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea-CE); e Sindicado dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE).

Capacidades em Paracuru

Municípios participantes: Itapipoca, Itapajé, Uruburetama, Umirim, São Luis do Curu, Pentecoste, Trairi, Paraipaba, Paracuru, Tururu.

Inscrições e abertura

Data: 17 de maio (quarta-feira)

Horário: 8h

Local: Escola Profissionalizante Professora Abigail Sampaio

Endereço: Av. João Lopes Meireles, 575, Bairro Paracuru Beach

Período: 17 e 18 de maio

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

17:22 · 11.05.2017 / atualizado às 17:22 · 11.05.2017 por

Paracuru- A Secretaria do Turismo do Ceará (Setur) fechou parceria, nesta quinta-feira, 11, com a empresa ‘Inversiones Teneria Empreendimentos do Brasil’, para a construção do complexo turístico-hoteleiro Dunas do Paracuru. Com investimento inicial de R$ 668,5 milhões, o empreendimento contará com dois hotéis âncoras e um parque temático.

Emprego e renda

De acordo com o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, “nosso esforço para atrair esse empreendimento é para ampliar o aproveitamento do nosso potencial turístico. Esse complexo vai incrementar a economia, não apenas da região de Paracuru, mas de todo o Estado, pela atração de um maior número de turistas. Além da quantidade de empregos que vai gerar”, destacou.

Estrutura

O Dunas do Paracuru abrange uma área de quase 700 hectares. Serão construídos resorts turísticos de diferentes tipos como hotéis, apart-hotéis e pousadas, com capacidade estimada em até 5.100 quartos. O complexo contará com uma ampla oferta residencial turística, com capacidade para até 9 mil unidades, e áreas comerciais, esportivas, além de outros equipamentos de lazer.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 99649-4083.

14:54 · 17.04.2017 / atualizado às 17:58 · 17.04.2017 por
Festival de Dança, Paracuru-CE (Foto: David Lazaro).

Paracuru- O feriado de Tiradentes será de muita dança em Paracuru, que será sede do 9° Festival de Dança do Litoral Oeste, marcado para os dias 21 e 22 deste mês, com programação gratuita. As apresentações serão realizadas à noite, a partir das 20h30, em estrutura montada na Praça de Eventos da cidade. Na sexta, após a solenidade de abertura, sobem ao palco os bailarinos Mel Oliveira e Sandro Fernandes, do Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, para apresentar o grand pas de deux do Cisne Negro, III Ato do balé O Lago dos Cisnes.

Programação

Na primeira noite da 9ª edição, o Festival também apresenta o bailarino Alexandre Américo, do Rio Grande do Norte, com “Myo_Clonus”, e quatro espetáculos de grupos e bailarinos do Ceará: O Curso Técnico em Dança leva ao palco “Muda”, Clarissa Costa e Jhon Morais dançam “Felizes para Sempre” e o Grupo de Dança do Cuca Mondubim participa com o espetáculo “Afro Dizia”.

Na noite de abertura haverá uma homenagem ao bailarino e professor cearense Ernesto Gadelha, por toda sua contribuição e seu histórico de gestão e formação, na criação de espaços e atravessamentos artísticos que potencializam os encontros e as políticas na dança no Ceará. Ernesto Gadelha é formado em Pedagogia da Dança pelo Instituto de Danças Cênicas da Escola Superior de Música de Colônia, com pós-graduação em Dança Contemporânea na Escola Superior Folkwang, em Essen, ambas na Alemanha. Atuou como bailarino profissional em companhias e grupos de dança do Brasil, Holanda e Alemanha.

Outros grupos

No sábado, programação artística tem início com o espetáculo “Desaparecidos”, da Cia de Dança Ciclos. É também a noite do Grupo de Dança Tablado com “Primavera Flamenca” e da Paracuru Cia de Dança, que leva ao palco “Coração Vagabundo”. Para encerrar com festa, a cantora Mel Mattos apresenta o show “Démodé?!”.

Reinvenção e arte

Para a nona edição chegar ao palco, “reinventar” foi a palavra-chave para as relações, os fazeres e a arte, de acordo com a direção. “Assim a articulação entre a estética e a política irá se definindo através da ‘partilha do sensível’. É preciso reinventar essa partilha”, diz Flávio Sampaio, um dos mentores do Festival, que abre espaço para a discussão de novas construções na relação entre dança e políticas culturais, atravessadas por concepções de corpo, arte, identidade, subjetividade, representações e singularidades, repleta de encontros e agenciamentos que irão ampliar os universos referenciais e, portanto, os universos existenciais.

