Busca

Tag: Serra da Ibiapaba


10:03 · 09.02.2018 / atualizado às 10:06 · 09.02.2018 por
Ipu-CE, rua alagada causa transtorno para pedestres e condutores de veículos (Foto: Fagner Freire).

Ipu- A chuva voltou a banhar a cidade de Ipu, na Serra da Ibiapaba. O município recebeu 45 mm de precipitações, liderando a lista dos dez de maiores índices pluviométricos, entre essa quinta e sexta-feira (8 e 9). Os dados da Fundação Cearenses de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) também mostram que choveu em 52 municípios cearenses. As águas que têm caído sobre Ipu, nos últimos dias, tanto mudaram a aparência da famosa Bica, trazendo de volta o espetáculo a céu aberto de seu “véu de noiva”, quanto têm revelado as mazelas de quem mora em áreas de risco, nesse caso, abaixo do famoso ponto turístico.

Ipu-CE; alguns pontos ficaram quase intransponíveis depois da chuva de 45 mm (Foto: Fagner Freire).

Alagamento

Os moradores do Bairro Cafute, periferia de Ipu, voltaram a sofrer com a força da água que desce da famosa Bica e se junta a pequenos córregos e riachos acima das moradias. Em alguns pontos, a água cresceu em volume e passou pelas casas com violência, voltando a arrebentar as calhas que recebem as águas do riacho Ipuçaba. Em outros pontos, as ruas ficaram completamente alagadas, trazendo perigo para pedestres e condutores de veículos. Segundo o fotógrafo Fagner Freire, “muitas ruas ficaram alagadas, com pontos em que os motorista não se arriscaram a passar, devido a grande quantidade de água acumulada”, afirmou e finalizou, ” na rua Cel. Félix, de acesso à Bica, a água invadiu uma academia e inundou um carro. O reboque teve de ser chamado para dar assistência ao motorista”, lamentou.

São Benedito, Ibiapaba-CE; Santuário de Fátima ficou completamente encoberto pela neblina (Foto: Ludimá Marques).

Ações

Segundo o representante da Defesa Civil de Ipu, major Eucir Castro, “ em relação á situação do Bairro Cafute, parte dele é considerado área de invasão, formada por construções irregulares, que não respeitaram o distanciamento correto às margens do leito do riacho. As chuvas fortes, na região serrana, têm causado inundações. Já estivemos nos locais, orientando as pessoas. A Guarda Municipal tem colaborado nesse trabalho para articular ações de apoio, assim como buscar recursos, junto ao Governo do Estado, para evitarmos problemas futuros. Já mapeamos e temos monitorado as áreas de risco em Ipu. Estamos em alerta”, informou. Em São Benedito, ainda na Ibiapaba, o dia foi de cerração, que encobriu boa parte da cidade, inclusive, o Santuário de Fátima, que ficou completamente tomado pela neblina.

Bica do Ipu, Ibiapaba-CE; com as chuvas, véu de noiva da Bica volta a encantar, mas forte correnteza compromete a segurança de moradores abaixo do ponto turístico (Foto: Fagner Freire).

Inverno

Com a chegada da Quadra Invernosa, de acordo com o supervisor da Unidade de Tempo e Clima da Funceme, Raul Fritz, a tendência dos próximos dias é que as chuvas sejam mais amplas e distribuídas pelo Estado; intensas, em algumas regiões, e fracas, em outras, mas persistentes. “Tudo isso se dá por conta da influência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), principal sistema meteorológico atuante no período da Quadra Chuvosa, que se estende até o mês de maio, assim como da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), principalmente no Cariri”, afirma Raul Fritz, e complementa, “a partir da segunda quinzena de fevereiro, espera-se que as precipitações ocorram com maior frequência em todo o Estado”.

Região Norte

Ainda, segundo o supervisor da Funceme, Raul Fritz, no primeiro prognóstico relacionado às chuvas divulgado pela Fundação, no último dia 22 de janeiro, o Norte do Ceará, assim como a região de serras, entre elas o Maciço do Baturité, apresentaram forte propensão a receber chuvas acima da média, como afirmam os modelos e indicadores estudados pelos meteorologistas. Diferentemente da região Sul, onde, de acordo com Raul Fritz, “observamos que a tendência é de chuvas em torno da média, com notada irregularidade. Mas, dentro dos prognósticos para o Norte, conseguimos ver uma tendência de continuidade de chuvas, até o próximo dia 15. Mesmo com essas diferenças, podemos afirmar que já estamos no inverno, no Ceará”, finaliza.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

11:49 · 01.02.2018 / atualizado às 11:49 · 01.02.2018 por

Ibiapaba- A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) ampliou um sistema de automação no centro de controle operacional do sistema de abastecimento integrado, que distribui água para os oito municípios da Serra da Ibiapaba. A partir de agora, o sistema adutor passa a funcionar de forma totalmente automática, sendo monitorado em tempo real, com a proposta de otimiza os serviços.

Atendimento

Esta melhoria possibilitará uma melhor distribuição de água entre as cidades, uma vez que a tecnologia permite monitoramento 24 horas, das pressões no sistema, do nível dos reservatórios, do bombeamento e da captação de água. No total, a melhoria beneficiará cerca de 300 mil pessoas.

Economia

De acordo com a gerente da Unidade de Negócio da Bacia da Serra da Ibiapaba, Nataly Acácio, a tecnologia de monitoramento melhora a atuação da Cagece no combate às perdas. “Por meio desse sistema automatizado, os técnicos da companhia conseguem ligar e desligar o bombeamento de forma rápida, de dentro da estação de tratamento, isolando áreas com ocorrências de vazamento, por exemplo”, afirma Nataly.

O sistema funciona por meio de computadores conectados a sensores inteligentes que identificam, com precisão, quaisquer ocorrências no sistema. A tecnologia de monitoramento é a mesma que opera o macrossistema da Região Metropolitana de Fortaleza.

Saiba mais

A automatização dos sistemas do Centro de Controle Operacional da Cagece é um complemento da obra de ampliação do ramal Norte, do sistema adutor da Serra da Ibiapaba. Essa obra tem garantido a continuidade do abastecimento das cidades de Tianguá e Viçosa do Ceará. No total, foram investidos cerca de R$ 45 milhões, com apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

12:13 · 15.01.2018 / atualizado às 17:04 · 15.01.2018 por
Padre Francisco Pinto aguarda por beatificação e posterior canonização.

Tianguá- A Celebração que marcou o resgate histórico do Padre Francisco Pinto foi realizada no último dia 11 de Janeiro, data que faz lembrar os 410 Anos do Martírio do primeiro Missionário do Ceará, ocorrido na Serra da Ibiapaba em 1608. A Missa foi presidida pelo padre José Fonseca da Silva Filho, Pároco de Nossa Senhora dos Prazeres, no município de Caucaia, que classificou como “muito significativa para Igreja Católica, a lembrança do primeiro mártir e evangelizador do Ceará”, ressalta.

Missa

A Catedral de Sant’Ana de Tianguá ficou lotada de fiéis para a tradicional missa de todas às quintas-feiras dedicadas ao Santíssimo Sacramento, ganhando outro elemento de fé e devoção que atraiu a atenção dos paroquianos de Tianguá, na Serra da Ibiapaba, e mais católicos de Ubajara e Ibiapina, cidades próximas à Matriz Diocesana. Outras pessoas da região estiveram presentes para saber mais sobre a história do missionário Jesuíta, também narrada em forma de linha do tempo, exposta aos visitantes no Memorial do Parque. De acordo com Adauto Leitão, historiador e entusiasta da Causa de Beatificação e posterior Canonização do Padre Francisco Pinto, “existe uma linha do tempo fixada em um banner para os turistas saberem do histórico da Ibiapaba, no qual consta uma retratação do Padre Francisco Pinto SJ do século XVII”, informa, apoiado pelo guia do Parque, André Moura.

Catedral de Sant’Ana de Tianguá, Serra da Ibiapaba-CE; fiéis se reúnem para lembrar os 410 anos de martírio do padre Francisco Pinto.