No dia 22, das 9h às 12h na Escola de Dança de Paracuru, haverá um encontro cuja discussão será em torno das políticas públicas de continuidade e gestão nas produções artísticas e eventos no interior do Estado. O encontro será mediado por Flávio Sampaio e contará com a participação de representantes da dança do interior do Estado.

Festival de Dança, Paracuru-CE (Foto: Celso Oliveira).

Oficinas

Nos dias 21 e 22, das 14h às 17h, na Escola de Dança de Paracuru, será realizada a oficina do bailarino Alexandre Américo, que atua na área da investigação em Dança Contemporânea, com enfoque em estruturas de improvisação. Nos dias 8 e 9 de abril, já havia sido realizado, no Ponto de Cultura Galpão da Cena, em Itapipoca, o workshop “Princípios da educação somática na dança contemporânea”, com o bailarino Possidônio Montenegro, que deu início às ações formativas da nona edição.

Em maio, a cidade de Trairi terá três workshops, ministrados por Alex Santiago, professor da Escola de Dança de Paracuru, com os temas “Conhecimento do estudo técnico e artístico do ballet clássico: Aulas de Chão; Aulas na Barra e Aulas no Centro”, “Conhecimento do estudo técnico e artístico da Dança Contemporânea: Estudo do Movimento; Estudo de Método e Prática” e “Estudo dos contatos entre os corpos e suas possíveis conduções durante as danças: Identidade, integridade, e escuta corporal; Compreensão das expressões artísticas; Dinâmica do corpo e Percepção sinestésica”. As atividades terão início no dia 19, se estendo até o dia 27 de maio, na Comunidade Educacional Padre Anchieta – CEPAN (Av. César Cals de Oliveira), destinadas a dançarinos, monitores capoeiristas e monitores de dança da sede e interior de Trairi.

O Festival

O 9° Festival de Dança do Litoral Oeste é uma realização da Associação de Artes Cênicas de Itapipoca (AARTI), Associação Dança Arte e Ação e Associação de Dança Arreios de Trairi, com o patrocínio da Enel e a parceria da Quitanda das Artes. Tem o apoio cultural do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, e o apoio institucional da Prefeitura de Paracuru, com produção de ‘Cinco Elementos’ e ‘Associação Cênica Difusão e Marketing Cultural’.

Serviço

9° Festival de Dança do Litoral Oeste – Dias 21 e 22 de abril em Paracuru

Informações: Festival de Dança do Litoral Oeste Ceará. Tel: (85)3046-2744 e (85)98162-2847.

Programação

Dia 21/04 (sexta-feira)

14h às 17h – Escola de Dança de Paracuru

Oficina de Alexandre Américo (RN)

20h30 – Praça de Eventos

Solenidade de Abertura: Homenagem a Ernesto Gadelha

Dia 22/04 (sábado)

9h às 12h – Escola de Dança de Paracuru

Encontro sobre Políticas Públicas para as Artes no Interior

14h às 17h – Escola de Dança de Paracuru

Oficina de Alexandre Américo (RN)

20h30 – Praça de Eventos

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

12:15 · 05.04.2017 / atualizado às 12:15 · 05.04.2017 por
Paracuru-CE; há 9 anos, o festival faz sucesso entre profissionais e amantes da dança no Ceará (Foto: divulgação/ Dégagé).

Paracuru- Em uma estrutura montada na Praça de Eventos em Paracuru, cidade praiana do Ceará e um dos principais destinos turísticos do estado, será realizado, nos dias 21 e 22 de abril, o 9° Festival de Dança do Litoral Oeste. Na programação, espetáculos, oficina e encontro, com acesso gratuito a todas as atividades. Para a abertura, às 20h30, o Festival recebe os bailarinos Mel Oliveira e Sandro Fernandes, do Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, que apresentam o ‘grand pas de deux’ do Cisne Negro, III Ato do balé ‘O Lago dos Cisnes’.

Acesso à cultura

O Festival de Dança do Litoral Oeste é considerado um dos principais eventos de dança do Ceará, com uma proposta descentralizadora e democrática de circulação dessa arte, priorizando, sobretudo, a produção cearense. Desde a primeira edição colabora com o fortalecimento deste segmento e a democratização do acesso à cultura na Região do Litoral Oeste cearense. As cidades de Itapipoca, Trairi e Paracuru, que a cada ano se dividem como sede do Festival, desenvolvem, há mais de duas décadas, ações continuadas e permanentes em dança, no âmbito da formação técnica, pesquisa, criação, montagem, mostra e difusão.