Tradição

Para Adauto Leitão, que proferiu uma palestra no altar da Catedral, e manifestou alegria pela lembrança da data. “essa missa pode favorecer o avanço do processo de beatificação e canonização do missionário, pois, 410 anos de martírio representa um marco histórico e, segundo a tradição canônica, o sangue derramado por martírio é testemunha de morrer pela fé. Com profunda emoção de participar do Ato, o sangue do Padre Pinto fecundou o solo da Ibiapaba, num longo trajeto, desde Messejana, antiga Aldeia Paupina, até a Serra Grande”, lembra o historiador.

História

Nascido nos Açores, arquipélago autônomo de Portugal, o padre Francisco Pinto veio para o Brasil, quando criança, acompanhando a família que imigrou para o no país. Aos 17 anos de idade, deixou o Estado de Pernambuco, seguindo para a Bahia. Em 31 de outubro de 1568 ingressou na Companhia de Jesus. Devido a seu conhecimento das línguas indígenas foi indicado para a Missão do Maranhão. Em 2 de fevereiro do 1607, celebrou a primeira missa no território do atual Estado do Ceará, na foz do Rio Jaguaribe. Durante a viagem, Francisco Pinto esteve em um aldeamento denominado Paupina, que corresponde atualmente ao Centro de Messejana.

Historiador Adauto Leitão profere palestra sobre padre Francisco Pinto, em missa que lembra os 410 anos de seu martírio, na Ibiapaba.

Martírio

Em missão, Francisco Pinto avançou até a Chapada da Ibiapaba, na região Norte cearense, chegando a habitar com os índios Tabajara. De acordo com sua historiografia, em 11 de janeiro de 1608, foi assassinado pelos índios Tocarijus, instigados pelos franceses que mantinham contatos na região da Serra por meio da Feitoria da Ibiapaba. O martírio, segundo a história, teria ocorrido, onde, atualmente, está localizado o Município de Carnaubal, sendo, o padre, enterrado no sopé da Serra.

Após sua morte e sepultamento, o missionário recebeu a alcunha de ‘Amanaiara’, que significa, em Tupi, o senhor da chuva, transformando-se para os indígenas que tiveram contato com ele, numa entidade espiritual. Os seus restos mortais viraram amuletos para o combate à seca, sendo estes trasladados até a Parangaba, pelos índios Potiguara.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

18:32 · 10.01.2018 / atualizado às 10:44 · 11.01.2018 por
São Benedito, Ibiapaba-CE; após a conclusão do Curso Básico de Floricultura, jovens aguardam a certificação planejando empreender (Foto: Instituto Agropolos de Ceará).

São Benedito- Moradores do município de São Benedito, na Serra da Ibiapaba, receberão, no próximo dia 18, os certificados de conclusão do 12º Curso Básico em Floricultura, realizado pela Escola de Flores do Ceará (Tecflores), equipamento do Governo do Estado administrado pelo Instituto Agropolos do Ceará (IACe), que beneficiará 35 jovens com qualificação profissional na Serra da Ibiapaba. A cerimônia de entrega contará com a presença da presidente do IACe, Ana Teresa, e do secretário do Desenvolvimento Agrário (SDA), Dedé Teixeira.

Cursos

Em sua 12ª edição, cerca de 300 jovens já foram qualificados com a formação, que possui 192 horas/aula distribuídas em 17 módulos teóricos e práticos, tais como introdução à floricultura, produção de flores temperadas de corte, produção de rosas, produção de folhagens ornamentais, agricultura orgânica, economia solidária, segurança do trabalho, controle de praga e doenças, uso correto de defensivos, pós-colheita e comercialização.

Formação

De acordo com Patrícia Moreira, coordenadora da Escola de Floricultura do Ceará, “o propósito do curso é fazer com que os estudantes consigam abrir e gerir o próprio negócio. Além disso, que se interessem pelo meio rural e enxerguem novas possibilidades, como graduações, cursos tecnológicos ou superiores na área”, explica a coordenadora, apoiada por José Mateus Rocha, de 18 anos, e morador de Inhunçu, distrito de São Benedito, que afirma ter mudado de perspectiva de futuro após o curso. “Antes de assistir as aulas, eu pensava em fazer o curso e arranjar um emprego. Agora, com as informações sobre as possibilidades de comercialização, eu pretendo montar o meu próprio negócio”, comemora.

Empreendedorismo

A exemplo de Mateus Rocha, a vontade de empreender também está nos planos da estudante Janete de Almeida, que tem 26 anos e mora na Chapada 1, outro distrito de São Benedito. A jovem pretende montar o próprio negócio. “Eu pensava em um emprego, mas hoje, vejo que o curso oferece um leque de possibilidades. Muitos que estão estudando aqui pretendem fazer um nível superior. Eu espero conseguir montar a minha floricultura”, almeja.

Emprego

O colaborador do Grupo Reijers, empresa instalada em São Benedito, que atua no ramo de flores, Marcos Sousa (20), trabalha há um ano e oito meses no setor de classificação da empresa. O jovem, aluno do curso Básico de Flores, no TecFlores lembra o que foi primordial a sua contratação à época. “O grupo, que prioriza a contratação de pessoas qualificadas, recebeu a turma que eu integrava para um estágio. Depois disso, fizeram a proposta para eu continuar trabalhando aqui. Passar pelo TecFlores foi fundamental para que eu conseguisse esse emprego”, conclui.

Serviço

Entrega de certificados do Curso Básico em Floricultura

No dia 17 de janeiro

Às 9h

Na sede do TecFlores (Sítio Lagoa, S/N), em São Benedito, Serra da Ibiapaba

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

19:25 · 08.01.2018 / atualizado às 19:29 · 08.01.2018 por
Fórum Valter Nogueira e Vasconcelos, Tianguá-CE; Polícia investiga possível furto de objetos do Fórum (Foto: Mateus Ferreira).

Tianguá- A Polícia Civil continua sem informações sobre o paradeiro dos responsáveis, ou responsável, pelo furto observado nesta segunda-feira (8), durante o primeiro dia de retorno do recesso dos servidores do Fórum de Tianguá, município localizado na Serra da Ibiapaba. Foi com surpresa, que, ao chegarem ao local de trabalho, os funcionários do Fórum Valter Nogueira e Vasconcelos, encontraram o portão principal e as portas da 1ª e 2ª Varas arrombados.

Perícia

De acordo com a Polícia Civil, nenhum boletim de ocorrência foi feito sobre o ocorrido, ainda. Após o isolamento da área, uma equipe da Pericia Forense esteve no local para os procedimentos preliminares, como a vistoria, tanto do prédio, quanto dos cômodos, onde são acomodadas armas, drogas e demais bens ou pertences do Fórum. O assunto repercutiu nas redes sociais, onde houve especulação sobre quantidade de material furtado.

Levantamento

Na Delegacia Regional de Polícia Civil de Tianguá, também não se sabe o dia, ao qual o crime pode ter sido praticado, já que o prédio esteve fechado, desde o fim do ano passado. Apesar de uma investigação preliminar, segundo Wyrllenson Flávio Soares, juiz da 3ª Vara de Tianguá, “nós ainda não temos como saber o que foi furtado de dentro do Fórum. Não confirmamos nenhuma informação desse tipo veiculada nas redes sociais. Ainda nos falta um levantamento correto para saber o que foi subtraído aqui”, disse o juiz.

Fórum Valter Nogueira e Vasconcelos, Tianguá-CE; Fórum teve portas e janelas arrombados (Foto: Mateus Ferreira).

Insegurança

Ainda, segundo o juiz Wyrllenson Soares, “o Fórum da Comarca de Tianguá é dividido em dois prédios, um, onde funciona as 1ª e 2ª Varas e a 3ª Vara, no espaço ao lado. Pelo que nós apuramos, somente os dois espaços anteriores foram atingidos. No final do mês de novembro passado, o prédio também sofreu tiros, mas não posso afirmar se isso faz parte de algum tipo de represália ou ação coordenada contra o Fórum. As investigações vêm sendo feitas, além de termos pedido à Comissão de Segurança do Tribunal de Justiça para aumentar a segurança e nos dar mais garantias de trabalho”, explicou.