Programação artística

Na primeira noite da 9ª edição, o Festival também apresenta o bailarino Alexandre Américo, do Rio Grande do Norte, com “Myo_Clonus”, e quatro espetáculos de grupos e bailarinos do Ceará: O Curso Técnico em Dança leva ao palco “Muda”, Clarissa Costa e Jhon Morais dançam “Felizes para Sempre” e o Grupo de Dança do Cuca Mondubim participa com o espetáculo “Afro Dizia”.

Na noite de abertura haverá ainda uma homenagem ao bailarino e professor Ernesto Gadelha, por toda sua contribuição e seu histórico de gestão e formação, na criação de espaços e atravessamentos artísticos que potencializam os encontros e as políticas na dança no Ceará.

No sábado, 22 de abril, a programação começa, também às 20h30, com o espetáculo “Desaparecidos”, da Cia de Dança Ciclos. É também a noite do Grupo de Dança Tablado com “Primavera Flamenca” e da Paracuru Cia de Dança, que leva ao palco “Coração Vagabundo”. Para encerrar com festa, a cantora Mel Mattos apresenta o show “Démodé?!”.

Oficina

Além dos espetáculos, o Festival se faz com ações formativas. Nos dias 21 e 22, das 14h às 17h, na Escola de Dança de Paracuru, acontece a oficina do bailarino Alexandre Américo, que atua na área da investigação em Dança Contemporânea, com enfoque em estruturas de improvisação.

No dia 22, das 9h às 12h também na Escola de Dança de Paracuru, haverá um encontro cuja discussão será em torno das políticas públicas de continuidade e gestão nas produções artísticas e eventos no interior do Estado. O encontro será mediado por Flávio Sampaio e contará com a participação de representantes da dança do interior do Estado.

Programação prévia

Antes de toda essa programação, em Itapipoca, nos dias 8 e 9 de abril, o Ponto de Cultura Galpão da Cena recebe alunos da Escola livre Balé Baião e professores de dança para o workshop “Princípios da educação somática na dança contemporânea”, dando início às ações formativas da nona edição. A oficina será focada na consciência corporal e técnicas somáticas da dança, tendo como facilitador o bailarino Possidônio Montenegro.

Paracuru-CE; Os municípios de Trairi e Itapipoca terão programação previa com workshops (Foto: Divulgação Dégagé).

Em Trairi

Três workshops serão realizados em Trairi, como parte das ações formativas desta edição do festival, sendo ministradas por Alex Santiago, professor da Escola de Dança de Paracuru com os temas “Conhecimento do estudo técnico e artístico do ballet clássico: Aulas de Chão; Aulas na Barra e Aulas no Centro”, “Conhecimento do estudo técnico e artístico da Dança Contemporânea: Estudo do Movimento; Estudo de Método e Prática” e “Estudo dos contatos entre os corpos e suas possíveis conduções durante as danças: Identidade, integridade, e escuta corporal; Compreensão das expressões artísticas; Dinâmica do corpo e Percepção sinestésica”. As atividades se darão nos dias 19, 20, 26 e 27 de maio, na Comunidade Educacional Padre Anchieta – CEPAN (Av. César Cals de Oliveira), destinadas a dançarinos, monitores capoeiristas e monitores de dança da sede e interior de Trairi.

Parcerias

O 9° Festival de Dança do Litoral Oeste é uma realização da Associação de Artes Cênicas de Itapipoca (AARTI), Associação Dança Arte e Ação e Associação de Dança Arreios de Trairi, com o patrocínio da Enel e a parceria da Quitanda das Artes. Tem o apoio cultural do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura, e o apoio institucional da Prefeitura de Paracuru. Produção: Cinco Elementos e Associação Cênica Difusão e Marketing Cultural. Produção local: 7 Oito Fazer Cultural. Coprodução: WM Cultural.

Serviço

9° Festival de Dança do Litoral Oeste

Dias 21 e 22 de abril em Paracuru.

Informações: (85) 3046.2744 e (85)98162.2847.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

10:26 · 02.08.2016 / atualizado às 10:26 · 02.08.2016 por

Paracuru- O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça de Paracuru, conseguiu liminar para suspensão do concurso público destinado a cargos de agente comunitário de saúde-ACS daquele município. No último mês de junho, candidatos aprovados no certame compareceram ao MPCE relatando uma série de irregularidades quanto aos critérios de classificação.

Desclassificação

A decisão do juiz substituto titular da comarca de Paracuru, Wyrllenson Flávio Barbosa Soares, atende ao pedido do promotor de Justiça Cleiton Sena de Medeiros. O titular da Promotoria de Justiça de Paracuru explica que os candidatos aprovados no concurso público relataram terem sido desclassificados do certame por não residirem em microáreas estabelecidas pelo município, apesar de alguns terem domicílio na área de atuação, conforme exigência legal.