Segundo a Polícia Civil, o Fórum de Tianguá não tem câmeras, funcionando sem a presença de vigias. Ainda, segundo a Polícia, estão sendo recolhidas imagens das câmeras de estabelecimentos próximos para auxiliar na investigação.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

07:37 · 14.11.2017 / atualizado às 08:21 · 14.11.2017 por
Câmara Municipal de Ubajara, Ubaraja-CE; moradores da Serra da Ibiapaba participam de reunião com o Comitê Integrado de Convivência com a Seca (Foto: André Gurjão).

Ubajara- Os moradores de Ubajara, na Serra da Ibiapaba, receberam, nessa segunda-feira (13) o Comitê Integrado de Convivência com a Seca. O colegiado, presidido pelo secretário do Desenvolvimento Agrário (SDE), Dedé Teixeira, apresentou o balanço das reservas hídricas da Serra da Ibiapaba, que é composta por nove municípios. A população, que depende exclusivamente das águas do Açude Jaburu, também ficou a par das perspectivas de precipitações chuvosas para a próxima quadra invernosa do Estado.

Volume

Construído em 1983, entre os municípios de Tianguá e Ubajara, o Jaburu é responsável por toda a oferta de água da Serra da Ibiapaba, ou seja, cerca de 320 mil habitantes. De acordo com o Portal Hidrológico do Ceará, em sua verificação rotineira, dessa segunda-feira, o açude opera hoje com apenas 21,9% de seu volume total armazenado, tendo acumulado apenas 6% do volume de recarga como resultado das últimas águas que encerraram o período chuvoso no Ceará. Preocupados com as sucessivas estiagens, além da pouca recarga hídrica, os moradores da Ibiapaba já haviam criado, em 2015, o movimento S.O.S. Jaburu, para acompanhar as ações relacionadas ao reservatório.

Sugestões

Ao longo do encontro, os presentes puderam tirar dúvidas e expor suas opiniões sobre a atual situação a qual os municípios, que dependem do Jaburu, se encontram. Para a moradora Daniele Alves, da ONG Movimento Popular Desperta Ibiapina (36), “a minha sugestão é que as leis ambientais sejam cumpridas. A especulação imobiliária está entrando muito, destruindo os nossos cinturões verdes e soterrando os rios Pituba e Jaburu. Preservar é sempre mais viável, do que uma transposição ou qualquer alta tecnologia utilizada, e já temos esse potencial”, acrescentou.

Investimento

Já, para o agricultor Joaquim Aristides (57), uma das soluções para avançar a produção rural em meio a baixa recarga de chuvas dos últimos anos, “seria construir pequenas barragens por meio de parcerias público-privadas, assim reteríamos a água dos nossos rios, antes delas chegarem ao Piauí. Hoje, muitos produtores não possuem condição de adquirir as máquinas para as escavações, mas poderiam colaborar com a doação de óleo diesel e manutenção”, afirmou o agricultor, após saber mais sobre as obras estruturantes realizadas pelo Governo do Ceará, em prol da agricultura, como o Mapeamento do Solo, pelo Projeto São José, com o investimento de R$ 10 milhões, e a entrega do Projeto Navio Pirata, equipamento com tecnologia de ponta que vai apresentar, em detalhes, a influência do aquecimento das águas do Oceano Atlântico no clima cearense.

Açude Jaburu, Ubajara-CE; situação precária do Açude Jaburu, que abastece os municípios da Ibiapaba, esteve na pauta da reunião (Foto: Marcelino Júnior).

Previsões

De acordo com a supervisora do Núcleo de Meteorologia da Funceme, Meire Sakamoto, presente ao encontro, “quanto mais conhecermos o Oceano Atlântico, mais poderemos oferecer uma previsão com um grau de certeza maior”, explicou a supervisora, detalhando que, segundo o Monitor da Secas, “o Estado do Ceará inteiro vive graus diferentes de seca, em maior ou menor severidade. Na Serra da Ibiapaba, por exemplo, o quadro passou a se estabelecer a partir de agosto deste ano e, de lá para cá, reduziu a capacidade hídrica do açude Jaburu em 5,5%. A situação é ainda mais preocupante nas regiões do Cariri, Centro-Sul e Vale do Jaguaribe”, afirmou.

La Niña

Ainda, de acordo com Sakamoto, “o quadro climático atual, não é certeza de chuva, porque precisa se repetir por cinco bimestres consecutivos, até haver a confirmação do La Niña, fenômeno em que ocorre o resfriamento das águas do Pacífico e grandes precipitações no Nordeste brasileiro.A situação do Oceano Pacífico, por exemplo, lembra o início do atual período de seca, entre 2011 e 2012″, alerta a pesquisadora da Funceme.

Agenda

Segundo o secretário do Desenvolvimento Agrário (SDE), Dedé Teixeira, “a ideia principal é transformar os agricultores e os demais atores sociais em sujeitos que opinam e interferem no futuro do Estado, e que eles também recebam informações sobre as obras e as ações do Governo do Ceará”, disse Dedé Teixeira, anunciando para o mês de dezembro, o 10º e último encontro do Comitê neste ano, a ser realizado em Sobral, ainda sem data definida.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

15:57 · 10.11.2017 / atualizado às 15:57 · 10.11.2017 por
Ipu-CE; carro perde o controle e invade casas em curva na subida da Ibiapaba (Foto: Fagner freire).

Ipu- Os moradores do bairro da Mina, na subida da Serra da Ibiapaba, na região Norte do Estado, foram surpreendidos, na madrugada desta sexta-feira (10), quando o motorista de um veículo BMW 320i, de cor vermelha e placas JKI-0512, de Teresina (PI), perdeu o controle e sobrou em uma curva da subida da Serra da Ibiapaba, num trecho da CE-187 e invadiu três residências.

Batida

Ao perder o controle, o condutor, que não teve o nome revelado pela Guarda Civil Municipal, que esteve no local do acidente, acabou invadindo as casas, deixando-as parcialmente destruídas. De acordo com a equipe da Guarda Civil Municipal, “o condutor do veículo, residente em Guaraciaba do Norte, na Ibiapaba, seguia no sentido Ipu-Várzea do Giló, distrito daquele município, trafegando em alta velocidade pela via, quando perdeu, em dado momento, o controle do veículo, que saiu da pista, vindo a colidir fortemente com muro de duas casas, parando na parede de outra”, afirmou o registro.

Ocorrência

No momento da colisão, os moradores ainda dormiam, não havendo ninguém no local. De acordo com testemunhas, o veículo estava ocupado por quatro jovens, que aparentavam embriaguez, informação que não foi confirmada pela Guarda Civil, ao atender a ocorrência. A dona de uma das casas atingidas pela batida, fez Boletim de Ocorrência na Delegacia de Ipu. Na manhã dessa sexta-feira, os ocupantes do veículo, que são moradores de Guaraciaba do Norte, se apresentaram na Delegacia Civil de sua cidade.

Notificação

Segundo a atendente, que preferiu não ter seu nome revelado, “após ser ouvido pelo delegado, o condutor disse que vai arcar com os danos materiais causados pelo acidente”. O veículo foi encaminhado ao pátio da Delegacia de Ipu, sendo o proprietário notificado e liberado após esclarecimento.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

18:12 · 07.11.2017 / atualizado às 18:12 · 07.11.2017 por

Ubajara- Um casal foi preso, nesse último final de semana, no município de Ubajara, na Serra da Ibiapaba, acusado de manter uma rede de abusos e estupro de menores. José Rubens de Sousa Filho, 23, e Raquel de Sousa Rodrigues, 21, são acusados de ter cometido estupro, com pelo menos, 10 meninas, entre 13 e 15 anos, de acordo com a Polícia Civil, que iniciou investigação sobre o caso.

Violência

De acordo com Mauro Barroso, inspetor da Civil daquele município, que acompanha a investigação, “a Raquel agenciava as meninas, oferecendo trabalho, pagamento de salário, e, em determinado momento, dava a elas um suco contendo substância entorpecente. A vítima adormecia e o José Rubens, por sua vez, cometia os estupros”, afirmou.