Critérios

Outros candidatos às vagas do concurso público procuraram o MP noticiando sobre o não cumprimento dos critérios objetivos e impessoais na análise do preenchimento dos requisitos do edital por parte dos concorrentes, exigindo a residência em microárea, ora entendendo suficiente o domicílio na área de atuação. “Assim, a medida tem como objetivo resguardar os direitos dos candidatos devidamente aprovados, mas prejudicados pela exclusão ilegal, ferindo os princípios da ampla acessibilidade aos cargos públicos, isonomia e impessoalidade”, explica Cleiton Sena, promotor de Justiça.

O promotor complementa que “restringir o acesso aos cargos de ACS apenas a quem reside na microárea que pretende atuar, espaço esse, ao menos em regra, muito mais reduzido que as áreas, fere o princípio da ampla acessibilidade aos cargos públicos aos brasileiros e estrangeiros, na forma da lei (art. 37, I, da Constituição Federal de 1988)”, assegura.

Suspensão

A medida cautelar, em caráter antecedente, suspende imediatamente a seleção pública para provimento de vagas do quadro de efetivos e formação de cadastro de reserva do município, inclusive, eventuais nomeações de aprovados, até nova deliberação judicial.

De acordo com o MP, o Centro de Treinamento e Desenvolvimento (Cetrede), organizador do certame, será informado para que, no prazo de dez dias, remeta à Justiça cópias dos atos de inscrições dos candidatos com os respectivos documentos que comprovem as condições gerais para inscrição e os requisitos para o exercício do cargo; além de cópias dos atos de exclusão ou eliminação dos candidatos, por deixarem de satisfazer aos requisitos legais, regulamentares e regimentais.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo whatsApp 88 9 9659-4083.

14:18 · 23.07.2016 / atualizado às 14:19 · 23.07.2016 por
Palhaço Biribinha é um dos participantes do Festival (Foto/ divulgação: Festival de Circo de Ceará).
Palhaço Biribinha é um dos participantes do Festival (Foto/ divulgação: Festival de Circo de Ceará).

Sobral- Entre os dias 12 e 28 de agosto, Fortaleza e mais quatro municípios cearenses recebem a maior programação de circo do Norte/Nordeste com 100 atividades entre espetáculos, números, performances, oficinas, encontros e projetos especiais de 30 companhias, grupos e artistas do Brasil e do exterior. A 3ª edição do Festival de Circo do Ceará – Festival Internacional de Artes Circenses envolve articulações com instituições culturais parceiras, com objetivo de expandir a programação a mais municípios cearenses.

Programação

A abertura do evento (dia 12) terá a apresentação do espetáculo La Naturaleza Rota com o artista argentino Tuto Tul às 19h no Cineteatro São Luiz. Mais cedo a partir das 17h, na Praça do Ferreira o espetáculo de rua “Ao Divagar se vai longe e de bicicleta, mais ainda…” com a Cia. UmPédeDois de Porto Alegre (RS).

A programação continua em Fortaleza nos dias 13 e 14 de agosto na Praça Verde do Dragão do Mar, sempre a partir das 17h, depois segue para os municípios Aracati/Canoa Quebrada (17 a 19/08), Itapipoca (20 e 21/08), São Gonçalo do Amarante (25 e 26/08) e Paracuru (27 e 28/08).

Região Norte

A programação oficial da terceira edição do Festival de Circo do Ceará conta com 66 apresentações, 14 oficinas e 1 exposição em Itapipoca e São Gonçalo, ambas no Norte do Ceará, além de Quixeré, Fortaleza, Canoa Quebrada, e Paracuru, onde haverá o encontro “O Protagonismo Feminino no Circo”. A programação se estenderá a mais quatro municípios (Redenção, Itaitinga, Maranguape, Guaiuba) em parceria com o Centro Cultural Banco do Nordeste, por meio dos programas ‘Arte Itinerante’ e ‘Cultura Infância’, com 14 espetáculos e 4 oficinas.

Bastante procuradas pelo público e profissionais que atuam na atividade circense, as oficinas do programa “Luz no Picadeiro”, serão realizadas durante o Festival. As inscrições começam a partir da próxima segunda, 25, no site do evento (info.festivalcircoceara@gmail.com).

Parcerias

A terceira edição do Festival de Circo do Ceará – Festival Internacional de Artes Circenses é uma realização da Iluminura Produtora Cultural, com parceria do Centro Cultural Banco do Nordeste, apoio da Coelce (Companhia Energética do Ceará), Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e apoio da Secretaria da Cultura do Estado.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 96594083.