A Polícia só tomou conhecimento do caso, após denúncia foi feita pelo Conselho Tutelar de Ubajara, que atendeu uma das vítimas, que buscou por orientação no órgão. A menina disse em seu depoimento aos conselheiros, que, ao acordar, percebeu que estava sangrando no órgão genital. Encaminhada, a Sobral, a vítima foi submetida a exames no IML, onde, segundo levantamento do Conselho Tutelar, foi comprovado o estupro.

Flagrante

Os dois suspeitos foram presos em flagrante e já foram ouvidos na Delegacia. Raquel segue presa na Delegacia de Tianguá e José Rubens, na Cadeia Pública de Ubajara, à disposição da Justiça. A Polícia investiga, ainda, a participação de mais dois homens no caso, que podem fazer parte de uma rede de abuso de menores. Um dos suspeitos já foi localizado e orientado a depor, nessa quarta-feira, 8.

Investigação

Ainda, segundo o inspetor Mauro Barroso, “também houve caso de pedofilia. Enquanto as vítimas estavam desacordadas, os acusados faziam fotos e vendiam as imagens. O notebook com esses arquivos, ainda está desaparecido, de posse de um dos outros dois envolvidos. Um deles será ouvido amanhã”, afirmou.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

09:26 · 07.11.2017 / atualizado às 09:26 · 07.11.2017 por

Viçosa do Ceará A Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas (SPD) desembarca na Serra da Ibiapaba, a partir desta terça-feira, 7. As técnicas da pasta Cléo Félix e Andressa Melo coordenarão o workshop ‘Trilhando Conhecimento com Compods, em Viçosa do Ceará. Nos municípios de Tianguá e Ubajara serão realizados encontros com gestores locais e representantes da sociedade civil organizada visando, respectivamente, reativar e fortalecer o Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Compod), já existente e fomentar a criação do Compod.

Atividades

O workshop em Viçosa do Ceará objetiva o repasse de orientações e a atualização dos conselheiros municipais de políticas sobre drogas sobre a temática. Segundo a técnica Cléo Félix, “a ideia é capacitá-los para o desenvolvimento das atividades inerentes à competência na localidade. O evento ocorrerá no Polo de Convivência Social. O roteiro inclui a apresentação dos participantes, amostra das políticas sobre drogas no Ceará, abordagem da atuação do Compod, iniciativas comunitárias, com os projetos voltados para a prevenção às drogas, a elaboração do Plano de Ação Municipal de Políticas sobre Drogas e relatório final”, disse.

Debate

Os participantes abordarão, ainda, as potencialidades para a prevenção e vulnerabilidades do município no âmbito da temática das drogas. No encontro, também ocorrerá o esclarecimento de dúvidas e a apresentação de propostas, levando em conta os eixos prevenção, acolhimento, cuidado e reinserção social e profissional de dependentes químicos, considerando as especificidades do município.

Workshop

A secretária Especial de Políticas sobre Drogas, Aline Bezerra Câncio, destaca a importância do workshop para a atualização dos conselheiros sobre a temática das drogas e o desenvolvimento de ações de prevenção. “Ao participarem do evento, os conselheiros serão capacitados para atuar com mais eficiência e eficácia no assessoramento ao governo local, coordenando atividades e realizando ações referentes à política sobre drogas”, afirma a gestora.

Reativação

A titular da SPD lembra que a capacitação já ocorreu em diversos municípios cearenses ao longo de 2017, proporcionando a interiorização de ações por parte da Secretaria, uma orientação do governador Camilo Santana. Em Tianguá e Ubajara, as técnicas da SPD coordenarão encontros com gestores e profissionais da Saúde, Assistência Social e Educação, além de representantes da sociedade civil organizada. A ideia é reativar o Compod e buscar o fortalecimento as ações do colegiado de Tianguá e viabilizar a criação do Compod de Ubajara, a partir do diálogo entre comunidade local e governo na perspectiva da efetivação do controle social na questão das drogas.

Atualmente, a SPD contabiliza a formação de 24 Compods no Estado desde a criação da pasta, em 2015. Considerando os colegiados já constituídos anteriormente, o Ceará dispõe, hoje, de 95 Compods. O objetivo é que sejam implantados colegiados em todos os 184 municípios do Estado, proporcionando o fortalecimento das políticas sobre drogas.

Serviço

Fortalecimento do Compod em Tianguá (7)

Horário: 14 às 17 horas, na Casa da Cultura

Workshop em Viçosa do Ceará (8)

Horário: 8 às 17 horas, no Polo de Convivência Social

Fomento do Compod em Ubajara (9)

Horário: 8 às 12 horas, na Câmara dos Vereadores

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.

18:31 · 25.10.2017 / atualizado às 18:32 · 25.10.2017 por
Ipu-CE; focos de incêndio preocupam moradores de Ipu, no Norte do Estado.

Ipu- Os moradores de Ipu, no sopé da Serra da Ibiapaba, no Norte do Ceará, reclamam do incêndio que tem avançado sobre a mata seca e de fácil combustão, que recobre a região. A evolução das chamas tem preocupado a quem circula pelas proximidades.

Sem controle

Os focos, iniciados há cerca de três dias, segundo populares, se espalharam com ajuda do vento forte, principalmente à noite. De acordo com o blogueiro Afrânio Soares, “o incêndio, que começou há alguns dias, já chama atenção, pois vem se espalhando rápido, tanto no pé da Serra da Ibiapaba, quanto nos limites entre Ipu e o município de Pires Ferreira. De longe, na estrada, já se vê a fumaça”.

O blogueiro afirma que esse tipo de ocorrência tem sido comum na região. “Nesse período, infelizmente, se percebe o aumento dos focos de incêndio, que preocupam os moradores”, diz Afrânio Soares, que também não tomou conhecimento de nenhum atendimento do Corpo de Bombeiros na região. “Vou apurar informações mais detalhadas com os moradores, mas ainda não vi nenhuma equipe de bombeiros nesse caso”, revelou.

Sobral-CE. equipe do Corpo de Bombeiros de Sobral apaga incêndio no sopé da Serra da Meruoca, uma das muitas áreas consumidas por incêndios nessa época do ano (Foto: Marcelino Júnior).

Outros focos

Ao transitar pela CE- 362, em Sobral, os motoristas também têm redobrado a atenção, principalmente durante as viagens à noite. A crescente quantidade de focos de incêndio, ao longo da estrada, têm dificultado o tráfego de veículos e prejudicado a vegetação local que, muitas vezes, arde consumida pelas chamas dia e noite. As condições secas de solo e vegetação, somadas à baixa umidade relativa do ar e a temperaturas altas contribuem para o aumento dos focos neste período do ano em todo o Estado.

Em outro ponto, próximo à sede de Sobral, o sopé da Serra da Meruoca também tem boa parte de sua vegetação devastada pelo fogo, vez ou outra, que avança com rapidez sobre os arbustos secos, com ajuda do vento forte. Em muitos casos, a queimada, localizada numa área de Zona Rural, é iniciada para limpeza de terrenos a serem utilizados para o cultivo da agricultura familiar de final de ano, quando os primeiros sinais de chuva começam a sinalizar a chegada da quadra invernosa.

Ocorrências

O Corpo de Bombeiros Militar de Sobral tem atendido cerca de 15 ocorrências de incêndio por dia, resultado da limpeza dos terrenos realizada por agricultores, que acabam perdendo o controle do fogo. De acordo com o sargento Jaidson Fernandes, do Corpo de Bombeiros, “tem sido grande o volume de ocorrências em vegetação às margens das estradas, nesse período do ano. Estatisticamente falando, essa média tem superado os anos anteriores, apesar dos trabalhos preventivos e de orientação feitos, inclusive nas escolas, à população da Zona Rural, que continua repetindo hábitos perigosos para o manejo de seus roçados”, disse.

Sobre o incêndio em Ipu, de acordo com o Major Antônio Moraes, Comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Sobral, “aquela área de cobertura é do Corpo de Bombeiros de Crateús. Só atendemos quando eles não se fazem presentes, ou precisam de reforço. Ainda não fomos acionados”, afirmou.

Colabore com o Blog Zona Norte pelo WhatsApp 88 9 9659-4083.